CCB perdoa-nos os nossos pecados

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  ┼Khristos em Sex Dez 02, 2011 7:13 pm




Disse os discípulos a Jesus:

" Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele. " Lucas 1:1

Ele lhes disse:

" Quando vocês orarem, digam: Pai! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano. Perdoa-nos os nossos pecados, pois também perdoamos a todos os que nos devem. E não nos deixes cair em tentação. "Lucas 11:2 e 4

Em outro evangelho está escrito:

" Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia. Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores. E não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém. Pois se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também lhes perdoará. Mas se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não lhes perdoará as ofensas." Mateus 6:9 a 15

Quais seriam os pecados que Deus seria capaz de perdoar?

Quais seriam as dívidas? spc ou serasa? dívidas de jogo? Quais seriam os males?

O Reino não é da religião. Nem o poder. Tampouco a glória.

Religião não durará para sempre.

Religião caiu no descrédito.

Meu testemunho não serve para religião, enquanto algumas fornecem indulgências, a minha (no caso a ccb), para aqueles que pecarem, ela lhe fornece uma passagem diretamente para o inferno.

Jesus ensinou os discípulos a perdoar.

A religião ensinou os seus discípulos a condenar.

A religião se puder tira até o pão da boca, para favorecer suas crenças malucas.

Religião é uma tentação.

Senhor! Não nos deixe cair em tentação.

Tempos depois da morte de Cristo, um apóstolo mui digno escreveu, aos que acreditavam piamente que a lei justificaria alguma coisa:

" Quando vocês estavam mortos em pecados e na incircuncisão da sua carne, Deus os vivificou juntamente com Cristo. Ele nos perdoou todas as transgressões, e cancelou a escrita de dívida, que consistia em ordenanças, e que nos era contrária. Ele a removeu, pregando-a na cruz, e, tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz. Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo."
Colossenses 2:13 a 17

Religião é uma sombra. Fuja da sombra CCB.

E a minha dívida?

Religião é uma cobradora insistente, que a todo instante, informa que alguns estão devendo.

A minha realidade é Cristo.

Alguns podem dizer:

"Dane-se! Eu não tenho nome sujo com a religião."

Então não sabe perdoar dívidas, nem pecados, tampouco viver em união.

Por certo que sugeriu Paulo:

" Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas? Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente? Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos? " 2 Cor. 6:14 a 16

Belial não é contrário a luz?

Quem é o descrente senão aquele que nega a JESUS, como seu único ídolo?

Agora, não perdoar meu irmão, de fato, é negar qualquer harmonia com o Salvador.

CCB perdoa-nos os nossos pecados, talvez, alguns estejam adorando Baal.

Pai, nosso que estás no céu...

Quantos cultos de jovens seu ministério frequentou, repetindo, domingo a domingo as criancinhas, essa mesma oração, sem ao menos compreenderem sua vontade.

" Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. " Mateus 6:9

Eldier.
avatar
┼Khristos

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Dez 02, 2011 8:53 pm

" Quando vocês orarem, digam
Um pequeno detalhe, que talvez faça muita diferença:
Na maioria das bíblias tradicionais, está escrito algo como "Quando você orarem, façam-no desta maneira".
Assim, a oração sugerida não seria como uma "receita de bolo", mas uma orientação geral para que o Servo de Deus possa colocar-se adequadamente diante do Pai, nos mínimos detalhes.
As palavras, essas seriam uma consequência da atitude individual de cada um.
De outra forma, tal oração seria apenas "uma reza", como tantas outras, sujeitas a repetições e perda de tempo (vanidades).

Outra diferença é que algumas bíblias dizem "não nos deixeis cair em tentação" enquanto outras dizem "não nos induzas à tentação"; e em Português não existe a forma comumente encontrada em Inglês "não nos conduzas pela tentação", ou "não nos conduzas através da tentação".
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  izaias em Sab Dez 03, 2011 9:00 am

Oração.


O privilégio de falar diretamente com DEUS.


DEUS sempre responde às orações de seus filhos amados; porém a definição de "resposta" é onde reside o problema para a maioria dos cristãos professos. Muitos deram ouvidos aos "pregadores da prosperidade" e, após orarem e pedirem um carro novinho em folha; ficaram chateados porque DEUS não lhes respondeu! Mas, na verdade, a resposta instantânea foi "Não!" E a oração egoísta caiu do telhado, porque não levou em consideração a vontade de DEUS. Ele sempre responde aos nossos pedidos com um "Sim", um "Não", ou um "Espere mais um pouco", e também não tem obrigação alguma de atender aos nossos desejos. Existe muita confusão acerca da seguinte passagem da Escritura:




João 14

13 - E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

14 - Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.



À primeira vista isso pode parecer uma fórmula mágica para obtermos tudo o que desejarmos. Tudo o que temos a fazer é invocar o nome de Jesus Cristo e a coisa supostamente deve acontecer! Quando não acontecem (o que certamente é a norma), aqueles que ensinam tal baboseira alegam que o fiel não teve fé suficiente.

A oração oferecida em nome de Jesus está de acordo com sua natureza e objetivo revelados e tem todo o peso de sua autoridade por trás. Entretanto, o erro de tal ensino está na ignorância do seguinte:



I João 5 [14] E, esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve.



Segundo a sua vontade; ele nos ouve, se pedirmos algo contrário à sua vontade, ele não ouvirá e a resposta será um automático "Não"!

Você daria ouvidos ao seu filho se ele pedisse um revólver carregado para levar à escola e mostrar aos amigos?

DEUS também não irá acatar pedidos ridículos e infantis de seus filhos. Pedir algo só porque realmente queremos não tem validade, pois DEUS não nos mima atendendo a todos os nossos caprichos. Os pedidos só são atendidos quando coincidem com sua vontade para nossas vidas. O quanto antes entendermos isso, melhor.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 66
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Dez 04, 2011 5:29 am

Perfeito, irmão Izaias.
No tocante à oração - e não por falta de admoestação a esse respeito - nós humanos temos cultivado muitos vícios, como por exemplo negligenciar nos estudos, fazer uma prova péssima, e somente então clamar a Deus para que sejamos aprovados...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Dez 05, 2011 7:50 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações para sempre.
┼Khristos escreveu:...
Eu não entendi bem este tópico.
Vou tentar responder em vermelho pelo menos algumas perguntas.

Quais seriam os pecados que Deus seria capaz de perdoar? Todos, todos, claro, porque DEUS é todo-poderoso.
Quais seriam as dívidas? spc ou serasa? dívidas de jogo? Quais seriam os males? Poder perdoar, DEUS pode, claro. Não há nada no mundo que DEUS não possa fazer. A pergunta é se DEUS vai querer perdoar. Só quem pode responder essa pergunta é o próprio DEUS (talvez até esteja respondida na Bíblia. Eu não tenho conhecimento suficiente da Bíblia para citar as partes).
Mesmo assim, vou colocar a minha impressão, o meu achismo:
- spc ou serasa, se tiver sido injusta para um Servo de DEUS, se ELE quiser, essa dívida até sumirá dos sistemas spc/serasa. Se DEUS não quiser, o Servo poderá buscar a justiça dos homens.
Mas se a dívida for justa, ou seja, o Servo realmente está devendo, ele tem de se virar e pagar suas dívidas.

- dívidas de jogo, acho que DEUS pode perdoar o erro de Seu Servo que andou jogando (isso não é permitido aos Servos de DEUS). Perdoar a dívida, não sei não. Mas acho que não, porque DEUS não é DEUS de confusão.

Meu testemunho não serve para religião, enquanto algumas fornecem indulgências, a minha (no caso a ccb), para aqueles que pecarem, ela lhe fornece uma passagem diretamente para o inferno. Esse parágrafo não consegui entender. Deve ser a minha vêieira. (69 anos).

Jesus ensinou os discípulos a perdoar. É vero!

A religião ensinou os seus discípulos a condenar.

A religião se puder tira até o pão da boca, para favorecer suas crenças malucas.
Religião é uma tentação. Não entendi esses dois parágrafos.

Senhor! Não nos deixe cair em tentação. Amém.

Religião é uma sombra. Fuja da sombra CCB. E a minha dívida? Qual?

Religião é uma cobradora insistente, que a todo instante, informa que alguns estão devendo. Não entendi.

A minha realidade é Cristo. A minha também.

Alguns podem dizer:

"Dane-se! Eu não tenho nome sujo com a religião."
Então não sabe perdoar dívidas, nem pecados, tampouco viver em união. Também não entendi.

Belial não é contrário a luz? Pelo pouquinho que sei, é, sim.

Quem é o descrente senão aquele que nega a JESUS, como seu único ídolo? Ídolo??

Agora, não perdoar meu irmão, de fato, é negar qualquer harmonia com o Salvador. Vero!

CCB perdoa-nos os nossos pecados, talvez, alguns estejam adorando Baal. Não entendi essa também.

Pai, nosso que estás no céu...

Quantos cultos de jovens seu ministério frequentou, repetindo, domingo a domingo as criancinhas, essa mesma oração, sem ao menos compreenderem sua vontade.
Não entendi essa também.

" Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. " Mateus 6:9 Amém.

Querido Irmão Eldier, em JESUS.
Não sei para os outros Irmãos foristas, mas achei um pouco confuso esse tópico que você criou.
Não estou dizendo que ele foi confuso. Estou dizendo que eu achei confuso.
Não dá nem pra eu participar direito.

Que DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.



Última edição por Luiz Flavio N. Facci em Ter Dez 06, 2011 4:50 am, editado 1 vez(es) (Razão : Apenas corrigi erro de formatação. Só.)

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Dez 05, 2011 1:57 pm

O irmão Eldier (┼Khristos) fez um texto extremamente "filosófico", que contudo aponta alguma mágoa em seu coração.

No tocante a seu sentimento, não seremos nós que iremos conseguir mudá-lo, mas sim a Palavra que tiver sido absorvida por seu coração e por sua alma.

Não vou chegar ao cúmulo de afirmar que o irmão "não entendeu a Palavra", que o irmão "não tem Fé" ou outras coisas que se costuma dizer - indevidamente - em nosso meio.
O irmão entendeu e tem Fé.
Apenas precisa, como todos nós, "dar um polimento" nas coisas celestiais que já estão depositadas em seu coração.

Dou apenas uma sugestão, que afinal vale para todos nós: Concentremo-nos unicamente em Cristo, na doutrina de Cristo, nos ensinamentos de Cristo, no modo de agir de Cristo, no modo de pensar de Cristo.
As demais coisas serão acessórias.

E se porventura, nessa tentativa das diversas igrejas de seguir a Cristo "à sua maneira" as virmos em algum momento como "males", serão males de alguma forma necessários para a nossa edificação.
Serão como "as rodinhas laterais de nossas bicicletas", nossas "muletas", nossos "andaimes", enfim, nosso apoio inicial, a partir do qual podemos finalmente ficar de pé, ensaiar nossos primeiros passos e finalmente empreender nossa caminhada individual.
Sem as igrejas, e sobretudo sem a igreja, tudo seria bem mais difícil.

Cumpramos principalmente a Vontade do Pai.
Unamo-nos em volta da igreja, daqueles que nos dão ensino, daqueles que nos lideram, que tenham ascendência sobre nós, mesmo que sua participação eventualmente nos pareça "errada", pois Cristo e o Pai Celeste estarão a nosso favor e não nos deixarão sucumbir a nenhum mal.

Sejamos servidores, jamais esperando sermos servidos, e oremos uns pelos outros.
Dessa forma aqueles que "erram" terão a chance de se redimirem.
Porém se os cercarmos de contendas, de ódio ou quaisquer outros sentimentos ou pensamentos adversos, estaremos cercando a eles e a nós mesmos de um forte campo de adversidade.
E nisso seremos nós mesmos ímpios, mais ainda que toda a "impiedade" que possamos ver neles.

Que Deus nos abençoe a todos.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  ┼Khristos em Seg Dez 05, 2011 8:29 pm

Caro Luiz,

Já conversei com o digno amigo, no antigo fórum, lá também o senhor nada compreendia. Respeito seu ideal, sua crença, sua idade, sua forma de aceitar sua religião.

Respeito o seu modo "de não entender patavina". Seria isso uma virtude?

Não tenho qualquer mágoa contra a ccb, conheço muito bem as artimanhas dela.

O que seria graça? Como terei acesso a graça? como farei parte da plenitude?

Se não entendo, não posso fazer parte do corpo, se me faço de desentendido, estou agradando homens, não estou nesse mundo para agradar idéias de homens.

Um dos principais ensinos dos apóstolos foi, segundo as palavras de Paulo:

"...que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus.O que se requer destes encarregados é que sejam fiéis. " 1 Cor. 4:1 a 2

O digno amigo compreende os mistérios de Deus?

Nosso líderes adoram os primeiros lugares, enquantos apóstolos foram colocados como os últimos, Paulo tinha essa nítida impressão:

" Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. " 1 Cor. 4:9

Nesse caso não são espetáculos, confirmados por telefone, para que possa encher o templo, e tudo se transforme num monólogo. Diz em outro lugar, que eles (os apóstolos), tinham o próprio dom em vasos de barros, para que a excelência do poder fosse de Deus. Apóstolos se tornaram espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. Paulo deveria saber disso, tanto, que quando compareceu ao céu, se no corpo, ou fora do corpo, ouviu coisas indizíveis, que não foi lhe permitido revelar.

" Mesmo que eu preferisse gloriar-me não seria insensato, porque estaria falando a verdade. Evito fazer isso para que ninguém pense a meu respeito mais do que em mim vê ou de mim ouve. Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar. Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. " 2 Cor. 12:6 a 8

Ele mesmo declarou, que poderia não ganhar nada com isso, imagine, repassar coisas grandiosas, seria em suma, um grande contentamento para carne dele. Mas, ele nunca almejou que o considerassem como Deus, tanto, que em determinado momento, a igreja de Corinto, achou a sua presença fraca, diante das cartas cheias de poder.

"Não quero que pareça que estou tentando amedrontá-los com as minhas cartas. Pois alguns dizem: As cartas dele são duras e fortes, mas ele pessoalmente não impressiona, e a sua palavra é desprezível. " 2 Cor. 10: 9 a 10

Já outros líderes hodiernos impressionam, tendo ótima oratória, se utilizam de visagens, amedrontando o rebanho. Paulo não queria amendrontar, queria apenas que compreendessem que o evangelho por ele pregado, não era de origem humana. Ele nunca escreveu para agradar homens:

" Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. Irmãos, quero que saibam que o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. " Gálatas 1:10 a 11

Um servo de Cristo compreende as coisas espirituais.

Um servo de Cristo, sabe realmente, que religião não pode acessar a graça de Deus.

" Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus. " Romanos 5: 1 a 2

Não vejo afirmação quanto a alguma religião.

Se estamos firmes, não é porque congregamos, nem porque ouvimos todos os anos, os "santos" ensinamentos, não é pelo método da santa ceia, por ter a maior orquestra do mundo, por não pagarmos dízimo, por não termos líderes assalariados, por termos belos templos faraônicos, e sermos administrados por uma gerontocracia.

Religião não justifica ninguém, não trás paz, não faz com que nos acheguemos a Deus. Na igreja de Deus, não importa a fórmula batismal, não importa o terno e gravata, agradar homens, ou agradar o ministério. A igreja de Cristo, tem todos os nomes registrados no céu, e esse acesso somente foi concedido, a partir do momento em que Cristo ascendeu aos céus, e o Espírito de Deus foi derramado sobre toda a carne.

Mas, com certeza o irmão vai dizer, que não compreendeu o meu texto, alguns vão argumentar, que estão fora de contexto, mas, o que importa é que alguns ainda consigam enxergar a plenitude de Deus em Cristo.

Como revelou Paulo novamente a igreja de Corinto:

" Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, ou seja, que Deus em Cristo estava reconciliando consigo o mundo, não lançando em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação.Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio. Por amor a Cristo lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus. Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus. " 2 Cor. 5:17 a 21

Religião é uma das coisas antigas, que para o servo de Cristo, já não faz efeito algum.

Foi através do sopro do Espírito, que os apóstolos se tornaram testemunhas.

A mensagem da reconciliação, não é outra coisa, senão expressar a UNIDADE de Deus com o mundo.

Isso certamente é justiça.

O restante certamente são acúmulo de tradições.

Graça e paz vindas de deus.

Eldier







"




avatar
┼Khristos

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Dez 06, 2011 7:26 am

Querido Irmão Eldier, em JESUS.

Peço a DEUS que Sua Paz esteja em meu coração, no coração de minha família, no teu coração, no coração de tua família, nos nossos corações de todos, e de suas famílias.
Sabe, querido Irmão Eldier, em JESUS? Estou muito receoso de continuar a participar deste tópico, com medo de ser mal interpretado por você, como se falasse para discutir apenas, como ping-pong, como briga. Não entenda como tal nada do que escrevo. Nem veja deboche no que escrevo. O velho aqui está com o coração mais puro do mundo. Pelo menos no que escrevo agora. Nas demais coisas, DEUS me julgue.

Caro Luiz, Já conversei com o digno amigo, no antigo fórum, lá também o senhor nada compreendia. Respeito seu ideal, sua crença, sua idade, sua forma de aceitar sua religião. Respeito o seu modo "de não entender patavina". Seria isso uma virtude? Virtude? ... Defeito? Nunca fiz essa análise. Nunca analisei isso. Sempre pensei e penso que é apenas um modo de ser (não um modo de me mostrar. É ser, mesmo).

Não tenho qualquer mágoa contra a ccb, conheço muito bem as artimanhas dela.
Pois é aí que também não entendo (mais uma vez).
Você falou no outro post: "
Meu testemunho não serve para religião, enquanto
algumas fornecem indulgências, a minha (no caso a ccb), para aqueles que
pecarem, ela lhe fornece uma passagem diretamente para o inferno.

Escreveu também: "Religião é uma sombra. Fuja da sombra CCB."
E agora você diz: "
Não tenho qualquer mágoa contra a ccb, conheço muito bem as artimanhas dela.", dizendo que "não tem qualquer mágoa contra a Congregação Cristã no Brasil. (*)"

(*) No original está "ccb". Mais uma idiotice minha: nunca me refiro à nossa Igreja como "ccb". Sempre com o nome por extenso. Faço assim porque percebi que essa sigla é muito usada por quem quer desfazer da Igreja (não estou dizendo que é o seu caso).


O que seria graça? Como terei acesso a graça? como farei parte da plenitude? As respostas às duas últimas perguntas acho que só DEUS pode te responder. Mas vou dar uma opiniãozinha, um achismiminho meu apenas: Acho que você já tem acesso à Graça, que você já faz parte da plenitude. Acho que está com uma dividazinha (dividazinha para o nosso DEUS) e não está sabendo como se "zerar".
Olhe bem, isso que escrevi acima é um achismo meu, heim? Pode ser que eu esteja completamente enganado.


Se não entendo, não posso fazer parte do corpo, se me faço de desentendido, estou agradando homens, não estou nesse mundo para agradar idéias de homens. Eu não me faço de desentendido. É que sou meio burro, mesmo.

Um dos principais ensinos dos apóstolos foi, segundo as palavras de Paulo:
"...que todos nos considerem como servos de Cristo e encarregados dos mistérios de Deus.O que se requer destes encarregados é que sejam fiéis. " 1 Cor. 4:1 a 2
O digno amigo compreende os mistérios de Deus? Às vezes, poderei compreender, sim; às vezes (acho que na maioria das vezes), não.
Compreenderei, quando DEUS mos revelar. E o bacana é que quando isso acontecer, acontecerá sem eu o perceber.
Não compreenderei, quando DEUS não permitir que eu os conheça.

Uma pequena observação: Todos nos considerem servos de Cristo e encarregados dos mistérios de DEUS, por nosso bom testemunho, e não nós próprios. O que se requer de nós não é esse reconhecimento pelos outros, mas sim que sejamos fiéis.

Sugiro ao querido Irmão em JESUS que leia o capítulo citado até o fim (vers. 5).

Nosso líderes adoram os primeiros lugares, enquantos apóstolos foram colocados como os últimos, Mesmo que não adorem, eles já tem esses primeiros lugares (em certo sentido) outorgados pela Palavra de DEUS, quando diz que eles apascentarão as ovelhas do SENHOR, quando diz que as ovelhas de JESUS devem obedecê-los, e quando diz que eles são dignos de duplicada honra.

Paulo tinha essa nítida impressão:
" Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. " 1 Cor. 4:9

Nesse caso não são espetáculos, confirmados por telefone, para que possa encher o templo, e tudo se transforme num monólogo. Quando DEUS, o grande e poderoso nosso DEUS fala, mesmo na boca de humanos iguais a nós, tem de ser diálogo, mesmo. O SENHOR não pode ser interrompido.
Irmão Elder, não seja tão rigoroso com os outros, quando eventualmente ocorrer um erro humano.
Erros humanos, e pessoais, podem ocorrer, sim, mas não são parte da doutrina da Congregação Cristã no Brasil.

Diz em outro lugar, que eles (os apóstolos), tinham o próprio dom em vasos de barros, para que a excelência do poder fosse de Deus. Apóstolos se tornaram espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens.
O que aconteceu no passado, de os apóstolos se tornarem espetáculo para o mundo, acontece hoje, embora em outra forma, com os Servos de DEUS da Congregação Cristã, que são expostos crucificados moralmente por mentiras e calúnias, isso não mais para algumas centenas, mas mundialmente para milhões de net-espectadores.

...

Se estamos firmes, não é porque congregamos, mas que existe uma recomendação da Palavra de DEUS que devemos congregar, existe. nem porque ouvimos todos os anos, os "santos" ensinamentos, ironia não vale, heim, Eldier? E os ensinamentos são maravilhosos por virem pelo ESPÍRITO SANTO não é pelo método da santa ceia, a Santa Ceia é um sacramento ordenado pelo SENHOR JESUS por ter a maior orquestra do mundo (dessa eu não sabia. É verdade mesmo? , por não pagarmos dízimo, por não termos líderes assalariados, por termos belos templos faraônicos nem dessa, pois do meu conhecimento é que são templos alguns bonitos os de algumas capitais mas em compensação o que eu conheço de barraquinhos de madeira por todo o Brasil não está no gibi, e sermos administrados por uma gerontocracia. Embora o assunto seja sério, não pude reprimir uma risada desse termo "gerontocracia".

Mas, com certeza o irmão vai dizer, que não compreendeu o meu texto, alguns vão argumentar, que estão fora de contexto, mas, o que importa é que alguns ainda consigam enxergar a plenitude de Deus em Cristo. No seu texto compreendo muitas coisas, outras nem tanto, como disse acima.
O que não entendi nada, até agora, é sobre a sua motivação para o texto.
Mágoa? Tristeza? Revolta? Sensação de injustiça em relação a você?

Se o caro Irmão revelar sua ou suas motivações, talvez eu possa vir a compreender isso.
"Mas, " - poderá dizer você - "o que tem esse tal de Luiz Flavio tem a ver com a minha vida?"
E minha resposta será: Nada, absolutamente nada. Estamos apenas conversando.

Religião é uma das coisas antigas, que para o servo de Cristo, já não faz efeito algum.
Foi através do sopro do Espírito, que os apóstolos se tornaram testemunhas.
A mensagem da reconciliação, não é outra coisa, senão expressar a UNIDADE de Deus com o mundo.
Isso certamente é justiça.

O restante certamente são acúmulo de tradições.
Você poderá também criar um tópico
genérico sobre (sugestão) "A Graça e Religião" ou colocar um post se já
houver algum tópico a respeito.


Graça e paz vindas de deus. Amém.

Que DEUS nos abençoe a todos.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Ter Dez 06, 2011 8:15 am


Senhor Eldier Khristos




O presente fórum, em sua atual gestão administrativa, encontra-se exclusivamente pautado e/ou respaldado segundo as diretrizes ou parâmetros comuns a CONGREGAÇÃO CRISTÃ e eventuais deliberações dela oriundas. Deste modo, toda e qualquer enunciação de ordem crítico-depreciativa deverá limitar-se ao minimamente necessário. Despeitos, mágoas ou rancores para com a referida instituição, seus oficiais representantes ou membresia, constitui matéria de foro íntimo/privado.


Ademais - e ao que tudo indica - suas pessoais posições ou pareceres não mais se adequam àquilo que por uma questão sintético-didática convencionou-se designar como sendo a Fé Comum.


Lamentamos, todavia, incorreríamos em desvario ao coadunarmos com uma postura expressamente oposta aos princípios e ditames por nós professados e, semelhantemente, propagados.





Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson


"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  THEODORO em Sex Dez 09, 2011 3:26 am


Caro irmão,

Acredito que voce tenha razão em algumas partes de seus comentários. Eu sei que muitos estão servindo mais ao homem do que a Deus, pois, muitos estão impregnados de doutrinas e costumes vãos, contudo, na sua opinião o que devemos fazer? Servir a Deus em casa? Deixar a comunhão com os irmãos e a igreja? Eu acredito que não é este o caminho. Se pertencemos a uma organização seja ela religiosa ou não, nós infelizmente temos que nos adequar ás normas e costumes daquela organização. Me desculpe, mas, voce fez alusão ao problema em ser religioso, em crer em uma religião e seguir os seus preceitos, mas, voce não apontou o caminho que devemos percorrer, o que fazer então? Não venha só com a frase "O caminho é Cristo"!! Tudo bem, e aí? Eu sei que o caminho é Jesus, mas, sei também que nosso Deus é um Deus de ordem e assim devemos nos adequar a preceitos que levam a esta ordem. A CCB realmente incentiva e difunde alguns pensamentos que eu acredito que são até certo ponto duvidosos, como o pecado de morte sem perdão, exclusividade de salvação, etc... Contudo, por outro lado, nós da CCB temos uma grande liberdade para servir ao Senhor, sendo medidos simplesmente pela nossa consciência com Deus, com exceção daqueles que se obrigam, por suas próprias mentes a buscarem uma falsa santidade, os demais são livres para servir ao Senhor. Entendo que existem pessoas, como em qualquer lugar, que fazem dano á doutrina da CCB, pois, são amantes de si mesmo e certamente cometem horrores, mas, eu acredito que a CCB como um todo é uma igreja belíssima e que tem dado uma nova vida a muita gente, resgatando pessoas que estavam com suas vidas destruidas e, através dela tem a oportunidade de salvação. Deus lhe abençoe!!!




THEODORO

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Dez 09, 2011 6:49 am

Concordo com o irmão Theodoro.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  ┼Khristos em Sex Dez 09, 2011 6:42 pm

Caro Theodoro,

Quanto a questão:


Acredito que voce tenha razão em algumas partes de seus comentários. Eu sei que muitos estão servindo mais ao homem do que a Deus, pois, muitos estão impregnados de doutrinas e costumes vãos, contudo, na sua opinião o que devemos fazer? Servir a Deus em casa? Deixar a comunhão com os irmãos e a igreja? Eu acredito que não é este o caminho.

Não sei se foi direcionado ao (meu) texto, entretanto, vou replicar por mim mesmo.

Se muitos estão impregnados de doutrinas e costumes vãos, primeiramente, ou melhor, o certo a se fazer, é abandonar o caminho errado.

Quanto a questão servir a Deus em casa, se você tem a sua Bíblia, o Espírito Santo, a comunhão, a paz, logicamente nada impedirá você de servir a Deus.

Salomão construiu uma casa para Deus, todavia, ele não habita em casas feitas por mãos de homem.

" Todavia, o Altíssimo não habita em casas feitas por homens. Como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? diz o Senhor, ou onde seria meu lugar de descanso? Não foram as minhas mãos que fizeram todas estas coisas?
Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo! "Atos 7:48 a 51

Certamente os Filhos de Corá escreveram no Salmos:

"Como é agradável o lugar da tua habitação, Senhor dos Exércitos!...Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios." Salmos 84:1 a 10

A casa de Deus não seria no céu?

Aqui na terra a igreja é o Corpo de Cristo, sendo ele mesmo a cabeça.

Paulo orientou Timóteo se houvesse demora em sua ida:

" Escrevo-lhe estas coisas embora espere ir vê-lo em breve; mas, se eu demorar, saiba como as pessoas devem comportar-se na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e fundamento da verdade. " 1 Timóteo 3:15

A igreja pertenceria a alguma Deus morto?

Pois, tenho certeza que o comportamente da religião, não tem o fundamento da verdade.

Ainda que tudo isso falte, recomendou o apóstolo outra vez, agora falando do corpo carnal:

" Sabemos que, se for destruída a temporária habitação terrena em que vivemos, temos da parte de Deus um edifício, uma casa eterna no céu, não construída por mãos humanas. Enquanto isso, gememos, desejando ser revestidos da nossa habitação celestial,porque, estando vestidos, não seremos encontrados nus. " 2 Cor. 5:1 a 3

Congregar não quer dizer ser dominado, para futuramente me achar nu. Se pudessem compreender essa questão, saberiam como realmente devem se comportar aqueles que são novas criaturas. Querem continuar ensinado errado, continuem.

Minha casa está no céu, não foi construída por mãos de homens, que durante toda uma vida, confundiram a missão do evangelho, achando que ele era exclusivo. Estou gemendo, desejando ser revestido, não importando se estou no templo, ou em casa, porquê verdadeiramente, minha habitação celestial está no céu, se eu mesmo, tiver me comportado com justiça, piedade, santidade, na casa do Deus vivo, que eu considerei ser a igreja do Deus vivo.

Onde estará a igreja do Deus vivo?

Será mesmo que as deminonações não estão nuas diante do Senhor?

Na verdade se querem se reunir, façam conforme os ensinos apostólicos, não acredito, que o Espírito Santo, tenha uma liturgia tão repetitiva, tal como as ladainhas de todas as denominações. Acredito piamente que por haver tantas religiões, é impossível identificar, quem pertence, ou não pertence a família de Deus.

" Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular, no qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor. Nele vocês também estão sendo juntamente edificados, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito. " Efésios 2:19 a 22

Não necessito ir ao templo, para crescer, me aperfeiçoar, o santuário somos nós, estou edificado naquilo que profetas profetizaram, no que os apóstolos ensiram, e Deus está fazendo morada em mim, através do Espírito Santo. Não posso confundir a mania de congregar, como se isso estivesse me edificando, creio que a questão, é aprender a viver em harmonia, e principalmente em comunhão com Deus, sem negar a sua Unidade.

Paulo disse a igreja de Colossos:

" Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito. Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos. Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações. Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. " Colossenses 3:14 a 17

Compreende que somos membros de um só corpo?

Como posso desprezar todas as demais coisas, para sustentar uma liturgia cansativa, se igualando as demais religiões.

O apóstolo aconselhou que sejamos agradecidos a Deus, não mandou que construíssemos templos grandiosos, para vivermos excluídos, como se fossemos os únicos familiares. Deus não indicou que eu deva aprender somente através do púlpito, — falando de coisas espirituais — e que se não for assim, estarei me levantando contra o ungido de Deus. Isso é errado, isso é nocivo!

Deus nos deixou livres, para servi-lo, nos lugares que habitem sua justiça, sua palavra, ele permitiu que nos aconselhássemos uns aos outros, não "ungiu" apenas uma pessoam para que somente ela falasse para milhares, como se ela somente soubesse alguma coisa, isso é um absurdo.

Certamente ele (o apóstolo) disse:..."ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações. Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. "

Não falou em papelzinho de oração, nem em cânticos repetidos a cada culto, de testemunhos cansativos, ele estava falando de salmos, hinos, cânticos espirituais,e muitas outras coisas que poderiam aperfeiçoar o rebanho.

Qual religião cumpre essa determinação?

Agora, isso não quer dizer, que eu não deva congregar, quer dizer que eu deva ter compreensão, do que realmente foi deixado, daquilo que foi inventado. As religiões dominaram a fé humana, mentem, quando dizem que cumpre o santo mandamento. Não cumprem!

Pensam que cumprem, mas, estão sendo enganados, por aquele que deseja se assentar no lugar de Deus.

Posso evidente não concordar, mas, verdadeiramente é necessário, que muitos sejam avisados, para servirem a Deus de modo verdadeiro, e que os cooperadores deixados para cuidar do rebanho no tempo passado, nada tem haver com as atitudes dos lideres atuais. Devo então parar de congregar? tentar reformar a doutrina?

Não, querido! Devo servir a Deus em casa, cuidando que estou cumprindo a sã doutrina. Se porém, quiser subir ao templo, tenho liberdade para estar lá dentro, conforme a invenção dos homens. Claramente se quiser pertencer a uma denominação, tenho que cumprir as suas determinações, e principalmente suas interpretações, que obviamente, visam depreciar as demais. Isso é errado, mas, é o que sempre aconteceu.

Isso acontece a 2000 mil anos.

Paulo disse a Corinto:

" E nós, cooperando também com ele, vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão (Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável E socorri-te no dia da salvação; Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado; antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo; na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias, nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns, na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido, na palavra da verdade, no poder de Deus, pelas armas da justiça, à direita e à esquerda, por honra e por desonra, por infâmia e por boa fama; como enganadores, e sendo verdadeiros; Como desconhecidos, mas sendo bem conhecidos; como morrendo, e eis que vivemos; como castigados, e não mortos;Como contristados, mas sempre alegres; como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo, e possuindo tudo. " 2 Cor.6:1 a 10

Ainda que nada disso esteja acontecendo, não é por isso, que vou abandonar todas as coisas. Alguém vai dizer: "Não existe uma religião que cumpra essas determinações".

Alto lá!

Não é a denominação que eu pertenço que não está cumprindo, sou eu mesmo, que estou recebendo a graça de Deus em vão. Se ele já me socorreu, de maneira alguma vou me submeter a qualquer jugo humano. Sou justamente eu, que não devo dar escândalo, ainda, que a denominação me ache um aborto, por não achar correto a sua maneira, totalmente nociva, de pregar o acesso a graça de Deus. Eu tenho que me tornar recomendável, em tudo aquilo que ensinou o profeta, até mesmo, se for excluído, de uma denominação que achar "pregar" o amor.

Hoje minhas palavras, podem ser pobres para compreender, não necessito de glória do homem, não importa o que eu escreva, sempre serei um desconhecido, desonrado, enganador, porém, tenho imensa certeza, que aquilo que o homem acha, como escreveu o apóstolo, ou pelo mesmo deixou bem claro, Deus deva considerar totalmente ao inverso.

A mentira do homem, não poderá manchar a verdade de Deus. Seja qual for a condição, em casa, ou no templo, viverei para exaltar o nome de DEUS.

Não será uma liturgia repetitiva, que me fará possuir "tudo", e sim, o modo como recebi a graça.

Graça e paz em sua vida.

Eldier.


Última edição por ┼Khristos em Sab Dez 10, 2011 2:19 pm, editado 1 vez(es)
avatar
┼Khristos

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  THEODORO em Sab Dez 10, 2011 10:36 am

Caro irmão,

Lhe agradeço a sua postagem e entendi as suas considerações, contudo, tenho que ser sincero em dizer que discordo quanto á possibilidade de se "Servir a Deus em casa", o mesmo Paulo que você cita deixa isso bem claro em suas epístolas direcionadas justamente a Igrejas de Coríntios, Romanos, etc... deixando ensinamentos até como as mulheres devem se apresentar na igreja (I coríntios cap 11), o modo de celebrar a santa ceia na igreja (I coríntios cap 11; 17), Paulo afirmou ainda em I CORÍNTIOS CAP 12, parágrafo 28 (E a uns pôs Deus na igreja....). Enfim, existe várias citações com relação á estarmos na igreja, valorizando a comunhão com outros irmãos, afirmando que devemos ser um só corpo e isso voce não pode negar. Eu acredito nisso, é claro que não discordo dos malefícios que várias religiões tem feito pelo mundo afora, como disse anteriormente, dou a mão á palmatória quanto ao mau comportamento de vários irmãos da CCB e sei que existe toda a sorte de males em nosso meio, mas, se você observar os evangelhos de Paulo, voce verá que isso já ocorria no meio dos primeiros cristãos e em momento algum Paulo disse "Vamos recuar, deixar de ter comunhão uns com os outros ou algo nesse sentido". Ir na Igreja significa para mim, apresentar o meu louvor ao Senhor, buscar a comunhão com os demais irmãos que tem a mesma fé e ainda ouvir a Palavra sendo que com isso, tenho um ganho enorme com a conversão de toda a minha família ao evangelho, o que me traz muita satisfação. Agora, sejamos sinceros, servir a Deus em casa é bem difícil, não é? Eu comparo a isso á pessoa que deixa de ir a uma academia onde pratica exercícios regularmente com outras pessoas e de repente começa a querer fazer exercícios sozinho em casa, eu conheço vários que fizeram isso e quase todos pararam, assim, também acredito que seja o exercício da fé. Deus abençoe!!!

THEODORO

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Dez 10, 2011 11:33 am

Em tese acho que seria possível alguém servir a Deus unicamente em casa.
Na prática porém, vemos que os eremitas geralmente são pessoas que abandonaram gradativamente suas crenças até chegar um momento de estagnação espiritual.
Em algum momento de fraqueza arranjaram para si próprios essa desculpa do eremitismo para disfarçar algum estado de mente ou de alma.
E o Mestre jamais pregou de forma a que alguém deixasse de congregar, jamais manifestou desejo de nos afastar do mundo e do convívio uns com os outros.
Até mesmo a ciência hoje em dia nos demonstra que não desejarmos convívio social pode ser um estado patológico que se vai instalando de forma gradativa.
A tal "síndrome do pânico" é uma dessas formas patológicas.
Ora, toda teoria para ser boa, tem de estar obrigatoriamente fundamentada na prática, e não apenas em conjeturas. Mas nesse caso a prática nos aponta em outra direção, e faz a teoria cair por terra como sendo absurda.
Continuemos pois na igreja e que passe ao longe de nós a simples idéia de um dia virmos a nos tornar como que "eremitas da Graça". Isso não existe!
Procuremos ver em nossos irmãos o semblante de Cristo, e não o "erro", a "fraqueza", a "jactância", a "falta de entendimento" ou a "inconstância" de alguns.
É um exercício um tanto difícil, mas será exatamente na prática diária que obteremos vitória.
Que Deus nos abençoe a todos.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Dez 10, 2011 11:52 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Belas mensagens do Irmão Tlheodoro e do Irmão Sergio.

DEUS nos abençoe a todos.

Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  ┼Khristos em Sab Dez 10, 2011 3:17 pm

Caro THEODORO,

Caro irmão,

Devo dizer que você é extremamente lúcido, igualmente tenho comunhão contigo, e veja, estamos na rede mundial de computadores. Tive comunhão contigo, e exaltamos o corpo de Deus, não porquê fomos a "igreja, mas, pelo ele de ligação...o amor. Bem, sei que Paulo incentivou a comunhão entre todos, assim foram com todos os apóstolos.

Citações?

Conforme o dileto mesmo se referiu, inúmeras são as passagens, que corroboram com isso.

Certamente que Paulo não diria:

"Vamos recuar, deixar de ter comunhão uns com os outros ou algo nesse sentido. "

Ele talvez tenha recordado outras palavras:

" Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! " Salmos 133

Ainda que ele desejasse a união, Paulo destestava qualquer forma, de dissimulação, de fingirem uma suposta união, que na verdade visam sustentar os erros. Talvez, por tal motivo ele tenha dado uma "dura" em Pedro em Antioquia:

" Quando, porém, Pedro veio a Antioquia, enfrentei-o face a face, por sua atitude condenável. Pois, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele comia com os gentios. Quando, porém, eles chegaram, afastou-se e separou-se dos gentios, temendo os que eram da circuncisão. Os demais judeus também se uniram a ele nessa hipocrisia, de modo que até Barnabé se deixou levar. Quando vi que não estavam andando de acordo com a verdade do evangelho, declarei a Pedro, diante de todos: Você é judeu, mas vive como gentio e não como judeu. Portanto, como pode obrigar gentios a viverem como judeus? " Gálatas 2: 11 a 14

Naquele dia a "coluna" reconheceu que errou, ele sentiu vergonha. Sabe porquê amado?

Porquê estava em desacordo a verdade do evangelho, queria obrigar os gentios a uma verdade, enquanto ele mesmo adentrou pelos costumes dos gentios. Dissimulação é algo que nada tem haver com o Corpo de Cristo. No templo religioso, em sua total integralidade, a fé humana é dominada.

Paulo almejava a união pela verdade, não pelo domínio, disse ele a Corinto:

" Invoco a Deus como testemunha de que foi a fim de poupá-los que não voltei a Corinto. Não que tenhamos domínio sobre a sua fé, mas cooperamos com vocês para que tenham alegria, pois é pela fé que vocês permanecem firmes. "2 Cor. 1:23 e 24

Membros não tem caminho próprio, tem decisões formuladas para sua vida, mediante um "corpo" ministerial. O grande problema é esse tal "corpo" ministerial, querer tomar o lugar do corpo de Cristo, mesmo inconscientemente.

Somos membros de um "corpo", cujos homens pensam, ou somos membros de um corpo, segundo as idéias do Salvador?

Devíamos ter em mente sofrer pela igreja, que claramente, deve manifestar o restante do sofrimento de Cristo.

" Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo, mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos, inculpáveis e livres de qualquer acusação, desde que continuem alicerçados e firmes na fé, sem se afastarem da esperança do evangelho, que vocês ouviram e que tem sido proclamado a todos os que estão debaixo do céu. Esse é o evangelho do qual eu, Paulo, me tornei ministro. Agora me alegro em meus sofrimentos por vocês, e completo no meu corpo o que resta das aflições de Cristo, em favor do seu corpo, que é a igreja. " Colossenses 1: 22 a 24

Realmente meu querido Theodoro, existem tantas coisas a se aprenderem, que no templo, a suposta união que dizem haver, nada poderá acrescentar para continuarmos tendo esperança. Quanto a subir todos os dias para congregar, isso é uma "mania" sublime...um costume.

Paulo recomendou aqueles que desejassem estar em união, principalmente aos récem convertidos judeus:

" Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo. Não permitam que ninguém que tenha prazer numa falsa humildade e na adoração de anjos os impeça de alcançar o prêmio. Tal pessoa conta detalhadamente suas visões, e sua mente carnal a torna orgulhosa. Trata-se de alguém que não está unido à Cabeça, a partir da qual todo o corpo, sustentado e unido por seus ligamentos e juntas, efetua o crescimento dado por Deus. Já que vocês morreram com Cristo para os princípios elementares deste mundo, por que é que vocês, então, como se ainda pertencessem a ele, se submetem a regras: "Não manuseie! " "Não prove! " "Não toque! "? Todas essas coisas estão destinadas a perecer pelo uso, pois se baseiam em mandamentos e ensinos humanos. Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne. " Colossenses 2: 16 a 23

Nós certamente não somos uma elite espiritual iluminada, cujo legalismo, idas ao templo, nos tornam aptos para o reino dos céus. Falsas humildades prejudicam o corpo, mas, pior é somente para aquele que diz a verdade, ele sempre será a "ovelha negra". Percebe como Paulo estava preocupado com os monólogos espirituais, cujo um único irmão, conta suas peripécias com Deus?. Se pertenço ao corpo, devo crescer juntamente, através da união e comunhão de Cristo, isso se realmente estiver morto com ele. Os princípios elementares da religião, indicam que ainda pertencemos a regra, em suma, elas estão lá dentro do templo, quantas vezes do púlpito ouvimos coisas, que visam mais refrear os impulsos da carne, do que propriamente aperfeiçoar o corpo da igreja.

Isso se chama pretensa religiosidade.

Quanto a união ele mesmo (Paulo) esclarece aquela comunidade:

" Nessa nova vida já não há diferença entre grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro e cita, escravo e livre, mas Cristo é tudo e está em todos. Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou. "Colossenses 3:11 a 13

Eu não posso achar ter união, se tenho comigo, uma fé exclusivista na religião. Se já não existe diferença, conforme disse o apóstolo, não será um grave erro me considerar diferente, por achar que a minha religião é uma elite espiritual abençoada, enquanto todas as demais são "pobres" de espírito.


Quanto ao que o dileto disse:


"Eu comparo a isso á pessoa que deixa de ir a uma academia onde pratica exercícios regularmente com outras pessoas e de repente começa a querer fazer exercícios sozinho em casa, eu conheço vários que fizeram isso e quase todos pararam, assim, também acredito que seja o exercício da fé. Deus abençoe!!! ."

Quanto a exercício fisíco, parece que o apóstolo Paulo, era temerário quanto a esses costumes, principalmente considerando as "academias" frequentadas.

Ele disse a Timóteo:

" O exercício físico é de pouco proveito; a piedade, porém, para tudo é proveitosa, porque tem promessa da vida presente e da futura. Esta é uma afirmação fiel e digna de plena aceitação. Se trabalhamos e lutamos é porque temos colocado a nossa esperança no Deus vivo, o Salvador de todos os homens, especialmente dos que crêem. Ordene e ensine estas coisas. " 1 Timóteo 4:8 a 11

Compreenda que entendi a analogia, quanto a praticar exercícios em casa, e não em uma academia, igualmente, servir a Deus em casa, e não dentro do templo religioso. Mas, recordei esse conselho de Paulo, principalmente relacionado ao exercício da piedade, esse verdadeiramente é o assunto, a tão sublime piedade.

Piedade é algo que deixar de existir, quando nos achamos melhores que os demais, isso também acontece na prática esportiva. Menosprezar a fé alheia, também não é uma forma de união.

Devemos ter cuidado na escolha da "academia", e principalmente do "personal trainer", que vamos escolher para cuidar do nosso corpo.

Sim, isso também foi uma analogia, a piedade, é mais proveitosa, dentro daquilo que é verdadeiro. Não posso dissimular minha fé por muito tempo, veja o que aconteceu com Pedro.

Quanto as demais questões, considero você meu irmão em Cristo, isso independe do templo, mas, do meu coração. Depende da comunhão do Espírito, esse mesmo que foi derramado sobre toda a carne. Ora, veja, sobre toda a carne!!!

Deus esteja contigo imensamente, é importante esse diálogo.

Graça e paz
.
avatar
┼Khristos

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Dom Dez 11, 2011 8:26 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.



Caro Irmão Eldier, em JESUS.

Estou com o maior medo de falar, pensando que o que eu vou escrever possa te levar a algum mal-estar comigo.

Mas vou falar.
Se alguma coisa te ofender, não deixe de me avisar (pode dar-me a
bronca, que aceitarei), mas além disso você tem o direito de me perdoar ou não me perdoar.

Qualquer que seja sua escolha, existem as seguintes alternativas:

1) Pedir ao Administrador que me exclua do tópico ou do forum, provisoria ou definitivamente.
Concordarei com você e com a decisão do Administrador.

2) Pedir a mim que exclua esta mensagem. Eu atenderei o seu pedido.
.........................................................................................................................................

Você, como qualquer um de nós, tem o direito de congregar ou de não congregar, de pensar de um jeito ou pensar de outro jeito.

Mas acho (achismo meu, posso estar enganado, e espero que não te ofenda o que vou falar) ... acho que você cita versículos bíblicos e os faz de base para a sua argumentação.
A base, que são os versículos, são verdadeiros, claro, porque são citações da Bíblia.
Mas as conclusões tiradas não são verdadeiras.

O nome disso é falácia.

E o pior é que nas entrelinhas (explicitamente ou não) há grandes reclamações - quiçás acusações - contra o Ministério da nossa Igreja, a Congregação Cristã no Brasil.

Resumo:

a) voce não quer mais congregar (é um direito seu)

b) argumentação (reclamações, muitas vezes acusações, contra a Congregação Cristã).

c) fundamentação (versículos bíblicos, verdadeiros, porém interpretados por você de um modo muito especial, como se eles fossem base verdadeira para a sua argumentação. Não são.)

Não acho uma posição bacana a do Irmão, embora eu não tenha nada a ver com a vida de ninguém.
Cada um é dono de seus próprios atos.

Mas que não é bacana, pelo menos para mim, não é.

Que DEUS nos abençoe, nos proteja e nos guarde de todo o mal.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  ┼Khristos em Seg Dez 12, 2011 6:25 pm



Caro Luiz,

Determinadas pessoas em Corinto, procuravam provas de que realmente Cristo, falava por intermédio de Paulo.

Certamente duvidavam.

Certamente que Paulo escreveu para os Gálatas, com relação ao evangelho pregado:

" Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado! Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. Irmãos, quero que saibam que o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. " Gálatas 1: 9 a 11

Evangelho de origem humana, seria uma conversa de religioso?

Logicamente é preferível ouvir palavras dos "ministeriáveis", do que ouvir palavras de uma "ovelha negra". Evidentemente, eles não utilizam versículos, para pregar uma falsa mentira, claro que não. Pode ser que seja um evangelho humano, que você pensa ser do alto, seja na verdade um evangelho diferente, credo! Quem faz tais coisas deveria ser amaldiçoado.

Não ficaria uma religião sem ser amaldiçoada, isso não é um pretexto, nem estou fora do contexto, se o apóstolo não buscava aprovação do homem, tendo convicção naquilo que ele mesmo recebeu, ele não estava nem um pouco preocupado com os homens, ele queria mesmo era continuar sendo servo de Deus, não originado por qualquer mente humana.

Utilizo muitos versículos, tais como as religiões, utilizam o púlpito para "falar" com as ovelhas.

O irmão deve ter esse "cuidado", em ir ao templo para ver o que Deus fala, com isso, leva a sua Bíblia naquela bolsinha, ou com as próprias mãos. Chega ao templo, vai ao banheiro, entra no templo, senta, ora, abre a Bíblia, esperando o culto começar, a quantos anos o irmãos faz isso?. Claro, que isso não é uma ofensa, nem mesmo na Escritura, encontra-se qualquer semelhança com as liturgias das religiões atuais.

Uso muitos versículos, porquê ali está a verdade. Cristo é altamente poderoso. Paulo explicou a Corinto sobre o poder de Cristo, quando duvidaram que ele realmente falava em nome deste, pois, estavam pecando e agindo como insubordinados:

" Agora, estando ausente, escrevo aos que antes pecaram e aos demais: quando voltar, não os pouparei, visto que vocês estão exigindo uma prova de que Cristo fala por meu intermédio. Ele não é fraco ao tratar com vocês, mas poderoso entre vocês. Pois, na verdade, foi crucificado em fraqueza, mas vive pelo poder de Deus. Da mesma forma, somos fracos nele, mas, pelo poder de Deus, viveremos com ele para servir a vocês. Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos. Não percebem que Cristo Jesus está em vocês? A não ser que tenham sido reprovados! E espero que saibam que nós não fomos reprovados. " 2 Cor. 13:1 a 3

Sublime!

Crucificado em fraqueza, Jesus ressurge glorioso, para que os apóstolos "enfraquecidos", vivam com ele para servir o rebanho,através do poder concedido pelo Espírito Santo, não é ele mesmo o distribuidor dos mesmos?. Ora, com todos esses anos subindo ao templo, certamente o irmão já teve certeza, que não é insubordinado, claramente chegou a conclusão que está alicerçado na fé. Isso realmente é maravilhoso, nada tem haver com a tradição recebida, nem foi conseguida através da fórmula batismal. Devo compreender que nunca pediu provas ao ministério, que realmente Deus "fala" na boca deles, ou Pediu?. Não amado, você tem plena certeza que Deus fala por intermédio deles, no caso, muitos deles já se utilizaram de várias passagens, sem você jamais duvidar de alguma coisa, eles na verdade, se utilizam de palavras que soam, com base na própria interpretação deles, sem você dar a mínima.

Isso não é bacana...

Especialidade de todos os ministérios, que envolve todas as religiões!

" Pois nada podemos contra a verdade, mas somente em favor da verdade. " 2 Cor. 13:8

Não posso falar uma verdade, se ela não pertence a mim, Cristo pertence a mim, ele é a minha verdade, nada posso contra ele, somente a favor dele. Essa posição talvez seja mais agradável a seus ouvidos. Nada impedirá você de subir ao templo, e fazer tudo aquilo que você sempre faz, durante tantos anos, prove o digno irmão se você está na fé, ou se ela mesma está dominada. Mesmo que tiver, eu não tenho nada com isso.

Foi dito a mim para examinar as Escrituras, aliás, isso foi repassado por Paulo aos Romanos:

" Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança. O Deus que concede perseverança e ânimo dê-lhes um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus, para que com um só coração e uma só boca vocês glorifiquem ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, aceitem-se uns aos outros, da mesma forma como Cristo os aceitou, a fim de que vocês glorifiquem a Deus. " Romanos 15:4 a 7

Espírito de unidade, segundo Cristo Jesus!

Paulo tinha ciência do que foi escrito pelos profetas, isso manteve firme a esperança dele, ele mesmo repassou isso ao rebanho. Igualmente tudo o que os apóstolo escreveram, me dá ânimo para continuar crendo, que as Escrituras retratam uma verdade, que eu mesmo não posso interpretar de maneira pessoal. Talvez, os "ministeriáveis" interpretem, com o rebanho acreditando em cada fragmento dito. Engana-se o irmão que estou promovendo discórdia, toda e qualquer religião por si mesma, é o pior exemplo do que verdadeiramente é uma discórdia.

Releia o versículo.

Maravilhosamente Cristo aceitou a todos!

Aceitar a posição de servo, não foi bacana..."Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres."
Mateus 26.39

Enfim, nada mais existe a acrescentar, não estou escrevendo para agradar você, nem qualquer que seja, a verdade que está em mim, de forma alguma é pessoal, ela é poderosa para ser compartilhada.


Graça e paz.

avatar
┼Khristos

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Dez 13, 2011 10:18 am

Que a Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Caro Irmão Eldier, em JESUS.
DEUS me seja por testemunha que estou adorando conversar com você, embora discorde em algumas coisas, e não entenda outras do que você escreve.

Mas é muito bom conversar com pessoas bacanas, gentis, educadas.



Caro Luiz, Determinadas pessoas em Corinto, procuravam provas de que realmente Cristo, falava por intermédio de Paulo. Certamente duvidavam. Certamente que Paulo escreveu para os Gálatas, com relação ao evangelho pregado:
" Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado! Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo. Irmãos, quero que saibam que o evangelho por mim anunciado não é de origem humana. " Gálatas 1: 9 a 11

Evangelho de origem humana, seria uma conversa de religioso?
Para mim seria qualquer conversa que contrarie o que está escrito na Bíblia.


Logicamente é preferível ouvir palavras dos "ministeriáveis", do que ouvir palavras de uma "ovelha negra".
Opa! Você é ou se considera ovelha negra? Por mais que você fale isso, me desculpe, mas não acredito. Porque alguém que declare tão abertamente sua fé em Nosso SENHOR JESUS não pode ser ovelha negra. Para mim, é branquinha, branquinha, só que (me perdoe o que vou falar) uma ovelha branquinha um tanto confusa em relação ao aprisco que DEUS preparou para ela.

Evidentemente, eles não utilizam versículos, para pregar uma falsa mentira, claro que não. Pode ser que seja um evangelho humano, que você pensa ser do alto, seja na verdade um evangelho diferente, credo! Quem faz tais coisas deveria ser amaldiçoado.

É isso que não consigo entender: você fala, mas fala de um modo genérico. Fica uma acusação sem provas. Especifique melhor o que aconteceu o que está acontecendo, para que possamos analisar.
Mas com respeito, porque senão o Administrador modera (o que tem feito e faz muito bem).

Quando li esse negócio de amaldiçoado aí em cima, lembrei-me da Palavra que DEUS mandou na Igreja, há muitos e muitos anos, dizendo que nós não devemos nem podemos amaldiçoar ninguém.
Depois eu li essa passagem na Bíblia.
Como o meu conhecimento da Bíblia é muito pequeno, tive agora o maior trabalhão para achar essa parte. Mas achei:

Judas vers. 8 e 9 (peço que leia o capítulo todo):
"E, contudo, também estes, semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam as dominações, e vituperam as dignidades. Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda."


O irmão deve ter esse "cuidado", em ir ao templo para ver o que Deus fala, com isso, leva a sua Bíblia naquela bolsinha, ou com as próprias mãos. Chega ao templo, vai ao banheiro, entra no templo, senta, ora, abre a Bíblia, esperando o culto começar, a quantos anos o irmãos faz isso?.
Eta! Há cerca de 37 anos que faço assim. DEUS tem sido muito bom para comigo. Louvado seja DEUS!

Claro, que isso não é uma ofensa, nem mesmo na Escritura, encontra-se qualquer semelhança com as liturgias das religiões atuais.
Nunca parei para investigar isso em profundidade.
Mas a impressão que tenho (achismo meu) é que as liturgias surgem com o tempo.
Desde que não contrarie e Palavra de DEUS, a liturgia é uma coisa bacana, por que não?


Uso muitos versículos, porquê ali está a verdade. Cristo é altamente poderoso. Paulo explicou a Corinto sobre o poder de Cristo, quando duvidaram que ele realmente falava em nome deste, pois, estavam pecando e agindo como insubordinados:
" Agora, estando ausente, escrevo aos que antes pecaram e aos demais: quando voltar, não os pouparei, visto que vocês estão exigindo uma prova de que Cristo fala por meu intermédio. Ele não é fraco ao tratar com vocês, mas poderoso entre vocês. Pois, na verdade, foi crucificado em fraqueza, mas vive pelo poder de Deus. Da mesma forma, somos fracos nele, mas, pelo poder de Deus, viveremos com ele para servir a vocês. Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos. Não percebem que Cristo Jesus está em vocês? A não ser que tenham sido reprovados! E espero que saibam que nós não fomos reprovados. " 2 Cor. 13:1 a 3
Sublime!
Realmente muito sublime. E muito forte!

Crucificado em fraqueza, Jesus ressurge glorioso, para que os apóstolos "enfraquecidos", vivam com ele para servir o rebanho,através do poder concedido pelo Espírito Santo, não é ele mesmo o distribuidor dos mesmos?. Ora, com todos esses anos subindo ao templo, certamente o irmão já teve certeza, que não é insubordinado, claramente chegou a conclusão que está alicerçado na fé. Isso realmente é maravilhoso, nada tem haver com a tradição recebida, nem foi conseguida através da fórmula batismal.
Caro Irmão Eldier, em JESUS.
Você não sabe, porque não me conhece bem.
Mas eu sou insubordinado, sim.
Quem me dera ser um crente melhor, sem insubordinações. Ah! DEUS me ajude, me dê forças para ser um crente bacana.


Estou alicerçado na fé em JESUS, sim.
O básico foi conseguido pelo batismo, sim. Não propriamente com a fórmula bastimal, mas com o ESPÍRITO SANTO DE DEUS que SE me presenteou na hora do batismo.
As tradições ensinadas na Congregação Cristã no Brasil também muito me ajudaram e me ajudam a alicerçar a fé no SENHOR JESUS CRISTO.
Porém algumas "tradições" passadas por irmãos de banco iguais a mim, muitas eu tenho rejeitado, porque acho que assim deve ser.



Devo compreender que nunca pediu provas ao ministério, que realmente Deus "fala" na boca deles, ou Pediu?.
Claro que não! Eu não sou nem estou maluco!
E ainda mais que eu poderia ser enquadrado na palavra de DEUS em um dos versículos abaixo (como não conheço bem a Bíblia, tive outro trabalhão para achar a passagem bíblica):

Porvérbios 26:5-6:
Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia, , para que também não te faças semelhante a ele.
Responde ao tolo segundo a sua estultícia, para que não seja sábio aos seus olhos..

Não amado, você tem plena certeza que Deus fala por intermédio deles, no caso, muitos deles já se utilizaram de várias passagens, sem você jamais duvidar de alguma coisa, eles na verdade, se utilizam de palavras que soam, com base na própria interpretação deles, sem você dar a mínima.
Tenho ... tenho certeza absoluta que, na hora da pregação da Palavra, DEUS fala por meio dos Servos de DEUS.
Se não for na hora da pregação da Palavra, DEUS pode falar por qualquer Irmão no mundo (até por mim, imagine! Só que eu não vou ficar sabendo disso).


Isso não é bacana...
Ô! Por que não? Seja mais específico.

Especialidade de todos os ministérios, que envolve todas as religiões!
" Pois nada podemos contra a verdade, mas somente em favor da verdade. " 2 Cor. 13:8

Não posso falar uma verdade, se ela não pertence a mim, ...
Claro que pode, Irmão, desde que autorizado pelo Dono da Verdade, nosso senhor e salvador JESUS CRISTO.
O que não podemos fazer é falar uma mentira, qualquer que seja o dono.


... Cristo pertence a mim, ele é a minha verdade, nada posso contra ele, somente a favor dele. Essa posição talvez seja mais agradável a seus ouvidos.
Embora a minha opinião de nada valha para ninguém, essa sua posição é o máximo possível agradável aos meus ouvidos. Concordo plenamente, apenas acrescentando que Cristo pertence a todos aqueles a quem Ele fez seus Irmãos, filhos do mesmo PAI, filhos de DEUS.

Nada impedirá você de subir ao templo, e fazer tudo aquilo que você sempre faz, durante tantos anos, prove o digno irmão se você está na fé, ou se ela mesma está dominada. Mesmo que tiver, eu não tenho nada com isso.
Beleza! Você falou uma grande verdade: Nada me impedirá de subir ao templo, isso por grande bondade, misericórdia e amor de DEUS em minha vida.
Quanto a provar se estou na fé, eu tenho essa prova todos os dias da minha vida, cada hora, cada minuto, cada segundo, e essa prova é o sentimento que está gravado no mais profundo íntimo do meu ser.
Uma fé dominada, é verdade. Dominada por Aquele que tem o domínio sobre todas as coisas no Universo, nos céus e na terra (exceto sobre Aquele que Lhe deu esse domínio): nosso senhor e salvador JESUS CRISTO, bendito eternamente, amém.

Você tem muito a ver com tudo comigo e com as coisas que estamos discutindo.
Afinal, sou seu Irmão, não sou?
Qualquer erro que eu cometa com as minhas palavras aqui no Forum, pode me "castigar" (rs)


Foi dito a mim para examinar as Escrituras, aliás, isso foi repassado por Paulo aos Romanos:
" Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança. O Deus que concede perseverança e ânimo dê-lhes um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus, para que com um só coração e uma só boca vocês glorifiquem ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Portanto, aceitem-se uns aos outros, da mesma forma como Cristo os aceitou, a fim de que vocês glorifiquem a Deus. " Romanos 15:4 a 7

Espírito de unidade, segundo Cristo Jesus!
Perfeito, mas como teremos espírito de unidade se não congregarmos juntos?
Agora, é verdade que se for impossível congregarmos, DEUS, por Sua grande bondade, nos sustentará, mesmo separados. Se não pudermos congregar! Ou mesmo que possamos congregar e não vamos por alguma fraqueza ou desobediência, ou mesmo preguiça. DEUS É MISERICORDIOSO!
Só que não devemos facilitar.

Paulo tinha ciência do que foi escrito pelos profetas, isso manteve firme a esperança dele, ele mesmo repassou isso ao rebanho. Igualmente tudo o que os apóstolo escreveram, me dá ânimo para continuar crendo, que as Escrituras retratam uma verdade, que eu mesmo não posso interpretar de maneira pessoal. Talvez, os "ministeriáveis" interpretem, com o rebanho acreditando em cada fragmento dito. Engana-se o irmão que estou promovendo discórdia, toda e qualquer religião por si mesma, é o pior exemplo do que verdadeiramente é uma discórdia.

Releia o versículo.
Não preciso, Irmão. Tenho o maior cuidado em ler tudo, não só o que você escreve, como também - e principalmente - as citações da Palavra de DEUS.

Maravilhosamente Cristo aceitou a todos!
Aceitar a posição de servo, não foi bacana..."Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres."
Mateus 26.39

Enfim, nada mais existe a acrescentar, não estou escrevendo para agradar você, nem qualquer que seja, a verdade que está em mim, de forma alguma é pessoal, ela é poderosa para ser compartilhada.
Que assim seja!

Mais uma coisa: tenho a impressão de que o querido Irmão em JESUS é avesso a congregarmos no templo.
Mas Irmão, isso não só é um costume, como principalmente é um mandamento da Palavra de DEUS (está em algum lugar - ou em mais de um - lugar da Bíblia).

E veja que Paulo encaminhava as cartas aos Coríntios, aos Colossenses, etc., embora fosse entregue na mão de um responsavel. Como faria esse responsável? Tiraria cópias e iria de casa em casa distribuindo a cada um? Não dá, né?
O teor da carta era lido quando os Irmãos de banco se reuniam, congregando.

Graça e paz.
... de DEUS. Amém.


Que DEUS nos abençoe a todos, em especial a você, que é com quem estou mantendo este "papo" espiritual.

Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Admin em Ter Dez 13, 2011 2:13 pm

Irmãos



Considerando-se que o presente tópico já apresenta nítidos sinais de saturação ou estagnação temática (digressões, repetitividade, depreciação mútua...) deliberamos pelo seu imediato bloqueio.



Gratos,

A Administração.

Admin
Admin

Mensagens : 113
Data de inscrição : 11/05/2011
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário http://ccbsemcensuras.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CCB perdoa-nos os nossos pecados

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum