A abordagem para anúncio das boas novas do Reino de Deus

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A abordagem para anúncio das boas novas do Reino de Deus

Mensagem  carlos alexandre em Qua Abr 25, 2012 10:23 pm

TODOS NESSE FORUM JA CONHECEM VARIOS TIPOS DE ABORDAGEM PARA A EVANGELIZAÇAO...ENTRE ELAS A QUE DIZ ... **TENHO OUTRAS OVELHAS QUE NAO SAO DESTE APRISCO. IMPORTA QUE EU VA ATE ELAS ENTAO SERAO UM SO PASTOR... UM SO REBANHO.... TIRANDO O CONTEXTO QUE JESUS USA PARA DIZER AOS JUDEUS QUE HAVIAM PESSOAS DE OUTRAS NAÇOES QUE (GENTIOS) RECEBERIAM AS BOAS NOVAS PARA UMA SO NAÇAO CELESTIAL.... JA HOUVI VARIOS IRMAOS ABORDAREM ALGUMAS PESSOAS COM ALGUM CONHECIMENTO BIBLICO OU NAO CITANDO ESSE VERSICULO... COMENTEM????

carlos alexandre

Mensagens : 10
Data de inscrição : 25/04/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A abordagem para anúncio das boas novas do Reino de Deus

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Abr 26, 2012 12:42 pm

Acredito que boa parte de nós use ocasionalmente esse tipo de argumentação, variando porém a intensidade, a profundidade. Existem várias maneiras de se dizer a mesma coisa, e algumas delas podem ser ofensivas.

No meu caso, eu tenho sempre o cuidado de não pretender "tirar" as pessoas das igrejas que estejam frequentando, mas de conscientizá-las do que é o Evangelho, de contextualizar tudo da melhor forma possível e procuro induzí-las a entender tudo o que lerem sob a guia do Espírito.
Hoje em dia não digo mais que determinada igreja "está errada" e que "nós estamos certos", especialmente quando diante de pessoas que não são cristãs "da CCB".
Algumas até mesmo "passam para o lado de cá", outras permanecem em suas igrejas, mas já meditando nas palavras e nas atitudes do Cristo e não mais tanto nas convenções estabelecidas pelo homem.
Portanto, procuro converter as pessoas a Cristo e não à "igreja A" ou "igreja B".

Quanto aos verdadeiros ateus, não dá para conversar com eles debaixo de nenhum "fundamentalismo religioso" - que eles não aceitam de forma alguma - mas dá perfeitamente para falar sobre as coisas do Mestre Jesus (que afinal são as mesmas "coisas" do Pai) o que geralmente os faz aceitar de bom grado a conversação e causa uma aproximação, a qual seria inviável se nos dirigíssemos a eles "de chicote na mão".
Não procuro medir a eficácia desse método, pois minha intenção não é de "encher a igreja", mas de anunciar o Evangelho como ele o é de fato.
Para "encher a igreja", "cobrar o dízimo", etc. os nossos seminários cristãos ensinam métodos baseados no marketing e que realmente funcionam, porém a meu ver de uma forma artificial.
Acho que nosso dever é restringirmo-nos a anunciar que "é chegado o Reino dos Céus" e explicar o que isso significa em termos práticos e não religiosos.

E quando falo em "ateus", não me refiro aos meramente contenciosos, mas sim àqueles que não frequentam igrejas, mas que acreditam que exista "alguma coisa" que eles não sabem definir, e que não aceitam a forma como Deus é "pintado" pelos fanáticos religiosos à sua volta.
Tenho para mim que aquele que frequenta uma igreja e se coloca como palmatória do mundo, se equipara àqueles judeus que, mesmo estando presentes à Assembléia de Jerusalém, sequer perceberam a operação do Espírito Santo e muito menos dela se beneficiaram.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum