Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  ricardo alexandre em Sex Maio 20, 2011 11:20 am

Decepção! Este é o meu sentimento – que se repete mais este ano - com relação aos tópicos de ensinamentos apresentados à irmandade. Ao meu ver, eles não refletem a realidade por que passa a igreja. Interna e externamente estão acontecendo coisas que não podem ser ignoradas.
Primeiro foram as dissidências, agora os ministérios estão provocando dissolução em nosso meio.

As relações dos partidários mesmo que amistosa gerará muitos desconfortos brevemente. Como ficará a liberdade dos batizados na AMCCB, Jandira e São Carlos visto que também são frequentadores da CCB? Há famílias que já estão dividas – pais numa; filhos noutra - e como ficarão as que se formarão? Podemos nos casar ou são considerados de estranha fé? Enquanto a igreja se dissolve, oministério assiste de camarote passivamente ao fenômeno e não dá orientações à irmandade que juridicamente ou por ministérios se separa, mas fraternalmente mantem-se unida.

Quem participa de fóruns como este sabe que na CCB existem vários credos - Enquanto uns creem na trindade, outros são unicistas; Enquanto uns creem em Jesus como o Cristo Eterno, outros que somente se fez Cristo e Senhor depois da sua ressureição; Enquanto há uma igreja evangélica; não aceitam a bíblia como infalível e inerrante Palavra de Deus; Se há os pentecostais (como eu) que creem na atualidade dos dons espirituais e na necessidade de sermos revestidos e capacitados pelo espírito Santo, outros desprezam esta experiência. A unidade da CCB está nos seus costumes (peculiaridades denominacionais) e não na doutrina bíblica. E o ministério aceita esta situação e não ensina doutrina de verdade.

E quanto aos seus membros maçons que influenciam nas decições e são privilegiados nas informações. Se repetem tópicos para dar a impressão que a obra é a mesma, por que não repetem o tópico contra a maçonaria?

Externamente há discussões para legalização do aborto, profissionalização da prostituição, descriminalização da maconha e outras drogas, redução da idade sexual (se haver consentimento do menor não é estrupo), campanha ‘heterofóbica’ nas escolas (isto mesmo, heterofóbica – preconceito contra os heteros incentivando a ser homo/bissexual)... A igreja precisa reafirmar os valores morais, ensinar e dizer não a tudo isso; mas preferem considerar que a internet é a grande vilã da irmandade (tóp. 5).

ricardo alexandre

Mensagens : 8
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  MJP em Sex Maio 20, 2011 3:12 pm

Ao contrario da opinião do nosso irmão Ricardo Alexandre, a maioria absoluta da irmandade graças a Deus pensa como eu; ou seja mais uma vez os anciães mais velhos foram muito bem guiados por Deus com tópicos muito edificantes e de grande valia a quem deseja realmente se estreitar em Jesus Cristo. Alguns desses gloriosos ensinamentos foram repeitidos este ano, mas como diz o apostolo Paulo: "Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós." (Filip. 03:01).

MJP

Mensagens : 18
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Nada que realmente edifica nos novos ensinamentos

Mensagem  Paulinhospider em Sex Maio 20, 2011 7:40 pm

unidade da CCB está nos seus costumes (peculiaridades denominacionais) e não na doutrina bíblica. E o ministério aceita esta situação e não ensina doutrina de verdade. [2]


Realmente essas reuniões ministeriais não tem trazido nada de edificação real para a igreja, não há unidade doutrinária ... aliás nem sabem o que é doutrina, acham que doutrina é: " não cortar os cabelos (irmãs), não usar calças compridas, não usar maquilagens nem usar adereços ... homens não usar bermudas, e todo esse blá blá blá, nossa igreja está afundada em ignorância, farisaísmo e fanatismo, infelizmente, essa é a realidade ... e nossos ministros, ao meu ver, são cegos ou se fazem de cegos!!

Paulinhospider

Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/05/2011
Idade : 31
Localização : Fernandópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Márcio José Sérgio Ermida em Dom Maio 22, 2011 11:17 am

A Paz de Deus, irmãos.

Também concordo com os irmãos. Existem assuntos muito mais importantes que esses que são tratados todos os anos nos tópicos, mesmo que alguma coisa seja falada, é de forma muito superficial. E ainda estão confundindo usos e costumes com doutrina. Nem os tópicos do hinário se comenta ou se aprofunda mais.

Infelizmente sou obrigado a concordar, não se sai mais dos primeiros rudimentos, não se ensina doutrina verdadeira à irmandade, não se aprofunda em temas que são importantes. Deus não muda, mas os temas de 2000 anos atrás não são os mesmos, não são as mesmas circunstâncias. Naquela época se praticava sodomia, mas hoje ela está na pauta da lei. Também se usava drogas há mais de 2000 anos, mas hoje querem legalizar. Divorcia-se hoje como se troca de roupa, mas as reuniões de casais que até meus sogros frequentaram na antiga CCB, hoje não tem mais. Só reuniões para mocidade onde se passam alguns ensinamentos "meia boca", mesmo assim na maioria das vezes os mais novos nem assistem, vão para arrumar um par. Tem gente achando que mandar decorar alguns versículos, ou fazer uma "pesquisa" isolada e esporádica de um domingo a outro nas RJMs é ensino bíblico. Essas contradições citadas pelo irmão Ricardo Alexandre, nem se fala então. Os irmãos estão aprendendo algumas coisas por conta própria e acabam discordando porque a igreja não tem uma unidade doutrinária, perde tempo só com as "doutrinas" de ensinamentos que não dizem nada, a não ser que são considerados santificação, quando isso é uma coisa muito mais profunda do que cortar cabelo, andar de bermuda ou tomar uma ou duas latas de cerveja ou assistir o Malafaia na TV. O debate vai muito além dessas coisas, e não se percebe isso, porque se prende no que é superficial. Pensa-se que se guardando dessas "fraquezas", o Céu está ganho. Dá até para dizer que sim, porque o Deus que servimos é infinitamente misericordioso e não vai cobrar a ignorância do povo, talvez cobre de quem insiste em perpetuar essa ignorância, mas certos conhecimentos para quem é ingênuo e serve-O de um puro e sincero coração não fazem muita diferença. Apesar de que o Senhor falou (tá vendo? não lembro onde...) "O meu povo sofre por falta de conhecimento".

Acho que hoje vai ser lida essa lista na minha comum. É esperar pra ver, mas vocês já estão adiantando alguma coisa, mesmo assim vou ouvir na humildade, é isso que o Deus vivo requer de nós.

Outra coisa que não entendo é essa oralidade, não existe nenhuma publicação desses tópicos. E, se existe, ninguém conhece, nem sabe onde tá. Quem ouviu, ouviu. Se guardou, tudo bem, se não, fica meio vago, disperso. E só se guarda assuntos "importantes", como a ratificação de assuntos anteriores.

Bom, não estou criticando a CCB, mas uma conduta de alguns que acham que isso é servir a Deus e tudo bem, vamos em frente. No final das contas, coloca-se como vital as visitas, evangelização, construção, essas coisas, o que concordo plenamente, mas perpetua-se a falta de conhecimento.

Deus abençoe.

Márcio José Sérgio Ermida

Mensagens : 26
Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 47
Localização : Piracicaba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

OS ENSINAMENTOS DESSE ANO

Mensagem  BRASIL2011 em Seg Maio 23, 2011 7:58 am

irmãos ainda não tive oportunidade de ouvir os irmãos lerem os tropicos, mas no meu entender pouca coisa muda, sempre a mesma coisa vai ano vem ano os encinamentos são os mesmo não sei porque essa reunião anual cada estado da confederação poderia ter sua reunião, cada estado tem seu costumes, seu modo de viver assim ficaria melhor e economisaria nas coletas da assembléia anuais
avatar
BRASIL2011

Mensagens : 63
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Neófito em Seg Maio 23, 2011 10:54 am

ricardo alexandre escreveu: Decepção! Este é o meu sentimento – que se repete mais este ano - com relação aos tópicos de ensinamentos apresentados à irmandade. Ao meu ver, eles não refletem a realidade por que passa a igreja. Interna e externamente estão acontecendo coisas que não podem ser ignoradas.
Primeiro foram as dissidências, agora os ministérios estão provocando dissolução em nosso meio.

As relações dos partidários mesmo que amistosa gerará muitos desconfortos brevemente. Como ficará a liberdade dos batizados na AMCCB, Jandira e São Carlos visto que também são frequentadores da CCB? Há famílias que já estão dividas – pais numa; filhos noutra - e como ficarão as que se formarão? Podemos nos casar ou são considerados de estranha fé? Enquanto a igreja se dissolve, oministério assiste de camarote passivamente ao fenômeno e não dá orientações à irmandade que juridicamente ou por ministérios se separa, mas fraternalmente mantem-se unida.

Quem participa de fóruns como este sabe que na CCB existem vários credos - Enquanto uns creem na trindade, outros são unicistas; Enquanto uns creem em Jesus como o Cristo Eterno, outros que somente se fez Cristo e Senhor depois da sua ressureição; Enquanto há uma igreja evangélica; não aceitam a bíblia como infalível e inerrante Palavra de Deus; Se há os pentecostais (como eu) que creem na atualidade dos dons espirituais e na necessidade de sermos revestidos e capacitados pelo espírito Santo, outros desprezam esta experiência. A unidade da CCB está nos seus costumes (peculiaridades denominacionais) e não na doutrina bíblica. E o ministério aceita esta situação e não ensina doutrina de verdade.

E quanto aos seus membros maçons que influenciam nas decições e são privilegiados nas informações. Se repetem tópicos para dar a impressão que a obra é a mesma, por que não repetem o tópico contra a maçonaria?

Externamente há discussões para legalização do aborto, profissionalização da prostituição, descriminalização da maconha e outras drogas, redução da idade sexual (se haver consentimento do menor não é estrupo), campanha ‘heterofóbica’ nas escolas (isto mesmo, heterofóbica – preconceito contra os heteros incentivando a ser homo/bissexual)... A igreja precisa reafirmar os valores morais, ensinar e dizer não a tudo isso; mas preferem considerar que a internet é a grande vilã da irmandade (tóp. 5).

Irmão Ricardo,

Você não percebe, mas as questões que lhe angustiam são por demais frívolas, e irrelevantes.
Sem contar, que você certamente sabe a resposta para muitas delas.

Como a Congregação Cristã se relacionará com AMCCB/CCB Jandira/CCA?
Da mesma forma como se relaciona com a Igreja Universal, ou a Igreja Mundial do Poder de Deus.

Você sabe disso, mas no fundo gostaria que fosse diferente, por isso você tem essas frustrações.

Com relação à "legalização do aborto, profissionalização da prostituição, descriminalização da maconha e outras drogas, redução da idade sexual"
Veja, somos um povo separado, isso não nos aflige.
Está escrito que no final dos tempos os dias seriam trabalhosos.

O que a Congregação Cristã tem à dizer sobre maconha e profissionalização da prostituição???
Nada!

Nossa doutrina é clara, quem se prostituir será excluído da comunhão da igreja (assim como quem praticar aborto, pode procurar nos tópicos de ensinamento).
Nossos anciãos não precisam falar destes assuntos, pois nossa doutrina já estebelece o compartamento.

Além disso, temos por costume não nos misturarmos com o mundo e seus desvarios.
Por isso não temos porquê tentar impor a nossa moral ao mundo.

Sobre haver inúmeros credos, é um ponto irrelevante também.
O que importa é o que a Igreja ensina, se o membro quer crer diferente, é opção dele.

E sem contar que para ir ao Céu não é necessário ser um doutor teólogo.
O indivíduo pode ser unicista, mas se ele creu que Cristo é o Filho de Deus, enviado para nossa salvação, e segue a doutrina deixada por Ele, ele irá pro Céu, sem sombra de dúvidas.

Há quem crê que quem morre já vai pro Céu (ou inferno) direto, há quem crê no sono da alma.
Mas no que isso implica? Em nada...

Outro ponto fundamental, é que ao contrário da crença de muitos, as Assembléias Anuais não tem, por exclusivo objetivo, a edição dos tópicos de ensinamento.
A reunião de todo o ministério é o objetivo mais importante.

É uma demonstração de unidade, e vemos isso na prática, pois as ausências são poucas, e ainda sim, quase sempre, por motivos de força maior.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Maio 23, 2011 9:00 pm

Ir. Neófito:
As reuniões podem até mesmo parecer fora de propósito para alguns, mas na realidade são muito proveitosas para o povo em geral e para os que tenham sido chamados para o ofício ministerial.
O conjunto de reuniões é cansativo para o corpo, porém muito compensador para a alma.
É como se fosse uma recarga de nossas baterias.
Há muitos irmãos e irmãs colaboradores que doam sua mão de obra e principalmente sua comunhão para que tudo dê certo.
A Palavra mandada por Deus nessas ocasiões tem sido o alimento racional para nossas almas.
Ao final de tudo, o saldo espiritual é sempre positivo, e nossa Fé é levantada.
O fato de virem "ensinamentos repetidos" não me abala de forma alguma.
Mas eu continuo achando que o ministério ainda parece meio tardigrado para emitir alguns tópicos.
Aquilo sobre os nossos jovens estarem usando ingênua e inadequadamente a internet é um fato, e já foi apresentado aos anciães há muitos anos atrás.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Neófito em Seg Maio 23, 2011 10:42 pm

Longe de mim dizer que são fora de propósitos.
Acredito que estas reuniões foram instituidas por Francescon por inspiração divina.
Para nós isso é um mandamento, e vemos o bom resultado disso: Unidade.

Quem já congregou do norte ao sul do país percebe esta unidade.
Em outras denominações os membros, quando frequentam sua igreja em outra localidade, as vezes têm a impressão de estar frequentando outra denominação, mas este não é o nosso caso.

Sem contar que os tópicos ensinamento para o ministério, obras pias, e administração são muito mais numerosos, vê-se que há muito zêlo na condução desta Obra.
Quando à irmandade, a própria palavra nos exorta e nos ensina diriamente.
Não nos falta doutrina. Já o ministério, quem é que prega pra eles?

Acredito que esta é uma grande oportunidade para aqueles que passaram o ano "servindo à mesa", comerem.

Sobre o tópico da internet, aquele não é um tópico novo, foi editado a primeira vez em 2007.
Agora quanto ao conteúdo em sí, cada um tem preferência que se fale sobre o assunto A ou B.

Eu, por exemplo, gostaria que tivesse vindo algum tópico de ensinamento condenando o homossexualismo (ou reafirmando que a única união aceita por Deus é a do homem com a mulher), mas não veio... Agora vou eu dizer que foi descaso ou negligência?
Longe de mim... Quem sou eu para julgar aos atalaias desta Obra?

Ao homem pode parecer sensato fazer algo de um jeito ou de outro, mas Deus conhece todas as coisas, e nos dá a porção na medida certa.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  ricardo alexandre em Ter Maio 24, 2011 7:08 am

MJP disse: Ao contrario da opinião do nosso irmão Ricardo Alexandre, a maioria absoluta da irmandade graças a Deus pensa como eu; ou seja mais uma vez os anciães mais velhos foram muito bem guiados por Deus com tópicos muito edificantes e de grande valia a quem deseja realmente se estreitar em Jesus Cristo. Alguns desses gloriosos ensinamentos foram repeitidos este ano, mas como diz o apostolo Paulo: "Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós." (Filip. 03:01).

Caro irmão, penso que deveríamos responder por nós. Considerar que 'a maioria absoluta da irmandade graças a Deus penas como' você, ainda que assim fosse, é muita pretensão. Esta não é a minha percepção; sinto que a irmandade é mais alheia do que concordante - prova é que passado pouco tempo 'a grande maioria absoluta da irmandade' não se lembra ou não se lembrará dos tópicos.

Não foram 'alguns desses gloriosos ensinamentos' que foram repetidos, mas a 'grande maioria absoluta' - digo dos tópicos lidos à irmandade, do 1 ao 9 só não me lembro do tópico 8. Este para mim, nem para a grande maioria da irmandade, não é 'de grande valia' visto que pouquíssimos tem contato com os índios. Você tem? Na sua cidade tem índio? O tópico está dizendo para "não visitarmos", ou seja, evitar o contato.
(sou técnico ambiental, sempre que a ong OCA da minha cidade trouxe índios para educação ambiental me convidou - este foi o único contato que tive com índios. ATENÇÃO: Não disse que não é importante; disse que para a grande maioria não tem valia).

É tão bonitinho pegar versículos e parecermos piedosos. Não sou contrário às repetições, desde que a necessidade exija; até sugeri a repetição do tópico que não podemos ser maçons. Sou Pai - Todas às vezes que meus filhos vão brincar lhes digo: "Tomem cuidado ao atravessarem a rua". Eu não me aborreço de dizer-lhes a mesma coisa porque é segurança para eles.

ricardo alexandre

Mensagens : 8
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  ricardo alexandre em Ter Maio 24, 2011 7:46 am

Irmão Ricardo,

Você não percebe, mas as questões que lhe angustiam são por demais frívolas, e irrelevantes.
Sem contar, que você certamente sabe a resposta para muitas delas.

Como a Congregação Cristã se relacionará com AMCCB/CCB Jandira/CCA?
Da mesma forma como se relaciona com a Igreja Universal, ou a Igreja Mundial do Poder de Deus.

Você sabe disso, mas no fundo gostaria que fosse diferente, por isso você tem essas frustrações.

Com relação à "legalização do aborto, profissionalização da prostituição, descriminalização da maconha e outras drogas, redução da idade sexual"
Veja, somos um povo separado, isso não nos aflige.
Está escrito que no final dos tempos os dias seriam trabalhosos.

O que a Congregação Cristã tem à dizer sobre maconha e profissionalização da prostituição???
Nada!

Nossa doutrina é clara, quem se prostituir será excluído da comunhão da igreja (assim como quem praticar aborto, pode procurar nos tópicos de ensinamento).
Nossos anciãos não precisam falar destes assuntos, pois nossa doutrina já estebelece o compartamento.

Além disso, temos por costume não nos misturarmos com o mundo e seus desvarios.
Por isso não temos porquê tentar impor a nossa moral ao mundo.

Sobre haver inúmeros credos, é um ponto irrelevante também.
O que importa é o que a Igreja ensina, se o membro quer crer diferente, é opção dele.

E sem contar que para ir ao Céu não é necessário ser um doutor teólogo.
O indivíduo pode ser unicista, mas se ele creu que Cristo é o Filho de Deus, enviado para nossa salvação, e segue a doutrina deixada por Ele, ele irá pro Céu, sem sombra de dúvidas.

Há quem crê que quem morre já vai pro Céu (ou inferno) direto, há quem crê no sono da alma.
Mas no que isso implica? Em nada...

Outro ponto fundamental, é que ao contrário da crença de muitos, as Assembléias Anuais não tem, por exclusivo objetivo, a edição dos tópicos de ensinamento.
A reunião de todo o ministério é o objetivo mais importante.

É uma demonstração de unidade, e vemos isso na prática, pois as ausências são poucas, e ainda sim, quase sempre, por motivos de força maior.

Caro Neófito, de maneira alguma considero "por demais frívolas e irrelevantes as questões que me angustiam". Na verdade o que pergunto não me angustia mas o que me respondem (tópicos) é que me decepciona.

Você disse que a CCB tratará os seus ministérios como outras denominações, ou seja, nossos irmãos como se não fossem. Não acredito que seja esta a posição do ministério, nem que tenham uma posição, prefiro pensar que estão 'aguardando a guia'.

Exemplo: O ministério tem ordem para não visitarem estes ministérios - ok. Mas para a igreja não foi dito nada e está havendo livre tráfego entre a irmandade CCB e ministério São Carlos. Se você os visita tem total liberdade e quando eles visitam outras localidade também testemunham e pegam saudações.Uma moça batizada lá, vem na reunião de mocidade, um jovem músico a vÊ e começam a namorar. Está moça é considerada estranha fé? O casamento deles implicará alguma consequencia a este músico?

Eu não considero normal a passividade da igreja que você defende quando diz que a CCB não tem a dizer "nada". Ora, mesmo que a CCB prefira não dizer nada, eu como pai, já conversei com os diretor e professores que todo conteúdo de educação sexual quero ter prévio conhecimento.

"Não temos porquê tentar impor nossa moral ao mundo" (neófito) - Não vou rir porque não entendi a piada.
Somos luz no mundo...

"Sobre haver inúmeros credos é ponto irrelevante também" (neófito) - Misericórdia dele Senhor.

"Amados, procurando eu escrever-vos com toda a diligência acerca da salvação comum, tive por necessidade escrever-vos , e exortar-vos a batalhar pela fé que uma vez foi dado aos santos" (Jd 3)

ricardo alexandre

Mensagens : 8
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Maio 24, 2011 10:18 am

Eu discordo de que "a maioria" esteja preocupada, desgostosa, triste, etc. por causa da natureza dos ensinamentos.
Talvez em sua região isso aconteça, porém nosso país é muito grande e os servos de Deus são muito tementes... a Deus!
Todos por aqui estamos cuidando da salvação de nossas almas.
Certos assuntos, chegando ao conhecimento do povo de uma forma descuidada trazem apenas fraqueza na Fé em Cristo e não o alegado "conhecimento das coisas que se passam na CCB".

Quebrar as coisas é muito fácil, remendá-las também.
Porém consertar ou restaurar é muito difícil.
Portanto, que não sejamos nós a provocar o dano, e nem a tentar remendar nada.

Façam como sugerimos:
Dúvidas, reclamações, indagações, etc. referentes a atitudes, doutrina ou ensinamentos, que cada um dirija-se urbanamente ao Ancião local e esclareça as coisas convenientemente.
Tenho feito isso constantemente e jamais me decepcionei com esse modo de proceder.
Sempre tive boas respostas às minhas indagações e jamais fui tido como contencioso (apesar de "chato", pois minha função às vezes me obriga a isso).
E se eles começarem a ser procurados pela irmandade mais próxima sempre a respeito de um mesmo assunto, saberão que algo não foi bem esclarecido, e certamente esclarecerão a coisa de forma a que todos entendam e não fique dúvida alguma a respeito. Esclarecer é também do interesse deles.

Pode ser que o irmão ainda não tenha constatado isso, porém a maioria das supostas denúncias está sendo contada apenas sob o ponto de vista de uma das partes, e que se acha de alguma forma prejudicada. Porém essa parte em vez de procurar resolver junto ao ministério, tem lançado mão maliciosamente da internet porque nesse caso não precisam encarar o ancião (muita gente acha que ancião morde), mantém-se incógnitos ("por via das dúvidas") e dizem o que bem entendem, sem o mínimo compromisso com a verdade dos fatos.

Para denunciar - e este Forum não é lugar para denúncias - são necessárias provas.
E se alguém tem provas, junte-as, junte testemunhas, seus respectivos documentos, e dirija-se a onde for de direito, identificando-se como determina a lei.
Se for caso de polícia, registre-se a queixa competente em Delegacia; Se for caso de justiça, procurem-se os Juizados.
Essa norma é válida para toda e qualquer Igreja ou Associação.
No caso da CCB porém, recomendamos veementemente que se examine bem o Estatuto, pois em Justiça vale o que está escrito no Estatuto, que é o único documento que rege a Congregação Cristã no Brasil.
Pronto: Para quem se sentir prejudicado, será feita Justiça. Em em caso de falsa denúncia, também arcará com as consequências.
Exatamente por isso, preferem o caminho da internet, onde mantém o anonimato e conseguem envenenar uma parte da irmandade.
Pergunto: Se alguém é um servo de bom testemunho dentro de sua comum e eventualmente questionar o seu ancião sobre algum assunto, qual acha que será a reação dele?
E se o testemunho de alguém não for bom? Como é que ficaria?
Acho que já está respondido, mas se alguém tiver alguma observação a respeito, somos livres para debater e ponderar, desde que dessa discussão nos venha um perfeito entendimento.


avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Neófito em Ter Maio 24, 2011 10:54 am

ricardo alexandre escreveu:
"Sobre haver inúmeros credos é ponto irrelevante também" (neófito) - Misericórdia dele Senhor.


Caro irmão Ricardo...
Antes de mais nada, entenda que estamos debatendo opiniões, você tem a sua, e eu a minha.
Eu não fico clamando para que Deus tenha misericórdia da sua alma, como se você fosse pro inferno pelo que você acredita.
É uma demonstração de tremenda arrogância e prepotência... você não admite que possa existir verdade no que os outros dizem.

ricardo alexandre escreveu:
Você disse que a CCB tratará os seus ministérios como outras denominações, ou seja, nossos irmãos como se não fossem. Não acredito que seja esta a posição do ministério, nem que tenham uma posição, prefiro pensar que estão 'aguardando a guia'.

Exemplo: O ministério tem ordem para não visitarem estes ministérios - ok. Mas para a igreja não foi dito nada e está havendo livre tráfego entre a irmandade CCB e ministério São Carlos. Se você os visita tem total liberdade e quando eles visitam outras localidade também testemunham e pegam saudações.Uma moça batizada lá, vem na reunião de mocidade, um jovem músico a vÊ e começam a namorar. Está moça é considerada estranha fé? O casamento deles implicará alguma consequencia a este músico?

Se você prefere se enganar, por mim tudo bem.
Mas você tem dúvidas? Questione o ministério.

Ainda esses dias eu ouvi uma história, de um cooperador muito idôneo.
Se é verdade eu não sei, mas o fato é que fui informado de que houve um batismo feito por um dos anciãos ordenado à revelia do Brás. (duplo erro, pois foi ordenação rebelde, e o novo ancião já saiu atendendo batismos - prerrogativa dos mais antigos).

O fato é que, segundo consta, as pessoas batizadas pelos rebeldes foram orientadas sobre o problema e foram rebatizadas.
Agora como é que você acha que a Congregação Cristã lida com esses movimentos rebeldes?

A propósito:
Como a Congregação Cristã lida com a "Igreja Renovadora Cristã", de Aldo Ferreti?

Se quiser, continue se enganando, mas a verdade está nua na sua frente.

ricardo alexandre escreveu:
"Não temos porquê tentar impor nossa moral ao mundo" (neófito) - Não vou rir porque não entendi a piada.
Somos luz no mundo...

Veja meu caro, eu não sou nenhum palhaço, e creio que você também não o seja (apesar de se comportar como tal).
Não é porque somos a luz do mundo que devemos obrigar à todos seguir a nossa moral.

Por um acaso não está escrito que os últimos dias seria maus e trabalhosos?
Onde está escrito que devemos impor a nossa moral?

Devemos, sim, sermos exemplo.
Nossa missão é fazer com que os povos desta terra, quando submersos em sua corrupção moral, olhar para nós e ver que existe um povo diferente.
Não é necessário que façamos passeatas anti-gay, que ataquemos os manifestantes da "marcha da maconha" para sermos a luz do mundo.

Mas vejo que essa discussão, com você, é um tanto quanto inútil... você tem uma mentalidade muito "pentecostal", muito gospelizada.
Entretanto não acredito, de forma alguma, que você precisa da misericórdia de Deus por conta disso, ou você vai para o inferno... são pontos de vista, e tão-somente.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  ricardo alexandre em Ter Maio 24, 2011 12:27 pm

Neófito. Temos uma coisa a esclarecer.
Dissidência e ministérios. A diferença é que enquanto uma não quer mais relacionamento a outra não quer perder o vínculo. AMCCB, São Carlos e Jandira não são dissidências, são ministérios que se consideram parte da 'mesma Obra'. Se a postura da CCB é a de considerá-los dissidentes deve deliberar e 'dar ensinamento' a irmandade.
Tratar, deliberar e expor sobre esse assunto é urgente e necessário e não irrelevante.
Você informou que pessoas batizadas no ministério de jandira foram rebatizadas - Eu desconheço.
Em São Carlos isto não aconteceu.
Pois bem, se batizaram em um outro ministério, como foram admoestados pelo nosso ministério? Se o nosso ministério os considera fora da nossa comunhão porque a preocupação?
Ora, se é uma situação que precisou de intervenção e não se quer mais repetição, é necessário deliberar em convenção.


A paz de Deus irmão Sergio! Acho que é a primeira vez que conversamos.
Disse que a irmandade é mais alheia do que concordante, não disse que é contra e revoltada.
A irmandade recebe os ensinamentos de bom grado. E receberá de bom grado sempre, não importa o que vier, porque não analisa. E com a mesma facilidade que acatam, esquecem.
Sobre denúncias, polícia e justiça creio que não couberam nesse tema.
O irmão sugere que perguntamos ao ministério. Isto eu faço sempre, e quer saber de uma coisa?
As respostas são contraditórias.
E sabemos que não importa a opinião, importa a convenção.
Não importa o que é dito, mas o que está escrito.

comento somente os tópicos para a irmandade que são lidos, mas fazendo uma exceção tem um tópico para não abrir oportunidade para a mocidade fazer perguntas. "quem tiver dúvidas não pergunte, leia a bíblia?" é como o professor não querer responder as dúvidas do luno e dizer: leia a lição novamente até entender.


ricardo alexandre

Mensagens : 8
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Neófito em Ter Maio 24, 2011 1:08 pm

ricardo alexandre escreveu:Neófito. Temos uma coisa a esclarecer.
Dissidência e ministérios. A diferença é que enquanto uma não quer mais relacionamento a outra não quer perder o vínculo. AMCCB, São Carlos e Jandira não são dissidências, são ministérios que se consideram parte da 'mesma Obra'.

Independentemente de como as dissidências se considerem, elas não são consideradas parte da "mesma Obra", ao menos não pela pela Congregação Cristã.
Isso é evidente, não há nem o que esclarecer.
Pergunte ao seu ancião, não há quaisquer diferenças entre Aldo Ferreti e Samuel Trevisan.

Ou, por um acaso, ele pode pregar em uma das nossas casas de oração?
Você até se "preocupa" com o que lhe parece "passividade", mas não é... é um minúsculo e localizado problema, não existe a necessidade de criar uma circular para todo o Brasil (aliás, é uma mania recorrente nos reformistas que todas as mazelas sejam expostas publicamente e para todo o mundo).

Quantas igrejas essa tal de "CCB - São Carlos" possui?
Por um acaso, as pessoas que foram para lá não sabem as diferenças desta com a Congregação Cristã "oficial" ? Realmente duvido.

Sobre o rebatismo que mencionei, é um fato peculiar.
Trata-se de uma pessoa que se batizou na Congregação Cristã (num dos seus recintos), por um ancião que não era reconhecido.

Seria análogo à eu (que não tenho ministério) batizar algo lá no tanque do Brás.
Não tem valor.

Sobre as pessoas que se batizam na "CCB-São Carlos", o que podemos nós fazer?
Não seria ético chegar nestas pessoas e falar mal da sua igreja.
Estas pessoas não são rebatizadas porque elas frequentam uma outra denominação.

A não ser que este grupo, lá na frente, queira se juntar à nós, e haja alguma guia de Deus indicando a validade de seus batismos, se quiserem ter liberdade no nosso meio terão que se batizarem entre nós.

Queira você acreditar nisto, ou não.

Concluíndo:
Não são ministérios são dissidências e, como tal, não são reconhecidos pela "Congregação Cristã".
Nem tampouco têm direito de usar seu nome, ou seu hinário.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Maio 24, 2011 2:32 pm

Existe a meu ver uma enorme diferença entre os conceitos de ministério e dissidência.

Um ministério seria por exemplo quando é fundada oficialmente de parte da Congregação Cristã no Brasil uma "Congregação Cristã no Cazaquistão", onde o ofício ministerial fosse até mesmo instalado com pessoas nativas do local, porém de acordo com o nosso ministério aqui.
Seria uma igreja independente mas que seguiria a mesma fé e doutrina, assim vistas de forma oficial.

Uma dissidência é quando um grupo de pessoas se separa espontaneamente - por qualquer motivo que seja - de sua igreja original para formar um ofício ministerial por sua conta e risco, desvinculado do tronco da igreja, sem o consentimento e sem o aval da mesma.
Quando usa práticas não consagradas no tronco da igreja, mudando estatutos, doutrinas, etc.
Isso é dissidência, e não ministério.

E por mais que eu venha a elogiar a AMCCB por sua forma de organização, ela não deixa de ser uma dissidência da CCB.
Da mesma forma a CCA e outras.
São dissidências e não ministérios.

Em tese, ministérios deveriam manter em tempo integral a unidade com o tronco da igreja, mas nem sempre é assim.
Aqui perto de minha casa, no mesmo quarteirão e do mesmo lado da calçada, a coisa de uns 30 metros de distância uma da outra, tem duas Assembléias de Deus, cada uma de um ministério diferente.
E elas são realmente diferentes em tudo que fazem e só o que têm realmente em comum é que são cristãs e seu povo é fervoroso.
Também conheço duas igrejas Evangélicas Congregacionais:
Uma delas, aqui perto de casa, tem grupos jovens que têm bandas com bateria, guitarra e instrumentos de sopro. A outra, no bairro vizinho, tem um coral sacro muito bonito e nada de percussão.
Inclusive nessa última o meu falecido irmão era encarregado do "ministério do esporte", ou seja, dava instrução de Jiu-Jitsu...
Nesses dois exemplos, trata-se das mesmas igrejas, sem nenhuma dissidência, apenas com ministérios e orientações diferentes.

No caso da Congregação, conseguimos uma surpreendente unidade na Obra, pois em qualquer lugar que virmos uma igreja da CCB a doutrina será igual (talvez haja alguma particular interpretação aqui e ali em alguns pontos), a ordem de culto será igual, a música será de igual orientação. Ou seja, de alguma forma conseguimos o que outras não conseguem: Um só ministério para toda a Obra.

Quem pode perceber o valor que isso tem, que o faça.
Que reconheça e - apesar dos pesares - agradeça a Deus por isso.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  ricardo alexandre em Ter Maio 24, 2011 3:22 pm

Neófito,
o que você chama de "minusculo e localizado problema", para mim é uma necessidade urgente.
Muitos tópicos de ensinamentos são redigidos: "está acontecendo em certas localizadades..." ; quero dizer que muita coisa que era local se tornou nacional - Lembra-se do 'narguilé', quando foi lido muitos não sabiam o que eram.

Sérgio,
Que sejam dissidências. Tem que ter ensinamento.
Tomei esse fato e outros como exemplos, e passamos a discutí-los deixando a questão principal.

Reafirmo. Uma é a realidade e necessidade da igreja; os tópicos de ensinamentos (lidos para irmandade) não explanam essa realidade e por isso mesmo não suprem a carência da igreja.

ricardo alexandre

Mensagens : 8
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Maio 24, 2011 5:41 pm

É exatamente nesse aspecto que reside a minha crítica:
O Ministério é lento e se move pesada e obscuramente.
Tem de haver mais objetividade, clareza e documentação.
Os conceitos apresentados têm de ter solidez antes de tudo. Têm de ser sólidos e também de parecer sólidos.
A irmandade tem de entender as coisas da forma correta, e para que tal aconteça é necessário saber explicar bem - ou em último caso explicar bastante, repetidamente, até que as coisas fiquem claras.
De outra forma, pairam sempre dúvidas que podem levar a contendas.

Infelizmente ainda há ministérios que não se permitem ser assessorados como deveriam, achando que "sabem de tudo".
Algumas poucas pessoas não suportam críticas ou admoestações, achando que são elas o topo hierárquico da obra cristã.
Ora, isso é apenas vaidade, a que todos estamos sujeitos. Coisas do velho homem.
Como em nosso meio não existe o dogma da infalibilidade, fica até estranho que servos de Deus se comportem dessa forma.
Todavia lembremo-nos de que foi Paulo quem admoestou a Pedro por sua conduta.
Não dá para ignorarmos essa passagem, nem dar a ela outro entendimento porquanto está escrita, documentada, sólida, imbatível, e segundo a nossa doutrina é a Palavra de Deus manifestada através das Santas Escrituras..
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resumindo

Mensagem  Paulinhospider em Ter Maio 24, 2011 6:59 pm

Na CCB tudo está mil maravilha ... nosso ministério é infalível, inerrante,"guiados em tudo" por Deus ... Shocked

Ta tudo certo...

Paulinhospider

Mensagens : 6
Data de inscrição : 19/05/2011
Idade : 31
Localização : Fernandópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Jun 05, 2011 7:04 pm

O ministério tem não apenas de ser certo, mas também de parecer certo, sem deixar nenhuma sombra de duvida.
Tem de haver uma transparência que não está havendo e que gera um grande mal à igreja como um todo.
Porém há pequenos grupos que acham que a igreja são eles mesmos e que o povo... é apenas povo.
Será que é realmente isso que está acontecendo? Ou será que eles apenas não se preocupam em dar um bom testemunho?
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O JEITO É PERMANECER

Mensagem  renier vargas em Qua Jun 22, 2011 1:30 pm

INFELISMENTE HA CONCERTEZA MUITOS ESCANDALOS NA CCB. SIRVO A DEUS NELA A 13 ANOS MAS JA PROCUREI OUTROS CAMINHOS ATE ME ENVOLVI EM OUTROS MINISTERIOS FIZ TEOLOGIA E OUTROS ESTUDOS MAS NADA SE COMPARA A GRAÇA. NAO DSMERECENDO OS OUTROS MINISTERIOS MAS CONHEÇO A QUASE TODOS FUI LIDER DE ALGUNS MAS NADA SE COMPARA A GRAÇA. NA MINHA OPINÃO ESSES EROS EXISTEM PRA TESTAR A MINHA FÉ POIS O MEU DEUS FALA COMIGO FACE A FACE SEJA NA BOCA DE UM PECADOR POIS ELE TEM MISERICORDIA DA SUA IGREJA E SABE QUE ELA PRECISA COMER DA PALAVRA MAS XEGARA O DIA EM QUE O SENHOR IRA RENOVAR A SUA IGREJA. EU OUVI ISSO NA PALAVRA E ESTOU AGUARDANDO ATE HOJE NO SENHOR A PAZ DE DEUS!

renier vargas

Mensagens : 1
Data de inscrição : 20/06/2011
Idade : 27
Localização : MANAUS AMAZONAS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Jun 22, 2011 2:06 pm

"A árvore" está sendo sacudida. Com isso, muitas folhas mortas cairão, pois é chegado o seu tempo.
Porém os bons frutos deverão cuidar para que não caiam fora de época.
Fiquemos pois firmes e admoestemos a quem for necessário, levantemos ao abatido, fortaleçamos os combalidos.
Porém a salvação é individual, e chega a hora em que temos de ser um tanto egoístas e cuidar de nós mesmos.
Firmes pois, amados irmãos, na pedra fundamental desta Obra, que é o Cristo.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os ensinamentos deste ano me trouxeram a decepção dos outros anos.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum