Unidade ou Uniformidade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Unidade ou Uniformidade

Mensagem  vasco em Qui Jul 05, 2012 10:53 am

A Paz de Deus a todos
Eu penso que se hoje a Congregação Cristã no Brasil é uma Igreja confessional com sua unidade se deu devido a centralizacao do ministerio Bras.
Hoje temos varios templos espalhados pelo Brasil a fora com liturgia identica, canticos identicos, organização eclesiatica idêntica. Mas até que ponto as
Congregações Cristãs no Brasil sao unidade e começa a uniformidade. No Estatuto da CCB em algum ponto eu nao me lembro, diz assim " a ministração religiosa estará de acordo a convicao religiosa do ministrante". Quando ouvimos um discurso de um ministrante sobre por exemplo do fim dos tempos, já ouvi discurso que a Igreja nao irá passar pela tribulação, outro diz que vai passar pela tribulação e assim sao varios temas que há controversias e temas relacionado à doutrina. Entao a reflexao que se propoem ao tema é: Ate que ponto a CCB é uma Igreja Una ou a CCB é uniforme.
compratilhemos

vasco

Mensagens : 50
Data de inscrição : 20/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Jul 05, 2012 2:02 pm

Consta dessa forma no Estatuto:
Art. 11- A participação e manifestação individual dos membros nos serviços religiosos fazem parte do culto e dependem do juízo de quem o preside, sob a guia de Deus. A ministração dos serviços sagrados estará sujeita à convicção espiritual do ministrante.
Acredito que a intenção, ao redigir assim o Art. 11, não foi o de autorizar qualquer incoerência na interpretação dos textos, mas sim de explicar e justificar graduações doutrinárias necessárias às diferentes localidades no tocante ao ato de presidir os serviços sagrados.
O Espírito Santo de Deus não se contradiz, não tem lingua dobre.
Ele é o Espirito da Verdade, e a Verdade é o que É.
Observando melhor, o Art. 11 não autoriza a pregar "abobrinha", apenas enfatiza que quem preside o faz sob a guia de Deus, e conduz o povo a se manifestar da forma mais adequada, mais decente, mais ordeira, ao mesmo tempo em que lhe concede a necessária liberdade para tal.
É essa parte, a da direção, da presidência, que está sujeita à sua convicção pessoal.
Uma vez que tenha subido à tribuna para presidir, toda a responsabilidade sobre tal presidência recai sobre seus ombros (pelo que se lê no texto, até mesmo na presença de irmãos que lhe tenham ascendência natural, como anciães mais antigos, por exemplo), pois os santos serviços não podem ter duas presidências, apenas uma, abaixo de Deus.
Quanto ao teor da Palavra exortada, é necessário que todos tenhamos cuidado e que aquele que preside, ao notar que o pregador (inclusive ele mesmo) tenha saído da guia, deva - sempre sob a guia de Deus - fazer a correção que se torne necessária.
Em termos práticos, quem preside o santo culto, e enquanto durar tal presidência, se torna representante da doutrina e do ministério, sujeito a reportar-se ao final, tendo a orelha sempre pronta para ser puxada caso seja necessário.
O Artigo 11 portanto não autorizaria quem preside a fazer e a falar "o que bem entendesse", mas sim de, sob sua ótica especial e sem interferência de ninguém, conduzir com prudência e franqueza os serviços sagrados.
Será que eu entendi direito, ou os irmãos debatedores têm opinião diferente sobre isso?
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qui Jul 05, 2012 3:50 pm


Saudações cristãs,

Vasco, prezado...




À guisa de informação, tanto o fragmento estatutário citado (cap. I, art. XI) quanto o Estatuto em sua íntegra (versão revista / 2004) encontram-se a disposição, para averiguação e análise, em nossa página:

http://ccbsemcensuras.forumeiros.com/t118-congregacao-crista-estatuto-versao-revista-ou-atualizada-2004



Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

UM ACHISMINHO MEU! UMA OPINIÃOZINHA MINHA!

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Jul 06, 2012 6:54 am

A Paz de DEUS seja em nossos corações, e de nossas famílias.

vasco escreveu:A Paz de Deus a todos
Eu penso que se hoje a Congregação Cristã no Brasil é uma Igreja confessional com sua unidade se deu devido a centralizacao do ministerio Bras. Hoje temos varios templos espalhados pelo Brasil a fora com liturgia identica, canticos identicos, organização eclesiatica idêntica. Mas até que ponto as Congregações Cristãs no Brasil sao unidade e começa a uniformidade. No Estatuto da CCB em algum ponto eu nao me lembro, diz assim " a ministração religiosa estará de acordo a convicao religiosa do ministrante". Quando ouvimos um discurso de um ministrante sobre por exemplo do fim dos tempos, já ouvi discurso que a Igreja nao irá passar pela tribulação, outro diz que vai passar pela tribulação e assim sao varios temas que há controversias e temas relacionado à doutrina. Entao a reflexao que se propoem ao tema é: Ate que ponto a CCB é uma Igreja Una ou a CCB é uniforme. compratilhemos
Apresento-me: batizado na Congregação Cristã no Brasil há mais de 37 anos, tenho em meu poder o Estatuto Edição 2004. Nunca o li direito, só uma lidinha mais ou menos. Nunca achei necessário.
Por causa deste tópico, hoje li pela primeira vez o artigo 11.
Por aí já se vê que não tenho muita moral para emitir qualquer parecer sobre o assunto do tópico.
Mas nada me impede de dar uma opiniãozinha, um achisminho meu, não é?

Nas pregações da Palavra de DEUS, são falados mistérios que só são escutados por aqueles a quem o ESPÍRITO SANTO se dirige. Vezes a Palavra se dirige a toda a Irmandade, vezes apenas a um ou outro.
Qualquer (mau) julgamento feito em relação à PALAVRA será incompleto e muito sujeito a erros por parte de quem A julgou, já que o fez pela letra ouvida, nunca pelo mistério que o ESPÍRITO SANTO transmitiu a um ou a outro, mistério esse de consolo, repreensão, edificação.

Ninguém aqui na Terra sabe com toda exatidão como acontecerá o fim dos tempos.
Portanto, não podemos nos ater, na pregação da Palavra, à letra que é falada, mas sim ao que o ESPÍRITO diz às Igrejas.

Vou contar abaixo um testemunho que aconteceu comigo. É um testemunho muito bobo, mas quem sabe servirá para alguém entender melhor o que falei acima?
Foi numa época, há alguns anos, que a televisão era por demais desaconselhada para os crentes.
E de vez em quando havia citação na Palavra contra um "aparelho em tua casa".

Eu tinha adquirido um micro TK ou TK90X (não tinha monitor, usava-se a tela da TV; não tinha cd, usava-se fita de gravador). Como eu era metido a programador, resolvia destrinchar os programas do PacMan, do Gato e Rato, etc.
Isso tomou de tal modo a minha mente, me viciou tanto, que muitas vezes deixei de congregar para ficar mexendo nesses programas. E quando ia congregar, não tinha a menor comunhão.
Aparentemente estava orando, aparentemente estava ouvindo os testemunhos, aparentemente estava ouvindo a Palavra. Mas só aparentemente. Na verdade, a minha mente não deixava de estar pensando nas instruções dos programas, procurando entendê-las, modificando-as. Era um tormento!

Até que um dia, o SENHOR me fez escutar na pregação (não me lembro agora da palavras exatas): "Irmão, esse aparelho que você tem em tua casa ..." Essas palavras me concederam a libertação do meu vício.


Vamos supor, Irmãos, que na hora dessa pregação algum Irmão rebeldinho tenha pensado: "Eh, lá vem esse Irmão de novo falar do aparelho de Televisão."
Teria errado feio, pois a letra que esse Irmão ouviu foi "aparelho de TV", enquando o ESPÍRITO SANTO estava me transmitindo uma bela repreensão contra um aparelho de computador.
E a Palavra contra a qual ele se rebelou, tinha sido a Palavra que tinha libertado um Irmão (no caso, eu) de um terrível vício.

Resumindo: acho (achismo) bom não nos atermos à letra errada falada na Pregação, mas sempre sabendo que, de um modo ou de outro, para um ou para outro, o ESPÍRITO está falando mistério certo.

Qualquer um que pregue sobre o fim dos tempos está sujeito a erro na letra.
Portanto vamos nos apegar apenas ao certo do mistério falado em espírito.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Jul 06, 2012 4:27 pm

Irmão, existe a verdadeira Revelação da Palavra pelo Espírito Santo de Deus e também existem as meras invencionices por conta dos "espiritussantos" do imaginário humano.
Pela verdadeira Revelação, a palavra atinge o cerne de nossa alma e a alimenta e enriquece com detalhes ou minúcias que estavam faltando para a nossa edificação, como o irmão bem relata.
Pela invencionice, entretanto, alguém prega que "o apóstolo Paulo nasceu na cidade de Roma" (por exemplo), ou que Noé supostamente teria "pregado o evangelho para seus vizinhos", etc. ou que os amigos daquele paralítico que foi descido pelo telhado da casa de Pedro tenham "desaparafusado as telhas de amianto"...
É esse tipo de ação que causa espécie, pois são inexatidões grosseiras e desnecessárias.
Dizer que é o Espírito Santo que inspira tais sabujices chega a ser um sacrilégio.
Eu, portanto, combato as invencionices sempre que necessário.
E nesse ponto exato é que se deve tomar cuidado em não pregar de forma contraditória, transformando o "não" em "sim" e o "sim" em "não".
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sex Jul 06, 2012 6:39 pm

Sergio Teixeira escreveu:Irmão, existe a verdadeira Revelação da Palavra pelo Espírito Santo de Deus e também existem as meras invencionices por conta dos "espiritussantos" do imaginário humano.
Pela verdadeira Revelação, a palavra atinge o cerne de nossa alma e a alimenta e enriquece com detalhes ou minúcias que estavam faltando para a nossa edificação, como o irmão bem relata.
Pela invencionice, entretanto, alguém prega que "o apóstolo Paulo nasceu na cidade de Roma" (por exemplo), ou que Noé supostamente teria "pregado o evangelho para seus vizinhos", etc. ou que os amigos daquele paralítico que foi descido pelo telhado da casa de Pedro tenham "desaparafusado as telhas de amianto"...
É esse tipo de ação que causa espécie, pois são inexatidões grosseiras e desnecessárias.
Dizer que é o Espírito Santo que inspira tais sabujices chega a ser um sacrilégio.
Eu, portanto, combato as invencionices sempre que necessário.
E nesse ponto exato é que se deve tomar cuidado em não pregar de forma contraditória, transformando o "não" em "sim" e o "sim" em "não".
A Paz de DEUS esteja sempre conosco e com nossas famílias.

Querido Irmão Sergio, em JESUS CRISTO.
Peço de antemão que me perdoe, mas vou discordar de você.

Vamos supor, apenas supor, já que eu não estava presente nos cultos, que a pregações tenham sido assim:

1) Irmãos, A Paulo, que nasceu na cidade Roma, DEUS lhe concedeu forças em seus sofrimentos, em suas tribulações, em suas fraquezas. Irmãos, não abandonem a esse DEUS maravilhoso, que também estará conosco em nossos sofrimentos, em nossas tribulações em nossas fraquezas.

2) Irmãos, assim como Noé pregou o arrependimento a seus vizinhos, DEUS requer também de vós que preguem (o certo seria: pregueis) a vossos vizinhos, não sempre com palavras, mas com a vossa postura, o vosso bom testemunho de honestidade e bondade.

A parte abaixo é mais difícil de aceitar, mas mesmo assim vou insistir:

3) Irmãos, os amigos daquele paralítico não mediram esforços para levá-lo até o SENHOR, e olhem que foi para uma cura do corpo e por isso com muito esforço prepararam uma abertura no telhado desparafusando as telhas de amianto. O SENHOR também requer de nós que nos esforcemos com afinco em ajudar os nossos Irmãos, não apenas na parte material, quando houver uma real necessidade, como também, e principalmente, na parte espiritual..

As "gafes"da letra da Bíblia cometidas não serão por muitos nem notadas, por isso as coloquei em letra pequena.
Mas mesmo que sejam notadas, acho que devem ser relevadas.

A mensagem do ESPÍRITO ficará nos corações.

Não podemos deixar que sussuros materiais nos atrapalhem de ouvir mensagens espirituais ditas em alta voz.

Desculpem falar assim com o Irmão que tem demonstrado Amor, Bondade e Sabedoria em suas mensagens.

(Xiii, acho que dei mancada com este post)

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Jul 07, 2012 8:38 am

O irmão tem razão. Existem gafes que cabem muito bem no contexto, de tão pequeninas que são.
Nesse caso seriam como gotículas de óleo em um oceano de bênçãos.
O problema é quando tais gafes são o centro da pregação, e não apenas meros detalhes.
Onde o pregador é recorrente no assunto, e volta várias vezes no mesmo ponto, reforçando a idéia.
No mais, como tenho afirmado, Deus tem tido misericórdia de nós e jamais despediu Sua igreja vazia.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Unidade ou Uniformidade

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum