OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  vasco em Qui Nov 17, 2011 9:10 am

A Paz de Deus
Eu admiro muito o diaconato que em sua essencia é o "servir às mesas".
Pelo que ja vi e li em outras igrejas tambem há o diaconato, vou citar algumas que tem conhecimento. Na igreja Catolica o diaconato tano pode ser permanete ou transitório no caso de ser permanente o candidato pode ser casado e sua esposa deverá estar de comum acordo e ele fará um curso. Suas atribuicoes basicamente é auxiliar o sarcerdote nas missas, pode fazer batismo e trabalhos nas comunidades de base. Na presbiteriana o oficio de diácono tambem é de auxiliar o pastor, dar manutencao nas igrejas, organizar o culto e contribuir para a ordem do servico de culto e recebimento de coletas. De outro modo nas Assembleias de Deus o diacono fica à porta para recepcionar os irmaos, recebe coleta e dar manutencao nas igrejas. Apesar do meu conhecmento ser pouco a respeito deste oficio nestas igreja, o servico destes na CCB eu acho muito relevante e o que mais se aproxima do seu significado biblico. Porém, no que se refere ao preenchimento deste cargo nestas igrejas se difere da CCB, esta ultima se dá pela reuniao do conselho de anciao e o tal conselho em comunhao escolhe o candidato (mao vamos entrar em detalhes pois todos sabemos o procedimento) ja nas outras denominacoes o processo se dar por eleicao da assembleia da membresia, ou po estudo. analisando em Atos dos Apostolos, lá a assembleia escolheu o presbiterio aceitou a escolha e em seguida orou com imposicao de maos, logo o processo de eleicao tambem é biblico. Meu questionamento é o atual processo de escolha usado na CCB é biblico? e se fosse pelo processo de eleicao seria melhor? A igreja local ganharia seria melhor atendida? Visto que há Congregações que nao há diaconos, na minha regiao por exemplo há 28 congregacoes num total de 2.000 crentes e somente cinco diáconos numa media de 5 congregacoes por diaconos. Eis o debate!!!!! Espero que todos opinem. Aguardo
obs: gostaria que nao fugisse ao tema.

vasco

Mensagens : 50
Data de inscrição : 20/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Nov 17, 2011 12:26 pm

Vasco, a criação do ministério de Diácono é a mais antiga das "novidades" doutrinárias..
Havia uma constante murmuração de gregos contra hebreus sob a alegação de que suas viúvas estavam sendo "esquecidas" no atendimento a suas necessidades de sobrevivência.
Então os presbiteros primitivos se reuniram, oraram e escoheram 7 varões de bom testemunho, aos quais foi dada a missão inicial de "atenderem às mesas" enquanto eles, os presbíteros, se dedicavam à pregação da Palavra.
Com isso, cessou a murmuração e os diáconos não se limitaram ao seu primeiro ministério, igualmente pregando a palavra, difundindo assim o Evengelho e também batizando.
A ação dos novos diáconos foi importantíssima para que a Fé ultrapassasse novas fronteiras.

Com advento das muitas igrejas cristãs que se seguiram - começando pela Católica - o papel do Diácono passou a ser visto com uma importância "um pouco menor".
Por exemplo, no Catolicismo o Diácono recebe a imposição das mãos apenas do Bispo, porque "sua função não é sacerdotal".
Em algumas igrejas, realmente o Diácono é um mero "auxiliar do pastor".
Em todas essas igrejas ele tem de fazer um curso para "candidatar-se" a diácono.

Na Congregação, nota-se que o diácono é orado pelos anciães e que tem suas tarefas definidas com mais liberdade.
Ninguém "se candidata" ou se oferece para esse importante trabalho.
Ele apenas não batiza, pois em nossa doutrina isso tornou-se prerrogativa exclusiva dos anciães.
Mas não precisa fazer "curso" algum, pois depende estritamente da comunhão com Deus para exercer seu ministério.
E na verdade vemos que se o cooperador ou o ancião eventualmente errarem, há tempo e forma de ser minimizada qualquer consequência derivada de tal erro.
Mas um pequeno erro do diácono teria consequências muito graves, que nem mesmo poderiam ser corrigidas.
Em nosso meio, os diáconos são também responsáveis pelo movimento e organização das santas coletas, bem como acompanhar e orientar os irmãos porteiros no registro do Livro de Coletas e também, por tradição, são os responsáveis pela organização do evento anual a que chamamos de Reunião Geral de Ensinamentos (RGE), que a irmandade chama de "assembléia anual".
Em nosso meio, os diáconos contam com a colaboração das "irmãs auxiliares da Obra da Piedade", varoas de bom testemunho e que são os seus "dedos" ou seu "tentáculos" junto à irmandade carente.
A Congregação tem maneiras muito diferentes - e abrangentes - de exercer o atendimento à obra da piedade, se comparada a outros apriscos.
No mais, esse importante ministério é exercido debaixo de bastante sofrimento, porém com grande dedicação e modéstia.
E nesse ponto o diaconato em nosso meio é muito mais que um sacerdócio.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Nov 17, 2011 12:48 pm

Conforme mencionei em minha resposta anterior, não existem "candidatos" a diácono em nosso meio.
Pelo contrário, tem gente que chega a fugir diante da simples sugestão de seu nome para essa função (diáconos geralmente sofrem muito pela Obra, e têm de estar aos pés do Senhor com muito mais frequência que qualquer um de nós. Mas sua alegria - quando vem - também é certamente maior que a nossa).

No nosso caso, acho particularmente que é melhor que os diáconos não sejam submetidos a uma assembléia para serem escolhidos pela aclamação popular.
Então, posso dizer que o nosso processo para "conseguir" diáconos é bastante bíblico, porque está contido na mesma comunhão daqueles apóstolos que nos antecederam.

Temos diáconos que são responsáveis pelo atendimentos de várias congregações, e não de apenas uma.
E como disse, há muitas irmãs auxiliares que são como que seus braços-direitos[/u].
Conheço diácono que é responsável por nada menos que 15 (quinze) igrejas, e nenhuma delas deixa de ser atendida na guia do Espírito Santo de Deus.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  izaias em Sex Nov 18, 2011 9:18 am

vasco Hoje à(s) 12:10 pm
Meu questionamento é o atual processo de escolha usado na CCB é biblico? e se fosse pelo processo de eleicao seria melhor? A igreja local ganharia seria melhor atendida? Visto que há Congregações que nao há diaconos, na minha regiao por exemplo há 28 congregacoes num total de 2.000 crentes e somente cinco diáconos numa media de 5 congregacoes por diaconos. Eis o debate!!!!! Espero que todos opinem. Aguardo.

Analisando o dom de “Diácono” a luz da palavra de DEUS, a Bíblia Sagrada.
I Timóteo 3
8 - Da mesma sorte os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dado a muito vinho, não cobiçosos de torpe ganância;
9 - Guardando o mistério da fé numa consciência pura.
10 - E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam se forem irrepreensíveis.

Tudo o que diz as escrituras, seria uma benção, entretanto o que vemos em determinados lugares são pessoas totalmente contrários a tudo o que está descrito neste capitulo; amantes de si mesmo, arrogante, presunçosos e porque não acrescentar também ociosos.
Muitas vezes meu querido irmão, a quantidade não é relevante, poucos talvez sejam melhor que muitos, principalmente se estiverem unidos na comunhão com o Espírito Santo.

Antecipadamente peço perdão pela minha franqueza, não sou dado a “hipócrita”, conotando a ideia de só porque pertenço aos membros da Congregação tenho que defender os mesmos, ou então como muitos fazem varrer a sujeira debaixo do tapete.
Não estou denegrindo a imagem da Congregação, a parte espiritual desta doutrina é imaculável, ou melhor, dizendo impecável; mas a parte material (onde os homens) são os algozes deixa a desejar.
O que exponho aqui se refere a minha opinião, é assim que penso justamente porque convivo no meio ministerial, entretanto o julgamento pertence a DEUS.
Faço missões determinadas por DEUS em todos os estados do nosso País, algumas vezes também fora, conheço muitos Anciães, Cooperadores e Diáconos.
O ministério de Diácono que no dicionário da língua portuguesa quer dizer, (entre os protestantes, oficial eleito pela igreja e ordenado pelo conselho da congregação para realização de tarefas organizacionais, caritativas etc.).
No nosso meio (especificamente) se refere ao irmão escolhido pelos demais e “confirmado por DEUS em oração” é aquele que deve estar na “caridade”, “viver a caridade”, “falar na caridade”, “suportar as dores”, “provar e ser provado”; atender os pobres, necessitados e desesperados, cuidar dos órfãos e das viúvas, prestar socorro aos doentes, auxiliar em funerais e algumas coisas mais.
Sem generalizar, lamentavelmente deixam a desejar.
Para muitos destes a caridade não existe, são amantes de si mesmo e nem olham para o necessitado, entre todos; a quantidade de homens sinceros e que tem amor ao próximo como manda a palavra é ínfima.
O bom servo de DEUS Diácono chega cedo à Igreja, tem amor ao saudar irmãos e irmãs, raramente senta-se nos primeiros bancos, fica na entrada “observando”, em comunhão para que o Espírito de DEUS lhe mostre a real necessidade, porque a “caridade” é cega aos nossos olhos somente com os olhos do Espírito é que podemos enxerga-la.
Como pode um servo de DEUS Diácono “enxergar” a necessidade de alguém se ele está na dianteira, ele não tem olho na parte de traz e mesmo que tivesse jamais veria, porque o verdadeiro servo de DEUS não demonstra estar “provado”.
A “necessidade ou a provação” de determinadas pessoas sinceras está “invisível” aos olhos carnais, é necessário muita comunhão para ver.

Certa vez um irmão me ofertou cesta de alimentos, roupas e sapatos (principalmente) e disse: ”irmão, eu não tenho tempo disponível e vejo no irmão um caro servo de DEUS, então, por favor, faça o que DEUS te mostrar”.
Eu acabara de voltar de uma missão estava cansado e não tinha intenções de por aqueles dias ir a nenhum lugar; logo em seguida estando num culto, estava sentado quase nos últimos bancos e ao ajoelhar-me notei um irmão no banco da frente, estavam com os dois sapatos furados, a calça e o terno de padrões diferentes, em seguida notei que saiu do lado das irmãs duas crianças e vieram ao seu encontro, apesar de estarem bem vestidas notava-se a simplicidade de seus trajes. Meu coração já ficou apertado, entrei mais na comunhão e o Espírito de DEUS me impeliu que deveria fazer uma visita em sua residência. Após o culto fui saudá-lo e perguntei se poderia acompanhá-lo até sua casa para uma visita e prontamente aceitou. Chamei minha esposa narrei o ocorrido, fomos até minha casa, coloquei tudo no carro e fomos até a casa da família. Resumindo, oramos e entregamos tudo o que DEUS havia preparado, nem preciso dizer que a necessidade daquele lar era grande e até guloseimas que as crianças pediram em suas orações, DEUS preparou.

Não é porque alguém esta com a dispensa vazia, não tem dinheiro para o transporte, a conta da luz ou água está atrasada, ou as crianças estão com os pés no chão, que a necessidade é patente. Já vi muitos casos assim e ao perguntar a DEUS o que fazer, o Espírito Santo me mandou ficar em paz, então mais a frente percebi que ali na verdade estava o “espírito” da miséria e da “enganação”, ao orarmos foram expulsos aqueles espíritos a família ficou na paz e então foram atendidos e nunca mais houve miséria na família. Muitas vezes a enganação está no meio do povo, já vi pessoas serem atendidas sem nenhuma necessidade, já vi famílias sem crianças pequenas sendo atendidas com leite ninho e famílias com várias crianças pequenas serem atendidas e não deixaram nenhum pacote de bolacha ou alimento infantil.
Resumindo, em muitos o Espírito Santo da revelação nem aparece porque estes só enxergam o que veem, em virtude das churrascadas e dos passeios não tem tempo para o talento que lhe foi dado, mas eu não os culpo eu responsabilizo os que apontaram e colocaram muitas vezes por simpatia ou até por interesses escusos; entretanto já que foram colocados então devem granjear o talento.

A chamada “obra da piedade” em nosso meio é uma coisa muito linda, realmente inspirada por DEUS, entretanto há que ser totalmente espiritual não em forma de uma obrigação mensal como se fora uma empresa que fornece cesta básica, vale alimentação e transporte aos seus funcionários.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 65
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  vasco em Sex Nov 18, 2011 1:09 pm

Bem colocado ir Isaias, concordo que a Obra da Piedade é muito linda e no meio desta há muitas obras que persevera o crente na fé em Deus e no Seu Poder.E as vezes o que se vê sao homens amantes de si mesmos e que nao dao o devido valor naquilo que Deus lhe confiou. Talvez seja por isso que o conselho central do Bras tenha suspenso as aapresentações deste ano, visto que nao foram apresentados obreiros neste ano.

vasco

Mensagens : 50
Data de inscrição : 20/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Nov 18, 2011 4:41 pm

Na prática eu só conheço um diácono de natureza um tanto arrogante, mas que consegue apesar de tudo ser um bom diácono, naquilo que se espera de tal ministério.
É o "jeitão" dele, mesmo...
Contudo, ele não é de nossa região.
E fico até surpreso ao ler os comentários dos irmãos a respeito da conduta de certos irmãos diáconos de seu conhecimento, conduta essa muito diferente de todos os diáconos de nossa região (que cobre todo o Estado do Rio de Janeiro).

O dom da piedade tem de estar em cada um de nós.
Por isso é que percebemos antes do diácono que um certo irmãozinho está sem sapatos, que seu paletó está surrado, que sua despensa está vazia, que sua casa está sem energia elétrica, que suas crianças não têm leite ou biscoitos.
E se Deus nos faz ver tais coisas, é para que exerçamos imediatamente esse dom na medida de nossas posses, e não para que fiquemos criticando os irmãos diáconos ou a Obra da Piedade.
Lembremo-nos que estamos sendo testados durante todo o tempo, e que nossa obrigação é sermos aprovados nesses testes.
Jamais seremos aprovados se empregarmos nosso tempo em críticas e censuras, sem fazer o que o Pai nos determina fazer.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  izaias em Sab Nov 19, 2011 10:53 am

Apenas um alerta irmão Sérgio!
Como já disse faço muitas missões por este Brasil afora e inclusive estive por algumas vezes no Rio, mais precisamente em Campos dos Goytacaz, conheço alguns Anciões e Diáconos também, fui amigo do Ex Ancião Claudionor que lamentavelmente se deixou levar pelo “tentador” e perdeu a graça.
Na última viagem em fins de 2009, fomos acompanhados por um Diácono, omito o nome por questões de segurança e este nos atendeu muito bem, homem de DEUS; fizemos muitas visitas e atendimentos.
Entretanto em alguns lugares no Grande Rio existem alguns que se “escondem” talvez por questões de omissão na segurança, mas temos alguns que são valentes e encaram a situação com vigor.
Quiça um dia destes, nos vemos em algum lugar.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 65
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Gurgel em Sab Nov 19, 2011 8:56 pm

Aqui na minha região, só vai para diácono que tem parente no ministério... É tudo em família... Aqui as revelações para ministério só caem em famílias de "sangue azul"...

Me lembro que na construção de uma igreja aqui perto, um desses diáconos criticou o fato dos irmãos na hora do almoço pegarem dois pedaços de frango. Então ele falou para a irmã com uma cara de nervoso que deveria ser apenas um pedaço de frango... Mas quando chegou a vez dele, pegou dois pedaços... Que coisa... As vezes colocar parente no ministério causa esses problemas...

Mas fazer o que, o ministério de diácono é maravilhoso e quando bem feito é uma benção... Há obras lindas nessa parte... Quem não conhece o querido diácono irmão João das Maravilhas de São José do Rio Preto... Um diácono amoroso e bem preparado é uma benção no meio da irmandade...

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Nov 20, 2011 6:48 am

Irmão Izaías, aqui no Rio de Janeiro temos pouquíssimos diáconos (e também poucos anciães, se compararmos com Brasília ou São Paulo, por exemplo), razão pela qual somente um deles atende a pelo menos 15 igrejas (é o recorde daqui, embora haja pelos menos mais cinco casos, que eu me lembre).
Então, ele não poderia estar em todas esses lugares, e isso poderia dar a entender que ele estaria "se escondendo".
No entanto, a Obra da Piedade está presente, e as necessidades são atendidas.
Há diáconos por aqui cujos itinerários são verdadeiras viagens, de tão extensos (por vezes mais de 100km ida e volta).
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Nov 20, 2011 2:26 pm

Irmão Gurgel, tenho notado que em algumas regiões, em especial onde há famílias muito numerosas e que formaram os primitivos de nossa igreja, boa parte do ministério é formada exatamente por pessoas dessas famílias antigas, o que é bastante normal, e não tem nada de mais.

Existem muitas famílias onde há bem mais de 50 músicos, e também vários cooperadores, diáconos, anciães, e em torno das quais foram-se formando as igrejas ou seja, a membresia.
Então houve um momento em que "as igrejas" eram praticamente "as famílias" que as compunham.
Em tal situação, a quantidade de "parentes" tende a ser naturalmente muito grande, e é quase certo que um novo membro a ser indicado para o ministério seja coincidentemente de uma família dessas.

É questão de amostragem, nada mais.

Entretanto, muitos contenciosos se referem ao fato - para mim bastante natural - como se fosse "nepotismo".
Pode até acontecer, mas acho que na maioria dos casos não é.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Nov 21, 2011 12:57 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

É ... é sempre a mesma coisa.

Tem um ditado popular (os Irmãos linha-dura me perdoem): "Todos vêem os goles que tomo, mas ninguém vê os tombos que levo."

Todos vêem os (talvez) erros de um Irmão, mas ninguém vê as lágrimas desse Irmão em oração, implorando a DEUS que lhe dê mais força, mas sabedoria, mais revelação, menos cansaço, menos desobediência, e, porque não falar: menos preguiça (a que todos os seres humanos são sujeitos).

Há muitos anos, DEUS mandou a sua Santa e Bendita Palavra, mais ou menos assim: "Irmão, Irmã, aquele que quando você vê se aproximando você fecha as portas e janelas, para fingir que não está em casa, é aquele que quando você está descansando, ele está em oração, está visitando enfermos com tal enfermidade que você não teria nem coragem de se aproximar."

Oh, meu DEUS, enquanto não olharmos nossos Irmãos sabendo que são melhores que nós próprios, ... (não sei o que falar).

Acho que quando falo isso, estou advogando em causa própria.
Ninguém tem nada a ver com a minha vida partidular, mas vou dizer: não sou um péssimo testemunho do SENHOR, mas também tenho erros que se contar aqui na internet, os Irmãos nunca mais quererão falar comigo, nem ouvir o que eu digo.

Mas, pelo grande amor e misericórdia de DEUS, a minha casa é muito visitada pelos Irmãos, louvado seja DEUS.
Como pode isso acontecer, se eu não sou um crente bacana?
Simplesmente porque os Irmãos me amam, me perdoam os meus erros, têm misericórdia de mim.

E vou caminhando, fraco e desobediente, em direção ao céu com todos. Na rabeira da fila, é verdade, mas na fila.

Sabe que já cheguei até a pensar que é bom estar na rabeira da fila, fraco e cansado?
Pois é, porque aí eu sinto a mão de nosso SENHOR minhas costas, me empurrando no Caminho.
Os que não estão na rabeira, não precisam de sentir a mão do SENHOR em suas costas.

Bom ...
DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Nov 21, 2011 1:10 pm

A Paz de DEUS permaneça entre nos, e com nossas famíias.
Gurgel escreveu:Aqui na minha região, só vai para diácono que tem parente no ministério... É tudo em família... Aqui as revelações para ministério só caem em famílias de "sangue azul"...
Me lembro que na construção de uma igreja aqui perto, um desses diáconos criticou o fato dos irmãos na hora do almoço pegarem dois pedaços de frango. Então ele falou para a irmã com uma cara de nervoso que deveria ser apenas um pedaço de frango... Mas quando chegou a vez dele, pegou dois pedaços... Que coisa... As vezes colocar parente no ministério causa esses problemas...
Mas fazer o que, o ministério de diácono é maravilhoso e quando bem feito é uma benção... Há obras lindas nessa parte... Quem não conhece o querido diácono irmão João das Maravilhas de São José do Rio Preto... Um diácono amoroso e bem preparado é uma benção no meio da irmandade...
O que ganham os Irmãos que têm Ministério na Congregação Cristão no Brasil?
a) responsabilidade
b) preocupação
c) canseira física
d) ter de viajar (muitas vezes de ônibus, muitas vezes a pé)
e) desconforto material
f) viagens doente
g) viagens cansado
h) viagens com preguiça
i) viagens deixando a família com alguém doente
j) críticas de muitos Irmãos que não sabem os tombos que levam
k) mais, mais, mais, mais, ...

Bem, eu não sou sangue azul, e por isso não aceitaria e não aceito nenhum Ministério.
Se eu fosse sangue azul, também não aceitaria nenhum Ministério.


Nunca me convidarão, claro, mas se alguém viesse me convidar, eu só responderia, perguntando: "Sai pra lá, Irmão! Afinal, você é meu amigo ou amigo da onça?"

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Nov 22, 2011 6:03 pm

O que ganham os Irmãos que têm Ministério na Congregação Cristão no Brasil?
a) responsabilidade
b) preocupação
c) canseira física
d) ter de viajar (muitas vezes de ônibus, muitas vezes a pé)
e) desconforto material
f) viagens doente
g) viagens cansado
h) viagens com preguiça
i) viagens deixando a família com alguém doente
j) críticas de muitos Irmãos que não sabem os tombos que levam
k) mais, mais, mais, mais, ...
Concordo em gênero, número e grau.
Certas atividades do ministério seriam ótimas para os jovens de até 30 anos que tenham um espírito aventureiro, tipo "Indiana Jones"...
Para pessoas de idade muito superior a isso, certas atividades se tornam muito penosas.

Além do que, é bom que se saiba, ao viajarmos não comemos necessariamente "do bom e do melhor", não ficamos "nos melhores hotéis 5 estrelas" nem viajamos "de primeira classe".
Muitas vezes temos de sair de nossas "dietas especiais" (que seguimos por causa de nossas enfermidades) e temos de comer de tudo que se coloque à mesa, para sobretudo não fazer nenhuma desfeita aos irmãozinhos que nos recebem da melhor maneira que podem - não somente em suas mesas, mas também em seus corações.

Tudo é feito debaixo da Santa Preparação do Senhor, e isso implica em sermos recebidos com o que a irmandade tem de melhor para oferecer, segundo suas posses.
Percebemos que se estivessem recebendo ao próprio Mestre, que O receberiam assim.
Portanto, não vamos "nos deleitar nas churrascarias", mas partilhar do mesmo prato de nossos irmaozinhos humildes, e de sua amorosa hospitalidade.

Para quem é espiritual isso é muito regozijante, mas para alguém que procurasse apenas o deleite da carne isso seria - pelo contrário - uma grande decepção.

Imaginemo-nos viajando para a India, para a África, ou mesmo para Cuba ou para o interior do Paraguai e tenhamos em mente o máximo de "conforto material" que poderíamos ter em tais lugares.
Como podemos logo ter uma idéia, a coisa não é tão confortável quanto em nossas próprias casas.

A nossa Alma pode ficar confortável, mas a carne não.
Então, antes de sairmos falando o que bem entendemos, o que nos vem à mente, seria bom nos colocarmos no lugar dos servos de Deus que fazem tais viagens missionárias e procurar entender o que eles realmente passam.

Por vezes, o sofrimento da carne, a privação de certos privilégios, nos faz ter uma melhor comunhão com o Pai e, em vez de visitarmos, sermos visitados pela Sua Misericórdia.
Se não fosse isso, essa parte espiritual, não valeria a pena sairmos do conforto de nossos lares para fazer tais viagens.

E ainda tem gente que pensa que os servos de Deus que viajam, saem daqui "nadando em dinheiro"... rsrs
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  izaias em Qua Nov 23, 2011 10:07 am

Ah irmão Sergio que bom se tudo isto fosse assim mesmo!
DEUS me mandou em missão junto com mais 4 servos para o Paraguai; durante 4 longos anos.
Como foi uma determinação divina obedecemos com todo o carinho, fizemos os atendimentos, levamos alimentos, roupas e todo o gênero de vestuário, fizemos orações, unções, atendimento de cultos inclusive em aldeias indígenas, alguns batismos; santa ceia e reunião para mocidade.
Praticamente não havia estrada eram caminhos porque eles usavam muito o trajeto a cavalo, onde havia estradas eram precárias por vezes ficamos horas; atolados em meio a lamaçal; quantas vezes carregamos e descarregamos a camioneta para sair do atoleiro.
Geralmente nossa estada era de do mínimo 3 dias, ficávamos hospedados na casa do Ancião local, raramente tínhamos as três refeições diárias e nos alimentávamos do que levávamos, a única coisa que tinha no lugar era mandioca e galinha no terreiro.
Por vezes dormimos ou dentro do carro ou debaixo de lona no meio do mato em lugares sem nenhum tipo de acomodação.
Muitos irmãos do ministério diziam: - para que isto; é muito sacrifício e, no entanto estes ó viajam (até hoje) para locais onde tem aeroporto, algum irmão abastado esperando ou bons hotéis; sei muito bem disto.
É incrível; certa vez ao acompanhar um irmão para certo lugar e ao atender o celular este falou: - já estamos a caminho, prepare a picanha e a geladinha!
Enfim, são apenas relatos, ninguém tem a obrigação de acreditar.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 65
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Nov 23, 2011 3:58 pm

O irmão há de convir que a maioria de nós viaja nas mesmas condições em que eu e o irmão viajamos, ajeitando-se da melhor maneira para dormir (?) e comendo de tudo que se coloca à mesa - o que vai desde bife à parmegiana até um "café" rudimentar feito com o bagaço da cana de açúcar, isso passando pelo aipim, pela abóbora, e até pela buchada de bode, já que geralmente não dá para "escolher" picanhas e outros pratos "mais nobres"...

Mas certamente haverá aqueles ferrenhos adeptos "da picanha e da gelada", que felizmente são a minoria.
Isso é óbvio, pois afinal vivemos no mundo e sofremos as tentações do mundo.

Aqueles que conseguem ser ainda mais fracos e carnais que nós, ainda não perfazem um grande número.
No entanto, devido à forma como são vistos pelo povo, e com todos os "holofotes" apontados em sua direção, sua - talvez - pequena carnalidade parece ser muito maior, muito mais relevante.

Que isso sirva de exemplo para nós, para não cairrnos no mesmo erro.
Nunca se sabe; Amanhã poderá haver holofotes apontados em nossa direção...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Nov 23, 2011 4:02 pm

E existe um velho ditado que diz que "barriga de missionário é cemitério de galinha"...
Ou seja, quando aparece um missionário, vai logo uma galinha para a panela...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qua Nov 23, 2011 4:08 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Diante de todos os posts acima, fica confirmado então o que tenho dito e repetido: o Servo que tem um Ministério na Congregação Cristã só tem uma alegria: estar servindo a nosso DEUS.
Por essa alegria, paga sacrifícios e muitos, no aspecto material (citei alguns em outro post).

Então vamos distinguir, e muito bem distinguido, entre esse e um Líder de outra Igreja de uma cidade (pelo menos das cidades maiores), que por acaso fique em seu escritório "atendendo", preparando sermões, e ... digamos ... cuidando da igreja.

Como se ousa, então, criticar quando vários Servos são parentes? Chamar de, ou insinuar nepotismo? Nepotismo para sofrer (materialmente)?

Mas cada um dos Servos tem uma força diferente em seu dom.

Amemos, respeitemos e honremos a todos.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  izaias em Qui Nov 24, 2011 8:28 am

Meu caro irmão “Luiz Flavio”.
O nepotismo existe, é um fato, isto por si só se concretizando.
Claro que nosso DEUS, Santo e Onipotente pode a seu bel-prazer (vontade própria) confirmar algum familiar de alguém que já se encontra em algum ministério; concordo, entretanto temos que ter a certeza de que é a vontade de DEUS.
A minha (particular) opinião contrária a esta ação é referente ao que tenho presenciado em muitos lugares. Raríssimas exceções são; em que o parente colocado honra o conservo familiar mais velho no ministério.
Em geral o recém-colocado após algum tempo tomado pelo espírito da soberba começa a se impor, denigre os semelhantes, afronta o ministério local e etc., conotando uma atitude contrária ao que a Bíblia esclarece. - Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque DEUS resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. I Pedro 5 (5).
Já citei um exemplo que houve no VT sobre os filhos de Eli, embora DEUS mandasse que ele os confirmasse no Sacerdócio, eles foram tomados por espírito contrários e Eli não teve forças para exonerá-los. O mesmo acontece em nosso meio, depois de colocados é difícil controlar.
Embora parente de alguém o recém-colocado (se por DEUS), jamais irá se valer deste subterfúgio e sofrerá pelo ministério e muito mais pelos mais humildes.
Com certeza quando algum ministerial coloca algum parente no ministério sem a divina confirmação (sabemos que existe este fato); certamente é por interesse mútuo, sabemos também que em alguns casos o parente direto não cita o nome a ser apresentado, mas na calada da noite manipula alguns para apresentar o pretendido; já tentaram me manipular.
Por isso mesmo é que o empreiteiro tem que ser o Espírito Santo, segundo a Bíblia Sagrada revela, este Espírito foi o primeiro agente em todo o ministério da Palavra através dos séculos. A Escritura afirma claramente que o DEUS Triuno opera de forma coigual, coeterna e coexistente, como uma unidade.
Mas, também foi suposto, e com validade, que nós devemos enxergar essa unidade de atividade olhando para a função especial de cada membro da Trindade: o executivo é o PAI, o arquiteto é o Filho e o empreiteiro é o Espírito Santo.
- E disse DEUS: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;... Gênesis 1 (26); este mesmo Espírito Santo estava presente e deve estar presente em tudo o que fazemos na obra de DEUS.
Agindo assim, não haverá prejuízo e o ministério terá livre curso no seio da nossa tão sofrida irmandade.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 65
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Nov 24, 2011 1:26 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.
Pois é, Irmão Izaias, sem querer desrespeitá-lo, eu só consigo ver as coisas assim:

a) Todo servo de confirmado para o Ministério foi por DEUS, a quem devo amar, honrar e respeitar.
b) Erros materiais todas as pessoas do mundo têm, e eu tenho aos milhões.
c) Para eu considerar um erro de um Irmão qualquer é necessário que eu veja pessoalmente.
Se o erro foi com a Igreja, simplesmente fico quieto, porque não sei se foi mesmo um erro dele ou um erro em minha interpretação.

Se o erro foi comigo, sigo uma das seguintes alternativas:
1ª) perdoar, e perdoar mesmo.
2ª) ficar com a mágoa
3ª) discutir, brigar com o Irmão (mas muito de leeeeeeeeeeeve, de tal modo que a coisa morra por aí mesmo.

Qualquer que seja a escolhida, evito ao máximo falar com a Irmandade. Se tiver de desabafar, o faço com a minha esposa e, eventualmente, com meu filho que vive comigo.
Mas meu filho já é super-avisado (já até enjoou, de tanto eu avisar): todo mundo no mundo comete erro. Se o Irmão fulano errou, ele tem milhões de virtudes, por isso não é para ser considerado um errado. Ele apenas errou.

Olhe, Irmãos, a Palavra que DEUS mandou sobre o(a) Irmão(ã) que fechava as portas para o outro Irmão que vinha na rua (que contei em outro tópico, ou neste aqui mesmo - não sei) não saiu até hoje da minha cabeça nem de meu coração.

Eu sempre considero que estou com 69 anos de idade, mais pra lá do que pra cá, e não quero partir deixando alguém com raiva de mim.

De qualquer modo, Irmão Izaias e outros Irmãos, podem continuar me enviando mensagens, porque aprendo muito com elas.

Você não sabe, Izaias, mas com essa mensagem aí em cima aprendi demais.
E é isso que estou querendo aqui no Forum.

DEUS nos abençoe sempre, com nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Nov 24, 2011 4:22 pm

Amados irmãos:
As próprias Escrituras nos mostram que mesmo os servos confirmados expressamente por Deus cometeram algum ou vários deslises em algum momento de suas vidas.
Temos nessa condição - dentre muitos outros - David, Salomão, Nabucodonosor (sim, "o meu servo" Nabucodonosor) Jonas, Elias, etc.
Então, o "deslisar" é próprio do homem natural.
Resistir pessoalmente aos deslises, e triunfar sobre eles, aí sim é ser realmente espiritual.
Ajudar o seu irmão a não deslisar, isso não tem preço.
Mas certamente tem seu galardão garantido.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Nov 25, 2011 3:07 am

A Paz de DEUS, Irmãos.

Mais uma observação edificante do Ir. Sergio.

Estou aqui ficando muito preocupado se estarei discutindo, teimando, com os Irmãos Izaias e Sergio, que demonstram ter muito mais conhecimento da Bíblia e da Igreja (ambas tenho muito pouco demais).
A intenção não é essa.

É que continuo achando que "roupa suja se lava em casa".
Eu não devo colocar aqui na internet mundial deslises eventualmente acontecidos na Igreja.

Pode ser que seja porque eu não procure, mas nunca vi nenhum site de uma Igreja, em que os membros comentem os erros que lá acontecem. E olha que eu sei de falar (por eles próprios) de cada coisa.
Também não falo aqui.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Gurgel em Sex Nov 25, 2011 5:11 am

Nosso irmão Luis perguntou o que ganham nossos irmãos do ministério. Tem muito sofrimento e há aqueles que mais padecem do que ganham. Mas embora não haja salário, há muitos benefícios (não para todos, mas para muitos). Aqui vão alguns:

a) Ganha um prestígio enorme no meio da irmandade e a maioria começa a te bajular e puxar o saco. Ganha inúmeros presentes, benefícios, e serviços prestados pela irmandade gratuitamente. Conheço ancião que dizia que não tinha onde colocar terno de tantos de presente que recebia. Esse mesmo ancião tinha um caminhão com um baú. Alguns moços o visitavam e lavavam o caminhão inteiro de graça. Um cooperador que conheço resolveu abrir um comércio, e na reforma e arrumação do comércio, toda mão de obra foi proveniente da irmandade (e de graça é claro). Conheço um outro ancião que havia um irmão pintor que praticamente implorava para pintar a casa e a pequena fábrica que ele tinha. Tudo de graça é claro. Esse mesmo pintor, eu fiz um orçamento para pintar a casa em que moro...rsrsrs... Não foi de graça e acabei fechando com outro pintor..

b) Dependendo da situação, se ficar endividado, a irmandade paga toda sua dívida, mesmo se essa dívida tenha sido causada por imprudência (empréstimo com agiotas). Conheço vários casos de irmãos de ministério que tiveram sua dívidas pagas pela irmandade.

c) Se resolver abrir um comérico, tem grandes chances de ficar rico. A irmandade em peso vai comprar no comércio, mesmo que seja muito mais cara e com produtos de qualidade inferior. Conheci casos de irmãos que ficaram ricos vendendo ternos de baixa qualidade e saias da Joyali superfaturadas. Outro irmão do ministério abriu um comércio que vendia frios e vivia lotado (maioria irmandade). Ele resolveu vender o comércio para uma irmã sem ministério. A irmandade parou de comprar (mesmo sendo irmã) e a loja faliu.

d) Outra maneira de ficar rico é entrando nas pirâmides com produtos (herbalife, forever living, hoken, amway, perfam). Com o poder de persuasão na irmandade que o ministério proporciona, conseguirá colocar um monte de pessoas nessa pirâmide e ganhar um monte de dinheiro. Existem casos como esse em nosso meio, tanto que até criaram ensinamento contra isso. Não ajudou o ensinamento, pois a coisa continuou, afinal eles dizem que isso não é pirâmide, e sim marketing multinível (hahaha). Conheço um ancião que é um caro servo de Deus e recebeu uma proposta dessa. Ele respondeu: "meu ministério eu não vendo e nem negocio". Pena que muitos do ministério não pensam como ele.

e) É convidado de honra para inúmeros casamentos, jantares suntuosos e festas em geral. Tudo muito regado a picanha, suculento salmão, brejas, vinhos, e comidas do bom e do melhor. É honrado e percebido por todos em todos os lugares. É uma celebridade no meio da irmandade.

f) A família do irmão de ministério também é honrada e muito bajulada em nosso meio. Os filhos dele sempre serão bem tratados e nunca ficarão sem amigos. Também nunca ficarão "encalhados", pois mesmo se não forem galãs e modelos, não faltarão pretendentes. Só ficarão solteiros se quiserem. As sogras e sogros então, os amarão e incentivarão seus filhos e filhas a namorar e casar com filhos do ministério, mesmo que as vezes os mesmos não tenham bom testemunho e/ou caráter. Já vi casos de filhos de irmãos de ministério que engravidaram a noiva e nem perdeu a liberdade;

g) Sua palavra, vira verdade, pois mais besteira que você fale. Dificilmente alguém ousará questioná-lo sob pena de estar blasfemando e indo para o inferno sem perdão. Quem é do ministério pode impor suas vontades pessoais e gostos sob a irmandade que aceitará tudo de bom grado, mesmo que a bíblia diga o contrário do que o irmão do ministério falou. Entre a bíblia e a palavra do ministro, a maioria da irmandade fica com o ministro. O irmão do ministério ganha poder (como se fosse o chefe em uma empresa) e pode dar ordens e decidir as coisas. Ou seja, aqueles que ele quiser proteger, não sofrerão injustiças no meio da irmandade.

h) Pode usar o pulpito para dar ataques e recadinhos para os seus desafetos e aqueles que o contrariaram no meio da irmandade, e o povo ainda responde com glória. Com meu pai isso aconteceu duas vezes.

i) Seus erros serão encobertos pela maioria da irmandade. Ou seja, se aparece uma denúncia que um pastor rouba ele é ladrão e os fiéis daquela denominação são trouxas. Se alguém do ministério é denunciado, é tudo mentira e não tem isso em nosso meio (é armação de nossos opositores). E se não ficar quieto você será castigado por Deus. Se suas profecias no pulpito não se cumprirem, dirão para a pessoa "é que você pegou a palavra errado, era para outra pessoa".

j) Se você é da cúpula do ministério, pode fazer viagens para o exterior e ter tratamento vip da irmandade na Europa e Estados Unidos. Pode conhecer muitos países;

k) mais, mais, mais, mais...

Por isso, eu OUSO sim a dizer que tem nepotismo em nosso meio e que o ministério na CCB, pode sim trazer MUITOS benefícios materiais aos irmãos que o tem, benefícios esses que podem muitas das vezes ser maior que o salário que um pastor ganha. Por isso muitas da vezes é vantajoso ter ministério e muitos correm atrás. Tem irmãos que se sacrificam indo atrás de ministério e quando não conseguem entram em depressão. Já vi vários casos assim.

O que eu falei aqui é verdade e realmente ocorre em nosso meio. Eu enfatizei que não é com todos, e temos sim em nosso meio diversos irmãos que padecem muito e nada ganham. Mas verdade tem que ser dita e é bom que seja dita, pois quando saberem da verdade, vão parar de idolatrar o ministério, e deixarão de colocar o que eles falam acima da bíblia. Os bons ministros, merecem duplicada honra (conforme a bíblia diz), porém os exemplos que coloquei acima são exagero. Um pouco de bom senso ajuda.

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A PAZ DE DEUS ESTEJA EM NOSSOS CORAÇÕES !

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Nov 25, 2011 5:52 am

Travei!
Não sei o que falar!
Vou pensar mais sobre o post acima.
Estou aparvalhado!
Vou esperar outros Irmãos postarem!
Estou até com medo de falar e sair besteira.


DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Gurgel em Sex Nov 25, 2011 6:37 am

Querido irmão Luis,

Só reforçando, a idéia aqui não é culpar o ministério. Afinal eles não tem culpa dessa atitude presente em nossa irmandade. Eu mesmo no passado já bajulei e puxei o saco de muitos irmãos de ministério. Meu pai então... Fazia um monte de churrascadas com tudo do bom e do melhor para anciães e cooperadores. Então quando falo essas coisas, lembro do meu pai e de mim mesmo no passado...

Penso do lado positivo, isso pode esclarecer as pessoas. Tem um irmão ancião (um caro servo de Deus que admiro) que costuma dizer para irmandade.

- Não fiquem me convidando para ir a sua casa. Pelo fato de ser ancião recebo um monte de convites o tempo todo. Não preciso disso. Em vez de me convidarem, chamem aquele irmão próximo de você, que as vezes passa desapercebido, é pobre, humilde e as vezes se sente sozinho.

Foi um sábio conselho que eu guardei para mim, embora infelizmente não tenha praticado muito (mas ultimamente tenho me esforçado nessa parte).

Esses benefícios que comentei acontecem, embora não seja regra. São mais comuns em capitais e cidades com boa estrutura financeira razoável. Em locais muito humildes (nos interiores pelo Brasil afora) ocorre totalmente o contrário. Conheço um irmão que vive dizendo, "esses irmãos da capital (São Paulo) que vivem correndo atrás de ministério, deveriam ir lá no Acre, Pará, Amapá, Rondônia e Nordeste. Conseguiriam ministério facilmente, mas veriam o que é bom pra tosse...".

Por mais que o irmão pense o contrário, não tenho intenção de atacar a CCB e seu ministério. Só quero colocar a tona uma situação para reflexão geral de todos. A autocrítica é a melhor arma para melhorarmos como pessoa e como servos de Deus. Como disse, eu mesmo já "idolatrei" irmãos do ministério e aprendi minha lição...

Deus te abençoe e por favor não fique chateado comigo...

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Nov 25, 2011 7:15 am

Com referência ao post do irmão Gurgel:

Prestígio é uma coisa boa, porém um "excesso de prestígio" pode se transformar em um perigoso laço para o verdadeiro Crente.

Esse fenômeno de um grupo de pessoas beneficiar especificamente a um indivíduo ou um grupo, no nosso caso se chamaria de "ascendência", e embora seja muito comum em relação aos anciães e cooperadores (e também pessoas de hierarquia superior como nossos chefes e gerentes nos locais de trabalho), também é comum (em muito menor grau) com relação a alguns irmãos "de banco".
As pessoas sentem prazer em favorecer a esses individuos ou a esses grupos, e como o irmão já descreveu muito bem, são capazes de fazer literalmente de tudo, inclusive pagar dívidas particulares e lavar caminhões...
Todavia, chamo à atenção para o fato de que alguns irmãos bem humildes e sem ministério algum também são alvo desse tipo de atenção por parte da irmandade, embora a grande maioria não.

No tocante a "Marketing Multinivel", "Marketing de Rede", "Marketing de Incentivos", "Pirâmides":

"Marketing de Rede" e "Marketing Multinível" são termos sinônimos, atualmente substituídos lentamente pela denominação de "Marketing de Incentivos".
Nessa modalidade, existe a obrigatoriedade de haver um produto que é comercializado por um grupo de pessoas unidas em rede de forma a se multiplicar em número de pessoas, com isso multiplicando também as vendas e os ganhos de cada um.
Existem porém nessa mesma modalidade, "sistemas" viciados onde o produto é fraudado, ou seja, finge-se comercializar alguma coisa palpável mas na verdade negocia-se uma "pasta de serviços".
Em outros casos, forma-se uma "rede de consumidores", onde os participantes se comprometem a consumir periodicamente o mesmo produto que estão vendendo para terceiros.
Fora esses vícios, o atual "Marketing de Incentivos" é uma atividade honesta como outra qualquer.
(Diz o velho ditado que "enquanto houver cavalo, são Jorge não anda a pé")...
No entanto, surge no meio de tudo isso, e disfarçado de "marketing de rede", "marketing multinível" ou "marketing de incentivos" ou qualquer outro nome que venha a ter, a tal "pirâmide".
Pirâmide é uma fraude, e portanto é crime.
Dessa forma, aqueles que dela participam são criminosos na mesma medida daqueles que a difundiram inicialmente.
Em uma pirâmide, não existe um produto à venda (às vezes finge-se que há um produto) e as pessoas participantes pagariam uma quantia por "material de trabalho" e supostamente ganhariam dinheiro na razão direta do número de participantes que conseguirem colocar nos diversos níveis.
Acontece que essas pirâmides sempre se rompem, trazendo grande prejuízo a quem investiu. Somente os idealizadores dessas pirâmides é que ganham, até que sejam finalmente localizados pela Polícia.
Qualquer pessoa mais avisada um pouco saberia que ninguém oferece a terceiros a oportunidade de "ficar rico da noite para o dia".
Se existe tal oportunidade, essa é a melhor hora para praticar o tal nepotismo, não é mesmo?
Não haveria a necessidade de ficar pegando dinheiro daqui e dali para ensinar desconhecidos a "também" ficarem ricos...
Eu penso assim: Se chegar "o ancião mais velhinho, mais amado e mais simpático que seja" e me oferecer algo relacionado a pirâmides, a minha obrigação de Cristão será de olhar bem nos olhos dele, e fazê-lo saber - da forma mais urbana possível - que ele está se envolvendo em algo ilícito, e que isso não convém aos servos de Deus.

Os problemas que o irmão relata são verdadeiros, sim.
Felizmente, e o que nos faz não perder a Fé e a confiança, é que isso embora aconteça largamente em sua região, e a ponto de causar grande escândalo não somente no meio do povo como também para a obra Cristã como um todo, são como uma gota d'água no oceano que se chama CCB.

Oração e vigilância não fazem mal algum às nossas almas, mesmo que alguém resolva um dia ensinar-nos de forma diferente.

Que Deus abençoe a todos nós.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: OFICIAIS NA IGREJA - O MINISTERIO DO DIACONO

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum