Diferenças nas reuniões do PR e SP

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Cardo em Sex Dez 23, 2011 8:37 am

Caros irmãos,

Gostaria de vossas opiniões sobre as diferenças de gestão espiritual e administrativa que noto nessas duas "grandes escolas" que sobrepõe até mesmo os limites estaduais. É importante trocarmos experiências e buscar melhorar nos procedimentos.

No PR os formatos das reuniões são mais abertas. Fazem mesas-redondas, enquetes e não sai decisão sem escutar a todos e com consentimento da maioria.

Em SP é mais uma consulta ao ancião que preside a regional. Os cooperadores, anciãos de bairros, anciãos mais novos, anciãos de regiões menores limitam-se a levar causas ao apreço de quem preside e esperar sua ordem.

No PR prioriza que as questões locais, desde combinar dias e horários de cultos até a escolha para o ministerio seja discutido localmente e somente depois referendada por oração na regional. Em consequência temos menos reuniões e essas são mais curtas.

Em SP limita-se as responsabilidades locais somente ao trocar de vidraças (e olhe lá) e não pode fazer nada sem passar pelas regionais. Gasta-se no mínimo dois finais de semana por mês em reuniões intermináveis: primeiro na regional e depois para passar as resoluções na local. Sem contar a demora para resolver casos.

No PR a Obra da Piedade é independente do ministerio da palavra e da administração. Em SP a Obra Pia é subordinada ao ministerio da palavra e acima da administração.

No PR reunião tem hora para começar e terminar. Em SP começa 15-20 minutos atrasados e termina quando termina.

Em SP nas reuniões predominam três tópicos: assuntos disciplinares; construção; colocar gente no ministério. No PR é mais amplo, além do citado discute-se como melhorar nos serviços; informam sobre o que está acontecendo no país; esclarece pontos doutrinários.

No PR assuntos que requer sigilo (apresentações que não foram confirmadas, causas particulares) ficam em sigilo, o resto é aberto e se tem prazer de comunicar à irmandade interessada. Em SP exige segredo de tudo das reuniões, mas a notícia corre solta. É normal ver irmão passando mensagem pelo celular ou até mesmo deixar o celular ligado.

Por enquanto é só. Vou juntar mais.

Cardo

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Dez 23, 2011 9:19 am

Da maneira como o irmão colocou, concluímos naturalmente que no Paraná tudo seja "muito melhor".

Porém, tenho notado pessoalmente - através de alguns irmãos paranaenses que aparecem por aqui - que por lá a doutrina talvez seja muito dura (como que "a ferro e fogo") - a ponto de demonstrar um possível rigor excessivo.

O que realmente é verdade em tudo isso?
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Gurgel em Sex Dez 23, 2011 11:21 am

Concordo plenamente com o irmão Sérgio... Nestes ultimos tempos na internet, muitos tem elogiado nossa denominação no Paraná e principalmente sua administração. É sabido por muitos que existe em nosso meio denominacional uma certa "rivalidade" entre Paulistas e Paranaenses, principalmente no que se diz respeito a tomada de decisões, ensinamentos e liderança.

Como o irmão Sérgio citou, no Paraná existem "doutrinas" pesadíssimas para a irmandade. Em muitos lugares do Paraná, quem tem televisão em casa perde a liberdade na igreja. É comum também uma irmã perder a liberdade (deixar de tocar o órgão) por depilar as sombrancelhas e/ou cortar as pontas do cabelo. Conheço um irmão do ministério (fonte fidedigna) que diz que as irmãs só não são liberadas para tocar na orquestra por causa dos irmãos do Paraná. Esses ensinamentos pesados para a irmandade, como aquele que saiu a pouco tempo que proibia as irmãs depilar sombrancelhas e os irmãos de tingirem o bigode, também é fruto do Paraná. As atitudes de lá lembram muito ao irmão José Aldo que no passado tentou impor doutrinas farisaícas em nosso meio e acabou fundando outra denominação.

Os irmãos do Paraná acham que os irmãos de São Paulo são muito liberais com relação a "doutrina" (usos e costumes). Olha que essas doutrinas pesadas ainda existem em São Paulo, porém estão diminuindo. Mas os irmãos do Paraná cada vez apertam mais e mais...

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Valder em Sex Dez 23, 2011 6:08 pm



Considero que algumas práticas elencadas das reuniões no PR, mostram maior união e participação dos envolvidos, coerente com o pensamento moderno onde a participação fortalece a organização, beneficiando a toda a comunidade. O que é bom deve ser copiado e multiplicado, principalmente aquilo que edifica e glorifica a Deus.



Valder

Mensagens : 23
Data de inscrição : 03/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Sex Dez 23, 2011 10:49 pm


Saudações cristãs,

Amados...






Os comentários anteriores refletem com considerável precisão o contexto paranaense:


Se por um lado tende-se a flexibilixar, por outro estreita-se...


Se no âmbito organizacional-administrativo faculta-se uma maior fluidez operativa, o mesmo não se pode afirmar quanto ao "modus vivendi". Em algumas jurisdições, aliás, o legalismo compulsório consiste em uma "conditio sine qua non".


Temos, pois, em nossos congêneres paranaenses um quadro por assim dizer "esquizóide".


Tal "sintomatologia" atribui-se, parcialmente, ao pueril despeito para com nossa Sé Administrativa Central (Brás). Tendo Francescon lançado as bases daquilo que viria ser a "Assemblea Cristiana Reuniti nel Nome del Signore Gesú" em Santo Antônio da Platina, parece-lhes improcedente e/ou incoerente que nosso Orgão Deliberativo máximo se encontre sob a presidência e tutela paulistana.


O que pouco se comenta, no entanto, é que a Congregação Cristã no Estado do Paraná esteve, durante um significativo período restrita a uma ínfima faixa territorial, limitando-se ao Rio Tibagi... sua efetiva consolidação se deve, sobretudo, à parceria Paraná-São Paulo...


Atualmente, porém, medidas bipolares tem contribuído para uma maior integração entre as partes, uma vez que ambas constiuem distintas frações de uma mesma unidade.


A exemplo disso, temos experienciado uma espécie de intercâmbio. Periodicamente, anciãos paranaenses são enviados como observadores e co-participantes junto à Reuniões Ministeriais paulistas e, em contrapartida, presbíteros paulistas deslocam-se até Apucarana para semelhantes fins.


Convém ainda pontuar, que a suposta influência ou pêso ministerial paranaense encontra-se em gradativo declínio. A Congregação Cristã no Estado do Paraná apresenta - desde a década de 2000 - indices de uma relativa estagnação.


De sua privilegiada segunda posição em nosso tradicional "ranking", declinou para a quarta colocação, sendo ultrapassada pela Bahia - hoje, um dos nossos maiores celeiros evangelisticos.


Mas, conforme já mencionado, a medida em que nossos co-irmãos paranaenses passam a se autoafirmar num legalismo estanque (em oposição ao alegado desleixo paulista) automaticamente se expõem a uma sorrateira auto-sabotagem... tal qual sucedeu para com Aldo Ferreti, o "apóstata legalista" (década de 50). Acautelemo-nos para com tais ardis...


Seja a UNIDADE o nosso lema!






Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson


Última edição por "Ekklésia Christiana" em Sab Dez 24, 2011 6:23 am, editado 1 vez(es)

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Benício em Sab Dez 24, 2011 12:38 am

Por que Aldo Ferreti recebe a alcunha de "apostata legalista"?

Benício

Mensagens : 101
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  mmmp em Sab Dez 24, 2011 11:05 am

Gurgel escreveu:

Como o irmão Sérgio citou, no Paraná existem "doutrinas" pesadíssimas para a irmandade. Em muitos lugares do Paraná, quem tem televisão em casa perde a liberdade na igreja. É comum também uma irmã perder a liberdade (deixar de tocar o órgão) por depilar as sombrancelhas e/ou cortar as pontas do cabelo. Conheço um irmão do ministério (fonte fidedigna) que diz que as irmãs só não são liberadas para tocar na orquestra por causa dos irmãos do Paraná. Esses ensinamentos pesados para a irmandade, como aquele que saiu a pouco tempo que proibia as irmãs depilar sombrancelhas e os irmãos de tingirem o bigode, também é fruto do Paraná. As atitudes de lá lembram muito ao irmão José Aldo que no passado tentou impor doutrinas farisaícas em nosso meio e acabou fundando outra denominação.

Os irmãos do Paraná acham que os irmãos de São Paulo são muito liberais com relação a "doutrina" (usos e costumes). Olha que essas doutrinas pesadas ainda existem em São Paulo, porém estão diminuindo. Mas os irmãos do Paraná cada vez apertam mais e mais...




Como é bom saber que ainda existe lugar onde a sã doutrina esta intacta !!

Já estava achando que estava tudo perdido!!

Aqui no estado de São Paulo, voce não conhece mais a maioria das irmãs!

Quando saudam agente leva ate um susto. A cara cheia de pintura, cabelos repicados, sombrancelhas que mais parecem um risco de caneta !! Uma verdadeira Jezabel !!

Que Deus tenha misericordia de nós !!

mmmp

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Dez 24, 2011 11:48 am

Temos de ter cuidado com isso de "doutrina intacta".
Sempre fui e serei grande apreciador da doutrina original da CCB, porém não vejo com bons olhos qualquer exagero ou rigidez em excesso.
Todas as vezes que nos voltamos para o lado do exagero seja para mais ou para menos, acontecem coisas graves em nosso meio.

Não podemos de forma alguma reinventar uma "doutrina apostólica", pois ela já existe, e foi justamente através dela que esta igreja foi erguida.

Tenho noticias de muitos antigos servos de Deus (e conheço alguns pessoalmente), filhos de antigos presbíteros, e que hoje não estão mais em nossas fileiras, devido exatamente ao tal rigor excessivo.
Guardam o temor que Deus colocou em seus corações, mas já não têm mais como voltar às fileiras que o homem degradou com seus excessos.

Já vi e ouvi coisas como "forma de abrir e fechar o hinário" e outros exageros que nem mesmo convém serem citados.

Cautela e prudência nos fazem muito bem.
Se não me engano, está escrito em algum lugar que Deus quer misericórdia e não sacrifícios.
Será que fui apenas eu que li?
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  TheuWinch em Sab Dez 24, 2011 12:57 pm

Caro mmmp
A verdadeira Doutrina da CCB são aqueles 12 pontos... O resto são ensinamentos!
Creio que o ministério deve estar constantemente alertando para não usar maquiagens, Calças, batons, esse tipo de coisa... é necessário sempre estar alertando, porém tirar a liberdade de tais pessoas que fazem isso é um tanto duro demais... Afinal, as pessoas estão ali para servir a Deus, não a CCB, e tais pessoas que usam isso prestarão conta á Deus, não a CCB...
Tirar a liberdade de quem tem TV em casa... Nossa, que absurdo!! Isto não é "Sã Doutrina", aí já é doutrina humana!
Desse jeito parece que estamos no Antigo Testamento, onde tinham que seguir 10 mandamentos e 613 ordenanças!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Cardo em Sab Dez 24, 2011 2:17 pm

Esse suposto rigorismo do Paraná é algo mais folclórico.

Há variações entre regiões dentro do Paraná, mesmo porque no Paraná nunca houve uma centralização excessiva como em São Paulo. As centrais de Apucarana e Portão nunca tiveram tanta influência no estado como o Brás tem em São Paulo.

Tirando talvez a região nordeste e aos arredores de Curitiba, acho o Paraná até menos rigorista que São Paulo.
Um exemplo, a pouco tempo veio um irmão da capital paulista conhecido por ser de "vanguarda" e ficou escandalizado ao saber praticamente o monopólio do ramo joalheiro no norte do Paraná é controlado por irmãos. Não há cidadezinha que não há um ourives e relojoeiro crente, muitos deles no ministério e é comum as irmãs usarem jóias.

Uma coisa no Paraná é sim mais rígido, a não aceitação de carnalidades e barulhos nos cultos (salvo alguns pontos isolados).

Cardo

Mensagens : 32
Data de inscrição : 15/12/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  mmmp em Sab Dez 24, 2011 2:51 pm

TheuWinch escreveu:Caro mmmp
Creio que o ministério deve estar constantemente alertando para não usar maquiagens, Calças, batons, esse tipo de coisa... é necessário sempre estar alertando, porém tirar a liberdade de tais pessoas que fazem isso é um tanto duro demais... Afinal, as pessoas estão ali para servir a Deus, não a CCB, e tais pessoas que usam isso prestarão conta á Deus, não a CCB...

Pode perder a liberdade sim irmão, ao persistirem no erro!!
Correção esta, que não é a CCB que impõe, e sim a Palavra de Deus !!
Sugiro que o irmão leia mais a Biblia !!

mmmp

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Dez 24, 2011 5:23 pm

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Meu DEUS!
De acordo com o que está neste tópico, quanta falta de paz no meio de nós, que servimos a DEUS na Congregação Cristã no Brasil.
Aparecem assuntos que eu desconhecia completamente.
E sempre vivi em muita paz, aceitando tudo o que é dito e ensinado aqui na região que frequento.
Não falei "obedecendo". Falei "aceitando".
Tenho erros e desobediências que todos vêem, todos sabem.
Mas de minha boca não sai nem uma palavra sequer (e nem um pensamento) de crítica ao Ministério para tentar justificar esses meus erros e desobediências.
Simplesmente erro.
E todos os Irmãos que conheço, por grande amor e misericórdia que DEUS coloca em seus corações, me amam, me respeitam, me visitam (já sabem que vão encontrar um Irmão errado e desobediente). Até hoje não fui desprezado por ninguém, embora eu tenha a certeza de que eles não dão apoio para meus erros e desobediências.
Tem até anciãos que vêm a minha casa.
Tem anciãos que já me convidaram como companheiro em algumas missões simplezinhas, e a minha resposta é sempre a mesma: "Irmão, eu não tenho condições de acompanhar ninguém em missões, em visitas. Para falar a verdade, você não devia nem me convidar, pois você me convidando está contrariando um ensinamento que diz que os Servos saibam escolher seus companheiros, para que não venha a haver problema, nem escândalo na visita - mais ou menos assim. DEUS me fez para ficar quieto em meu canto."
E encerro a conversa.

Vou dar uma opinião (lá vem o LF com seus achismos, e peço desculpas pelos furos): se sou da região X tenho de obedecer aos ensinamentos da região X, não me importando o que haja na região Y, que não é a minha.
Se não obedecer, não vou dizer que os ensinamentos estão errados, piores que dos da região Y. Simplesmente aceitarei os meus erros como erros e fim.

E se alguém disser: "A região Y ensina diferente", não falo nada, mas penso: "SENHOR MEU DEUS! Ajuda-nos por grande amor e misericórdia a sermos UM, como és com Teu Filho JESUS CRISTO."
Se houver oportunidade, até falo isso alto.
E se for o caso também até falo um "achismo" sobre o assunto, mas nunca desfazendo o Ministério desta ou daquela região.

E outra coisa: os achismos que falo, falo com a própria pessoa.
Não falo para um Irmão: "Isso, isso e aquilo do Irmão Fulano."
Vou ao próprio Irmão Fulano e digo: "Isso, isso e aquilo".
Então ... eu não sou omisso, não.

Com o exemplo citado de um Irmão estar querendo ensinar a abrir o hinário. Eu quando e se houvesse oportunidade lhe diria, com todo amor, respeito e consideração: "Eta, Irmão, não sei se estou certo ou errado, mas acho que essa parte aí não foi legal, por isso, isso e aquilo."

Mas há um detalhe aí: eu acho que não tomaria essa atitude de "corrigir" um Ancião ou um Cooperador. Ou tomaria? Bem, não sei, mas acho que tomaria sim. Nessa parte do hinário eu falaria, sim.
E observo: eu só falaria se esse "ensinamento" estivesse repetindo, levando vários Irmão a um rigor desnecesssário.
Eu não fico de olho nos Irmãos, como fiscal, como um lobo querendo achar uma fraqueza na ovelha, procurando ocasião para enquadrá-la.
Eu erro, tu erras, ele erra, nós erramos, vós errais, eles erram.
Se eu erro, baseado em que vou ficar de olhos nos erros dos outros Irmãos?

Quanto às sobrancelhas das Irmãs.
Se existe o ensinamento (não sei se existe) de não depilar, as Irmãs têm mais é de obedecer.
Se alguma não obedece, pronto, que depile.
E aceite que está em desobediência ao ensinamento (se é que existe).
O que ela não pode é ela querer dizer que o ensinamento (se é que existe) está errado.
Assuma a desobediência.

DEUS nos abençoe a todos.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Benício em Sab Dez 24, 2011 6:02 pm

Olha só que coisa boa, nao é? Faço uma pergunta e todos a ignoram, nunca vi algo assim....

Mas voltando ao assunto do tópico, aqui no Paraná é mais doutrina mesmo.
Certos anciaos de regioes do estado de Sao Paulo, regioes conhecidas como "problematicas" por terem anciaos que vivem incentivando as profetadas, glorificar alto na igreja, bater palmas na hora da pregacao e etc estao bem queimados aqui no estado.

Recentemente, teve uma reuniao de mocidade na cidade de Marumbi-PR, na qual um anciao muito famoso da regiao de Cabreúva-SP veio atender.
Nesta reuniao, há 1 hora do inicio, o povo que pende para as falsas profecias já estavam fazendo escandalos no templo, durante a pregacao, chegaram até a quebrar o púlpito com socos dizendo que estavam tomados pelo Espirito Santo. E o anciao? O anciao disse que só aquele povo da frente (escandalosos) eram bons de glória, e que estaria orando para "Deus fazer a obra no Estado do Paraná".

Muitos anciaos daqui do estado do PR sao cuidadosos demais em relacao aos de SP. Já aconteceu muita coisa com isso.

Me lembro de uma vez que, este mesmo anciao da reuniao de mocidade de Marumbi-PR, na década de 90, em um culto na cidade de Londrina, ele comecou a pregar naquela eloquencia só, daí o saudoso anciao Lázaro Teixeira deu uma cortadinha nele. Quando este anciao voltou para sua regiao, ele disse que os anciaos daqui do Paraná eram frouxos e disse tambem que, se ele tivesse num aviao, pediria para o piloto desviar da cidade de Londrina caso passase nela, ou seja, detonou os anciaos e a irmandade do estado. Nao demorou muito para que o saudoso anciao Antonio Valério mais o Lazaro Teixeira o convocasse para a reuniao de Apucarana. Fizeram ele pedir perdao para todos os anciaos presentes e ainda disseram: "Irmao fulano, o senhor pode ser homem, mas homem de Deus eu sei que voce nao é. Nunca mais se atreva a voltar aqui no Paraná, pois somos blindados contra pessoas de seu tipo".

Alguns comentários anteriores o povo disse que aqui a doutrina é pesada. Ao meu ponto de vista, nao acho. Embora aqui foi onde tudo comecou, onde tiveram os anciaos bem guiados e cheios de Deus, acho que nada aqui é pesado. Estranhamos sim, o fato de crente ter televisao em casa, ou das irmas ficaram andando iguais palhacos de circo de tanta maquiagem. Mas isso nao é nada de pesado. Me recordo de uma vez, conheci uma moca que o pai dela é cooperador da regiao de Araraquara-SP, e ela me disse na maior naturalidade que eles tinham televisao. Aqui em minha cidade, até irmao que limpa o chao da igreja, se tiver televisao, nao participa mais da atividade, quanto mais cooperador...


Benício

Mensagens : 101
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Dez 24, 2011 7:01 pm

É esse o ponto a que me refiro:

A doutrina original da CCB é dura, difícil mesmo de ser seguida por quem tenha uma natureza rebelde.
A doutrina original não contemporiza jamais com as coisas do mundo, porém é justa e sem exageros ou invencionices.

Acho que uma TV, um computador ou uma arma de fogo na casa de um cristão podem ser a fonte de muitos males. Então temos de ser exortados a respeito de tais perigos, mas não há fundamento bíblico algum que apóie sequer levemente alguns evidentes exageros. Nem na palavra antiga - aquela que veio diretamente de Deus - ou da doutrina apostólica, e muito menos dos pensamentos do Cristo.

O exagero e a jactância são cancros que, como tal, tem o poder de devastar onde quer que se instalem.
Seja no Paraná, em São Paulo, no Rio de Janeiro, e em qualquer lugar indistintamente.

Mais do que nunca precisamos ter uma união.
Precisamos nos congregar ao redor uns dos outros, e jamais uns sobre os outros ou uns contra os outros.
Precisamos falar a mesma língua, a dos verdadeiros servos de Deus e soldados de Cristo.

Qualquer igreja de se intitule cristã não pode de forma alguma praticar um "cabo de guerra" apenas para favorecer a quem deseja "mandar mais".

Hora portanto de acordar.
Afinal todos estamos lutando pela salvação de nossas almas e não para saber "quem conseguirá derrubar mais" dentre nossos irmãos que buscam a mesma salvação.
Consideremos que se eles não o conseguirem em razão de nossa interveniência desastrosa, a culpa será também nossa.

Pelo texto bíblico depreendemos com bastante clareza que Deus sempre manifestou a sua bondade e a sua misericórdia para conosco. Porém o homem tem sempre e em todo o tempo procurado tomar o lugar de Deus para promover julgamentos, condenações, punições, incluindo nessas a pena de morte, a tortura, a destruição, a humilhação.
Agir de tal forma não é ser "cristão", pois um cristão é ensinado a obedecer ao Deus-Pai.
Ora, quem se considera em condição de condenar, também tem condição ou dever de perdoar.

Aquele que não perdoa seu próprio irmão, como espera ser perdoado por Deus?

Voltemos então à doutrina original, aquela que é dura porém justa, e que não provoca danos no meio do povo.

Que Deus nos abençoe a todos.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Dez 24, 2011 7:03 pm

A Paz de DEUS esteja conosco e com nossas famílias.
Benício escreveu:Por que Aldo Ferreti recebe a alcunha de "apostata legalista"?
Benício escreveu:Olha só que coisa boa, nao é? Faço uma pergunta e todos a ignoram, nunca vi algo assim....
O Irmão me desculpe.
Eu não respondi porque não sei quem é Aldo Ferreti e nunca tinha ouvido falar esse nome.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Sab Dez 24, 2011 7:09 pm

A Paz de DEUS esteja conosco.
Sergio Teixeira escreveu:(post anterior) Que Deus nos abençoe a todos.
Amém.
E que DEUS nos dê a luz que tem dado a alguns Irmãos aqui no Forum.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jezabel

Mensagem  cuxita em Sab Dez 24, 2011 7:34 pm

Esta mulher, princesa gentílica, era adoradora do deus baal, homicida pois matou os profetas do DEUS Altíssimo, ladra pois tomou a vinha de Nabote. Também acho errado uma serva de DEUS usar pinturas, inclusive se for minha esposa e filha, mas ser chamada de JEZABEL nunca!!! Se um irmão do ministério chamar as irmãs que usam pinturas de Jezabel, com certeza terá que se explicar depois. Pintura é uma fraqueza e potente é DEUS para libertar. Temos que ter prudência com as servas de DEUS.

cuxita

Mensagens : 65
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Dez 24, 2011 9:11 pm

Eu também nunca ouvi falar nada a respeito de Aldo Ferretti.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  TheuWinch em Dom Dez 25, 2011 5:28 am

Pois é, ir. Cuxita, já que o mmmp está julgando, virou Deus... Repito, está errado elas se pintarem, porém não precisa exagerar chamando-a de Jezabel. E outra, leio a bíblia sim, muito bem, e lá está escrito que se alguém não andar como "dito", as pessoas devem afastar-se dessa pessoa, para que ela fique envergonhada, em nenhum momento eu vi dizendo que era para "tirar" a liberdade de tais pessoas. Até aonde sei é isso aí, se caso houver uma passagem que mande 'tirar' a liberdade de tais pessoas, mostre-me, pois tbm quero aprender!!
Cuidado viu, "Não julgueis para não ser julgado", quem tá precisando ler mais a bíblia aqui é o irmão...
É nessas horas que o Jahyr faz falta...

Recapitulando: É errado usar maquiagens, pinturas, e etc, deve-se alertar para não fazer uso de tais coisas, alertar sempre, só não pode ficar julgando, como chamar de Jezabel, e muito menos tirar o ministério de tais pessoas!!!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Sergio Teixeira em Dom Dez 25, 2011 7:44 am

Não podemos ser precipitados em nossos julgamentos.
Na verdade, nem mesmo nos é lícito fazer tais julgamentos.

Mas o que diríamos a respeito de "José do Egito", que raspava a barba e usava maquiagem, de acordo com os costumes dos príncipes egípcios?
Estaria ele porventura "em pecado"?

E que diríamos daquelas mulheres mencionadas no livro do Êxodo, que retiraram seus pingentes para fornecer o ouro necessário à fundição da imagem de uma serpente?
Se "retiraram" é por que "os usavam", e isso a mim parece bastante óbvio.
E se não houvesse aquele ouro, ficaria bem mais difícil fundir a tal serpente, não é mesmo?
Que significaria isso? Que todas aquelas mulheres eram "pecadoras" ou "jezabéis"?
Ou que se encontravam "justificadas" em razão disso ou daquilo?
Ou ainda - forçando a barra - que "se encontravam em pecado" e "foram redimidas porque tiraram os pingentes"?

Difícil de responder, não é mesmo?
Portanto, simplesmente não julguemos.

Deus sabe muito bem conduzir o seu rebanho, e toda a sua obra é perfeita e cheia de misericórdia.

Que Deus nos abençoe a todos, e nos dê discernimento.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Dom Dez 25, 2011 9:05 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Não sei se estou certo:

1) Tirar a liberdade de Irmãs de banco, porque usam pintura e etc. acho que não é bacana. Vou mais além: não faz nem sentido. Mas acho que falei bobagem. Tenho de examinar melhor, para que não vá contra os ensinamentos de nossa Igreja. Desculpem. Vou examinar melhor. Se os Irmãos opinarem sobre o que eu falei, melhor para mim, que aprenderei mais. DEUS abençoe.

2) Tirar a liberdade dos cargos, de Irmãs que usam pintura e etc. acho muito válido.
A Igreja tem suas regras, e elas tem de ser obedecidas.
Se não forem obedecidas por alguém, esse alguém não pode ter cargos.

Quanto a exemplos do Antigo Testamento acho que não devem ser usados para os cristãos.
Temos de olhar, para efeito de "usos e costumes" somente o que nos é ensinado no Novo Testamento.


DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.


Última edição por Luiz Flavio N. Facci em Dom Dez 25, 2011 12:37 pm, editado 1 vez(es) (Razão : Acrescentei em vermelho.)

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Benício em Dom Dez 25, 2011 11:17 am

Sobre Aldo Ferretti: fundador da Igreja Renovadora Crista na cidade de Sao Paulo, salvo engano na decada de 40.

Sobre o assunto do topico: se a mulher crista se pinta ou nao, isso é problema dela, uma vez que nós cristaos somos para influnciar o mundo, nao o contrário.

Benício

Mensagens : 101
Data de inscrição : 09/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Dom Dez 25, 2011 12:38 pm

A Paz de DEUS.
Fiz uma edição no meu post anterior.
DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  mmmp em Dom Dez 25, 2011 1:04 pm

Eu disse Jezabel, no sentido de usarem maquiagem e joias etc... e não outra coisa ... voces entenderam, mas querem me crucificar, ..fiquem á vontade !!

Se acham que não se deve tirar a liberdade dessas irmãs, respeito os seus "axismos" !!

Existem muitos "apriscos", (como gostam de dizer), que se permitem de tudo, inclusive mulher cantora, pastora, bispa,apostola, de mini-saia, de shortinho, de blusa com os seios saltando pra fora, até de piercing (acho que é assim que se escreve) etc etc, é só ir para lá!!

Mas não, preferem ficar e tentar "mundanizar" um lugar onde se prega ainda a verdadeira doutrina de Cristo !!
Querem ser "modernos", para agradar o "homem"

Que o nosso ministerio constituido por Deus, continue resistindo aos absurdos que querem impor na Obra Santa de Deus !! Amém !!

mmmp

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Valder em Dom Dez 25, 2011 1:54 pm

Aldo Ferreti, ex-cooperador em São Paulo, fundou em 1953 a igreja Renovadora Cristã. Numa reunião na noite de 14 de maio de 1952, ele tentou sem sucesso convencer os anciães reunidos no Braz a tomarem atitude enérgica contra as vaidades e uso de bebida alcoólica, que segundo ele estavam corrompendo a irmandade(naquela época!!!). Não sendo aceito, só lhe restou sair da CCB e posteriormente fundar a Igreja renovadora Cristã. Nesta igreja, manteve costumes e liturgia parecido com a CCB e maior rigor doutrinário em usos e costumes. Não comemoram nem aniversários. Não obteve grande crescimento em números, sendo uma das primeiras dissidências da CCB.

Legalista: aquele que acha que só o modo dele entender as coisas é correto, reprovando tudo o que é diferente do que aprendeu. É a pessoa que dá mais valor as regras em detrimento do amor e do poder de Deus operar nos corações. Aldo era legalista por querer impor a sua visão doutrinária.

Quanto ao termo apóstata, não se lhe aplica, no sentido restrito do termo que seria abandonar tudo o que se refere a Deus e a religião cristã, mas afastamento deliberado e definitivo da sua antiga fé e denominação. A própria carta circular emitida pelos anciães na época, no entanto, não o chama de apóstata, mas de soberbo e fariseu.

Aldo Ferreti serviu a Deus como ancião na sua igreja até sua morte com quase 96 anos, lúcido e pregando a palavra de Deus.

Valder

Mensagens : 23
Data de inscrição : 03/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Diferenças nas reuniões do PR e SP

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum