VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Jun 07, 2011 9:34 am

Estamos passando por momentos difíceis no meio do povo Cristão, e isso é algo que não se pode negar nem negligenciar.

Estamos deixando que nossas vaidades tomem conta de nossas mentes e de nossos corações, e nos esquecendo daquilo que o Mestre tanto se esforçou para nos ensinar.

Nos achamos melhores, superiores, mais fiéis que os outros, e já nos apoderamos até mesmo de um "deus", que é o "deus da congregação", cujo "espirito santo" está sujeito à nossa própria vontade e ao nosso pensamento conforme a "necessidade" do momento, segundo a nossa ótica particular.

Contudo, este é o momento em que precisamos definir-nos como verdadeiros cristãos.

Ao que parece, estamos nos tornando um povo cujas obras já não parecem tão boas e o zelo que deveríamos ter tem-se deixado dissolver por dúvidas, contendas e dissidências.

Cedo o joio será separado do trigo, e naturalmente queremos todos ser trigo e não joio.

Parece que a nossa fé tem diminuído.
Já ouvi ancião dizendo que "antigamente Deus operava", dando de certa forma a entender que "já não opera mais".
Não estou falando mal do irmão ancião. Apenas o fato chamou-me à atenção porque quando a fé do próprio anjo da igreja se abate, a fé do povo também se retrái.

Acontece que estamos como que distraídos. Não estamos tão atentos quanto antes para o operar de Deus.
Mas se abrirmos nossos olhos do coração, certamente veremos que Ele está sempre presente, e fazendo maravilhas ao nosso redor.

Certamente, é tempo de orar e vigiar.
Oremos uns pelos outros, porque isso é salutar.
Façamos visitas, evangelizemos, mas em vez de promover um "rótulo de igreja", tenhamos o cuidado de pregar estritamente o que o Cristo nos mandou pregar, e anunciar que é chegado o reino dos céus, a saber, que os céus agora estão disponíveis para nós sem a necessidade de intermediários que não sejam o próprio Cristo.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Paulo em Ter Jun 07, 2011 9:51 am

Belíssima mensagem que deveria ser lida em Circular em todas as igrejas. Como isso não vai acontecer, pelo menos nós do forum - que temos o privilégio de conhecê-la - vamos recebê-la em nossos corações.

Paulo

Mensagens : 31
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Jun 07, 2011 11:48 am

A Paz de DEUS esteja sempre em nossos corações, dando-nos sempre Sua Guia para que pensemos a ajamos com Amor, Misericórdia, Verdade e Justiça.

Paulo escreveu:Belíssima mensagem que deveria ser lida em Circular em todas as igrejas. Como isso não vai acontecer, pelo menos nós do forum - que temos o privilégio de conhecê-la - vamos recebê-la em nossos corações.
Concordo plenamente. Muito bom alerta.

Mas, se eu tivesse o dom de anunciar a JESUS, nunca deixaria de ensinar: as mulheres devem (têm de) usar véu para orar ou profetizar e devemos orar sempre de joelhos.

Será que assim é ou seria correto? Ou eu estaria pregando a Congregação Cristã, em vez de ao SENHOR?

Preciso de opinião sobre essa minha dúvida (mas cuidado para não atrapalhar o tópico do Irmão Sergio Teixeira, mudando o foco para "véu" ou para "oração de joelhos."

Que DEUS nos abençoe.

Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Douglas em Ter Jun 07, 2011 1:09 pm

Puxa vida, como a verdade é dolorosa....

Douglas

Mensagens : 26
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Ter Jun 07, 2011 1:28 pm


Saudações Cristãs,

Prezados...






De seus alvores aos presentes dias, a "Ekklésia" ininterruptamente esteve sob um "grave momento"...

Prescindir da vigilância e prontidão consistiria em sua iminente derrocada.

E, se a "lassidão" lhe redundou em desvario apóstata (séc IV), nem por isso seu gérmem veio a fenecer...


Entre vales e íngremes encostas refugiados, seus leais depositários mantiveram acesa a sua primitiva chama (remanescentes valdenses alpinos).


E, não obstante, a Reforma tenha incorrido em equívocos os mais diversos, ainda assim a "Ekklésia" subsiste incólume em suas origens e conteúdo (depósito).


Acautelemo-nos quanto à espiritual indiferença, conquanto, esta nos conduz a uma gradual deterioração. Não sejamos, pois, negligentes para com àquilo que concerne ao Reino...


Certos, todavia, de que a "Ekklésia" encontra-se sob os cuidados do Eterno e sua inabalável guarida.


Disto, aliás, testifica Isaias:


"Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará, e toda a língua que se levantar contra ti em juízo tu a condenarás..." (Isaias, 54:17)






Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Jun 07, 2011 2:17 pm

Mas, se eu tivesse o dom de anunciar a JESUS, nunca deixaria de ensinar: as mulheres devem (têm de) usar véu para orar ou profetizar e devemos orar sempre de joelhos.

Será que assim é ou seria correto? Ou eu estaria pregando a Congregação Cristã, em vez de ao SENHOR?
A resposta a meu ver é bem simples: O Senhor Jesus nos libertou do jugo das ordenanças. Portanto, sobre o povo da Graça não há mais ordenanças.
O usar véu e o orar de joelhos devem ser atos que partem de nossos corações, por amor a Deus, mas não que sejam "mandamento" ou "ordenança" conforme pretendem alguns.
O próprio ósculo santo é uma boa sugestão e não uma "ordenança".
Não vivemos mais "debaixo de ordenanças", pois o Seu fardo é leve, e o Seu jugo é suave.
Se fazer tais coisas intimamente nos contraria ou nos traz visível desconforto, seria bem melhor que não o fizéssemos.
Mas se praticarmos essas coisas por amor, com satisfação e sobretudo com santificação, o Deus-Pai certamente permanecerá a nosso favor.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Jun 07, 2011 3:08 pm

A Paz de DEUS esteja conosco.

Sergio Teixeira escreveu:
Mas, se eu tivesse o dom de anunciar a JESUS, nunca deixaria de ensinar: as mulheres devem (têm de) usar véu para orar ou profetizar e devemos orar sempre de joelhos.Será que assim é ou seria correto? Ou eu estaria pregando a Congregação Cristã, em vez de ao SENHOR?
A resposta a meu ver é bem simples: O Senhor Jesus nos libertou do jugo das ordenanças. Portanto, sobre o povo da Graça não há mais ordenanças.
O usar véu e o orar de joelhos devem ser atos que partem de nossos corações, por amor a Deus, mas não que sejam "mandamento" ou "ordenança" conforme pretendem alguns.
O próprio ósculo santo é uma boa sugestão e não uma "ordenança".
Não vivemos mais "debaixo de ordenanças", pois o Seu fardo é leve, e o Seu jugo é suave.
Se fazer tais coisas intimamente nos contraria ou nos traz visível desconforto, seria bem melhor que não o fizéssemos.
Mas se praticarmos essas coisas por amor, com satisfação e sobretudo com santificação, o Deus-Pai certamente permanecerá a nosso favor.
Não concordo com s palavras acima do Irmão Sergio Teixeira.
Não vou citar aqui os porquês, para não desviar o assunto do tópico.
Considero um desrespeito muito grande esse tipo de desvio.

Irmão Teixeira, muito importante o alerta com você iniciou o tópico.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.



Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Carlinhos em Ter Jun 07, 2011 4:13 pm

Parabens ao irmão Sergio pelo seu texto.

Concordo plenamente!

Agora, ao irmão Luiz Flavio, digo o seguinte: pode-se sim pregar o véu, o orar somente de joelho, tudo bem.

O que não póde é desconsiderar quem assim não pratica, e se apoderar da "sã doutrina" e do Espírito Santo com exclusividade.

Ao irmão Ednelson, digo o seguinte: respondo quando eu entender o seu texto.

Vai demorar um pouco!!

Estou sem tempo, e sem dicionário!

Graça, paz e misericórdia!

Carlinhos

Carlinhos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 61
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Ter Jun 07, 2011 5:34 pm


Saudações Cristãs,

Irmão Carlinhos, amado...





Oportuna colocação...


Aliás, sugiro-lhe um de nossos atuais exemplares bíblicos - devidamente revistos e/ou adequados - trazendo como suplementos adicionais o CONCISO DICIONÁRIO BÍBLICO e CONCORDÂNCIA BÍBLICA. Notas e textos introdutórios já suprimidos, além de outras particularidades visuais (diagramação, etc).


Uma excelente opção (se contraposta a publicações de ordem laica ou alheias à Fé).





Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Jun 08, 2011 7:50 am

Temos como edificante e precioso o uso de véus e o orar de joelhos.
Porém não deve haver imposição alguma sobre tais temas, pois sempre haverá alguma situação onde se faça absolutamente necessário quebrar momentaneamente as regras instituídas de forma meramente literal.

Vimos que David comeu os pães da Proposição, que Jonas orou dentro do ventre do grande peixe, etc., etc., etc., etc., e que somos terminantemente proibidos pelas autoridades sanitárias de orar de joelhos em hospitais e cemitérios, fato esse bastante exortado pelo Ministério, portanto do conhecimento pelo menos da maioria de nós.
Claro que não vamos ter as exceções como regra; Cada caso é um caso, e somente o Espírito Santo dentro de nós é quem pode dar a guia perfeita.
De uns para outros porém, já não é mais guia, e sim palpite, ou pior, julgamento.

Espero haver esclarecido o meu ponto de vista.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Carlinhos em Qua Jun 08, 2011 5:18 pm

Ok, Ednelson,

Porém, referí-me ao dicionário da língua portuguesa mesmo.

Obs: foi apenas uma brincadeira, mas esquecí de colocar: rsrsrsrsrsrsrs

Graça, paz e misericórdia!

Carlinhos

Carlinhos

Mensagens : 19
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 61
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

vivemos un grave momento

Mensagem   em Qua Jun 08, 2011 9:31 pm

que a paz de DEUS esteja em nossos coraçoes

Concordo com Sergio ,anuciaremos a GRAÇA do FILHO de DEUS ou CCB? infelismente muito acham que a CCB é a graça,enquanto estivermos debaixo da GUIA do ESPIRITO SANTO DE DEUS estaremos guiado no dia que nao estivermos mais guiado por ELE,seremos apostata.e deixaremos de ser o seu povo


Mensagens : 28
Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 51

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Jun 09, 2011 9:09 am

Concordo com Sergio ,anuciaremos a GRAÇA do FILHO de DEUS ou CCB? infelismente muito acham que a CCB é a graça,enquanto estivermos debaixo da GUIA do ESPIRITO SANTO DE DEUS estaremos guiado no dia que nao estivermos mais guiado por ELE,seremos apostata.e deixaremos de ser o seu povo
No momento em que aceitamos ao Cristo em nossos corações segundo a pregação da CCB, passamos a ter essa doutrina como valiosa, e portanto ela é para cada um de nós a própria Graça.
Isso é normal e aceitável, pois semelhantemente o Pastor coloca seu cajado de pé em algum lugar, e as ovelhas vendo o cajado (que não é o pastor em si) sabem e confiam que o pastor está ali.
Neste exemplo, o Pastor é o Senhor Jesus, e a CCB é o cajado.
Devemos portanto, anunciar ao Pastor e à sua Obra de Salvação, de Redenção.
Para algumas pessoas mais símplices, contudo, poderemos também anunciar o cajado, pois pelo menos terão uma direção certa para onde olhar. Espera-se que um dia encontrem finalmente o Pastor, que é o que realmente interessa.

avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qui Jun 09, 2011 11:04 am


Saudações Cristãs,

Irmão Sérgio, prezado...





Minhas apologias...

O "cajado", báculo, bordão ou ainda "cetro-báculo" constitui uma extensão ou alusiva representação do próprio "Pastor" (gr. transl.: "poimein").

Uma excelente e contextual analogia.





Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  mmmp em Sex Jun 10, 2011 5:58 pm

I Corintios cap. 1 vers. 1,2 :

1 Paulo (chamado apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus), e o irmão Sóstenes,

2 Á igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso:

I Corintios cap. 11 vers. 1-13 :

1 Sede meus imitadores, como também eu de Cristo.

2 E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.

3 Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e Deus a cabeça de Cristo.

4 Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.

5 Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.

6 Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu.

7 O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do homem.

8 Porque o homem não provém da mulher, mas a mulher do homem.

9 Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem.

10 Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.

11 Todavia, nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor.

12 Porque, como a mulher provém do homem, assim também o homem provém da mulher, mas tudo vem de Deus.

13 Julgai entre vós mesmos: é decente que a mulher ore a Deus descoberta?




www.iccb.forumeiros.com

mmmp

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O LIVRO É DO NOSSO QUERIDO IR. ROMÁRIO QUE BATEU EM RETIRADA, POIS TEVE TODAS AS SUAS ARGUMENTAÇÕES BASEADAS NO TAL DO "MANDAMENTO IMPERATIVO"... DERRUBADAS FACE À SIMPLES...

Mensagem  Jahyr em Sab Jun 11, 2011 9:59 am


Editado pela moderação:

Jahyr, peço que leia as regras atentamente.
Não é permitido postar mensagens, ou imagens, com o propósito de denigrir pessoas.

Jahyr

Mensagens : 178
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Japão

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Jun 14, 2011 8:36 am

4 Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.
Não entendo essa citação do Apóstolo Paulo, pois sendo ele judeu, e falando a judeus, como então os homens poderiam orar ou profetizar sem estar com o kippah sobre suas cabeças?
E se falava a gentios, porventura estaria se referindo ao uso do "nimmish" (uma espécie de capuz usado por bruxos e esoteristas)?
Gostaria que os irmãos, se possível, esclarecessem esse ponto.
Mas que evitassem polemizar.
Se pudermos aprender alguma coisa, ótimo.
Mas se da discussão de tal assunto não nos sobrevier nenhum benefício para nossas vidas espirituais, então que o deixemos de lado.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Jul 16, 2011 10:49 pm

... 5 Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.

6 Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu. ...
Devemos procurar ter um melhor entendimento sobre em que circunstâncias Paulo pregava daquela forma.
Porque falar em "mulheres com cabeça rapada"? De onde vem isso?

Havia àquela época sacerdotisas do templo dedicado à deusa Afrodite, que tinham práticas horrendas e abomináveis, inclusive de praticar sexo lascivamente sobre o altar daquela deusa.

Essas mulheres eram as tais que usavam a cabeça rapada, enquanto por outro lado as mulheres de bons costumes, que honravam a família e a sociedade grega, usavam penteados excessivamente sofisticados (os quais inclusive inspiraram o estilo arquitetônico dos capitéis das colunas, chamadas de "estilo coríntio").

As colunas gregas imitam portanto os cabelos e as roupas das mulheres, especialmente em Coríntio, Dório e Jônio.

Posteriormente, algumas ex-sacerdotisas aceitaram o Evangelho e seus corações foram convertidos.
Porém, já não se julgavam à vontade para estar diante de Deus com as cabeças raspadas (pois isso as associava ao seu estado anterior, antes de conhecer a Palavra), nem ostentando penteados que poderiam ser tomados como vaidade diante de Deus.
As mulheres virtuosas, com seus penteados ricamente elaborados, igualmente sentiram-se desconfortáveis pois sentiram-se como que excessivamente vaidosas diante de Deus.
Sentiram portanto de usar um véu para cobrir-se, procurando demonstrar amor e temor ao grande Deus vivo.

Essa atitude porém desagradou às "palmatórias-do-mundo" que frequentavam também a igreja de Corinto, e que, qualquer que fosse a solução adotada por elas, estariam "sempre erradas" segundo esses tais críticos.

O apóstolo portanto apresentou o seu parecer que está no versículo 16 (I Cor. 11) e que tem a ver com a contenda, e não propriamente com o véu em si.

Na CCB ainda tem gente que pensa que se usa véu porque é "mandamento de Deus".
Evidentemente tais pessoas pensam assim apenas por falta de conhecimentos gerais ou porque não leram aquele capítulo com a devida atenção.

O uso do véu iniciou-se no tocante a Corinto por questões de amor e temor a Deus, e não por imposição, mandamento ou ordenança.

Se nos lembrarmos do que temos aprendido, a Graça nada nos impõe.
A lei de ordenanças ficou lá para trás, cumprida integralmente pelo nosso Mestre.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Jovem Musico em Qui Jul 28, 2011 1:39 pm

Acho que estamos vivendo em um momento mais realístico. Tenho por mim que "uma grande parte" dos que "serviam certinho" no passado faziam assim por medo de passar por situações vexatórias. Antes era possível falar "ninguém saúda aqueda dali por que é pecadora" ou "não tocaremos enquanto determinado musico não se retirar", ou seja, uma "certa parte" do povo antigo servia por medo de repreensão, tradição ou medo de ficar mal falado. Sendo assim todos concordando ou não seguiam da mesma forma dando bom testemunho.
Então digo que hoje em dia estamos vivendo épocas para mostrarmos que somos crentes de verdade pois hoje é tudo livre, está em nossas mãos o poder de fazer o bem ou o mal, está em nossas mãos o poder de dar bom ou mal testemunho. Outro dia fui a uma visita a uma cidade pequena, vi muitas obras lá, e muita presença de Deus, mas vi muita "lata vazia também" e é assim que eu acredito que ocorria no passado, nem todos estavam unidos em um único propósito de servir a Deus. Sempre houve pessoas que estavam com o propósito de apenas ser igual aos outros para fazer parte do mesmo grupo. Hoje não precisa vais disto, pois quem quer servir a Deus, está servindo a Deus e quem não quer está fazendo outra coisa.
Hoje nós vemos mais a importância de entender a palavra "tudo tem o seu tempo" e sempre fui da opinião: mais vale a qualidade do que a quantidade.
Parece tempos sofridos mais este é o tempo de mostrar que somos crentes de verdade.

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Jul 28, 2011 8:25 pm

Acho que estamos vivendo em um momento mais realístico. Tenho por mim que "uma grande parte" dos que "serviam certinho" no passado faziam assim por medo de passar por situações vexatórias. Antes era possível falar "ninguém saúda aqueda dali por que é pecadora" ou "não tocaremos enquanto determinado musico não se retirar", ou seja, uma "certa parte" do povo antigo servia por medo de repreensão, tradição ou medo de ficar mal falado. Sendo assim todos concordando ou não seguiam da mesma forma dando bom testemunho.
Realístico,sim, embora os fenômenos que o irmão tem encontrado no passado ainda são notáveis no presente. Em todas as igrejas há os cristãos verdadeiros (sempre em minoria), mas há também em maioria um mix de "carregadores de bíblia", de "palmatórias do mundo", de "espiritossantos de corredor e banheiro", etc.
Então digo que hoje em dia estamos vivendo épocas para mostrarmos que somos crentes de verdade pois hoje é tudo livre, está em nossas mãos o poder de fazer o bem ou o mal, está em nossas mãos o poder de dar bom ou mal testemunho. Outro dia fui a uma visita a uma cidade pequena, vi muitas obras lá, e muita presença de Deus, mas vi muita "lata vazia também" e é assim que eu acredito que ocorria no passado, nem todos estavam unidos em um único propósito de servir a Deus. Sempre houve pessoas que estavam com o propósito de apenas ser igual aos outros para fazer parte do mesmo grupo. Hoje não precisa vais disto, pois quem quer servir a Deus, está servindo a Deus e quem não quer está fazendo outra coisa.
É verdade, mas não é esse o ponto. Acontece que em todas as igrejas atualmente está havendo movimentos voltados para a desunião, para as dissidências por qualquer motivo. tem prevalecido a arrogância, a falta de fé de união, do amor verdadeiro, da obediência aos ensinamentos de nosso Mestre e único intercessor.
Hoje nós vemos mais a importância de entender a palavra "tudo tem o seu tempo" e sempre fui da opinião: mais vale a qualidade do que a quantidade.
Parece tempos sofridos mais este é o tempo de mostrar que somos crentes de verdade.
No momento em que essa situação que vivemos nos liberta do jugo do homem. podemos considerar isso como uma vitória (ou vitória aparente). Todavia, o momento presente é um divisor de águas. Quem for santo, santifique-se mais. E quem não for...

avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  THEODORO em Seg Ago 15, 2011 10:17 am

Sergio Teixeira escreveu:Estamos passando por momentos difíceis no meio do povo Cristão, e isso é algo que não se pode negar nem negligenciar.

Estamos deixando que nossas vaidades tomem conta de nossas mentes e de nossos corações, e nos esquecendo daquilo que o Mestre tanto se esforçou para nos ensinar.

Nos achamos melhores, superiores, mais fiéis que os outros, e já nos apoderamos até mesmo de um "deus", que é o "deus da congregação", cujo "espirito santo" está sujeito à nossa própria vontade e ao nosso pensamento conforme a "necessidade" do momento, segundo a nossa ótica particular.

Contudo, este é o momento em que precisamos definir-nos como verdadeiros cristãos.

Ao que parece, estamos nos tornando um povo cujas obras já não parecem tão boas e o zelo que deveríamos ter tem-se deixado dissolver por dúvidas, contendas e dissidências.

Cedo o joio será separado do trigo, e naturalmente queremos todos ser trigo e não joio.

Parece que a nossa fé tem diminuído.
Já ouvi ancião dizendo que "antigamente Deus operava", dando de certa forma a entender que "já não opera mais".
Não estou falando mal do irmão ancião. Apenas o fato chamou-me à atenção porque quando a fé do próprio anjo da igreja se abate, a fé do povo também se retrái.

Acontece que estamos como que distraídos. Não estamos tão atentos quanto antes para o operar de Deus.
Mas se abrirmos nossos olhos do coração, certamente veremos que Ele está sempre presente, e fazendo maravilhas ao nosso redor.

Certamente, é tempo de orar e vigiar.
Oremos uns pelos outros, porque isso é salutar.
Façamos visitas, evangelizemos, mas em vez de promover um "rótulo de igreja", tenhamos o cuidado de pregar estritamente o que o Cristo nos mandou pregar, e anunciar que é chegado o reino dos céus, a saber, que os céus agora estão disponíveis para nós sem a necessidade de intermediários que não sejam o próprio Cristo.

Caro irmão,

Infelizmente é a pura verdade os seus comentários. Me arrisco a dizer que podemos estar caminhando para os mesmo erros que incorreram os antigos cristãos que passaram a cultuar os santos, contradizendo a palavra de Deus ao começar a venerar pessoas e coisas, ao invés de cultuar o Deus verdadeiro e único que nos foi apresentado através do Senhor Jesus. Eu digo isso ao afirmar que a maioria de nossos irmãos acreditam cegamente que somente a CCB tem parte com o Senhor e somente nós iremos obter a salvação e isso, como foi estimulado pelos papas o culto aos santos, por conveniência de poder sobre as massas, também a unicidade da salvação pela CCB é estimulada ás vezes abertamente pelos anciões e cooperadores da CCB que muita das vezes deixam claro que somente a CCB é a graça, etc, também por conveniência, pois, criam tópicos para não falar mal de outras igrejas, mas, nos cultos eles continuam a pregar contra " a moeda falsa", "as seitas", "quem visitou as seitas não podem tomar santa ceia", etc.

THEODORO

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Ago 16, 2011 1:27 am

Caro irmão,

Infelizmente é a pura verdade os seus comentários. Me arrisco a dizer que podemos estar caminhando para os mesmo erros que incorreram os antigos cristãos que passaram a cultuar os santos, contradizendo a palavra de Deus ao começar a venerar pessoas e coisas, ao invés de cultuar o Deus verdadeiro e único que nos foi apresentado através do Senhor Jesus. Eu digo isso ao afirmar que a maioria de nossos irmãos acreditam cegamente que somente a CCB tem parte com o Senhor e somente nós iremos obter a salvação e isso, como foi estimulado pelos papas o culto aos santos, por conveniência de poder sobre as massas, também a unicidade da salvação pela CCB é estimulada ás vezes abertamente pelos anciões e cooperadores da CCB que muita das vezes deixam claro que somente a CCB é a graça, etc, também por conveniência, pois, criam tópicos para não falar mal de outras igrejas, mas, nos cultos eles continuam a pregar contra " a moeda falsa", "as seitas", "quem visitou as seitas não podem tomar santa ceia", etc.
É normal (para o homem natural) incorrer ciclicamente nos mesmos erros de seus antepassados. Justamente tendo esse fato em vista, o Senhor enviou o seu próprio Filho unigênito para viver entre nós e nos deixar ensinamentos de natureza eterna e imutável.
Para não incorrer nesses erros sistêmicos temos de viver individualmente o cristianismo como ele realmente é, seguindo a doutrina de Cristo e não as doutrinas humanas que sempre nos reconduzem a um arremedo da antiga lei de ordenanças.
Temos de ter em mente que o Cristo é o nosso único salvador e intercessor eterno, e que não há mais nenhum sacerdote entre nós e o nosso Deus que não seja o próprio Senhor Jesus.
Porém para algumas pessoas isso é um ponto difícil de entender, apesar de ser constantemente exortado entre nós.
Então percebemos que Nicodemos não era tão ignorante assim, pois nos bloqueamos em um entendimento falho, exatamente da mesma forma que ele.
Ele - embora acreditasse que era necessário renascer - não entendia como seria possível fazê-lo sem ter de entrar novamente no ventre da própria mãe.
E quanto a nós, ainda aceitamos como vigente o ranço de uma lei imperfeita (e abolida no tocante à sua imperfeição) onde prevaleciam as vaidades humanas dos tais "doutores de lei" e dos principais das sinagogas.
E temos sistematicamente nos recusado a aceitar que o Senhor Jesus tenha cumprido em si toda a lei de ordenanças que nenhum homem seria capaz de cumprir, e ainda de tal forma que não ficasse nada daquela lei que tivesse de ser posteriormente cumprida por nós.
No entanto ele não veio derrubar a lei de Deus, porém confirmá-la e explicá-la para que pudéssemos entendê-la melhor.
E já que "não veio anular a lei" (aquela que realmente proveio de Deus, mas sim as coisas que os homens lhe foram acrescentando), entendemos falsamente que devemos continuar a seguir os mesmos preceitos rançosos que com Sua morte no madeiro Ele fez caducar.
Portanto a ignorância de Nicodemos era "fichinha" perto da nossa...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: VIVEMOS UM MOMENTO GRAVE

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum