Sobre as Congregações do Pará

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Tião em Qui Set 06, 2012 3:00 pm

Irmãos, há algum tempo foi veiculado em diversos sites relacionados com assuntos da CCB que o ministério da região de Granada no Pará havia se desligado do Brás, muitos dos anciães e cooperadores que constavam no relatório regular da CCB deixaram de constar na edição 2011/2012 e passaram a figurar a lista de ministros da CCMJ. Hoje, no site da CCMJ não constam mais esses irmãos, nem igrejas no Pará e no Maranhão. O que houve? Será que voltaram atrás e se religaram à CCB ou estão organizadas em outro ministério que não é o de Jandira?

Tião

Mensagens : 52
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Set 06, 2012 5:13 pm

Será que voltaram atrás e se religaram à CCB ou estão organizadas em outro ministério que não é o de Jandira?
Enquanto não chega uma resposta, gostaria de expressar minha grande preocupação a respeito.
Se não aconteceu nenhum dos casos, então a coisa terá sido pior ainda que uma simples dissidência, pois aquelas pessoas estariam como que "no limbo espiritual", possivelmente afastadas até mesmo do amor a Deus, da crença cristã e da Fé que nos irmana a todos em Cristo.
Eu preferiria que estivessem mesmo que em outro aprisco qualquer, mas que jamais perdessem a Fé e o embasamento de um servo do Deus altíssimo.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qui Set 13, 2012 11:05 am

Saudações cristãs,

Irmão Tião...



A cidade é Bragança (região nordeste do Pará), tendo-se adotado a designação oficial de "Congregação Cristã - Ministério de Bragança". Incialmente, apresentava-se coligada à facção mencionada (CCMJ).

Provavelmente algumas mudanças tenham ocorrido, incluindo-se a ruptura da parceria anteriormente estabelecida. Mas são apenas hipóteses. Aguardemos o desfecho.


Atenciosamente,

"Em Caridade"

irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Set 13, 2012 11:46 am

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações.

Uma possibilidade: algum Irmão é tentado pelo inimigo a dividir a Igreja do SENHOR JESUS CRISTO.
O inimigo põe em sua mente algum pretexto, e ele começa a trabalhar "por conta".
Começa falando, espalhando, fofocando, para ver onde há um ponto fraco.
Nos pontos fracos, ele estraçalha.
Aí continua o trabalho: cria uma dissidência.
Mas não para por aí, claro. Tem de caprichar no trabalho.
E o trabalho só será mantido se continuar falando e ensinando os seus adeptos a falarem.
E aí vem fofocas, mentiras, calúnias, ódio.

Por isso não me preocupo em combater elementos assim.
Não têm jeito.
Se, por um acaso da vida, algum viesse até mim, até eu procuraria conversar, anunciar o Evangelho do SENHOR, o Evangelho de Paz e União.
Mas isso nunca aconteceu e creio que nunca acontecerá.
Só tenho notícias por meio deste Forum (que é o único de que faço parte).

Então, não tenho por que me preocupar.
A vida continua.

Permaneçamos na Congregação Cristã no Brasil, bendita Igreja, Igreja séria, honesta, de boas obras, seguidora da PALAVRA, combatida, mas não derrotada.

DEUS nos abençoe a todos.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Set 13, 2012 6:32 pm

Esta é uma boa ocasião para todos os "descontentes" aproveitarem e fundarem suas próprias igrejas, não é mesmo?
Portanto, decidam-se logo.

Fundar uma igreja é extremamente fácil, ainda mais quando já se tem uma estrutura previamente montada, e até mesmo a doutrina fundamental já vem "de bandeja".

Junte pelo menos umas 20 pessoas (se bem que não precisa tanto), faça uma assembléia geral, faça duas chapas de candidatos e eleja por "votação" uma diretoria com presidente, secretário e tesoureiro que tenha mandato ideal pelo prazo máximo de três anos, eleja um conselho fiscal com número ímpar de membros (3, 5, 7, 9, etc.) mandato rigorosamente igual, elabore(m) um estatuto com os itens principais, inclusive definições doutrinárias, defina(m) como o corpo ministerial será formado, adeque(m) tal estatuto ao Código Civil (precisa de um advogado para carimbar e rubricar) e faça(m) os registros competentes no Cartório de Pessoas Jurídicas, no CNPJ etc.
O corpo ministerial deverá ser definido se fará ou não parte da diretoria, e até onde vai a sua atuação nos assuntos não-doutrinários. Também deverá ser eleito e destituído pela assembléia geral (hoje em dia isso é exigência legal) a qual deve obrigatoriamente ser identificada e somente pode ser convocada pelo presidente ou pelo conselho fiscal.

A internet está cheia de modelos de estatutos de outras igrejas, é só ver o que interessa e o que não interessa, fazer uma adaptação ao modelo de estatuto de uma OSCIP (1)
Em alguns lugares, precisará de Alvará de Funcionamento. Em outros, haverá exigências locais quanto à redação do próprio estatuto. Embora isso não seja gratuito, não é assim muito caro, e se resolve na maioria dos locais por cerca de três mil Reais ou menos.
Mais algumas poucas providências, e legalmente, após uns 40 dias no máximo, estará pronta a igreja (fora o prédio, é claro)!...
A essa altura, já terão começado um trabalho de evangelismo nas casas, e se reunido em pontos de pregação cedidos voluntariamente.
Pronto. Já tem com quem encher a nova igreja.

Porém:

Apenas não considero justo usar ainda o nome da Congregação Cristã no Brasil (ou, se fosse o caso, de alguma outra igreja).
E por que então usar o nome da CCB?
Na verdade para evitar (na verdade adiar) a necessidade de tais procedimentos obrigatórios.
Por que fica mais fácil, mais cômodo, e menos responsável.
Por que pode carregar consigo uma porção de pessoas incautas que não precisarão ser evangelizadas a partir do "zero".
Quem supostamente aceita a doutrina mas não aceita o mando e de alguma forma se amotina, melhor será seguir seus próprios caminhos com as doutrinas diferentes que melhor lhes aprouverem.
Com doutrina igual ou retocada, trata-se apenas de "golpe de estado", de querer apoderar-se do rebanho.

Quem estiver descontente portanto, separe-se agora que a hora é mais que conveniente.
Os fiéis, contudo não percam jamais a Fé e não se desviem nem para a direita nem para a esquerda.

Também acho que não devemos empregar nosso tempo fazendo acusações aos dissidentes.
Aqueles dissidiram porque acharam ter algum motivo para isso. Outros porque foram incautos. Outros ainda porque foram pegos de surpresa e não tiveram chance de retornar, por que os de cá já afoitamente colocaram neles o rótulo de "pecadores" e "apóstatas" e portanto cortaram o seu caminho de volta.
Sigam portanto seu caminho em paz, e se puderem, em Paz.

Notem que não estou incitando ninguém a formar dissidências (tenho que dizer isso, pois existem pessoas que tendem a entender tudo erradamente).
Ninguém formará dissidência alguma a partir disso que estou comentando, mas certamente "sairá do armário" logo de uma vez, uma vez que já esteja há tempos com pensamentos nesse sentido.
É hora de definições.
Permaneçamos todos na prática dos ensinamentos do Cristo, que é o melhor que temos a fazer.
E que Deus nos abençoe.



(1) - Se bem que uma igreja, por suas atividades primárias que nada têm a ver com assistência social em 100% de seu foco, jamais será uma OSCIP, todavia um estatuto típico de oscip traz em si a maioria das formalidades legais que um estatuto deve seguir à risca para enquadrar-se ao Código Civil Brasileiro, pois uma igreja será sempre uma sociedade sem fins comerciais (igrejas não podem comercializar nada, embora sempre se dê um "jeitinho brasileiro" nisso).
Detalhes obrigatórios como soberania da assembléia, direito a ampla defesa e contraditório, se a diretoria é remunerada ou não, qual a origem dos recursos financeiros, etc. estão ali anotados.


avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BELLO em Sex Set 14, 2012 11:21 am

Tião escreveu:Irmãos, há algum tempo foi veiculado em diversos sites relacionados com assuntos da CCB que o ministério da região de Granada no Pará havia se desligado do Brás, muitos dos anciães e cooperadores que constavam no relatório regular da CCB deixaram de constar na edição 2011/2012 e passaram a figurar a lista de ministros da CCMJ. Hoje, no site da CCMJ não constam mais esses irmãos, nem igrejas no Pará e no Maranhão. O que houve? Será que voltaram atrás e se religaram à CCB ou estão organizadas em outro ministério que não é o de Jandira?

Irmão,

Não sei lhe dizer o que está ocorrendo no Pará, contudo, este descontentamento com atitudes do ministério parece ter dominado muitos lugares em nosso país, principalmente agora que a maioria dos irmãos tem estudado mais e amplificaram a sua visão com relação aos desmandos e abusos cometidos pelos que mandam em nossa igreja.

BELLO

Mensagens : 29
Data de inscrição : 03/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Set 14, 2012 12:03 pm

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações e de nossas famílias.
BELLO escreveu:... Não sei lhe dizer o que está ocorrendo no Pará, contudo, este descontentamento com atitudes do ministério parece ter dominado muitos lugares em nosso país, principalmente agora que a maioria dos irmãos tem estudado mais e amplificaram a sua visão com relação aos desmandos e abusos cometidos pelos que mandam em nossa igreja.
Passou-me pela cabeça: Escrevo? Não escrevo? Escrevo? Não escrevo? Escrevo? Não escrevo?

Se não escrevo, é melhor pra mim. Fico tranquilo aqui em casa, sem mexer com ninguém e sem ninguém mexer comigo. Legal pra mim.

Se escrevo, há o risco de o Irmão Bello se chatear comigo, no mínimo ficar magoado.
Bom, vou correr o risco.

Querido Irmão Bello, em JESUS CRISTO.
É justamente sobre isso o assunto deste tópico.

Eu não consigo enxergar que haja Irmãos que "mandam" em nossa Igreja. Eu vejo apenas um conjunto, um grupo de queridíssimos Servos de DEUS indicados por DEUS, compondo um Ministério para zelar pela Obra de DEUS na face da Terra.

Não consigo tampouco ver desmandos e abusos por parte desses Servos.
E olha que obedeci ao Santo Batismo na Congregação Cristã no Brasil em 27/4/75, ou seja, há mais de 37 anos.

Uns são mais sérios, mais introspectivos, mais ... digamos ... antipáticos (se é que alguém pensa assim).
Mas daí pra dizer que cometem abusos e desmandos vai um passo muito grande.

Erros pessoais todos os homens e mulheres no planeta Terra cometem.
Afinal, nós também não cometemos?

Eu aqui não tenho nada, absolutamente nada, contra nenhum Irmão nem contra nenhum Irmão-Servo de DEUS.
Ocasionalmente, algum Irmão já errou contra mim.
Mas eu não levo isso avante.

Se algum Irmão errar contra mim, imediatamente o SENHOR JESUS derrama o Seu sangue sobre mim, e fica tudo 0km de novo.

Se duvidar, o querido Irmão em JESUS CRISTO também não tem nada pessoalmente contra ninguém.
E só falou as coisas acima porque "ouviu falar".

E aí a Obra vai sofrendo.

Eu falar contra algum Irmão, principalmente contra a Obra de DEUS é um pecado maior do que qualquer pecado que qualquer Irmão cometa contra mim.

DEUS nos abençoe a todos e a nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BELLO em Sex Set 14, 2012 12:50 pm

Irmão Luiz Flávio,

Espero que o irmão continue com essa visão maravilhosa sobre a graça de Deus e nem pretendo contraria-lo sobre isso. O ideal é isso mesmo, que tenhamos apenas um olhar santo e não tão crítico como eu infelizmente eu adquiri hoje. Essa graça é realmente maravilhosa e se pudermos tão somente ver esta parte boa é a melhor coisa do mundo servir a Deus. Tenho 30 anos de batizado e poderia contar-lhe coisas que não traria proveito algum e só lhe traria descontentamento e isso não é minha intenção. Não sei a que ponto chegaremos com a separação das igrejas, contudo, temos que dizer que tudo tem um porquê, isso é um fato. Quanto á nós que obedecemos na CCB e não temos briga política nenhuma, e nenhuma ambição e vaidade, acredito que temos que ficar onde estamos, sempre respeitando a escolha de cada um que queira sair ou ficar.
Quanto á igreja ter quem manda, isso meu caro irmão, tem sim, com certeza e infelizmente estes que mandam não agem com tanta justiça como pensamos, isso eu posso garantir, e eu não só "ouvi falar" eu vi com meus olhos o mal que os que mandam na igreja em algumas regiões tem feito por ciúme e inveja, contudo, não desejo abalar a sua fé, pois, que cada um carregue a sua injustiça e preste contas ao Senhor, falar disso ou daquilo não nos edificará em nada.
Fique na sua fé meu irmão e ore por mim. Que o Senhor lhe abençoe!!!

BELLO

Mensagens : 29
Data de inscrição : 03/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Set 14, 2012 3:41 pm

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações.

Irmão Bello, que DEUS o abençoe pela paciência que você tem tido para comigo, lendo meus posts, e até os respondendo.

1. Há cerca de 36 anos, já batizado, eu me julgava o máximo.
É isso aí mesmo: o máximo! O santo! O perfeito!
Para sentir-me assim, claro que eu não olhava para o espelho.
Não olhava para mim mesmo; só olhava para os outros ( para os defeitos, erros, falhas e desobediências dos outros).

Um dia fui congregar. O "santo", o "perfeito" foi congregar.
Ajoelhado, no meio da oração de comunhão, senti cheiro de bebida alcoólica num Irmão do lado.
Imediatamente me veio um sentimento de repulsa (repulsa!) por aquele Irmão.
Coninuei ajoelhado.
Quem me visse, pensaria: "Esse Irmão está numa comunhão maravilhosa com o SENHOR".
Mas eu não estava. Ali estava um elemento que não sei nem se poderia ser chamado de Irmão do SENHOR.
Um homem violento, com péssimos pensamentos sobre o Irmão do lado. O juiz.
E eu só não era o carrasco também porque não tinha como.

Mas naquele momento, naquele exato momento, me veio um pensamento à cabeça: "Tu estás resmungando, julgando, criticando o Irmão do teu lado por causa do cheiro da bebida? Mas quantos não sentem o cheiro do teu cigarro e te suportam, e te perdoam!"


Irmãos, depois dessa eu teria ainda condições de ter algum pensamento mau em relação a qualquer Irmão?
Agora imaginem só: eu sentindo cheiro da bebida do Irmão do lado, mas não sentindo o cheiro do cigarro no meu próprio nariz.

2. Mais ou menos na mesma época, um dia o SENHOR NOSSO DEUS falou pela PALAVRA na Igreja (mais ou menos) assim: "Irmão, Irmã, aquele Irmão ou aquela Irmã que você despreza, que quando você vê na rua se aproximando da sua casa você fecha a porta e as janelas para fingir que não tem ninguém em casa, é aquele Irmão que você não sabe mas que cuida de enfermos com doenças tão graves que você não teria nem coragem de chegar perto deles."

A Palavra não foi para mim, porque eu não fazia isso.
Mas o exemplo se fixou na minha mente e no meu coração e aí está há cerca de 35 anos.
Depois dessa, posso eu desprezar alguém? Posso eu me considerar melhor que ninguém?

.............................................................................................................
Então, querido Irmão Bello em JESUS CRISTO, não se trata de eu ter uma visão maravilhosa sobre a Graça de DEUS. Trata-se de a Graça de DEUS ser maravilhosa.

Então vou até supor (mas não convencido disso) que haja Irmãos que "mandem".
Vou mais além, vou chegar até onde você falou (mas não convencido disso): que esses Irmãos cometam desmandos e abusos.
Mas meu DEUS do céu! São Servos de DEUS, Irmãos nossos em NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.
Erram? Claro que sim (disso estou convencido).

Nem por isso dou apoio a rebeldes que, não se sabe exatamente a razão, criam confusões e dissidências no meio do povo de DEUS. Que tentam deteriorar o que é puro.
Não vou afirmar porque não sei com verdade, mas se duvidar pode ser que a razão para os rebeldes fundarem outras igrejas é que eles querem "o mando".

Um dia talvez eles provem do próprio veneno: nas próprias igrejas que fundem comecem a aparecer os rebeldes, que aí fundarão outras igrejas, e o ciclo continuando: outras igrejas, outras igrejas, ...

Mas a Graça de DEUS permanecerá.

DEUS nos abençoe a todos.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BELLO em Sex Set 14, 2012 7:28 pm

Irmão,

Concordo plenamente com o irmão que a graça é maravilhosa. O seu testemunho também é muito bonito e todos deveriam fazer isso, se avaliar antes de jogar pedras. Quanto á existirem pessoas que mandam na igreja isso é notório e até acredito que tenha que ter uma certa hierarquia e alguém que tome a frente, contudo, infelizmente existem aqueles que estão embriagados em suas vaidades e posições e extrapolam, julgando mal, beneficiando pessoas ao seu bel prazer e prejudicando outras inocentes, porém, como já disse em outras postagens, isso terá um preço diante do Senhor.
Poderia lhe fornecer milhares de exemplos disso, contudo, lhe falarei apenas de uma (vamos dizer assim) má decisão de alguns mandões de nossa igreja que vi agora: Neste feriado estive no sul de minas a passeio em uma pequena cidade onde os nossos irmãos este ano estão passando uma prova de fogo. Nesta cidade existe um cooperador que tem um dom da palavra muito bonito e isso parece incomodar alguns maiorais do ministério da região, assim, a irmandade daquela cidade ha tres anos atrás se esforçaram e reformaram a igreja local, neste ano, o ministério de uma cidade maior a qual a pequena cidade pertence, buscando ocasião contra o nosso irmão, estiveram no local e sem consultar o cooperador e a irmandade eles CONDENARAM a igreja e determinaram que a igreja fosse fechada novamente para reforma de acordo com o projeto deles, mas, com o dinheiro daquela irmandade que já gastou muito na recente reforma.
Resumindo a irmandade está indignada,pois, de uma hora para outra não tem mais onde congregar, por fim, improvisaram uma reunião na casa de um irmão que fica em um morro e eu fiquei morrendo de dó quando vi aquelas irmãs velhinhas,depois do culto, tentando descer naquele morro até á rua lá embaixo, sendo que uma inclusive já caiu e desceu rolando quebrando uma perna, seria cômico se não fosse trágico.
Neste culto eu vi o irmão cooperador implorando para que os irmãos pedreiros ajudassem a reformar aquela igreja de acordo com o projeto dos anciões, pois, ele sabe que armaram uma "cama" para ele perder o ministério e se ele não concordar com o erro deles e agir diferente eles terão motivo para lhe acusar e tirar o seu "grande" título de cooperador.
Enfim, este é o nosso meio,devemos saber de tudo isso e buscar o Senhor em oração, contudo, como disse anteriormente, nada acontece por acaso, quando existe esse tipo de intransigência onde satanás entra para destruir, muitos não suportam e decidem tomar outros rumos.
Da minha parte, acredito que já vi e vivi muita coisa e desejo acabar meus dias na CCB, contudo, infelizmente tenho os meus olhos bem abertos.
Deus lhe abençoe.





BELLO

Mensagens : 29
Data de inscrição : 03/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Set 15, 2012 8:54 am

A Paz de DEUS seja sempre conosco e com nossas famílias.

Queridos Irmãos-foristas,

Estou gostando demais de conhecer o Irmão Bello e conversar com ele.
Por isso vou continuar, correndo o risco de ele, e todos os foristas, enjoarem de mim, enjoarem dos meus pontos de vista.

1. Louvado seja DEUS que o Irmão sabe que em toda sociedade tem de haver hierarquia. Onde não há hierarquia, aparecerá a anarquia. Até na reforma que a Irmandade fez, tem de ter havido uma hierarquia, senão ela não teria sido concluída.

2. Até pessoas que se amam apresentam eventualmente "brigas" e discussões.
Claro que nessas horas, aparece raiva, cada um querendo ter razão, cada um querendo ser o dono da verdade.
Para podermos nos posicionar melhor nessas situações é imprescindível que ouçamos ambas as partes.
Ouvindo apenas um lado, a nossa balança poderá pender para um lado e o julgamento será falho.
Não é que uma parte esteja mentindo, mas sim que essa parte pode estar contando os fatos de acordo com a sua própria visão, prejudicada emocionalmente por seus sentimentos da hora (raiva, frustração, revolta, tristeza).

3. Há um princípio de justiça que diz (vou colocar com minhas palavras): "É corrupção de caráter dar ganho de causa a um poderoso porque ele é poderoso; mas é corrupção também dar ganho de causa a um fraco porque ele é fraco."
Salvo erro de minha parte, esse princípio moral consta na Bíblia, a Palavra de DEUS escrita.

4. No caso da reforma citado, acredito que tudo o que tenha sido falado pelo Cooperador e pela Irmandade seja verdade. Mas eu me mantenho totalmente neutro em meus pensamentos e meus sentimentos, porque só foi ouvida uma parte. Não conheço o outro lado da moeda.

5. Pode ser que exista inveja ou ciúme de um Irmão por outro que tenha o dom da palavra muito bonito.
Pode ser que exista. Mas eu não acredito que exista.

6. Satanás pode nos atacar de dois jeitos: o primeiro jeito é fazendo um Irmão ofender a outro; o segundo jeito é fazendo um Irmão sentir-se ofendido por outro sem razão.
No segundo caso, é comum o que se sentiu ofendido (ficticiamente ofendido) transformar-se em ofensor contra o primeiro, que na verdade nem o ofendeu.
O importante para o inimigo é que seja causada uma confusão.

...........................................................................................................................................
Bem, parece que me desviei um pouco da minha intenção principal, que é mostrar que a desunião e as dissensões não provêm do nosso DEUS.
Dou graças a DEUS que os Irmãos do sul de Minas não foram derrotados.

As dissidências em nossa Igreja são preparadas pelo diabo.
Lutemos com todas as nossas forças espirituais para combatê-las.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Set 16, 2012 9:38 am

Mateus 18

19- "Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus."

20- "Porque onde houverem dois ou três reunidos em meu nome, aí, estou eu no meio deles."
Porém, torna-se um tanto óbvio que a recíproca é verdadeira, ou seja, se houver discórdia, a presença do Cristo não se fará notar (embora ali esteja, de forma latente, pois Deus está em toda parte).
Toda divergência que não resulte em conhecimento ou edificação, é preparada pelo inimigo de nossas almas, a quem não podemos dar voz nem chance de manifestação.
E não temos de vigiar aos outros, mas principalmente a nós mesmos.

Seria bom se as partes não se sentissem ofendidas, e considerassem que tudo é feito para o engrandecimento da obra de Deus.
Não adianta "ter razão", pois essa "razão" pode estar sendo habilmente trabalhada por nosso adversário, contaminando nossos pensamentos e nosso coração.
Não estou dando palpite na forma como aqueles irmãos devam agir ou pensar, nem dizendo que estejam "certos" ou "errados", apenas fazendo um comentário, uma observação.

Que Deus nos abençoe a todos.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BELLO em Dom Set 16, 2012 5:07 pm

Irmão Sérgio,

Nunca me senti ofendido pelo irmão, pois, o irmão nunca usou de palavras torpes ao citar os meus comentários. O irmão percebeu que sou incisivo em meus comentários, não com o desejo de ser grosseiro, vulgar ou que os irmãos sucumbam aos meus pensamentos, nada disso!! Não quero e nem pretendo ser o dono da verdade, pretendo tão somente que os irmãos me contradigam com argumentos válidos e não com afirmações tipo: NÃO GOSTO DE POLÍCIA PORQUE NÃO GOSTO ou ESTÃO CRIANDO OUTRAS IGREJAS PORQUE SÃO CAÍDOS DA GRAÇA; enfim, acredito que criticar só porque pessoas são diferentes de nós ou pensam diferente de nós não é certo, tudo tem um motivo.
Se me perguntarem se gosto de polícia eu serei sincero e direi NÃO, PORQUE NÃO GOSTO DE QUEM ME FISCALIZA, MAS, NÃO DISCRIMINAREI MEUS IRMÃOS QUE SOFREM NESTA PROFISSÃO; se me perguntarem o porque de criarem outras igrejas através de nossa doutrina eu direi: MUITOS TEM IDO OU CRIARAM ESSAS IGREJAS NÃO PORQUE ERAM CAÍDOS, MAS, POR DISCORDAREM DE AÇÕES E ATITUDES DE INTEGRANTES DO MINISTÉRIO; se me perguntarem se quero ir para lá eu direi NÃO, NASCI E QUERO MORRER NA CCB.
Inclusive recentemente um cooperador pregou dizendo: QUASE TODOS OS DIAS TEM UM FUNERAL ONDE PERGUNTAM DE QUE ESTE MORREU? AÍ DIZEM, O MATARAM POR ISSO OU POR AQUILO, MAS, ELE TINHA RAZÃO E FOI ATRÁS DELA!!! Enfim, querer ter razão e muitas das vezes lutar por ela é perigoso e isso acontece também em nosso meio, não a morte da carne como ocorre aí no mundo em confrontos, mas, convenhamos que aqueles irmãos muito questionadores não são bem vistos, não é? Inclusive um amigo cooperador me confidenciou que um dos critérios para se conseguir ministério na igreja é não possuir nenhum histórico de questionamento sobre qualquer atitude ou ação do ministério.
Assim, eu sei que ter razão é uma porta de entrada para a ação maligna de satanás, seja no mundo ou na igreja, contudo, como estamos em um fórum, é comum que defendamos os nossos pensamentos, porém, deixo claro que estou aberto a argumentos que me contradigam de forma que me convençam e acreditem que estou pronto a mudar de pensamento imediatamente, mas, não posso viver tão somente de ilusão não querendo ver o que está na minha frente.
A discórdia tão somente para defender pensamentos radicais realmente não interessa á ninguém, mas, discordar fáz parte da vida de todos nós, há momento em que através de conflitos surgem novas idéias e para isso todos devem estar abertos ao diálogo, discordar de algo não é de todo ruim se ambas as partes estão preparadas para o crescimento que isso possa gerar, concordar com tudo sempre é anormal e extremamente improdutivo.

BELLO

Mensagens : 29
Data de inscrição : 03/06/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Set 16, 2012 11:17 pm

Isso mesmo, irmão Bello.
Cristãos não nasceram para ser "vaquinhas de presépio", concordando com tudo automaticamente e "engulindo sem mastigar".
Somos todos livres para ter e demonstrar opiniões próprias, e no momento em que elas não nos afastam, e pelo contrário nos ajuntam e edificam, percebemos que não estamos em algum mau caminho.
Sempre há ocasião de aprendermos mais alguma coisa, vermos por mais algum ângulo.
Para que alguém seja um cristão de verdade, tem de peneirar, de garimpar, de filtrar, de coar, de exigir o máximo de si próprio para que as coisas impuras não nos caiam ao coração.
Como dizia Paulo, sem aquilo de "não ousar", "não tocar", "não manusear", mas saber discernir o que de fato nos convém.
E para evitar o mal, temos de ser firmes, incisivos, mas não propriamente teimosos.
Acho que estamos no caminho.

Quanto aos critérios mencionados por seu amigo cooperador, isso faz sentido, pois em geral nas empresas é praticamente uma praxe o evitar-se contratar empregados que sabidamente tenham conhecimento de leis, sob o preconceito de que eles serão danosos para a empresa... Transportando-se das coisas do mundo para as coisas da igreja, é igualmente possível que tal esteja acontecendo de alguma forma.
E na verdade, seria um contrasenso colocar pessoas potencialmente problemáticas no ministério.
É claro portanto que se procurará sempre colocar pessoas confiáveis.
Só que tal confiabilidade casualmente é confundida com a característica mais marcante das tais "vaquinhas de presépio".
Ora, ser confiável é dizer o "não" - quando necessário - na hora certa, precisa. Isso com urbanidade e amor.
Aquele porém que abana a cabeça para baixo e para cima, dando a entender que "sim", mas depois fica resmungando em discórdia nos bastidores, não, esse não é confiável.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BadMix em Seg Set 17, 2012 10:19 am

Confesso alguma tristeza com o que vou lendo aqui.
Já em tempos troquei argumentos com o querido irmão Luiz Flavio sobre isto e mantenho a minha posição: Exclusivo é o Senhor Jesus, não a Congregação Cristã.

Manifestarmos amor cego e jurar fidelidade eterna à coisa criada, é uma forma de idolatria.
É a minha opinião somente, não para lançar discórdia mas para clamar à vossa consciência. Meditem no que escrevi e vejam de onde provém essa defesa acérrima da CC.

Já agora, sobre a saída de uma ou mais pessoas para outra Igreja:
"Mas, levantando-se no conselho um certo fariseu, chamado Gamaliel, doutor da lei, venerado por todo o povo, mandou que, por um pouco, levassem para fora os apóstolos, 35 E disse-lhes: Varões israelitas, acautelai-vos a respeito do que haveis de fazer a estes homens, 36 Porque antes destes dias, levantou-se Teudas, dizendo ser alguém: a este se ajuntou o número de uns quatrocentos homens; o qual foi morto, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos e reduzidos a nada. 37 Depois deste, levantou-se Judas, o galileu, nos dias do alistamento, e levou muito povo após si; mas, também, este pereceu, e todos os que lhe deram ouvidos foram dispersos. 38 E agora, digo-vos: Dai de mão a estes homens, e deixai-os, porque, se este conselho ou esta obra é de homens, se desfará. 39 Mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus."
Actos 5, passagem bem conhecida.

Muitas vezes falamos da Congregação Cristã como sendo "A obra de Deus". Já vai sendo tempo então de não a tratarmos como a obra do Vítor, do Carlos ou do João. Se é de Deus, sejamos prontos a viver a Sua vontade, para que não aconteça que quem de fora olhe fique com a ideia que veneramos um Deus que perdeu a Sua soberania e poder sobre a Sua própria criação.

Deus a todos abençoe,
Vitor

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Set 17, 2012 10:55 am

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações, e de nossas famílias.

Faço uma comparação com o casamento.
Mas não o casamento civil, onde o juiz casa e ele próprio tem o direito de descasar depois.

Não! Estou me referindo ao casamento diante de DEUS, indissolúvel, perpétuo, para toda a vida.
Não pode haver separação, nem divórcio (aspecto legal da separação), a não ser nas exceções previstas por DEUS, em Sua Santa Palavra.

....................................................................................................................................................
Um homem que se separa de nossa Igreja porque se chateou com este ou aquele líder, porque descobriu defeitos nesse líder, é comparável a um homem ou uma mulher que se separa de seu cônjuge porque se chateou com ele ou com ela, por que viu defeitos nesse cônjuge.
Até aí, já foi uma coisa horrível.

Agora, se o homem que se separou fundar nova Igreja, o pavor é maior ainda.
Pode ser equiparado a um homem ou mulher que se separou de seu cônjuge e arranjou outra mulher ou outro homem.
Adultério!

O único caso que seria permitido a separação e fundação de nova Igreja seria o adultério por parte da Igreja, em relação ao SENHOR JESUS CRISTO, com quebras da doutrina.
Como isso não aconteceu, não acontece, e não acontecerá nunca, a separação e o divórcio de nossa Igreja é inaceitável. É pecado! E dos mais graves que se possa imaginar.

Assim como o divórcio de uma pessoa de seu cônjuge só será permitido em caso de adultério por parte desse cônjuge.

O mais, são briguinhas, mal-estares que não devem ser levados em conta.
Dão raiva na hora, mas o amor é maior.

.......................................................................................................................
Posso estar enganadíssimo (e nesse caso peço perdão a DEUS e aos Irmãos), mas acho que essas confusões todas se baseiam em "birrinhas" (aliás: "birronas") pecaminosas, que não deveriam e não poderiam existir nunca.

De minha parte, fico inconformado, triste, chateado, atribulado que essas coisas estejam acontecendo.
Mas quem cuida da Obra de DEUS é o próprio DEUS.
Eu não posso fazer nada a respeito.

Aliás ... posso sim: é dar a minha opinião a qualquer Irmão próximo que toque nesse assunto, ou então aqui mesmo neste Forum.

Acabei de ser avisado que chegou um post antes deste. Não o li ainda. Depois o comento.

DEUS nos abençoe a todos e a nossas famílias.
Luiv Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Set 17, 2012 5:35 pm

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações e de nossas famílias.

Vitor escreveu:Confesso alguma tristeza com o que vou lendo aqui.
De minha parte, não estou triste com o que vou lendo aqui, mas sim com o que está acontecendo por acolá.

Vitor escreveu:Já em tempos troquei argumentos com o querido irmão Luiz Flavio sobre isto e mantenho a minha posição: Exclusivo é o Senhor Jesus, não a Congregação Cristã.
É verdade, Irmão.
Mas sentirmos grande amor e zelo por nossa Igreja, pela união incondicional de nossos Irmãos, não significa que a estamos elevando à mesma magnitude de seu Fundador, nosso SENHOR JESUS CRISTO.

Vitor escreveu:Manifestarmos amor cego e jurar fidelidade eterna à coisa criada, é uma forma de idolatria.
É a minha opinião somente, não para lançar discórdia mas para clamar à vossa consciência. Meditem no que escrevi e vejam de onde provém essa defesa acérrima da CC.
Aqui há alguns pontos que o querido Irmão me permita discordar de ti.

1) Amor cego são palavras suas, mas que podem, talvez, não corresponder à verdade.
Talvez o amor que sentimos pela Congregação Cristã no Brasil seja por termos os olhos abertos, e por isso mesmo seja tão grande esse amor e esse respeito.

2) Acho (pura opinião minha) que não podemos chamar de idolatria um amor justo, puro, que só deseja o bem, a união, a paz entre os Irmãos.
JESUS CRISTO, Nosso SENHOR, funda uma religião, o cristianismo.
Não é idolatria amarmos e zelarmos pelo cristianismo, embora "coisa criada".
O amor por uma "coisa" criada por nosso SENHOR é amor por esse próprio SENHOR.

No caso de um casamento material: se o homem, ou a mulher, ou os filhos estão em desavença, e chega alguém pregando a paz e a união, não pode ser acusado de idolatria pelo homem, nem pela mulher, nem mesmo pela família. A paz e a união são um bem, e não um mal, um pecado.

Na Igreja é a mesma coisa: não devemos jogar gasolina na brasa que está começando a crescer, não podemos apoiar a discórdia, as dissensões. Salvo erro de minha parte, temos de lutar é pela paz e pela união. E isso não é idolatria pela Igreja. É o bem!

...................................................................................................................................................
O que me causa muita estranheza, mas muita mesmo, é que todas as pessoas do mundo usufruem livremente de direitos, direitos esses que sempre se quer negar aos Irmãos da Congregação Cristã no Brasil.

Explico: Se um Irmão de outra Igreja, da Igreja X por exemplo, no meio de uma conversa ou no meio de um post aqui mesmo no Forum diz: "Louvado seja DEUS, que estou na Graça de DEUS!", todos sem exceção (inclusive eu) dizem "Amém!".
Mas, se um Irmão da Congregação Cristã fizer a mesma coisa, disser as mesmas palavras, sempre haverá por parte de "alguéns" a contestação: "O quê? Você está dizendo que a Congregação Cristã é a Graça de DEUS? Blá, blá, blá."

Um outro exemplo é se algum Irmão de outra Igreja falar bem de sua Igreja, ou buscar a paz e união nela, todos sem exceção dirão "Que bonito! Esse Irmão zela por sua Igreja".
Agora eu, por ser da Congregação Cristã no Brasil (louvado seja DEUS) quando só estou buscando a paz e a união, em vez de dissensões e guerras, sou classificado como "idólatra".
Bem, não posso impedir essa tribulação para mim. Entrego nas mãos de DEUS.

Vou resumir o que tenho dito: Irmãos, erros pessoais todos temos. Erros de quem quer que seja não justifica uma dissidência, mantenhamo-nos unidos no nosso SENHOR JESUS CRISTO, na Igreja que ELE preparou para nós.

Onde está o meu erro? Onde está o meu pecado? Onde está a minha idolatria?

Bem ... pode ser que haja erro, que haja pecado, que haja idolatria em mim.
Mas por favor me mostrem onde, pelo amor de DEUS.

Vitor escreveu:Já agora, sobre a saída de uma ou mais pessoas para outra Igreja: ... Muitas vezes falamos da Congregação Cristã como sendo "A obra de Deus". Já vai sendo tempo então de não a tratarmos como a obra do Vítor, do Carlos ou do João.
Verdade, querido Irmão Vitor em JESUS CRISTO.
Aliás sempre foi tempo de não a tratarmos assim.

Vitor escreveu:Se é de Deus, sejamos prontos a viver a Sua vontade, para que não aconteça que quem de fora olhe fique com a ideia que veneramos um Deus que perdeu a Sua soberania e poder sobre a Sua própria criação.
Se é de DEUS, não!
É de DEUS.

Pode notar, Irmão Vitor, que quem fica com essa ideia não são "quéns" de fora, mas sim Irmãos de outras Igrejas.
Os de fora realmente nos ouvem, nos respeitam, nos amam e (DEUS me perdoe) nos honram.
Já os de dentro (de outra Igreja) é que querem achar motivos para desfazer de nossa Igreja.

É uma pena, é triste, que seja assim. Mas ... fazer o quê?

A "coisa" virou tanto que se está praticamente dizendo que quem quer a Paz, o Amor a União, é idólatra; os que querem e fazem as discórdias, o desamor, a desunião, e a dissidência é que são os bons.
Estranho! Muito estranho!

.....................................................................................................................................................
Sabe, Irmãos? Devemos amar, respeitar e honrar os nossos Irmãos de outras Igrejas, com toda honestidade e sinceridade de nossos corações.
Mas nunca aceitar o ecumenismo interreligioso nem mesmo o interdenominacional.
(Agora mesmo é que vai ter gente dizendo que sou idólatra pela Congregação Cristã no Brasil!!!)

DEUS nos abençoe a todos e a nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BadMix em Ter Set 18, 2012 7:01 am

Irmão responda por favor da forma mais prática e concisa possível:
Se amanhã mesmo o irmão fosse à Igreja cultuar a Deus e estivesse um aviso à porta a informar que por motivo "X" a Congregação Cristã encerraria as suas portas de forma definitiva. O que o irmão faria?

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Set 18, 2012 10:01 am

A Paz de DEUS esteja sempre em nossos corações e de nossas famílias.

BadMix escreveu:Irmão responda por favor da forma mais prática e concisa possível:
Se amanhã mesmo o irmão fosse à Igreja cultuar a Deus e estivesse um aviso à porta a informar que por motivo "X" a Congregação Cristã encerraria as suas portas de forma definitiva. O que o irmão faria?
Por se tratar de um caso hipotético, impossível responder com precisão absoluta a pergunta.

Mas, tentando colocar-me nessa situação hipotética, acho que voltaria para casa, já chorando e clamando ao SENHOR, e chegando aqui me prostraria diante de DEUS, perguntando: "SENHOR MEU DEUS, o que devo fazer? Guia-me por amor a Teu Filho MEU SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO."

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.


Última edição por Luiz Flavio N. Facci em Ter Set 18, 2012 10:34 am, editado 1 vez(es) (Razão : Correção da formatação.)

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BadMix em Ter Set 18, 2012 10:29 am

Obrigado pela resposta.
Como deve calcular ela não foi inocente, tem um propósito "agarrado".

A prisão emocional a uma instituição tem um motivo. Se esse motivo for saudável, tudo bem. Se for baseado em medos e fobias forçados sobre alguém, tudo mal.

Não vou dizer qual é a motivação no seu caso, porque só o irmão saberá, mas digo-lhe já que é muito comum em seitas sobejamente conhecidas (Mórmons, T, Jeová, IURD´s, etc) usar-se essa táctica de medos e fobias para blindar os membros de influências externas. O irmão pode considerar sadio ter-se em tempos divulgado a noção da CC<->A graça de Deus. Eu não acho sadio, acho inclusive que teve um muito infeliz resultado, e há pessoas que hoje "vivem" na CC por medo, ao invés de o fazerem com propósito de louvar ao Criador.

Ao Senhor Jesus não faltará louvor, honra e glória, mesmo que esta ou aquela Igreja venha a fechar. Isto tem de ser bem claro para todos, e nós como Cristãos avisados e educados pela Palavra temos de perceber que há um "nome dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos" (actos 4:2), e esse não é Congregação Cristã.

Desculpem a insistência neste ponto, mas é algo com o qual me debato diariamente. Se não é o vosso caso Graças a Deus!. Mas há muita idolatria à CC aqui em Portugal, colocando-se o nome da Instituição acima do nome e pessoa pelo qual essa Instituição teve a sua origem, Jesus.

Haja fervor saudável em nosso coração pela causa de Jesus, e deixemos nas mãos de Deus o que d´Ele é, para não lhe servirmos de estorvo.

Deus a todos abençoe.
Vitor


edit:
Não ia escrever o seguinte, mas aproveitei para "mudar" o assunto porque reconheço que canso com estas minhas intervenções.
Ontem ao falar com vários irmãos, surgiu o assunto "usos e costumes".
Exemplos:
- Uma amiga de família que participou de um dos nossos cultos trouxe como recordação a irmã que estava atrás dela a corrigir a posição do seu véu, só porque ele descaia um pouco e mostrava o seu cabelo. Isto se passou o culto todo, retirando total concentração a quem pela primeira vez estava no nosso meio.
- Um nosso irmão usa uma barba bem visível mas excepcionalmente aparada. (Aliás, ele é uma pessoa que tem prazer em se vestir, parece um autêntico Primeiro Ministro em aparência) - É literalmente torturado por todos os restantes irmãos, todos eles dizendo para ele cortar a barba. À pergunta "explique-me isso de forma bíblica" todos se calam e o deixam em paz.
- Uma amiga de um irmão falou com alguém de uma Igreja aqui em Portugal que lhe disse que para entrar teria de trazer uma saia. Ela disse ao nosso irmão em confidência: "O quê, eu para entrar tenho de ter uma saia? Vocês são todos loucos, se acham que eu vou comprar uma saia para entrar numa Igreja"

A sério, só de escrever isto quase que fico deprimido... que tristeza. A imagem que passamos em pleno 2012.

Depois disso tudo, que ouvi/vi apenas ontem à noite, fiz uma pergunta a um irmão já com muitos anos de "crente".
Eu: "Se morresses agora, para onde ias?"
Ele: "Não sei"

Eu: "Se eu morresse agora, para onde ia?"
Ele: "Tu ias para o Céu, porque és uma pessoa boa" (Ele é muito brincalhão e meu amigo há muitos anos)

Eu: "E se fosse uma pessoa muito má, que crê em Jesus segundos antes de morrer, para onde ia?"
Ele: "Não sei, é das coisas que mais dificuldade tenho em perceber, porque não entendo como alguém que faz o mal a vida toda pode herdar o reino de Deus"

Fiquei completamente atónito com as respostas. Como pode uma Igreja ser tão eficiente a colocar pessoas fora dela por véus, calças/saias e barbas e ao mesmo tempo não abordar e ensinar aos seus membros coisas tão simples como a Doutrina da Graça?

Digam-me por favor que isto no Brasil não acontece, para que eu não permita que o sentimento de frustração tome conta do meu coração.
Por todo o mundo há pessoas a louvar a Deus por um (novo) avivamento da Sua obra, eu acho que precisamos um urgentemente dentro da nossa própria igreja.

Fica o desabafo, perdoai a sua extensão, por incrível que pareça, para além de Deus em oração (e acreditem, falo com Ele muitas vezes sobre isto) os irmãos são os únicos com quem consigo ter este tipo de conversas...

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Ter Set 18, 2012 11:03 am


Saudações cristãs,

Irmão Vitor, prezado...




Sob o crivo de avaliação de nossos Anciãos (brasileiros), sua manifestação ou comentários constituem um inequívoco indício de inadequação já instalada... E o pior, tendem a interpretar tal conduta como um prenúncio de apostasia iminente.

Não é meu parecer, embora deva convir que sua postura relmente deflagra uma acirrada insatisfação e reserva.

Quanto ao desfecho, o futuro o dirá...



Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  BadMix em Ter Set 18, 2012 11:11 am

Irmão Ednelson,
Se eu amar a Jesus como Deus, autor e executante da minha Salvação, o caro me considera apóstata?

É caso para deixar no ar a pergunta: Qual é a maior autoridade? A Bíblia, ou conselho de Anciãos da igreja. Na verdade esqueça, depois dessa sua observação, acho que já sei qual é a resposta.

E depois não querem que eu fale em idolatria à instituição, quando quem nela está a coloca acima da palavra escrita por Deus, e deixada para nós com o simples propósito de nos servir de guia perfeita de fé e conduta...

Deus nos abençoe,
Vitor

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Set 18, 2012 11:51 am

A Paz de DEUS esteja sempre em nossos corações.

BadMix escreveu:A prisão emocional a uma instituição tem um motivo. ... Não vou dizer qual é a motivação no seu caso, porque só o irmão saberá, ...
As minhas motivações eu próprio digo para o querido Irmão em JESUS CRISTO, com toda a honestidade, sinceridade, franqueza. E digo diante de DEUS, chamando a DEUS como minha testemunha, de que não estou mentindo, nem exerando:

1ª) A minha busca por uma Igreja para servir a DEUS começou muitos anos e durou muitos anos.
Naquele tempo não se ouvia nem falar em Congregação Cristã no Brasil, pelo menos em minha cidade verdadeira em que resido (que não é a que consta no perfil do meu fake).
Pela leitura da Palavra de DEUS, sem saber que existia uma Igreja Congregação Cristã no Brasil, entendi muitas coisas de modo diferente do que me era dito pelos evangélicos que estavam "me ensinando" e pelas Igrejas que frequentava.
Vou citar rapidamente uma, esperando que não seja desviado o foco do assunto, pelo menos neste tópico: o trabalho para DEUS deve ser total e completamente voluntário.
Cito outra, na mesma esperança de o foco não ser desviado: as mulheres devem usar véu para orar ou profetizar.
Observe-se que nunca tinha ouvido falar, nem nunca tinha visto nenhuma Igreja Congregação Cristã no Brasil. Foi só pela leitura da Bíblia.

2ª) Os Irmãos me perdoem se parecer soberbo, ou pedante, ou o que de mal seja, mas a verdade é que a Congregação Cristã no Brasil veio até mim (não eu até ela) por revelação de DEUS.
Não conto aqui como, para evitar embates, polêmicas, dúvidas, e até mesmo deboches.

BadMix escreveu:Ao Senhor Jesus não faltará louvor, honra e glória, mesmo que esta ou aquela Igreja venha a fechar. Isto tem de ser bem claro para todos, e nós como Cristãos avisados e educados pela Palavra temos de perceber que há um "nome dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos" (actos 4:2), e esse não é Congregação Cristã.
Concordo plenamente com o querido Irmão em JESUS CRISTO, embora a minha concordância de pouca valia seja.

BadMix escreveu:Desculpem a insistência neste ponto, mas é algo com o qual me debato diariamente. Se não é o vosso caso Graças a Deus!.
Estamos conversando, Irmão.
Acho que é permitido que falemos com toda a franqueza e sinceridade.

BadMix escreveu:Mas há muita idolatria à CC aqui em Portugal, colocando-se o nome da Instituição acima do nome e pessoa pelo qual essa Instituição teve a sua origem, Jesus.
Não desrespeitando o teu modo de pensar, de minha parte acho que pode ser impressão de tua parte, originada até por palavras de Irmãos.
Mas não é essa a doutrina da Congregação Crristã no Brasil.

Recebidas outras mensagens, só agora que fui perceber que esqueci de clicar no "enviar" desta. Bem que eu estava estranhando o "sumiço" dela. Mas nao foi sumiço. Eu é que esqueci de enviar.

DEUS nos abençoe a todos e a nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

RESPONDENDO O "ACRÉSCIMO" DO IRMÃO VITOR A POST ANTERIOR

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Set 18, 2012 12:26 pm

BadMix escreveu:edit:
Não ia escrever o seguinte, mas aproveitei para "mudar" o assunto porque reconheço que canso com estas minhas intervenções. Ontem ao falar com vários irmãos, surgiu o assunto "usos e costumes".
Exemplos:
- Uma amiga de família ...
- Um nosso irmão usa ...
- Uma amiga de um irmão ...
A sério, só de escrever isto quase que fico deprimido... que tristeza. A imagem que passamos em pleno 2012.
Não fiques deprimido, não, querido Irmão em JESUS CRISTO.
Qualquer erro pessoal que o Irmão note em algum de nós, perdoa e entrega em oração nas mãos de nosso SENHOR JESUS CRISTO.

BadMix escreveu:Depois disso tudo, que ouvi/vi apenas ontem à noite, fiz uma pergunta a um irmão já com muitos anos de "crente".
Eu: "Se morresses agora, para onde ias?"
Ele: "Não sei"
Eu: "Se eu morresse agora, para onde ia?"
Ele: "Tu ias para o Céu, porque és uma pessoa boa" (Ele é muito brincalhão e meu amigo há muitos anos)
Eu: "E se fosse uma pessoa muito má, que crê em Jesus segundos antes de morrer, para onde ia?"
Ele: "Não sei, é das coisas que mais dificuldade tenho em perceber, porque não entendo como alguém que faz o mal a vida toda pode herdar o reino de Deus"

Fiquei completamente atónito com as respostas. Como pode uma Igreja ser tão eficiente a colocar pessoas fora dela por véus, calças/saias e barbas e ao mesmo tempo não abordar e ensinar aos seus membros coisas tão simples como a Doutrina da Graça?
Não fiques atônito não, querido Irmão em JESUS CRISTO.
Todos nós temos limitações: de força, de conhecimento, de espiritualidade, de entendimento.
Que ilusão alguém entre nós se achar forte, conhecedor, espiritual, entendido.

BadMix escreveu:Digam-me por favor que isto no Brasil não acontece, para que eu não permita que o sentimento de frustração tome conta do meu coração.
Não deixes não, Irmão querido em JESUS CRISTO, que o sentimento de frustração tome conta de teu coração.
Mas lembra-te de que em todo lugar a que vás sempre encontrarás erros de nossa parte.
Nós vivemos tentando servir ao nosso DEUS, errando e às vezes aprendendo e não errando mais numa parte.
Outras vezes erramos aprendemos, mas continuamos errados por desobediência.
Nós só temos a nosso favor a imensa misericórdia de nosso DEUS por amor a seu filho JESUS, O CRISTO.

Sabes, Irmão, do modo como tu colocas as coisas, eu fico impedido de ir aí te visitar, ou te convidar para vires me visitar.
É ... porque eu ficaria até envergonhado de chegares aqui, ou eu aí, e o resultado ser um pensamento teu do tipo: "Meu DEUS, mais uma frustração. Esse Irmão vale muito pouco espiritualmente, se é que vale alguma coisa. Ele é cheio de defeitos. Nem conhecimento profundo tem da Palavra de DEUS."

BadMix escreveu:Por todo o mundo há pessoas a louvar a Deus por um (novo) avivamento da Sua obra, eu acho que precisamos um urgentemente dentro da nossa própria igreja.
Acho que o de que necessitamos mais é amor e misericórdia uns pelos outros.
Em edição: Perdoem, expressei-me mal. Amor e misericórdia de uns pelos outros não faltam entre nós. O que talvez falte é a paciência com erros pessoais dos outros.

BadMix escreveu:Fica o desabafo, perdoai a sua extensão, por incrível que pareça, para além de Deus em oração (e acreditem, falo com Ele muitas vezes sobre isto) os irmãos são os únicos com quem consigo ter este tipo de conversas...
Espera sempre honestidade e sinceridade de nossa parte.
Mas não esperes perfeição.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.


Última edição por Luiz Flavio N. Facci em Ter Set 18, 2012 6:39 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Em vermelho.)

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Ter Set 18, 2012 12:42 pm


Saudações cristãs,

Irmão Vitor, amado...



Atente ao complemento anexo:

"Não é meu parecer..."

Não comungo, pois, em totalidade com o procedimento usualmente aplicado em tais circunstâncias. A anatematização requer uma acurada investigação, não sendo apenas caracterizada por uma eventual deserção.

Deixemos, deste modo, as diferenças e atenhamo-nos àquilo que nos é comum.


Atenciosamente,

"Em Caridade"

irmãion Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre as Congregações do Pará

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum