Separação só em caso de adultério

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Separação só em caso de adultério

Mensagem  BRASIL2011 em Sab Fev 25, 2012 5:16 am

irmãos sabemos que separação é só em caso de adultério, mas tem certos acontecimento que deixa a gente até sem poder comentar, mas vamos lá.
uma noite depois de um abençoado culto, ao sairmos do culto ia um casal de irmãos e um bebe de mais ou menos de uns 04 meses de vida no colo da irmã, não sabemos o que aconteceu o irmão deu um soco no rosto da irmã que ela caiu no asfalto e o bebe saiu rolando no asfalto, meus irmãos me perdoe , mas eu vendo aquela sena e também não vigiei parti para cima do irmão, mas a minha esposa me segurou e o irmão saiu correndo deixando a sua esposa e filhinhos no chão. levaram aquele caso para o ministério para fazer a separação do casal, mas falaram para os irmãos que eram pais dela, que ela só poderia se separar em caso de adultério. assim eles ficaram juntos até DEUS recolher aquela jovem irmã, a onde nunca mais ela apanhou do esposo.
irmãos nesse caso, será que a irmã perderia a vida eterna caso viesse a separar dele, talvez poderia até estar viva ainda porque durante seu dias na terra ,só foi agressão e sofrimento que ela passou nas mãos do seu esposo, hoje ele não é mais nosso irmão,

BRASIL2011

Mensagens : 63
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Fev 25, 2012 9:13 am

Faz muito tempo isso?
Hoje ele certamente pegaria uma "Maria da Penha", independentemente de a mulher denunciá-lo ou não.
Isso extrapolaria o âmbito da igreja, e seria automaticamente caso de polícia, processo e prisão, com todas as demais inconveniências e sofrimentos que isso iria causar.
De qualquer forma, mau testemunho + família destruída = vitória do inimigo.
Vigiemos, pois.
Não deixemos a coisa acontecer e ir-se agravando para depois nos lamentarmos e ficar indagando "o que fazer".

Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Fev 25, 2012 1:35 pm

BRASIL2011 escreveu:irmãos sabemos que separação é só em caso de adultério, mas tem certos acontecimento que deixa a gente até sem poder comentar, mas vamos lá.
Sim, separação só em caso de adultério.

BRASIL2011 escreveu:...irmãos nesse caso, será que a irmã perderia a vida eterna caso viesse a separar dele,...
A Irmã teria cometido pecado, sim. Mas vir a ter ou a perder a vida eterna, só DEUS é quem sabe, só DEUS é quem decide.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  MEIRA COURI em Seg Fev 27, 2012 7:46 am


OS CASAIS QUE SE SEPARAM NÃO SENDO POR ADULTERIO, FICAM SEM LIBERDADE, MAS PERANTE DEUS NÃO SÃO PECADORES,

O PECADO É GERADO QUANDO A PARTE SEPARADA, SE AJUNTA COM OUTRA.


MEIRA COURI

Mensagens : 80
Data de inscrição : 16/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Fev 27, 2012 8:50 am

OS CASAIS QUE SE SEPARAM NÃO SENDO POR ADULTERIO, FICAM SEM LIBERDADE, MAS PERANTE DEUS NÃO SÃO PECADORES,

O PECADO É GERADO QUANDO A PARTE SEPARADA, SE AJUNTA COM OUTRA.
Concordo com esse argumento, pois está dentro daquilo que a Bíblia fala e coincide com o que a Congregação ensina.
No entanto, temos de considerar que aquilo que Deus verdadeiramente uniu, a princípio ninguém separará*. Palavras provenientes do próprio Deus, o Criador de todas as coisas.
Sabemos que Deus não tem lingua dobre e que Suas promessas sempre têm fiel cumprimento.

Se Deus uniu e o homem sentiu de separar, então algo de muito errado esteve acontecendo até que culminasse em tal separação.
Faltaram portanto desde a vigilância até mesmo o temor, a confiança e a obediência a Deus.
Faltaram Fé e perseverança, faltou a ousadia para combater o mal.
O mal não acontece da noite para o dia. Ele é como a serpente constritora, que vai gradativamente oprimindo sua presa até que consiga tirar-lhe totalmente o fôlego. O problema é determinar em que momento essa serpente se apresenta, é distinguí-la "no meio das folhagens", para podermos nos livrar de seu abraço mortal.
Pode ser que ela já nos ronde há muito tempo.
Ora, nenhum ensinamento bíblico é inútil. Portanto, temos todos de orar e vigiar, conforme nos é recomendado.
Todos temos de ser zelosos e de bom testemunho. Todos temos de manifestar o Amor.
E na verdade, todos sabemos o que fazer. Falta-nos portanto cumprir com a nossa parte.



* Embora a princípio haja uma inserção bíblica onde o Mestre teria dado poderes a Pedro para unir e desunir coisas na terra, as quais seriam também por analogia unidas e desunidas nos céus.
Palavras atribuídas a Jesus Cristo, o Filho.
Justamente nesta parte, o texto se mostra tendencioso, pois é exatamente onde supostamente o Mestre "teria consitituído a Pedro" como pedra fundamental desta Obra.

Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Seg Fev 27, 2012 9:47 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações e de nossas famílias.
MEIRA COURI escreveu:OS CASAIS QUE SE SEPARAM NÃO SENDO POR ADULTERIO, FICAM SEM LIBERDADE, MAS PERANTE DEUS NÃO SÃO PECADORES, O PECADO É GERADO QUANDO A PARTE SEPARADA, SE AJUNTA COM OUTRA.
Uma opinião, um achismo de minha parte.
Cometer um pecado é uma coisa; ser pecador é outra.
Concordo com o Irmão Meira Couri que o fato de um cônjuge se separar do outro (sem adultério por nenhum deles) não faz deles pecadores.
Mas que o que tomou a iniciativa da separação cometeu pecado, isso lá cometeu. O pecado da separação.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  MEIRA COURI em Seg Fev 27, 2012 2:36 pm

IRMÃO FLAVIO

AONDE ACHAMOS ESSE PECADO "pecado da separação"

Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério
Mateus 19:9

AMADO VEJA QUE PECAR É CASAR COM OUTRA.

REPUDIAR E FICAR SOLTEIRO NÃO PECA!! TANTO O HOMEM QUANTO A MULHER.

A PAZ DE DEUS.


MEIRA COURI

Mensagens : 80
Data de inscrição : 16/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Fev 28, 2012 7:14 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações e de nossas famílias.
MEIRA COURI escreveu:IRMÃO FLAVIO
AONDE ACHAMOS ESSE PECADO "pecado da separação"
Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério Mateus 19:9
AMADO VEJA QUE PECAR É CASAR COM OUTRA.
REPUDIAR E FICAR SOLTEIRO NÃO PECA!! TANTO O HOMEM QUANTO A MULHER.
A PAZ DE DEUS.
Estou na frente deste computador há muitas horas, escrevendo e reescrevendo uma resposta a esse seu post.
Escrevo e reescrevo porque tenho o maior medo de causar-lhe alguma mágoa.
E medo também de parecer arrogante, pior ainda: ser arrogante.
Procurarei não causar-lhe mágoa, mas não terei medo de ser arrogante, ou pelo menos parecer, porque o assunto é da maior seriedade nos tempos de hoje.
Desta vez não colocarei os meus escritos como "achismos", mas como "boas conclusões" com base em horas e horas, dias e dias, anos e anos de estudo sobre o assunto (olha a arrogância! Desculpe!).
E o estudo foi unicamente na Bíblia, pois acho que dentro da Bíblia estão todas as respostas espirituais de que necessitamos. Não precisamos de outros livros que não a Bíblia, não precisamos de conhecimentos materiais intelectuais para entendermos o que DEUS nos permite, ou nos proíbe.

Realmente me expressei muito mal quando falei em "pecado [da] separação"; eu teria falado melhor "pecado [na] separação, na atitude da separação. Ou melhor ainda, eu deveria ter falado "pecado [no] repúdio" ou "pecado [no] abandono". Eu não deveria ter inventado um nome para esse tipo de pecado.

Mas, que fique muito claro que a separação, repúdio, abandono de um cônjuge, é pecado sim, e pecado dos mais graves.

Você disse "Veja, pecar é casar com outra. Repudiar e ficar solteiro não peca!! Tanto o homem quando a mulher." e citou Mateus 19:9.
Do jeito que você escreveu está errado, caro Irmão em JESUS CRISTO.
Para ser verdade o que você falou, deveria ter dito: "Veja, pecar por adultério é casar com outra. Repudiar e ficar solteiro não peca por adultério!! Tanto o homem quando a mulher."
Não peca por adultério, mas peca por se separar.

Sabe, Irmão, para entendermos esse assunto, devemos examinar a Bíblia (somente a Bíblia) em todas as passagens sobre o assunto, sem exceção. Com muito cuidado, com muita calma. Sem pressa de chegar a nenhuma conclusão.
Principalmente o Novo Testamento, mas também o Antigo Testamento.
......................................................................................................................................................
O abandono de um cônjuge causa muitos males e muitos sofrimentos. Ao abandonado, aos filhos do casal, aos parentes do casal, isso para não falar dos amigos íntimos.
Portanto, é um grande erro e um enorme pecado, sim.

Biblicamente falando (DEUS e os Irmãos me perdoem por falar assim. Quem sou eu, afinal?), quem abandona seu cônjuge peca porque induz o repudiado ao adultério. Veja-se Mateus 5:32 (leia-se todo o capítulo).

Ainda biblicamente falando, DEUS só permitiu o repudio para os judeus por causa da dureza do coração deles. Mas nosso SENHOR JESUS CRISTO diz que o repúdio não pode haver (então, se houver, é pecado por desobediência ao que JESUS CRISTO não permitiu).

Se um Irmão repudia sua esposa (a não ser na exceção prevista), esse Irmão está pecando, no repúdio.
Pecar por adultério é outra parte; se um dos dois tiver relacionamento com um terceiro, aí sim, peca por adultério também.

Imaginemos, só como exemplo, o caso de um Irmão que abandone sua mulher.
Mesmo que ele se mantenha casto o resto de sua vida (às vezes até porque seja fraco sexualmente), ele terá entregado de bandeja sua mulher ao inimigo das almas. Pode ser que ela não peque, mas não há essa garantia.
.................................................................................................................................................

Conselho (e não é achismo): se um Irmão abandonou sua mulher, e ainda há tempo, volte para ela, suplicando seu perdão.
Se não houver mais tempo, entregue-se ao Único que pode perdoar os pecados.
Mas a doutrina de DEUS é a doutrina de DEUS.
Não pode ser modificada a nosso bel-prazer.

O assunto deve ser estudado, analisado com todo tempo e zelo, para que aprendamos melhor, em todas as passagens da Bíblia concernentes.

Perdoem a arrogância.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  MEIRA COURI em Ter Fev 28, 2012 7:53 am

PALAVRAS DO IRMÃO FLAVIO
Mas, que fique muito claro que a separação, repúdio, abandono de um cônjuge, é pecado sim, e pecado dos mais graves.

Você disse "Veja, pecar é casar com outra. Repudiar e ficar solteiro não peca!! Tanto o homem quando a mulher." e citou Mateus 19:9.
Do jeito que você escreveu está errado, caro Irmão em JESUS CRISTO.
Para ser verdade o que você falou, deveria ter dito: "Veja, pecar por adultério é casar com outra. Repudiar e ficar solteiro não peca por adultério!! Tanto o homem quando a mulher."
Não peca por adultério, mas peca por se separação.

_________________________________________________________________________________________________

FICOU CRISTALINO NOS MEUS ESCRITOS QUE NÃO ESTOU REFERINDO A ABANDONO DE CÔNJUGE.!!

VAMOS AO ASSUNTO:

INCOMPATIBILIDADE DE GÊNIOS.

UM CASAL DE NOSSOS IRMÃOS TENTARAM POR 3 ANOS CONVIVER, MAS A INCOMPATIBILIDADE DE GÊNIOS, LHES IMPEDIU.

OS DOIS DE COMUM ACORDO FIZERAM O DIVORCIO.

MAS FOI 3 ANOS DE SOFRIMENTO, ESPERANDO PRA DEUS FAZER UMA OBRA.

FICARAM SEM LIBERDADE. MAS FIRME NA GRAÇA, INCLUSIVE AJUDANDO NA LINPENZA DA CASA DE ORAÇÃO.

ESSE CASAL FOI MUITO BEM ACONSELHADO, INCLUSIVE ACEITARAM O CONSELHO DO ANÇIÃO, MAS CHEGOU AO INSUPORTAVEL.

ESSE É UM CASO DE INCOMPATIBILIDADE DE GÊNIOS, MAS TEM BASTANTE CASOS PARECIDOS.

AMADO

AGORA O IRMÃO DIZ QUE ESSES DOIS COMETERAM UM PECADO GRAVE!!!

E AINDA ME JUGA DIZENDO QUE ESCREVI ERRADO!!!

CREIO QUE O TEU MATRIMONIO SEJA UMA BENÇÃO. E ESTAREI ORANDO PARA QUE CONTINUE MUITO ABENÇOADO.

DEIXO REGISTRADO MEU REPUDIO A QUALQUER TIPO DE SEPARAÇÃO, POIS TEM CASAL QUE QUALQUER COISINHA JA QUEREM SEPARAR.

A PAZ DE DEUS





MEIRA COURI

Mensagens : 80
Data de inscrição : 16/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Fev 28, 2012 9:52 am

Amados irmãos, "incompatibilidade de gênios" é apenas uma desculpa esfarrapada para justificarmos a nossa desobediência a Deus.
Pensem nisso.

Todos somos incompatíveis!
Seja entre pais e filhos, maridos e mulheres, irmãos e demais familiares, amigos, colegas de trabalho, sócios empreendedores, e essa lista não tem fim.

Eu por exemplo sou "incompatível" com os irmãos de banco, com os anciães, com os diáconos, com os cooperadores, com os músicos, etc.
Porém, sempre há alguma espécie de compatibilidade que nos une como um feixe de varas bem forte.
Isso porque damos ênfase aos pontos em que somos compatíveis, e não àqueles onde somos naturalmente incompatíveis.
Na prática, é isso que significa o Amor que o Mestre nos ensinou.

Se nos permitirmos as separações alegando "incompatibilidade", então estaremos concordando indiretamente em que Deus "não precisaria" ter-nos unido, "não precisaria" ter-nos agregado...

Quem realmente acredita nisso, se sabemos com toda a certeza que Deus não erra?

Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Fev 28, 2012 10:40 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações e de nossas famílias.

Irmão Meira Couri, me perdoe.
Realmente o Irmão falou em "casais se separam" e não no "abandono de um pelo outro".
Furo meu (mais um na minha vida). Desse jeito vou acabar virando uma peneira.

Retiro então a direção que fiz ao Irmão Meira, em meu post anterior.
Mas não retiro o que escrevi, em nenhuma vírgula (hoje estou arrogante, heim?).

Não mais me dirigindo ao Irmão Meira Couri, mas como um post geral, complemento:

1) Não podemos interpretar "A e B se separaram" como se eles não tivessem se separados.
Claro que se separaram.
A se separou de B, e B se separou de A. A repudiou B e B repudiou A.
Então A e B se separam numa boa, um repudiou o outro numa boa.
Como o repúdio ou abandono só é permitido em caso de adultério, ambos pecaram.
O consetimento mútuo não isenta os envolvidos de terem cometido um erro ou pecado.
Ao contrário, faz com que ambos tenham errado ou cometido pecado.

Conselho (não é achismo): Um casal Irmão / Irmã se separou, mesmo de comum acordo?
Se houver possibilidade, reconciliem-se, ou estarão em pecado.

Se não houver possibilidade, ... bem ... não deixem de congregar.


2) Não há justificativa para alguém pecar, a não ser que esse alguém não saiba que o que está fazendo é pecado.
É diferente da lei do nosso país aqui na Terra. Aqui na Terra: "Você cometeu um crime?" "Cometi, mas eu não sabia que era crime." "É, mas vai preso assim mesmo."

Na lei de DEUS (salvo erro de interpretação de minha parte), DEUS não leva em conta o tempo da ignorância.
Atenção, essa última frase aí em cima é achismo meu.

Peço aos Irmãos que estejam sempre lembrados que quando eu falo alguma coisa aqui no Forum não estou dizendo que não erro, que sou melhor que ninguém. Não é nada disso. Estamos falando o que deve ser, e não o que eu sou.

Se DEUS não tiver misericórdia de mim, e se o SENHOR JESUS não pedir ao PAI que me perdoe, estou frito!

Sim, Irmão Meira Couri, realmente o meu casamento é muito bom.
Como todo casamento, exige renúncia de ambas as partes, e tolerância quando o outro erra.
Claro que de vez em quando tem uma confusãozinha, mas é passageira.

O meu segundo casamento (viuvez) não foi baseado no amor entre eu e minha esposa.
Foi baseado em não poderemos nos separar nunca, portanto vamos seguir em frente, sempre debaixo da misericórdia de DEUS.

De minha parte, o amor veio aos pouquinhos. Depois de exatamente 10 anos, eu acordei: "Eu amo a minha esposa, louvado seja DEUS".

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  cuxita em Ter Fev 28, 2012 11:35 am

Irmãos no amor não somos sujeitos passivos mas sujeitos ativos, o amor não é um sentimento mas uma decisão, amamos por que decidimos amar e não por que sentimos de amar. Como toda decisão, esta tem que ser respeitada e cultivada. DEUS nos ama com todos os nossos erros, o amor DELE está sempre pronto a nos perdoar.

cuxita

Mensagens : 65
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Fev 28, 2012 1:34 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.
cuxita escreveu:... DEUS nos ama com todos os nossos erros, o amor DELE está sempre pronto a nos perdoar.
Pronto.
O Irmão Cuxita completou o que não tinha sido dito ainda.
Louvado seja DEUS!

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Separação

Mensagem  Colopes em Qua Mar 21, 2012 2:21 pm

ApdD a todos.
Lendo os debates, gostei muito do tema abordado, separação por incompatibilidade, não concordo, ainda mais que tem casais separando com mais de 10 anos de casados.
Incompatibilidade seria no início de um relacionamento, na CCB fala muito na confirmação do casamento pela palavra lida na igreja, se foi confirmado o casamento pela palavra é por que Deus conhece os generes e viu que era bom, mas não é bem por aí.
Fala da separação por infidelidade conjugal pela palavra, na CCB por exemplo infidelidade conjugal é só sexo (penetração), devemos levar em consideração que infidelidade conjugal é tudo que um casal é infiel ao outro, se namora por celular é infidelidade conjugal, se namora pela internete é infidelidade conjugal (transam pela web cam), e aí como fica o outro lado, tem que pedir separação sim, repudiar sim, e não pode pagar o preço de ficar sem liberdade na igreja, por que foi traído? se foi traído é por que não tem mais amor, se houve traíção o ministério da igreja não pode obrigar o lado traído a continuar no relacionamento, na bíblia fala se um pecar o outro coabitar com o erro, peca também.

Ficam na paz, Deus que vos abençoa.

Colopes

Mensagens : 16
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Mar 22, 2012 6:04 am

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações e de nossas famílias.

Respondo em vermelho ao que o Irmão Colopes escreveu em cor preta normal.

ApdD a todos. Amém, Irmão.

Lendo os debates, gostei muito do tema abordado, separação por incompatibilidade, não concordo, ainda mais que tem casais separando com mais de 10 anos de casados.
Isso acontece porque o inimigo das almas come pela beira. Ele vai fazendo as coisas acontecerem, vão sendo criadas leis nos países que desobedecem à lei de DEUS. O povo vai se acostumando. Os crentes em DEUS por JESUS CRISTO vão vendo. Pode ser que venham a se acostumar também, e por aí enganados pode ser que vão pecando também.
Mas a coisa é assim, simples, rápida e rasteira: o crente não pode abandonar seu cônjuge nunca, em hipótese alguma, por nenhuma razão (exceto adultério).
E também não pode se separar, nem com consentimento mútuo.
É pecado!


Incompatibilidade seria no início de um relacionamento, na CCB fala muito na confirmação do casamento pela palavra lida na igreja, se foi confirmado o casamento pela palavra é por que Deus conhece os generes e viu que era bom, mas não é bem por aí.
Fala da separação por infidelidade conjugal pela palavra, na CCB por exemplo infidelidade conjugal é só sexo (penetração), ...
Pelo amor de DEUS, Irmão Colopes ... quem lhe disse isso?

... devemos levar em consideração que infidelidade conjugal é tudo que um casal é infiel ao outro, se namora por celular é infidelidade conjugal, se namora pela internete é infidelidade conjugal (transam pela web cam), e aí como fica o outro lado, tem que pedir separação sim, repudiar sim, ...
Tenho a impressão de que em caso de adultério, o cônjuge traído não é obrigado a se separar. Ele tem o direito, mas não a obrigação.
Concordo com isso que o Irmão falou, tudo é infidelidade, tudo é traição. Tudo é pecado e pecado gravíssimo.
Mas não vejo o adultério virtual como o adultério em seu sentido estrito da palavra, aquele sentido falado na Bíblia.
Portanto, eu, no meu achismo, não aconselharia ninguém no mundo a se separar por causa de infidelidade virtual, pela internet.
Penso que o adultério que dá o direito (não a obrigação) de repúdio é o pecado ao vivo, mesmo que apenas com fornicação, mesmo sem o ato em si.
Será que não fui claro acima? Vou repetir:
Adultério virtual é pecado gravíssimo, sim, mas não é aconselhável a separação por causa disso.
O adultério passível de repúdio não é só no ato completo em si, mas sim qualquer tipo de fornicação ao vivo, mesmo sem ... penetração.


... e não pode pagar o preço de ficar sem liberdade na igreja, por que foi traído? se foi traído é por que não tem mais amor, se houve traíção o ministério da igreja não pode obrigar o lado traído a continuar no relacionamento, na bíblia fala se um pecar o outro coabitar com o erro, peca também.
Ficam na paz, Deus que vos abençoa.


Que DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Colopes em Qui Mar 22, 2012 12:41 pm

Irmão Luiz Flávio
Acho que o irmão não tem muitos anos de CCB, ou a sua região não é ligada ao Brás igual a minha, pois estamos falando da CCB porém com dizeres diferentes.
Infelizmente na minha região é assim, encarregado de orquestra namora organista, ambos são casados, o ministério não pode tomar medidas por que não tem comprovação do ato (penetração), mas todos sabem que eles namoram e aí.
Sobre relacionamento virtual: irmão vamos ser realista na época de Cristo não tinha celulares e nem computadores, você acha que naquela época se tivessem tudo isso, estava escrito também.
Não quero ser egoísta, mas nos meus 30 anos de CCB já vi de tudo, vamos comparar os tópicos de ensinamentosdos dos anos 60 aos de hoje, é uma vergonha, eu não congrego na igreja onde vai ser lida ensinamento, vou para outra, ensinamento na igreja é só para irmandade e hoje os problemas não são irmandade.
O que a CCB tem feito de defesa para o povo lutar contra as armas modernas que o diabo sujo tem lutado?
Para os casais?
Para a orquestra?
Para a mocidade?

ApdD
Deus que vos abeçoa!!!!!!!!!!!!!!

Colopes

Mensagens : 16
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Mar 22, 2012 5:57 pm

A Paz de DEUS seja sempre em nossos corações e de nossas famílias.

Respondo em vermelho às colocações do Irmão Colopes (em preto)

Irmão Luiz Flávio
Acho que o irmão não tem muitos anos de CCB, ou a sua região não é ligada ao Brás igual a minha, pois estamos falando da CCB porém com dizeres diferentes.
Se o nosso DEUS, bendito eternamente, me conservar com vida até lá, no dia 27/04/1975 completarei 37 anos de batizado na Congregação Cristã no Brasil.
Sinto-me pessoalmente até constrangido, por não ter conseguido nesse tempo todo ser um crente mais bacana.
Fazer o quê?

Nunca tive nenhum contato nem pessoal, nem telefônico, nem por email, nem por carta com nenhum Servo de DEUS do Ministério na Congregação do Brás.
E o que tem "o Brás" (como diz você) com tudo isso?


Infelizmente na minha região é assim, encarregado de orquestra namora organista, ambos são casados, o ministério não pode tomar medidas por que não tem comprovação do ato (penetração), mas todos sabem que eles namoram e aí.
Querido Irmão Colopes, em JESUS CRISTO Nosso SENHOR.
Não fique aborrecido nem magoado comigo, mas acho incrível essa sua afirmação.
Como alguém poderá algum dia comprovar que um ato sexual foi consumado?
Esse alguém teria de se tornar invisível e estar no quarto do pecado.
Bom, poderia ser também que a Irmã ficasse grávida. Mas quem garantiria que não foi pelo próprio marido?
Então ... essa comprovação nunca haverá.

Vou contar ao Irmão uma coisa: essa ideia de que a Congregação só leva em conta como pecado gravíssimo (adultério) se o ato for consumado, foi uma calúnia que surgiu num site asqueroso da internet, cujo objetivo era tentar arrasar com a Congregação Cristã no Brasil.
E por copia/cola essa calúnia foi-se espalhando, e até alguns mesmo, dessa bendita Igreja que é a nossa, foram enganados.

Reproduzir essa maldição, por qualquer meio, principalmente pela internet (que é mundial), ainda mais com exemplos, que podem ou não ser verdadeiros, é contribuir para o mal.


Sobre relacionamento virtual: irmão vamos ser realista na época de Cristo não tinha celulares e nem computadores, você acha que naquela época se tivessem tudo isso, estava escrito também.
Não precisava, Irmão, não precisava citar os meios pelo qual o pecado é cometido.
O problema não é esse. O problema é o pecado em si.
E sobre isso já está escrito em várias partes da Palavra de DEUS, quando nos fala da fornicação, do adultério, dos pecados todos.


Não quero ser egoísta, mas nos meus 30 anos de CCB já vi de tudo, vamos comparar os tópicos de ensinamentosdos dos anos 60 aos de hoje, é uma vergonha, eu não congrego na igreja onde vai ser lida ensinamento, vou para outra, ensinamento na igreja é só para irmandade e hoje os problemas não são irmandade.
Sinto muito que o Irmão pense assim. Sinto muito que o Irmão aja assim. Não é bom.

O que a CCB tem feito de defesa para o povo lutar contra as armas modernas que o diabo sujo tem lutado?
Para os casais?
Para a orquestra?
Para a mocidade?
A Palavra de DEUS, os ensinamentos e conselhos que nos são passados pela Congregação Cristã no Brasil, por Irmãos mais velhos, por Irmãos mais antigos na Graça de DEUS.

Deus que vos abeçoa!!!!!!!!!!!!!!
Amém, Irmãos.

Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  izaias em Sab Mar 24, 2012 12:27 pm

O que diz a Bíblia Sagrada?
Efésios 5
22 - Vós, mulheres, sujeitai-vos a vossos maridos, como ao SENHOR;
23 - Porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo.
24 - De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seus maridos.
25 - Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
26 - Para santificá-la, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra,
27 - Para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
28 - Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
29 - Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta como também o Senhor à igreja;
30 - Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
31 - Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
32 - Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
33 - Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

Em sendo esta narração (verdadeira) o antigo irmão (já que também é narrado que “ele” não é mais nosso irmão); cometeu tudo de errado conforme o texto em epígrafe; diante de DEUS ele cometeu erros cruciais, quiçá o pecado da Ira.
Diante da Lei dos homens ele já deveria estar trancafiado sendo considerado o crime de espancamento.
Mesmo tendo o pior motivo este “soco” no rosto da nossa irmã não deveria acontecer.
Este indivíduo não percebeu que poderia até matar o bebe, seu próprio filho?
Estaria também propenso ao crime de no mínimo Homicídio culposo que não teve intenção criminosa, sendo antes fruto de ação negligente, imprudente, desastrada.

izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 64
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Nas pegadas do Mestre em Sab Mar 24, 2012 4:56 pm

izaias escreveu:
28 - Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
29 - Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta como também o Senhor à igreja;
30 - Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
31 - Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne.
32 - Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da igreja.
33 - Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido.

Em sendo esta narração (verdadeira) o antigo irmão (já que também é narrado que “ele” não é mais nosso irmão); cometeu tudo de errado conforme o texto em epígrafe; diante de DEUS ele cometeu erros cruciais, quiçá o pecado da Ira.
Diante da Lei dos homens ele já deveria estar trancafiado sendo considerado o crime de espancamento.
Mesmo tendo o pior motivo este “soco” no rosto da nossa irmã não deveria acontecer.
Este indivíduo não percebeu que poderia até matar o bebe, seu próprio filho?
Estaria também propenso ao crime de no mínimo Homicídio culposo que não teve intenção criminosa, sendo antes fruto de ação negligente, imprudente, desastrada.[/justify][/size][/color]

A paz de Deus a todos !!
Será que para uma pessoa ser irmão em Cristo é realmente tomar um banho no tanque de batismo e apenas confirmar tudo aquilo no serviço santo apenas de lábios ,e fazendo isso ele se torna irmão em Cristo ,vamos lembrar aquela passagem a onde alertaram o Senhor Jesus que a mãe dele e seus irmãos estava ali ,e ele falou com toda a autoridade e disse assim ...... Mateus 12:46-50

Enquanto ele ainda falava à multidão, a mãe e os irmãos dele estavam de fora, procurando falar-lhe.
E alguém disse-lhe: "olha, tua mãe e teus irmãos estão lá fora e procuram falar-te".
Mas ele respondeu ao que lhe falava: "quem é minha mãe e quem são meus irmãos"?
E estendendo a mão para seus discípulos, disse: "Eis minha mãe e meus irmãos;
porque aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, irmã e mãe!


E sendo assim uma pessoa que dá um soco no rosto de sua esposa e em conseqüência causa a queda do bebe ,está fazendo a vontade de nosso Pai celestial ?é isso mesmo meus irmãos ?? por favor gente não percebe que esta pessoa não é nosso irmão em Cristo ,pois quem atesta isso é os seus atos ,ele não passa de um incrédulo, ele é um falso irmão ,pois na verdade nunca aceitou a Cristo as suas obras confirma isso ,se for uma mulher de fibra mesmo ,mandaria este facínora para a cadeia ,e tomava as providencias legais aqui na terra ,é como diz um ditado antes só do que mal acompanhado ,ou então diz outro diga me com que tua andas assim direi quem és tu ou então pode escrever um livro dormindo e casada com o inimigo ,mesmo que aos olhos de muito ele esteja , vestido de ovelha ,concordo com a resposta do Izaias ........quem conhecer casos como esse que tal denunciar as autoridades competentes leva ao conhecimento do Ministério e aciona ,os ministros se eles forem coniventes com este crime !!

Encontrei este trabalho eu acho importante ao assunto em sim a violência contra a mulher Cristã
Os casos de mulheres evangélicas que são agredidas pelos maridos, sendo estes convertidos ou não ao evangelho, viraram motivo de debate no meio cristão. Informações de autoridades públicas apontam que as mulheres que resolvem deixar as orientações religiosas de lado e resolvem denunciar os companheiros, afirmam que os líderes de igrejas são omissos.

O Pastor Silmar Coelho afirma que uma mulher que sofre agressão doméstica deve procurar a polícia. “Não basta ensinar uma mulher a orar pela conversão do marido que a espanca. Espancamento é caso de polícia e não de oração. Os líderes devem ser mais ativos, se intrometer, no bom sentido, na vida do casal que tem problemas. Dar conselhos, orar e não fazer nada não resolve”, opina Coelho.

Segundo o site Exibir Gospel, o Pastor Jaime Kemp acredita que o outro lado da história, o homem, deve ser ouvido, pois muitas vezes, a agressão ocorre por causa de provocações: “no aconselhamento, recebemos mulheres vítimas de violência, que chegam muitas vezes machucadas. Nós apoiamos a denúncia, mas precisamos conversar com o marido. Às vezes, a mulher tem a sua parcela de culpa nos casos de violência, porque provoca o marido. Ela precisa sim denunciar, mas primeiro deve buscar aconselhamento”.

O Pastor e Delegado Aristóteles Sakai de Freitas afirma em seu artigo “Até que a violência os separe”, que “a lei Maria da Penha não veio para separar os casais, antes seu propósito é dar à mulher agredida o direito a uma vida a dois cercada de respeito, carinho, cuidado, fidelidade e amor. Nisto a lei reforça um desejo que surgiu no Éden, de que ambos fossem uma só carne. Homens e mulheres, principalmente os evangélicos devem posicionar-se contra a invasão da violência nos lares”.

A delegada evangélica Márcia Noeli Barreto, que atua na “Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher” (DPAM) do Rio de Janeiro, defende que a lei seja o melhor caminho. “Penso que o papel dos pastores é de orientação nos relacionamentos. Isso não quer dizer que a orientação seja dizer à irmã em Cristo que ela deve orar e que tudo vai passar ou que se ela está sofrendo a violência é porque Deus permitiu. Creio que Ele não está em um lar com violência. Portanto, devemos sempre orar, mas tomar uma atitude de buscar ajuda, indo à Delegacia de Polícia e registrando o fato como crime”, orienta a delegada.

Embora a violência doméstica contra a mulher seja um crime, não existe um consenso quando o divórcio é uma opção considerada pela agredida. “Só há respaldo bíblico para o divórcio em duas situações: infidelidade e abandono. Qualquer outra razão não tem. Nesses casos, sugiro que ela monte um grupo de oração com mulheres, para pedir a Deus que mude o coração do seu marido. Ele tem poder para fazer isso”, opina Kemp. A psicóloga evangélica rebate, argumentando que o divórcio não é um pecado sem perdão: “Não acredito que Deus tenha nos chamado a viver em violência, com risco de vida, simplesmente para evitarmos um divórcio. Afinal, o divórcio não é o pecado sem perdão”.

O Pastor e vice-presidente do Instituto Mulher Viva, Ariovaldo Ramos, defende que a postura dos líderes evangélicos nesses casos não deve ser movida apenas pelos princípios da Lei Maria da Penha. “Não pode haver nenhuma lei que seja maior do que a mensagem da Cruz, de que todos somos remidos pelo sangue do Cristo e vivemos pela Graça. Não é a Lei Maria da Penha que deve despertar a necessidade de apoiar a mulher vítima de violência, e sim a mensagem da Cruz pregada por homens e mulheres submissos à vontade de Deus e assim inconformados com qualquer injustiça, seja com qualquer pessoa”, afirma Ramos.



Os versículos bíblicos que tratam da relação entre marido e mulher não são claros, porém, indicam um caminho de respeito e amor, embora orientem que a mulher seja submissa a seu marido: “Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador. Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela” (Efésios 5:22, 23 e 25). Um outro versículo que aborda o assunto sugere que os maridos respeitem suas esposas e as tratem com dignidade: “Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações” (1 Pedro 3:7).

A Vereadora da cidade de Campinas, no interior de São Paulo, Leonice da Paz é uma ativista dos direitos da mulher e sugere às mulheres que nunca abandonem a esperança de que um homem violento pode ser transformado: “Você que é avó, mãe, esposa, tia, irmã, filha, enfim, mulher, quero lembrá-la que o Deus de tantas mulheres da Bíblia Sagrada, a exemplo de Ester, Débora, Sara, Rute, Agar, Ana, é o mesmo de hoje e sempre. Ele fará por você aquilo que ninguém mais poderá fazer. Ele espera de nós atitude e oração. Orar+ação=oração” orienta Leonice.

Nas pegadas do Mestre

Mensagens : 45
Data de inscrição : 26/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Mar 24, 2012 6:18 pm

É dever de qualquer lider cristão - seja de que denominação for - orientar o rebanho segundo os ensinamentos de Cristo. E Este nos ensinou a obedecer fielmente a lei de Deus e respeitar e cumprir as leis dos homens.
Quando o Mestre estava para se ausentar de nosso convívio, disse a Pedro "apascenta as minhas ovelhas"; portanto a função do presbítero - especialmente essa de apascentar - é bastante nítida e insofismável.
Contudo, muitos fogem da responsabilidade alegando que "isso era somente em relação a Pedro".

Consideremos que o fato de um irmão haver agredido sua esposa não o faz automaticamente deixar de ser nosso irmão, até que ambas as partes sejam ouvidas. Afinal existe uma diferença entre agir súbita e eventualmente com violência porém sob a influência de grande estresse, e de agir continuadamente com demonstrações de violência, mesmo que em menor grau.

Temos de matar a planta daninha pela raiz, e não apenas tirar-lhe as folhas. No caso, as folhas são o gesto visível, a saber, a violência, mas a raiz está na intolerância, na falta de entendimento da Vontade de Deus em nossas vidas.

E quando o assunto extrapolar os limites da admoestação, aí poderá - e deverá - partir para outros terrenos, inclusive da ajuda dos presbíteros para recorrer à lei humana, preservando assim a vida e a integridade física de nossos irmãos e irmãs.
Se usarmos da misericórdia que Deus tão veementemente nos recomenda, haverá uma grande chance para o arrependimento e o perdão, a reconciliação e a retomada de uma vida abençoada.
O prejulgamento nos faz apenas sermos pecadores diante de Deus, assim como a omissão pura e simples não nos faz sermos "mais cristãos" que aqueles a quem estivermos julgando.

Que Deus nos abençoe a todos.

Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  izaias em Dom Mar 25, 2012 10:49 am

Nas pegadas do Mestre Ontem à(s) 5:56 pm
A paz de Deus a todos !!
Será que para uma pessoa ser irmão em Cristo é realmente tomar um banho no tanque de batismo e apenas confirmar tudo aquilo no serviço santo apenas de lábios ,e fazendo isso ele se torna irmão em Cristo , ...

Acontece meu caro que nós devemos seguir os escritos deixados por Jesus Cristo o nosso Senhor e Salvador.
Em sua narrativa faltou o complemento: - Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Marcos 16 (16).
A fé é a recepção interna de Cristo, e o batismo é o testemunho externo dessa fé.
No jargão popular é dito: O sol nasceu para todos; mas quem não quiser se aquecer que fique nas sombras.
Meu caro a salvação é individual, pai não salva filho e mãe não salva filha e vice-versa.
A palavra foi dita pela própria boca de Jesus Cristo e está ai para quem quiser obedecer, se você particularmente acha que não precisa “tomar banho” num tanque, problema é teu.
Nós nascemos no pecado, e DEUS não tem comunhão com o pecado, por isto mesmo é que foi declarado o batismo por Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, ele mesmo deu o exemplo se deixando batizar por João, leia a passagem caso você não acredite.
Negar isto é negar Jesus Cristo e sabemos claramente que quem nega o filho de DEUS nega o Pai e não tem comunhão com os demais; veja: - E digo-vos que todo aquele que me confessar diante dos homens também o Filho do homem o confessará diante dos anjos de DEUS. - Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de DEUS. - E a todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem ser-lhe-á perdoada, mas ao que blasfemar contra o Espírito Santo não lhe será perdoado. Lucas 12 (8-10).
Esta graça significando remissão; (aceitar Jesus Cristo) não é para qualquer um veja: - Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de DEUS, que se compadece. Romanos 9 (16).
Você pregando este tipo de discriminação (contrário à lei) sobre o Batismo que é um ato Bíblico, está indo na contra mão das escrituras e, portanto passível de punição divina.
Pense melhor nisso!

izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 64
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Nas pegadas do Mestre em Seg Mar 26, 2012 2:09 pm

izaias escreveu:
Nas pegadas do Mestre Ontem à(s) 5:56 pm
A paz de Deus a todos !!
Será que para uma pessoa ser irmão em Cristo é realmente tomar um banho no tanque de batismo e apenas confirmar tudo aquilo no serviço santo apenas de lábios ,e fazendo isso ele se torna irmão em Cristo , ...

Acontece meu caro que nós devemos seguir os escritos deixados por Jesus Cristo o nosso Senhor e Salvador.
Em sua narrativa faltou o complemento: - Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Marcos 16 (16).

A paz de Deus a todos !!
Ótimo irmão então eu vou complementar as palavras minhas é claro que eu não estava se referindo a anulação do serviço de batismos nas aguas ,e sim o comportamento das pessoas como o mesmo colocou a palavra das escrituras aquele que Crer e for batizado será salvo ou está salvo como fala alguns ,eu vou complementar que Crer em Jesus não anda dando soco na esposa ,agredindo a sua própria carne ,quem Crer em Jesus não anda roubando adulterando ,assim por diante temos que testificar bem claro ,sabemos que temos irmãos calhordas que tem coragem de agredir esposas , quem faz isso não é irmão em Cristo e nunca conheceu o Senhor jesus e não tem ele no seu coração ....

Nas pegadas do Mestre

Mensagens : 45
Data de inscrição : 26/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  izaias em Seg Mar 26, 2012 3:06 pm

Nas pegadas do Mestre Ontem à(s) 5:56 pm
A paz de Deus a todos !!
Será que para uma pessoa ser irmão em Cristo é realmente tomar um banho no tanque de batismo e apenas confirmar tudo aquilo no serviço santo apenas de lábios ,e fazendo isso ele se torna irmão em Cristo , ...

Seria então melhor o querido irmão escrever com mais clareza, pois ao que parece nem você próprio consegue discernir o escrito.

izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 64
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Nas pegadas do Mestre em Seg Mar 26, 2012 3:42 pm

izaias escreveu:
Nas pegadas do Mestre Ontem à(s) 5:56 pm
A paz de Deus a todos !!
Será que para uma pessoa ser irmão em Cristo é realmente tomar um banho no tanque de batismo e apenas confirmar tudo aquilo no serviço santo apenas de lábios ,e fazendo isso ele se torna irmão em Cristo , ...

Seria então melhor o querido irmão escrever com mais clareza, pois ao que parece nem você próprio consegue discernir o escrito.

Eu me esqueci que o ritual de batismo mexe com a fé de alguns ,é difícil mesmo ,entender esta parte ,pois tem gente que não se cumpriu o que fala as escrituras aquele que não nascer da agua e do Espírito não verá o reino de Deus é verdade e quantos já se batizaram e não passou por esta parte ainda deixa para lá o assunto aqui é o adultério!!

Nas pegadas do Mestre

Mensagens : 45
Data de inscrição : 26/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Mar 26, 2012 6:16 pm

Muitas pessoas no meio cristão não estão realmente convertidas, e se usam dos textos bíblicos apenas como uma "palmatória" contra os demais.
Já dizia nosso Mestre, com muita propriedade, que Seus seguidores seriam conhecidos pelo amor que manifestassem uns pelos outros.
E se o que os distingue não é o amor, certamente não serão esses de fato seguidores do Cristo.

Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Separação só em caso de adultério

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 8:00 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum