Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  Benício em Sex Abr 13, 2012 4:14 pm

A Paz de Deus a todos.

Pegando no embalo do tópico anterior criado por mim, quero voltar a falar da morte.

Estava ontem eu aqui, pensando num acontecimento quando estudava o ensino fundamental no Colegio Adventista:
Era aula de ciencias, quando a professora estava no assunto do sistema nervoso, e para contextualizar a aula, ela resolveu falar de medos, de nosso psicologico.
Esta professora perguntava a todos sobre nossos medos, "do que mais voce tem medo?" - era esta a pergunta.
Chegada a vez de uma menina, que as vezes a encontro até hoje, de família tradicional que professava o adventismo, o diálogo se deu da seguinte maneira:
Professora: Lilian (nome ficticio), de que mais voce tem medo?
Lilian: De morrer professora.
Professora: Nossa, conheco voce, sua familia que sao adventistas, quem é cristão e tem fé em Deus nao pode ter este medo
Lilian: Por que professora?
Professora: Porque se voce tiver medo da morte, é sinal que voce nao acredita que Deus te dará o céu ao final de sua vida

Agora convém falar que, mesmo conversando com a nossa mocidade, e até alguns irmaos, vemos que alguns tambem tem medo da morte.

Mas por que muitos de nós, cristàos, a temem? Seria falta de fé nossa?


Benício

Mensagens : 101
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Abr 13, 2012 9:15 pm

O Senhor me tem dado graça de haver escapado da morte em várias oportunidades, inclusive há dias atrás, quando infartei. Entupimento de 80% em uma coronária e 99% na outra. Mesmo assim, passei mais de 24 horas infartado e somente fui socorrido no dia seguinte, quando em geral as pessoas vêm a óbito em poucos minutos após o ataque.
Meu nivel de TnI, que seria normal até 0,6 chegou a alcançar 55,62 ng/mL e o nivel de CKMB foi de 100 U/I quando deveria estar entre 7 e 25 U/I, com CPK de 1068 U/L qundo o máximo seria 308 U/L.
O que significam exatamente esses números realmente não sei, pois não sou profissional de medicina.
Sei apenas que se encontravam excessivamente altos para os padrões e que todas as chances estavam contra mim.
A ciência entretanto foi competente, e imensa a misericórdia e a guia de Deus sobre os profissionais da saúde que cuidaram de mim.
Quando tive o segundo infarto durante o procedimento, o médico disse para eu ter calma, porque Deus estava no controle.
Estava, está, e estará para sempre.

Há dias em que me sinto como que "pronto para morrer". Nesses dias estou geralmente otimista e em boa paz comigo mesmo. Se eu fosse recolhido em tais dias, certamente iria feliz (mas hoje não é exatamente um desses dias).

Porém na maioria das ocasiões, o instinto primário de sobrevivência causa em todos nós uma repulsa pela simples menção da palavra "morte", seja ela nossa ou de nossos entes queridos. Isso é normal.
Porém não se deve exagerar no medo da morte, pois isso não conduz a nada.
Cumpre-nos preservar a vida, conhecer a realidade da morte que nos aguarda a todos, respeitá-la, porém não "ter medo" dela.
Afinal o Mestre veio nos livrar de todas as prisões. E ter medos e fobias certamente é uma maneira de retornarmos a algum aprisionamento.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  BadMix em Ter Abr 17, 2012 5:58 am

Fico triste e contente ao mesmo tempo caro Irmão,
Triste porque depreendo que para o Irmão e toda a família tenham sido dias muito duros de constante agonia e incerteza quanto à sua situação clínica, mas contente porque vejo em si uma fé de (quase) invejar. Smile

Deus lhe conceda essa força espiritual por muitos e bons anos, e o seu cuidado e amor, sempre manifesto de forma exemplar pelas suas postagens aqui no fórum, nos possam acompanhar até lá.

Orarei a Deus pelo Irmão, para que rapidamente lhe restitua toda a forma física e a sua saúde seja imaculada, para gozo de todos nós que tanto apreciamos a sua companhia neste lugar virtual, mas muito mais por toda a sua família e amigos que tanto devem agradecer a Deus pela sua presença em suas vidas.

Deus o abençoe,
Vitor

BadMix

Mensagens : 141
Data de inscrição : 03/02/2012
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Dom Jul 29, 2012 5:30 am

A Paz de DEUS seja conosco e com nossas famílias.

Desculpem-me falar de mim, mas é o meu jeito de pensar e sentir.

Eu não tinha me manifestado aqui neste tópico, porque não tinha muito o que falar.
Foi citada a passagem Romanos 7:13-25 no tópico "DEUS ouve a quem está em pecado" e me surgiu ontem à noite um pensamento, que agora transmito.
Mas é só um modo de pensar, nada que deva ser levado muito a sério.

Pela passagem bíblica acima, por causa da fraqueza de nossa carne, fazemos o mal que espiritualmente não queremos fazer, e não fazemos o bem que queremos fazer.

Será o caso de se pensar também que, por causa da fraqueza de nossa carne, tememos a morte que não queremos temer?
A nossa alma sabe e vê o que nos aguarda na vida eterna, mas a carne não sabe.
Por isso a nossa alma não teme a morte, mas a carne teme.
Não estou afirmando nada. Estou só falando e perguntando: Tem base o que falei?
...........................................................................................................................
Eu, nos meus 70 anos, sei que pela lei natural o acontecimento da morte está mais próximo de mim do que dos jovens.
E procuro ter a ter a minha vida o mais acertadinha possível nas partes financeira e administrativa, tanto é que procuro pagar tudo à vista (ou então não comprar), mas evito ao "maximíssimo" me comprometer com prestações, para não deixar um presente de grego para a família, quando eu me for.
E procuro também não magoar ninguém, para não deixar más lembranças.
Mas "me esquentar", viver com medo da morte, isso não acontece comigo, embora que não gostaria de morrer agora. Eu gosto de viver (será que isso causa um certo "medo" da morte? Eu mesmo não sei).

Mas que tenho muito medo da dor, do sofrimento, de um dia vir a estar em um hospital internado, isso eu tenho mesmo. Entre estar assim e partir logo de uma vez, prefiro esta última alternativa.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Jul 29, 2012 9:37 am

Basicamente o medo da morte está fundamentado em:

1- Instinto de sobrevivência;
2- Receio de deixar os entes queridos em falta;
3- Receio de perder o convívio com os entes queridos;
4- Receio de deixar obras inacabadas;
5- Ansiedade pelo desconhecimento de causa.

(Poderíamos estender essa lista quase que infinitamente).

1- O instinto de sobrevivência está intimamente associado ao instinto de preservação da integridade física, embora o primeiro sempre prevaleça;

2- Esse receio se estende à projeção do sentimento que nossos entes queridos certamente teriam diante da perda que eles, por amar-nos, certamente teriam;

3- Mesmas considerações do item anterior;

4- Isso na verdade é uma ilusão, pois ao simplesmente mudarmos de emprego igualmente deixamos alguma coisa inacabada ou faltando;

5- Ninguém sabe na realidade o que é, ou como é a morte. É fácil teorizar quanto ao que nos advirá "do outro lado", porém o ato da transição é coisa certamente complexa e totalmente desconhecida. Não se sabe por exemplo por quanto tempo permanecemos conscientes - residualmente - após a morte do corpo de carne, e todo o conhecimento acumulado pelo homem a esse respeito está baseado em conjeturas, pontos de vista e teorias as mais diversas, que vão desde as doutrinas religiosas até os "doutorados vazios" que se veem por aí. As Escrituras são categóricas em afirmar que os mortos de nada sabem, que não existem obras post mortem, etc. Apenas Pedro fala veladamente na quebra de um certo "prato de ouro" e do rompimento de um certo "fio de prata", o que poderia eventualmente ser entendido como uma menção a um "chakra". E se formos seguir essa teoria, então nossa consciência post mortem atingiria sete dias, o que vem a coincidir com a "missa de sétimo dia" dos católicos ou com o "ritual de desligamento" dos brahmanes e de certas sociedades esotéricas. Porém, permanecemos no total desconhecimento dessa questão, e isso evidentemente gera em nós um certo grau de ansiedade.

Mas quero deixar evidente que os cinco motivos por mim relacionados se realimentam entre si, ou seja, um realimenta o outro, bem como a sua própria contraparte.
Dessa forma, o medo da morte pode vir de um instinto de sobrevivência, o qual está baseado... no medo da morte!
Então o medo advém do próprio medo, da própria incerteza.
Como vencer esse medo? Não existe uma "receita de bolo" para isso e cada um de nós passará por tal ansiedade, cada qual a seu modo, de acordo com sua própria porção.

Imaginemos David ao enfrentar Golias: Aquilo não foi uma obra corriqueira, pois ele não foi "jogar uma pedrinha num filisteu qualquer", mas sim "enfrentar especificamente o guerreiro campeão de uma nação inimiga", cujo exército era extremamente feroz e eficaz. Sua responsabiiidade portanto era a de ser "mais campeão" que aquele campeão. Era por sua própria vida, por seu exército, por seu povo e por nosso Deus.
Teorizando poderíamos conjeturar que ele teve "múltiplas incertezas", porém na prática ele administrou todas elas como se fossem uma só. Ele sobreviveu incólume ao confronto, e não perdeu um só fio de cabelo.
Mas não sabemos o que realmente se passou na mente e no coração de Golias no dia seguinte ao de sua morte. Ou apenas meia hora após. Ou se haveria alguma diferença se ele, em vez de filisteu, fosse um servo do Deus altíssimo.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  CRISTÃODACCB em Ter Nov 06, 2012 2:50 pm

A morte é nossa Inimiga não devemos deseja- la Davi disse : No Sepulcro quem te Louvará Senhor.

Porém os Eleitos tem a Segurança de receber a herança no reino de esplendor;

CRISTÃODACCB

Mensagens : 15
Data de inscrição : 06/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  CRISTÃODACCB em Ter Nov 06, 2012 2:50 pm

A morte é nossa Inimiga não devemos deseja- la Davi disse : No Sepulcro quem te Louvará Senhor.

Porém os Eleitos tem a Segurança de receber a herança no reino de esplendor;

CRISTÃODACCB

Mensagens : 15
Data de inscrição : 06/11/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Morte - Por que muitos cristãos ainda a temem?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum