Adultério e Floreados

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Adultério e Floreados

Mensagem  Jovem Musico em Sex Nov 22, 2013 5:44 pm

Já ouvi irmãos dizerem que quem floreia está adulterando o que está escrito e proposto no hinário e a bíblia em vários pontos que informa o adultério como um pecado grave e ficarão de fora os que se cometem adultério.

Mas eu acho que os irmãos cometem um erro nesta explicação por confundir "Adulteração" (modificação ou falsificação) com "Adúltério"(de infidelidade). O primeiro caso é causado por um "adulterador" e o segundo por um "adultero".

Ou seja, a palavra adulterar pode ser utilizada para situações completamente diferentes. Sendo assim posso concluir que é uma palavra Homônima?

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Adultério e Floreados

Mensagem  Mourão em Sab Nov 23, 2013 7:19 am

Já ouvi irmãos dizerem que quem floreia está adulterando o que está escrito e proposto no hinário e a bíblia em vários pontos que informa o adultério como um pecado grave e ficarão de fora os que se cometem adultério.

Mas eu acho que os irmãos cometem um erro nesta explicação por confundir "Adulteração" (modificação ou falsificação) com "Adúltério"(de infidelidade). O primeiro caso é causado por um "adulterador" e o segundo por um "adultero".

Ou seja, a palavra adulterar pode ser utilizada para situações completamente diferentes. Sendo assim posso concluir que é uma palavra Homônima?
Adulterar significa basicamente modificar algo, de forma a torná-lo diferente do original.
Como esse termo é pejorativo, tal modificação será sempre para pior.
Alguém que adultere o leite, por exemplo, estará adicionando água, visando lucro.
Lucro maior, qualidade pior.
Outro que adultere um produto feito à base de plásticos, estará introduzindo "cargas técnicas" como talco ou calcita, e assim por diante.
A lei mosaica veio gradativamente adulterando a lei de Deus, com acréscimos que contradizem os preceitos do Pai Eterno.
Por exemplo, Deus instituiu o casamento como uma união indissolúvel, porém Moisés, depois de pouquíssimo tempo, já concederia a carta de divórcio.

Agora vamos entender o que as igrejas entendem pelo ato de adulterar, e cujo resultado é chamado adultério:
Quando um dos cônjuges se entrega a outra pessoa fora do casamento, está adulterando o Concerto que tem diante de Deus, onde uma das cláusulas tácitas é exatamente a da fidelidade mútua.
Muito embora qualquer transgressão ao Concerto seja um ato de adulteração - e portanto um adultério - inexplicavelmente as igrejas se resumem a apontar apenas esse tipo de ação como "pecado de adultério", e com isso criam uma espécie de "distração" - embora esteja explicitado nas Escrituras que "os adúlteros Deus os julgará".
Se observarmos bem, qualquer coisa que se subtraia ou se acrescente à doutrina do Cristo é uma forma de adultério.

Esses floreios musicais, quando praticados durante as atividades oficiais da igreja, são modificações/alterações/adulterações, sim, mas antes disso um tremendo ato de rebeldia.
Porém, quem força a consciência de outrem para atribuir-lhe pecado ou peso maior que o que Deus determina, estará igualmente adulterando, e em maior grau, visto que as consequências serão muito mais graves.

O pior dos adultérios não é necessariamente o adultério do corpo, mas o da alma.
Que Deus nos abençoe a todos.
avatar
Mourão

Mensagens : 135
Data de inscrição : 11/06/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum