Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qui Maio 24, 2012 12:11 pm



Saudações cristãs

Prezados...




Chegou-nos por via privada um comunicado, solicitando-nos esclarecimentos e/ou orietações quanto a fornicação e suas implicações.

O relato diz respeito a um músico. Apesar de dedicado em seu cargo e afazeres extensivos à função, acabou por ceder à carne, vindo a incorrer em fornicação. O fato ocorreu uma só vez (com uma mulher gentia), redundando em arrependimento e um visível autoflagelo.

Ora, segundo o parecer corrente e oficialmente aceito, a fornicação (gr. transl.: "pornéia") consiste num delito de considerável gravidade. A Congregação Cristã - sem maiores hesitações - o insere entre as transgressões ditas "mortais" ("pecados para a morte").

O raciocínio por ela expresso parte de algumas correlações elementares, não estando atrelado, tão-somente, à Assembleia de Jerusalém e seus vereditos (conforme sugerem alguns). Aliás, as deliberações conciliares não emitem um parecer categoricamente condenatório ou terminantemente excludente. A redação epistolar o demonstra em seu adendo complementar:


"... se destas coisas vos guardardes bem ireis." (Atos 15:29)


O grego aplicado sugere uma prudente observância, todavia, isenta de uma tônica ultra-legalista.

Mas, como conceituar o "pecado mortal"?... Nos dizeres de nosso Senhor a ausência de indulgência ou perdão somente se aplica àquele cuja falta remete-se ao Espírito, fazendo-se assim réu perpétuo (Marcos 3, 28-30).

A blasfêmia contra o Espírito possui conotações diversas e não apenas verbais, aludindo-se a todo e qualquer atentado ao Espírito, bem como àquilo que lhe é próprio.

Ora, Paulo declara que nosso corpo (após o lavacro regeneratório - batismo) é elevado ao patamar de tabernáculo ou templo da divindade (I corintios 3:16). Destaca ainda, que como consequência devida a lesa-integridade, aquele que assim proceder será aniquilado (I corintios 3:17).

E, de forma inconteste declara:


"Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?".
(I coríntios 6:18-19)

Apesar disso, o "protestantismo convencional" atenua a gravidade subjacente à fornicação, propondo-lhe lenitivos. Mesmo vertentes teologicamente menos complacentes para com o ato, tendem a classificá-lo como passível de medidas disciplinares e/ou corretivas. Deste modo, a suspensão temporária, além de restrições quanto à co-participação "em comum" aplicar-se-iam como suficientes, uma vez que o ocorrido não se configuraria como terminal ou hediondo.

Mas, estaria o fornicário invariavelmente fadado ao infortúnio eterno? As opiniões se dividem, sobretudo, ao considerarmos determinantes de ordem soteriológica como o predestinacionismo, quer absoluto ou moderado (calvinismo / arminianismo).

Após sua acirrada e já centenária renitência, nossos Anciãos tem emitido uma polêmica "liminar" acerca do tema:


"Unir-se antes do casamento é considerado pecado de fornicação. Aqueles que assim o procederem não deverão orar, nem testemunhar e nem chamar hinos nos cultos. Sendo músico ou organista, também não deverão tocar. Se tiverem algum cargo na Obra de Deus, serão destituídos. Alguns desses casais, depois de um certo tempo, pedem ao ministério a reconsideração de seus casos. Após alguns anos, o ministério poderá reconsiderar o assunto. Não se pode estipular o número de anos, mas exortar a que o ministério se deixe guiar por Deus, acompanhe a vida do casal e deixe passar os anos para que sintam o peso do que fizeram. Irmãos e irmãs nessas condições não poderão ser indicados para nenhum ministério ou cargo que dependa de confirmação em oração."

(Septuagésima Quarta Assembleia Geral - 2009 / tópico interno XV - "Casamento")


Sem maiores delongas, pode-se dizer que temos diante de nós uma complexa equação.

Tiago nos declara que o Espírito que em nós habita enciuma-se sobremaneira para conosco (Tiago 4:5 - acerca dos convênios profanos). O mesmo apóstolo, porém, anteriormente profere que a misericórdia se sobrepõe ao juízo (Tiago 2:13).

Logo, o que concluir sobre?




Atenciosamente

"Em Caridade"

Irmão Ednelson


Última edição por "Ekklésia Christiana" em Ter Maio 29, 2012 10:28 pm, editado 2 vez(es)

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  BadMix em Qui Maio 24, 2012 12:44 pm

.


Última edição por BadMix em Sex Jul 06, 2012 3:30 am, editado 1 vez(es)

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  izaias em Qui Maio 24, 2012 2:01 pm


DEUS nos ensina a confessar nossos pecados:
Declarar o que se crê ou sabe; a pessoa confessa os seus pecados, Salmos 32 (5) e afirma que crê em DEUS poderoso e Salvador, Romanos 10 (9-10).
I João 1:8 - Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. (9) - Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. (10) - Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
A maior heresia da ICAR é justamente a confissão e o ato de ajoelhar diante de um homem; como é caso do “confessionário”. - Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a DEUS. Romanos 14 (11).
Jesus afirma pela sua vida que todo joelho de dobra somente e para ele.
Toda a língua confessa a DEUS todo poderoso.
Em outras palavras ele condena o homem que confessa seus pecados a outro homem, porque somente DEUS tem o poder de perdoar; somos todos criaturas de DEUS.
A confissão oral a DEUS, declara, confirma e sela a fé no coração.
Fornicação “relações sexuais ilícitas”, conforme Atos 15 (29) é pecado!
Sendo pecado somente DEUS tem o poder de perdoar, conforme exemplo sobre a mulher “adúltera” pega em flagrante. Os fariseus na época queriam “testar” a Jesus e foi à salvação da mulher porque em contrário ela teria morrido apedrejada.
Exatamente esta postagem; caso este nosso irmão caia na besteira de tornar isto público evidentemente ele será “apedrejado” pelos demais, pois o homem não perdoa, jamais; principalmente se tem ministério, já começa perdendo a liberdade.
Quantos e quantos em nosso meio cometeram ou cometem erros, pecados e etc., e DEUS já os tem perdoado?
Porque o fato ficou estrito somente entre nós e DEUS. Ele sabe até dos nossos limites.
Nós servimos a um DEUS único, perdoador, que compreende a nossa situação, ele sabe que somos fracos, que estamos num tabernáculo de carne, sujeitos a erros e caprichos desta vida. Ele e somente ele tem poder de nos livrar, abençoar e perdoar.
Nunca, jamais devemos compartilhar nossa vida intima e pessoal com alguém, pois temos um gene do mal (no sentido de dominação) que não consegue dar o perdão e imediatamente somos impelidos por uma força estranha a compartilhar os erros de nossos semelhantes.
Exatamente o que acontece com um casal entre quatro paredes; nem os filhos sabem dos segredos ou sobre a relação a dois, isto é fato, entretanto quando algum resolve bater com a língua nos dentes a vidraça é quebrada e não tem mais proteção.
Portanto faço votos que este nosso irmão se abstenha de maiores divulgações alheias.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 66
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Tião em Qui Maio 24, 2012 3:32 pm

APDD a todos.

Irmãos, conheço um caso que vou descrever aquí:
Tem um irmão que é amigo meu (não vou citar nome nem comum). Ele é músico não ficializado. Casado há anos, teve uma fase na vida dele que se enfrequeceu e parou de congregar. Se envolveu com outra mulher e adulterou, porém se arrependeu muito e pediu perdão para a esposa e a família, os quais o perdoaram e não houve divórcio. Ele ficou alguns anos sem congregar pois não se achava dígno de ir na igreja, portanto, de algum tempo pra cá voltou a congregar e congrega bastante, mas sabe que não tem liberdade. Tem amizade com a irmandade e bom relacionamento com o ministério, os quais sabem do que aconteceu. Dá bom testemunho e confessa com a própria boca que quer entrar no céu nem se for por último. Ele tem muito desejo de voltar a tocar na igreja.
O que os irmãos acham, há alguma possibilidade do ministério devolver a liberdade para ele novamente?

Tião

Mensagens : 52
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Maio 24, 2012 4:14 pm

A Paz de DEUS seja em nossos corações.
Tião escreveu:O que os irmãos acham, há alguma possibilidade do ministério devolver a liberdade para ele novamente?
Meu achismo, puro achismo, porque não entendo das decisões do Ministério.
Apenas sei que esses Servos têm a guia total de DEUS.

Possibilidade, tem sim.
E está tudo mais fácil, já que a esposa o perdoou. E ainda o recebeu de volta (é uma prova do perdão).
Agora esse Irmão tem é de esperar com paciência, sempre clamando ao SENHOR por sua liberdade.
Ele tem de pedir ao SENHOR, nunca pedir ao Ministério.
Afinal de contas, o Ministério tem uma enorme responsabilidade nesses casos.

DEUS nos abençoe a todos.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  izaias em Qui Maio 24, 2012 5:42 pm

Pois é; em minha opinião sincera (não acho) que tenha possibilidade.
Conheço também alguém (irmão) batizado (47 anos), toma regularmente a Santa Ceia, nunca pecou de forma alguma após ser convertido. Apenas por questão de sinceridade ele renunciou ao cargo de administrador de um setor.
Em 1983 estava há seis meses desempregado e aceitou sociedade com uma pessoa não crente da doutrina pregada na Congregação Cristã, por este motivo renunciou ao cargo.
Após 3 anos foi desfeita a sociedade e abençoado comprou a parte do ex-sócio e continuou com a empresa com 16 funcionários até o ano de 2004, quando aposentou-se e a vendeu.
Há mais ou menos 3 anos atrás numa conversa entre irmãos do ministério (na qual eu estava presente); alguém se lembrou dele e foi então que um dos Anciães presentes disse: “mas ele está desligado”!
Oras; “desligado”.
Um irmão que nunca deixou de tomar a Santa Ceia que significa comunhão com DEUS e com a irmandade? Como pode estar “desligado”?
Percebemos irmãos; o homem não perdoa, morre, mas, não perdoa.
Sabe DEUS se então após a morte destes “perseguidores” este irmão e outros terão oportunidade de exercer aquilo que gostem.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 66
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qui Maio 24, 2012 6:02 pm



Saudações cristãs,

Irmão Tião e demais irmãos...




A descrição de casos factuais - resguardando-se as respectivas identidades (evidentemente) - é extremamente útil em tais circunstâncias, fornecendo-nos elementos paupáveis e não apenas uma projeção presumida.

Em correlação com seu relato, Ancião Paulo Plácido (Jardim Paulista - São Paulo) descreve algo semelhante. Consta, que numa determinada localidade e ocasião, um dos conjuges veio a incorrer em adultério, arrependendo-se em seguida. Tendo comunicando à parte em agravo, deliberaram por recorrer a Palavra (sob o mais absoluto sigilo) fazendo-se por Ela pautar quanto ao veredito: ruptura ou reconciliação.

Isto posto, deslocaram-se até a casa de oração do Jardim Paulista, e conforme a Palavra proferida, perdoaram-se, permanecendo juntos até os presentes dias.

Indiretamente, Ancião Paulo Plácido sugere - conforme se depreende de sua narrativa - o PERDÃO e o cancelamento das mútuas ofensas sob a chancela da caridade.

Recordo-me que a "platéia" silenciou, e em seu íntimo dividiu-se quanto às opiniões...

Leviandade ou misericórdia?

Cada qual pondere para consigo mesmo...



Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  izaias em Sex Maio 25, 2012 9:44 am


Pois é, este casal teve sorte em ser “aconselhado” por um homem de DEUS com guia de DEUS.
Mas, quantos estão jogados na “lata do lixo” porque acreditavam que recorrendo aos conselhos de “alguns” teriam um alento ou mesmo uma palavra de conforto; quantos Anciães e Diáconos e porque não Cooperadores matadores de almas estão por ai; sem terem nenhuma pena, destroem lares e se acham acima da lei e mais ainda; se aclamam misericordiosos.
Muitos casais já estão destroçados pelo maligno não precisam ser mais ainda sacrificados.
É uma pena; mas, isto está latente em nosso meio ministerial.
Como eu disse anteriormente; o homem morre, mas não perdoa.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 66
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Maio 25, 2012 4:01 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.
izaias escreveu:

Pois é, este casal teve sorte em ser “aconselhado” por um homem de DEUS com guia de DEUS.
Mas, quantos estão jogados na “lata do lixo” porque acreditavam que recorrendo aos conselhos de “alguns” teriam um alento ou mesmo uma palavra de conforto; quantos Anciães e Diáconos e porque não Cooperadores matadores de almas estão por ai; sem terem nenhuma pena, destroem lares e se acham acima da lei e mais ainda; se aclamam misericordiosos.
Muitos casais já estão destroçados pelo maligno não precisam ser mais ainda sacrificados.
É uma pena; mas, isto está latente em nosso meio ministerial.
Como eu disse anteriormente; o homem morre, mas não perdoa.
Não sei se é permitido pelo Forum eu discordar de algum Irmão de modo tão frontal.
Ainda mais eu, que conheço tão pouco da Bíblia e do modo de a Congregação Cristã agir.
Se não for permitido, peço aos Irmãos Administradores e Moderadores que excluam esta mensagem.

Não sei se é arrogante de minha parte discordar de algum Irmão de modo tão frontal.
Ainda mais eu, que conheço tão pouco da Bíblia e do modo de a Congregação Cristã agir.
Se não for permitido, peço aos Irmãos Administradores e Moderadores que excluam esta mensagem.

No fim, o que mais me importa é que o querido Irmão Izaias não fique magoado comigo.
A minha intenção não é essa.
É que acho que esse tipo de "briga" faz parte do jogo aqui no Forum.
.....................................................................................................................................................
A responsabilidade dos Anciãos para com a Igreja de DEUS é enorme.
É um pedaço pesadíssimo da cruz de Nosso SENHOR JESUS CRISTO.
E eles têm de carregá-la, com ou sem forças, com ou sem dor, com ou sem sofrimento. Eles, indicados por DEUS, aceitaram a responsabilidade e têm de carregar a cruz que vem atada a essa responsabilidade.
Assim como um pai não se alegra, mas sofre, quando precisa tomar uma decisão dura e difícil para com um filho, assim também sofre um Ancião ao precisar tomar uma medida qualquer que a muitos pareça dura e, eventualmente, até injusta.

Não se trata de "castigar", nem muito menos de "não perdoar", trata-se de zelar pela Obra de DEUS.
Esse zelo é obrigação, embora fardo pesadíssimo, para os Anciãos.
A nossa Igreja não pode se nivelar por baixo, imitando alguns lugares em que quando há traição conjugal, o infrator fica alguns meses em "disciplina" e depois volta ao convívio com a Irmandade, muitas vezes o Líder efetuando novo casamento com outro membro da Igreja.
Não estou inventando, nem mentindo: sou testemunha ocular de um casamento ter sido feito por um líder em sua igreja, e, alguns 10 anos depois, o mesmo líder ter casado o que adulterou, na mesma igreja.

Quem entra na lata de lixo, e com seus próprios pés, é o que peca de modo tão grave contra DEUS, contra a Igreja do SENHOR JESUS CRISTO, o que peca contra sua esposa e seus filhos de modo tão indecente. Esse, sim, é o destruidor de lares (obviamente sabemos que a causa primária não é o homem, mas sim ele, o inimigo).

Portanto, se o errado se colocou na lata de lixo, não podemos agora querer parecer misericordiosos, tirando-o da lata de lixo e colocando o Ancião de DEUS em seu lugar.
É uma substituição injusta.

Isso acima me refiro apenas aos Anciãos; não sei o que falar quanto aos Diáconos.

Mas os Cooperadores, como o próprio nome já o diz, são apenas auxiliares dos Anciãos, e portanto, não deviam nunca participar de nada nesse aspecto.
Os Cooperadores e eu (que sou Irmão de banco), não podemos nunca nos meter nesse assunto.
Os Anciãos têm misericórdia, sim, e têm de tomar decisões disciplinares. Nós, os outros, só temos de ter misericórdia.
Se o que traiu pediu perdão à cônjuge, e ela o perdoou e aceitou novamente, é mais um agente facilitador para uma decisão de misericórdia para o Ancião.
Se não houve perdão do cônjuge traído, a coisa se complica, e muito.

DEUS nos abençoe a todos e a nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Maio 25, 2012 6:52 pm

O ponto é que, para julgarmos e condenarmos, jogarmos no lixo ou no poço do fedor eterno, temos "a guia e o consentimento de Deus".
No entanto, para exercermos o Perdão e a Misericórdia - que são dons naturais de Deus - estranhamente achamos que "não temos autoridade".
Vá-se entender...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  sil em Sex Maio 25, 2012 8:25 pm

Sergio Teixeira escreveu:O ponto é que, para julgarmos e condenarmos, jogarmos no lixo ou no poço do fedor eterno, temos "a guia e o consentimento de Deus".
No entanto, para exercermos o Perdão e a Misericórdia - que são dons naturais de Deus - estranhamente achamos que "não temos autoridade".
Vá-se entender...

Infelizmente as vezes me parece que o Ir. Sérgio tem razão. Para condernamos somos diligentes, agimos com presteza, agora para perdoarmos ai há uma grande dificuldade, as ponderações são inúmeras. Infelizmente a realidade é essa, embora o perdão seja o mais sublime dos sentimentos.

Deus abençõe a todos

sil

Mensagens : 27
Data de inscrição : 05/02/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Benício em Dom Maio 27, 2012 12:30 am

Como jovem solteiro, posso responder às questoes levantadas sob nossa optica.

Muitos comentários por nossa mocidade de ambos os sexos questionam o fato de a masturbacao ser ou nao ser um "pecado para a morte" e sobre o sexo preconizado antes do casamento civil.

Em muitos casos quando questionado pessoalmente, dou a seguinte resposta:

SEXO ANTES DO CASAMENTO

Sobre este assunto, argumento que, antigamente, o casamento era consumado nas tendas, e por esta razao existia a mancha de sangue no lencol, que era mostrado para as testemunhas, como indicativo de que o ato sexual fora consumado, logo, o casamento estaria oficializado segundo as tradicoes dos povos árabes. Paralelo a isso, digo que, o casamento é o simbolo da união de Cristo com sua Igreja, ora, o homem foi criado mediante a imagem e semelhanca de Deus refletindo a glória dEle, e em seguida, a mulher fora criada para refletir a gloria do homem. Infelizmente, a raca humana caiu por causa do pecado e satanás ousa em guerrear contra a semente de Deus. Uma das formas de satanás guerrear contra nós, é esfregando a pornografia por meio de veiculos de comunicacao, fazendo com que a lascivia entre em nossos pensamentos e engodamos a isso e consumamos o ato do pecado. Logo, o casal que pratica o ato sexual antes do casamento, aos olhos de Deus, está casado, pois fora consumado para Ele, mas para a justica da Terra nao, por isso, arrisco o palpite de que o ministerio tenha lancado o ensinamento sobre a observancia do comportamento do referido casal.

MASTUBACAO

Muitos acham que isso é um pecado para a morte. Sinceramente, nao tenho uma base sólida para responder se este ato é passivel de condenacao ou nao, mas o que me intriga é que questionados, irmaos mais velhos ousam em citar a passagem biblica de Judá e Tamar. Uma historia pecualiar no livro do Genesis, que em determinado versiculo, fala que Judá deixava a sua semente (semen, espermatozóides) cair na terra, e Deus nao se agradara com isso. Olhando em um contexto, percebemos que Tamar sabia que a geracao de Judá era abencoada por Deus, e além do mais, esta mulher sabia que era direito dela em dar a luz a um filho de Judá e fazer parte de uma geracao prospera. Notando em S. Mateus capitulo 1, vemos que Tamar acabou fazendo parte da geracao de Jesus Cristo. Por este contexto todo, já dá para ver que masturbacao e a historia de Judá e Tamar, nada tem a ver.

COMENTÁRIO GERAL

Repetindo o que o irmao Edinelson falou, muitos de nossa denominacao insiste em enquadrar a questao sexual como algo de morte, ou melhor, questoes acima citadas.
Creio que estas questoes virou um tabu para muitos, e perduram até hoje.
Devido a este fato, muitos jovens acabam se perdendo, consumam o casamento antes do civil, e por pequenos detalhes ou falta de informacao ou maior entrosamento com o ministério, acabam nao congregando mais e se deixam levar na onda do mundo, e por aí adiante.
Para que isso nao mais ocorra, acho que o ministerio em suas reunioes para a mocidade, e de maneira geral, devem abrir o jogo e falar sobre sexo conosco, muitas outras denominações o fazem, pois quem ama, cuida.
Quando falo de nossos lideres falarem de sexo para nós, nao é no sentido de ser um sexólogo ou terapeuta sexual, mas sim, falar-nos a luz da Biblia, para nos admoestar, para que nao erramos e nao cedemos aos desejos de nossa carne.

P.S: Caso eu tenha extrapolado e voces quiserem apagar minha resposta, eu entendo.

Deus vos abencoe.

Benício

Mensagens : 101
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Maio 27, 2012 10:10 am

Amado irmão Benicio:
Estas são minhas opiniões particulares:

SEXO ANTES DO CASAMENTO

Quanto a "atividade sexual nas tendas", realmente o irmão está correto em sua narrativa. Porém:
Seria ótimo se, uma vez consumado o ato entre jovens, houvesse o sentimento de união perante Deus.
Antes, durante, e depois.
O sexo e a sexualidade são coisas lindas, aprovadas e abençoadas por Deus, porém dentro de determinados critérios, que não são - da parte que provém de Deus - "pesados" para nós.
Tudo seria diferente, se feito perante Deus, por louvor a Deus, dando graças a Deus, estabelecendo uma aliança para toda a vida - com Deus e com o cônjuge.
Em termos práticos porém isso jamais acontece, e os jovens nessa situação entram infalivelmente em pecado.
Na prática ninguém consuma o ato tendo antes procurado a guia e as bênçãos de Deus, mas em geral obedecendo a uma carnalidade momentânea e a que ambas as partes não se permitem ter o devido controle.

MASTURBAÇÃO

A masturbação é - em especial para os varões - uma "válvula de escape", já que passamos o tempo todo produzindo espermatozóides. Com o transcorrer do tempo, porém, se eles não forem utilizados, são reabsorvidos naturalmente pelo organismo. Durante um determinado período da vida, essa produção de espermatozóides é estimulada a crescer até atingir um patamar onde esse crescimento se estabiliza e passa a diminuir gradativamente até os últimos dias do varão na face da terra.
Durante os primeiros períodos, isso chega a provocar situações vexatórias, como as poluções noturnas, por exemplo, onde "a semente é derramada" sem nenhum proveito.
Será que cabe alguma culpa ao jovem nesse caso?
Será que é "pecado" um ato totalmente involuntário, e que ocorre geralmente durante o sono?
Claro que não!
Contudo, é difícil determinar quando a masturbação - tanto masculina quanto feminina - deixa de ser uma "válvula de escape" para tornar-se um "vício".
Lembre-se de que "tudo me é lícito, mas nem tudo me convém".
A carnalidade em excesso conduz fatalmente ao pecado.
A ICAR tem a masturbação como um grande mal, e a considera como pecado.
Segundo aquele entendimento, existe uma explicação para isso: O ato sexual, mesmo na "modalidade solitária" coloca em movimento grandes forças psíquicas, as quais atraem espíritos descritos como "íncubos" e "súcubos", ainda segundo eles de natureza totalmente maligna e que se alimentam dos "aitheres" (ou "éteres") emanados dos fluidos corporais humanos.
Ali eles explicam o pecado de uma forma, e aqui esse pecado é explicado de outra forma.

Nosso líderes estão certos em admoestar à mocidade quanto aos riscos de uma sexualidade fora de controle.
Talvez eles não saibam se exprimir com uma exatidão a 100%, mas no geral estão absolutamente certos. E mesmo, não há uma explicação que todos entendam e aceitem.
Deixo para o irmão considerar uma coisa, e que seria talvez uma outra forma de explicar (certamente haverão muitas outras):
O assim-chamado "pecado para a morte" segundo a Bíblia, é aquele que é praticado contra o Espírito Santo de Deus. Esse tipo de pecado não tem perdão, não porque Deus "não possa" perdoá-lo, mas porque quem assim age simplesmente se desvincula definitivamente de Deus e de Seus estatutos, e jamais irá por conta própria buscar esse perdão.
Como um abismo conduz sempre a outro abismo, quem peca contra o Espírito Santo cai completamente da Graça, e o diabo vai diligentemente colocando impecilhos cada vez maiores para impedir de todo o seu retorno ao caminho santo.
O pecado do sexo não é em si um pecado para a morte. *
Mas a mocidade "pode ir tirando o cavalinho da chuva", por que esse "em si" é muito relativo, e não significa de forma alguma uma "autorização" para praticar o sexo antes do casamento, ou em condições diferentes do que foi estatuído por Deus.
Qualquer pecado, por menor que seja, pode eventualmente transformar-se em blasfêmia contra o Espírito, em um atentado contra o Espírito. Depende da maneira como pensamos, em como está o nosso coração espiritual.
E é com isso que todos nós precisamos ter especial cuidado, porque temos o diabo a todo o tempo querendo nos influenciar com argumentos que isso ou aquilo "não têm importância".
Por isso, temos de vigiar em todo o tempo, não permitindo em tempo algum que a carne impere sobre nós.
O Espírito tem de ser soberano sempre.
Basicamente é assim: O pecado não está realmente no sexo, mas na forma como é praticado.

Que Deus nos abençoe a todos.



* Veja como a situação é delicada:
"Essa" ou "aquela" atitudes são pecados, mas não para a morte. Ok.
Muito embora saibamos de antemão que são efetivamente "pecados", todavia nos deixamos influenciar pelo argumento de que "não são para a morte", e em função desse argumento passamos a praticá-los "de caso pensado".
Aí está a transgressão contra o Espírito Santo de Deus!...
Transgredimos conscientemente, de todo o coração.
Assumimos propositalmente a condição de pecadores e em seguida passamos a duvidar da Palavra, das bençãos de Deus, e não mais obedecemos à guia do Espírito.
Então o "pecadinho" se transforma em "pecado para a morte", porque nós mesmos o transformamos.
Demos ao "não tem importância" uma credibilidade bem maior que deveríamos, e desprezamos em nós todo o aconselhamento, toda a doutrina.
Melhor seria que fôssemos prudentes como as serpentes.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Seg Maio 28, 2012 12:08 pm


Saudações cristãs,

Irmãos Sérgio e Benício, prezados...




Comungo com ambas as colocações, de forma ligeiramente diversa apenas, e em quesitos de menor monta.

Algo a ser considerado por nossos ministros - e não raro negligengiado - é o presente contexto.

Nossos jovens se encontram, atualmente, expostos a uma massiça estimulação no que concerne à sua sexualidade. E sequer é necessária a velada utilização de computadores e aplicativos dessa categoria.

Uma conduta juvenil integralmente cristã hoje requer um duplo filtro: olhos e ouvidos. Por onde quer que se vá vê-se sexo e ouve-se sexo. Quando não de forma explícita, por vias subliminares ou veladas...

Diante de tal conjuntura, descortinam-se duas probabilidades: a rendição ao desejo ou a recorrência a um mecanismo (paliativo) de canalização. Sabido é, segundo pesquisas de cunho acadêmico, que nossa mocidade permite-se a prática da masturbação com um razoável frequência. A isso, incluem-se nossas irmãs (uma vez que a ênfase à sexualidade feminina encontra-se em realce).

Para fins de ilustração, veio-me à memoria um irmão ainda solteiro e neófito (São Paulo - capital). Embora dedicando-se com afinco aos "primeiros passos na Senda" e a algumas atividades a ele confiadas em sua comum congregação, viu-se aflito e sobrecarregado " na carne", consultando a seu Ancião local.

Ao contrário do que se poderia supor, o referido Ancião franqueou-lhe a masturbação periódica como medida alternativa à fornicação. Advertiu-o, contudo, quanto à intensidade, uma vez que esta poderia vir a privá-lo da liberdade obtida por ocasião da conversão, retornando-se ao jugo de outrora. Além da sutil indução à fornicação propriamente dita.

Trata-se de uma caso factual, verídico, o que nos fornerce uma materialidade concreta quanto ao tema em pauta.




Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Maio 28, 2012 5:15 pm

Nossa maior dificuldade é conseguir acompanhar a evolução tecnológica do mundo na medida exata a não nos submetermos às "novidades" que nos sejam nocivas, e nem ficarmos travados no tempo e no espaço.
Esses dois extremos são para nós maléficos, e um "ponto de equilíbrio" menos observado apontaria para uma inércia material e espiritual, que também não é boa conselheira.
Afinal em um "caminho" tem-se que... caminhar! (Portanto o ponto de equilíbrio que devemos buscar é de natureza dinâmica, e não estática).
Precisamos estar devidamente atualizados para poder dar aos nossos jovens as informações que eles tanto necessitam.
Temos de dar a eles a satisfação de nos consultar para as coisas do dia a dia, sabedores e confiantes que terão de nós alguma orientação, e não apenas "receberão broncas" a torto e a direito como se fosse isso alguma forma válida de "ensino".
Ou seja, sustentar argumentações do tipo "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço" ou "não porque não e pronto" não são coisas dignas da inteligência de nossos filhos.
Antigamente as opiniões dos jovens eram moldadas por palmatórias, chinelos, tamancos e varas de marmeleiro.
Hoje em dia o processo de ensino deve ser inicialmente através do diálogo franco, e para dialogar não podemos usar os mesmos instrumentos limitados dos quais tenhamos sido possíveis vítimas no passado.
Um jovem se deixa facilmente guiar por um verdadeiro paradigma, e jamais por alguém que não viva os exemplos que transmite.
Por exemplo: Não é nada convincente um pai ensinar ao filho para "não fumar jamais", porém entre grossas baforadas de fumaça.
O filho aprenderá a não fumar se o pai realmente não fuma e deixa isso notório.
Não bebe se o pai não beber. E não se droga se vir o pai firme diante de todas as tentações do mundo.
Será bastante difícil a um filho ser honesto se perceber desonestidade em quem o pretende orientar.
A "vara" de que falam as Escrituras será usada em último caso, e com "precisão cirúrgica", com energia, porém na medida do Amor e da justiça.
Prevalecerá portanto a Vara do Divinal Pastor, que guia e consola o rebanho e que portanto não é usada para torturar ou afligir as ovelhas.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Maio 29, 2012 6:00 am

A Paz de DEUS esteja conosco.
É pena que o alcance deste Forum seja, em certos aspectos, não chegue a muitos Irmãos jovens.
A primeira coisa a se fazer é quebrar essa pavorosa notícia de que a masturbação é "pecado para morte".
Isso não existe.

É até maldade, crueldade mesmo, espalhar uma opinião dessas.
Como já foi dito acima, o perigo é o jovem vir a se viciar, o que lhe trará grandes danos.

E aconselhar, quando se é perguntado, que o jovem não se provoque à lascívia, com revistas e as outras coisas.

No mais, deixemos os jovens viverem.
Nós tivemos essas necessidades também, quando éramos jovens.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Sexualidade: Fornicação

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum