Revelação da Palavra

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Revelação da Palavra

Mensagem  Martins em Ter Nov 08, 2011 5:15 am

Irmão Sérgio Teixeira.
A Paz de DEUS.

Responda-me a seguinte pergunta:
Num santo culto presidido por um Ancião, pode o nosso DEUS revelar a palavra a um irmão que não tenha ministério,
porém que tenha um bom testemunho e um determinado tempo de caminho?

Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  TheuWinch em Ter Nov 08, 2011 9:17 am

Claro que pode. Eu mesmo ja vi algumas vezes isso. Teve um culto aqui, que um jovem, de bom testemunho, pregou a palavra no culto á noite, e ele não tem ministério. O culto foi maravilhoso.
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  MEIRA COURI em Ter Nov 08, 2011 10:22 am

NÃO PODE!!

AQUI NO PARANA TEMOS ENSINAMENTO INTERNO PARA NÃO DAR A LIBERDADE DA PALAVRA PARA OS IRMÃOS DE BANCO.

AQUI A LIBERDADE É DO MINISTERIO ESPIRITUAL.

NOROESTE DO PARANA.

MEIRA COURI

Mensagens : 80
Data de inscrição : 16/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Graças a Deus

Mensagem  Martins em Ter Nov 08, 2011 11:17 am

Fiquei deveras feliz com essa boa nova. Só assim me tranquilizo em saber que
o espírito da ganância por pregação, não consegue barrar o Espírito do Deus Vivo.
DEUS ABENÇOE SEMPRE ESSA CONGREGAÇÃO.

Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ministério Espiritual

Mensagem  Martins em Ter Nov 08, 2011 12:20 pm

A nossa irmandade do noroeste do paraná e de outras regiões deste mundo passa por uma grande prova.
Já que a revelação da Palavra está restrita a um servo só, e somente. Vejo que nesses últimos dias o homem
procura transformar a infalível palavra de DEUS em ensinamentos internos. Ensinamentos estes que muitas vezes
originam-se em alguma atitude isolada de alguém que muitas vezes se levanta com a palavra não tendo caráter de Cristão,
esse casos são raríssimos. Noutros casos são de irmão neófitos na fé que pelo bom impulso de conhecer os dons de DEUS
se levantam com a palavra, a esses últimos uma benção é derramada por serem corajosos e compreederam que a o Dom da revelação
da palavra pode se manifestar no caminho glorioso para o púlpito. Quem terá a coragem ou o atrevimento de dizer que nunca ouvi um Ancião
falar que subiu vazio e DEUS o encheu, referindo-se á revelação da palavra que lhe foi dada. Na parte de Ministério Espiritual, estou carente de uma informação segura, que tenha como base as Escrituras Sagradas, pois tenho lido as escrituras e não tenho achado algo relativo ao termo ministerio
espiritual. Já vi uma parte que diz: "O Senhor levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens......." sei de certeza que existe Dons Espirituais.
Concluindo: seja o termo que for usado na igreja, eu creio que a Palavra de DEUS não pode sofrer qualquer restrição, pois não estamos tratando
de uma propriedade privada.

Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  MEIRA COURI em Ter Nov 08, 2011 12:49 pm

irmão Martins...

ministerio espiritual= ancião, diacono, coop...etc

ministerio material= presidente, secretario, tesoureiro... etc

MEIRA COURI

Mensagens : 80
Data de inscrição : 16/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ministério Espiritual

Mensagem  Martins em Ter Nov 08, 2011 1:44 pm

Vamos dar graças a DEUS e que todos eles procurem trabalhar com liberalidade
de espírito. Os que trabalham no Ministério material estão melhor, porque pelo
menos não proibem algúem de levantar no púlpito para pregar o que DEUS revela.
DEUS abençoe. Ficamos em Paz.

Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Ter Nov 08, 2011 4:45 pm

A Paz de DEUS esteja conosco.
Martins escreveu:Irmão Sérgio Teixeira. A Paz de DEUS. Responda-me a seguinte pergunta:
Num santo culto presidido por um Ancião, pode o nosso DEUS revelar a palavra a um irmão que não tenha ministério, porém que tenha um bom testemunho e um determinado tempo de caminho?
DEUS tudo pode.
DEUS pode revelar a Palavra a quem ELE quiser.
Até a mim, imagine (só que nunca revelou, mas que pode pode, e no dia que revelar, só me levantarei se ele citar o meu nome completo - nem na Igreja ninguém sabe - e o número da minha RG e do meu CPF e os nomes de todos os meus irmãos carnais e de todos os meus filhos).
E isso independe de quem está presidindo o culto, se é Ancião, Diácono, Cooperador, Cooperador de Jovens, Porteiro, Música ou quem seja. Eu sempre agirei assim.
Bom, mas o que eu faço ou não faço sei que ninguém está interessado em saber.
Vamos falar da Obra.

Acho (achismo meu, mais uma vez) que só deve ser permitida a pregação da Palavra por um Irmão de banco como raríssima exceção. Mas coloque raríssima nisso.
Por que revelaria DEUS a Palavra a um Irmão de banco (como eu sou) se ELE pode revelar a um Irmão do Ministério ou que tenha algum cargo?
Poder, DEUS pode.
Mas o Irmão que preside o culto "deve presidi-lo com cuidado".
Às vezes a atitude do Irmão pode parecer ditatorial, antipática, mas esse Irmão tem de zelar pela obra de DEUS.

Como aconteceu uma vez (sou testemunha pessoal, ninguém me contou) que na hora da Palavra se levantou um Irmãozinho (suponho que de 12 a 15 anos, mas suposição) e se dirigiu para o púlpito. O Ancião falou discretamente para ele: "Irmão, fique em paz" e o Irmãozinho voltou para o seu banco.

Acho que a pregação da Palavra exige que o pregador seja mais adulto, tenha mais experiências espirituais, tenha um ótimo testemunho, tenha experiência de vida, até mais conhecimento da Bíblia.
Olhem, se ele tiver isso tudo, ele próprio saberá então que não deve se levantar para a pregação da Palavra.

Só o fato de ele se levantar para a pregar a Palavra, já indica que ele tem muito a aprender.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Revelação da Palavra

Mensagem  Martins em Ter Nov 08, 2011 7:55 pm

É interessante as divergências,você já imaginou que o Ancião mesmo que DEUS queira usá-lo
na pregação da palavra de forma que ele venha a pronunciar a seguinte frase: "Irmão receba em nome do Senhor
Jesus o dom da palavra" ,ou "O dom da revelação da palavra". Como ele vai pronunciar, se só ele pode receber a revelação.
Outro fato interessante: quando no momento da liberdade da palavra o ancião que preside diz. "Agora vamos
aguardar que DEUS revelará do céu a sua palavra,(antes a pronúncia era assim - revelará a um de seus servos a sua palavra)
ora se tiver só ele de ancião no culto, como fica? porque essa restrição. "DEUS É IMUTÁVEL". DEUS abençoe.

Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Nov 08, 2011 9:16 pm

A Palavra de Deus, evidentemente é revelada para quem Ele quer.
Não podemos nos afastar desse princípio, senão vamos acabar sendo obrigados a acreditar que "Deus está sujeito ao Ancião", o que seria um total absurdo.

Porém noto que se pratica na CCB uma espécie de "convenção" velada onde por exemplo é vedado ao Cooperador de Jóvens "levantar-se na frente do Ancião" embora a Palavra lhe tenha sido oferecida diante do povo.
Isso para mim se chama "hipocrisia" e não "cristianismo". Afinal, o falar do crente deve ser sim-sim, não-não. Não se deve fazer "cortesias" com as coisas de Deus, principalmente quando tal cortesia envolve algum grau de mentira.
Vamos ler o que diz "aquele livreto antigo":

RESUMO DA CONVENÇÃO, Página 10
"Aqueles que desejarem ministrar a Palavra de Deus deverão ter os requisitos conforme é determinado em I Tomóteo3, vs 1 a 7"
REUNIÕES E ENSINAMENTOS, Página 24
"Na igreja não pode existir anarquia, nem hierarquia, nem formalismo e nem modernismo. Os crentes necessitam honrar os dons do Espírito Santo, ministérios de Cristo e todo o operar de Deus em Sua Igreja para edificação, estando assim dentro da ordem. Os crentes necessitam compreender que todos foram salvos pela graça de Deus, não para sair fora da humildade que Ele nos determinou, que é de sempre considerar os outros superiores a si próprios, não havendo assim hierarquia na Igreja de Deus. ..."
Então nos resta descobrir em nós mesmos em que momento e por que razão passou-se a interpretar de forma diferente aquilo que foi instituído debaixo das orações daqueles que nos antecederam nesta Obra e que foi confirmado pela soberana Vontade de Deus.
Se devemos honrar os mais antigos, será que isso significa que aqueles "não eram dignos"?
E se efetivamente o eram, por que então os estamos desonrando, e desonrando ao próprio Deus?
Isso é muito serio e pode implicar até mesmo em falsidade ideológica.
Até no jogo do bicho "vale o que está escrito".
Ou será que estou enganado?
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Neófito em Ter Nov 08, 2011 10:05 pm

Eu vejo essa questão sob uma outra ótica que não foi abordada aqui.

A liberdade de pregar para o povo, pode ser tanto uma benção, quanto uma.... bem... uma não-benção.
No passado isso era mais "liberal", vamos dizer assim...

No próprio momento para testemunhos era possível que qualquer um subisse lá, e dissesse o que bem entendesse.

Mas... vieram os problemas.
Qualquer um, com pouco estudo, consegue perceber facilmente que o cristianismo possui infindáveis teorias, teologias e proposições (Arminianismo, Calvinismo, Nestorianismo, Semi-nestorianismo, Unicismo, Pelagianismo, Transubstanciação vs Consubstanciação, Inerrância vs Infalibilidade, entre uma infinidade mais).

Não demorou para que pessoas, até bem intencionadas porém não alinhadas às nossas doutrinas, começarem a usar desta liberdade para lançar suas teorias sobre povo.
Isso aconteceu tanto neste espaço liberado nos testemunhos, quanto na própria pregação da Palavra.

A fim de minimizar os transtornos, as manifestações têm sido atentamente observadas.
Mas tenho a certeza de que quando Deus quer se usar de outro servo, sem ministério, ele se usa.

Já vi inúmeras pregações de irmãos sem o ministério da Palavra, muitos nem diácono eram.
Na minha antiga comum, na zona oeste de São Paulo, o cooperador de jovens já se levantou "na frente" dos demais servos do ministério (inclusive foi um dos dias em que Deus mais falou com a minha alma).

Na minha atual comum, o encarregado de orquestra do Brás já levantou com a Palavra, em Minas Gerais já vi um músico pregando.
Um conhecido meu já levantou com a Palavra, algumas vezes, em uma congregação no bairro de São Mateus.
Outro porteiro que conheço já foi usado por Deus em Itaquera.

Olha que sou Neófito, mas muito já vi Deus se usando do seu povo na pregação da Palavra.
Não acredito que este zelo tenha limitado o poder de Deus.
Tenhamos em mente que se Deus escolheu alguém para um determinado ministério, é por que esta é a sua função principal na igreja.

Por que não se questiona sobre a liberdade para que qualquer um fique na porta?
Ou então a liberdade para não-músicos tocarem?
Por um acaso, não teria Deus poder de ensinar a música instantaneamente para alguém?

Só não confundamos o dom da profecia com o dom da Palavra (embora um possa estar contido na momento da ação do outro, ou seja, Palavra com profecia e profecia com Palavra).
Já vi Palavras dizendo que seria dado o dom da Palavra para algum dos presentes e, pra mim, isso significa que este alguém será levantado neste ministério, pois esta é a única forma de se utilizar deste dom.
Já ouvi falar de profeta que viaja mais de mil quilômetros para profetizar para um ancião. Mas este profeta NUNCA se levantou com a Palavra na igreja.

Sejamos prudentes em nossas conclusões.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qua Nov 09, 2011 2:04 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Sabe, Irmãos, estava aqui na maior dúvida: conto ... não conto ... conto ... não conto ...
Porque não gosto de falar dos erros dos outros.
Sou mais de dialogar pessoalmente com o próprio.

Mas vou contar.
Primeiro, porque o assunto foi conversado pessoalmente com o próprio Irmão. Então não estou falando mal do Servo de DEUS.
Segundo, porque o assunto foi resolvido (talvez a minha conversa tenha até ajudado, DEUS o sabe).

Quando foi inaugurada uma Casa de Oração, o Irmão Cooperador (muito amigo e muito íntimo comigo), talvez por ser muito calmo, muito educado, muito gentil - uma pérola, enfim - começou a "oferecer" a Palavra (não sei se é assim que fala) a todos na igreja, inclusive aos Irmãos de banco.

Chegou a um ponto que esse Irmão ficava cultos e cultos sem pregar a Palavra. Só quem pregava eram Irmãos de banco, muitas vezes o mesmo Irmão de banco.

Um dia o Irmão Cooperador foi me visitar, e eu falei com ele: "Irmão, me desculpe. Vou te falar uma coisa devido a enorme amizade e intimidade que temos. Não estou achando correto você oferecer e entregar a Palavra em todos os cultos a Irmãos de banco. Você é o Cooperador e a missão da pregação da Palavra é sua e dos demais Irmãos do Ministério. Você está abandonando o barco, ao entregar o leme a marinheiros, e marinheiros inexperientes. Até um menino já pregou em seu lugar e no lugar dos Irmãos do Ministério.
Pode ser que o erro seja meu em sentir assim, mas pense no assunto. Eu sei que não tenho o direito de me intrometer nesses assuntos, mas estou falando isso com boa intenção."
O Irmão Cooperador simplesmente respondeu: "DEUS te abençoe, ´Luiz Flavio' (fake)".
Depois fiquei pensando, preocupadíssimo: "Meu DEUS, porque não fiquei calado? Que tipo de tristeza ou humilhação terei eu causado a meu Irmão e meu amigo?"

Acho que por coincidência, poucos dias depois o Irmão de banco que tanto se levantava com a Palavra veio me visitar.
Ô, Irmãos, não sei se fiz bem, mas a verdade é que puxei o assunto propositadamente e se passou mais ou menos o seguinte diálogo:

- Irmão, olhe só, quero falar uma coisa, pode ser que eu esteja errado, mas eu prefiro falar com você do que falar de você, e pelas costas. Vai ser ruim para mim, eu falar, e vai ser ruim para você, você ouvir. Posso falar mesmo?

O Irmão, talvez nem achou bom, mas, por educação ou por curiosidade, me autorizou a falar.

E, entremeando pedidos de desculpas e de perdão, falei: "Irmão, acho que não está certa essa parte de os Irmãos de banco se levantarem tão frequentemente com a Palavra. Isso é missão do Irmão Cooperador e dos Irmãos do Ministério.

Demonstrando certo constrangimento e/ou aborrecimento, o Irmão falou que quando pregava a Palavra, era por revelação de DEUS.

O diálogo foi um pouco tenso (e DEUS me perdoe se errei - para o Irmão já tinha perdão algumas vezes na própria conversa e depois também):

- Irmão, não posso duvidar do que você diz, que DEUS te reveloou a Palavra. Apenas acho que DEUS pode ter revelado também aos Irmãos do Ministério e eles ficaram aguardando uma confirmação.

- Quando DEUS me revela a Palavra, eu só levanto quando DEUS me confirma no coração.

Percebendo o aborrecimento do Irmão, e vendo um espírito de teimosia, resolvi apelar, valendo-me da condição de "velho" (tinha uns 62 anos naquela época, hoje tenho mais de 69).
Servi-me da condição de "velho", e não da condição de antigo na Graça, porque nesta parte acho que como crente sou muito pouco.

- Irmão, a confirmação no coração pode nos enganar. Seria então o caso de o Irmão procurar uma confirmação externa, do tipo: "SENHOR, se é Teu desejo de que eu levante para pregar a Palavra, tem misericórdia de mim, revela isso também ao Cooperador, e faz com que ele me chame para pregar."

A conversa parou mais ou menos por aí.

Fiquei com muita vergonha e tristeza na hora que estava tendo essa conversa com o Irmão.
Mas não resisti, essa é a verdade.

Depois, mudamos de assunto, conversamos coisas mais agradáveis mais um pouco, fomos lanchar também com assuntos mais leves, e nos despedimos em Paz, da parte dele pelo menos aparentemente.

De minha parte, ficou a preocupação: "Meu DEUS, terei feito mal?"

Bom, a verdade é que nesse ponto, a Congregação passou a ter cultos mais "organizados", por grande misericórdia de DEUS.

Se eu contribuí para isso, louvado seja DEUS; se não, louvado seja DEUS.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Nov 09, 2011 3:00 am

"Aquele que preside, que o faça com sabedoria".
Apenas isso já seria o bastante para nortear a concessão da liberdade para a Palavra, sem a necessidade de "armações" que contradizem a doutrina original.

Houve no passado alguma instrução para que os irmãos diáconos não saíssem "por aí afora" pregando a Palavra, mas isso no sentido de eles não abandonarem seus ministérios de "atender às mesas", como uns poucos estavam fazendo, ou seja, deixando seus ministérios e viajando pelo país (mesmo que com seus próprios recursos) e dedicando-se exclusivamente à pregação.
Depois de um certo tempo para cá, a coisa ficou mais apertada, e hoje dificilmente se vê um diácono pregando a Palavra, mesmo em suas comuns.

Não digo que isso seja "um erro".
Mas que difere da doutrina original, isso difere.
Nessas pequenas coisinhas, vamos mudando, mudando, mudando... até o dia em termos finalmente a denominação de "NOVA CCB"...

Vejam que não é assim tão difícil haver dissidências, quando somos nós mesmos que as incentivamos e/ou provocamos.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Revelação da Palavra

Mensagem  Martins em Qua Nov 09, 2011 7:59 am

O único objetivo de minha parte em participar
desse tópico é o de expor a verdade dos
acontecimentos nos santos cultos. O meu
resumo conclusivo é esse:
" NA GRANDE MAIORIA DOS LUGARES A PRESIDÊNCIA DOS SANTOS CULTOS NÃO ESTÀ SENDO FEITA COM CUIDADO, PORÉM COM MÊDO,INVEJA,CIÙMES,VANGLÓRIA, ETC".
"Os verdadeiros adoradores de DEUS o adorarão em Espírito e em Verdade".

Avante DEUS está conosco.




Martins

Mensagens : 6
Data de inscrição : 07/11/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Gurgel em Qua Nov 09, 2011 10:19 am

Irmãos,

Acho que deve sim haver um controle de quem vai pregar, pois senão vira tudo uma bagunça. Dependendo da situação Deus pode se usar de qualquer um na pregação. Os mais antigos da CCB dizem que o saudoso e inesquecível irmão Vitório Angare, era porteiro na Penha e Deus se usou dele na palavra em um dia que ninguém do ministério tinha a palavra. Há casos e casos.

Porém, como o irmão Sérgio falou, ocorre um pouco de hipocrisia nesse meio. Há uma convenção no meio do ministério que cooperadores de jovens devem ao máximo evitar de pregar "na frente" do cooperador e principalmente do ancião. Já ouvi inúmeros casos de cooperadores de jovens que tomaram "bordoadas" dos mais velhos, sendo chamados de "solícitos" por levantarem em cima dos anciães. Já ouvi até de casos que o ancião falou para o cooperador de jovens não levantar com a palavra quando tiver anciães.

Agora pergunto: Para que oferecer a palavra então? Para dar a impressão que existe liberdade para o cooperador de jovens? Por exemplo, eu vou oferecer a palavra, mas você tem que evitar ao máximo de levantar com a palavra.

E outra, para pregar não precisamos estar na igreja. Eu posso muito bem pregar em casa para minha família, posso pregar para o vizinho e posso inclusive pregar para mim mesmo. Um dos anciães mais amorosos que conheço e que mais admiro como pessoa (não confundir com idolatria), disse que antes de ter ministério, quase todos os dias pregava para ele mesmo em seu carro enquanto esperava iniciar o expediente no trabalho.

Aliás, uma pregação pode também conter profecias, tanto em uma pregação na igreja, quanto em uma pregação para minha família ou uma outra pessoa que Deus quiser se usar.

E outra, em nossa denominação, pregar dá status... Como um pregador você pode ganhar prestígio no meio do povo e até uma série de benefícios. Por isso não vale comparar por exemplo a função de porteiro (que para Deus vale tanto quanto o de um ancião, porém para o povo é totalmente diferente) com a função de pregar na igreja.

Sejamos prudentes e sempre de olhos abertos...

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Neófito em Qua Nov 09, 2011 10:49 am

Martins escreveu:
...

" NA GRANDE MAIORIA DOS LUGARES A PRESIDÊNCIA DOS SANTOS CULTOS NÃO ESTÀ SENDO FEITA COM CUIDADO, PORÉM COM MÊDO,INVEJA,CIÙMES,VANGLÓRIA, ETC".

...

Por certo que você deva conhecer muito bem as mais de 10 mil casas de oração que existem, para generalizar com tamanha empáfia.

Neófito

Mensagens : 43
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qua Nov 09, 2011 11:10 am

A Paz de DEUS esteja conosco.

O Ancião que está presidindo deve oferecer a Palavra somente aos outros Anciãos, aos Cooperadores Oficiais desta ou de outras localidades (pois estes dois é que são do Ministério da Palavra). Aos Diáqconos também, pois são servos ungidos de DEUS.

Mas para "tomar" a Palavra de um Ancião, só outro Ancião ou Diácono (por ser ungido).

Será que os pregadores dos tempos primitivos da Igreja permitiam que qualquer um do "banco" se levantasse para pregar?.

Essa é a minha opinião.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Gurgel em Qua Nov 09, 2011 11:28 am

Luiz Flavio N. Facci escreveu:A Paz de DEUS esteja conosco.

O Ancião que está presidindo deve oferecer a Palavra somente aos outros Anciãos, aos Cooperadores Oficiais desta ou de outras localidades (pois estes dois é que são do Ministério da Palavra). Aos Diáqconos também, pois são servos ungidos de DEUS.

Mas para "tomar" a Palavra de um Ancião, só outro Ancião ou Diácono (por ser ungido).

Será que os pregadores dos tempos primitivos da Igreja permitiam que qualquer um do "banco" se levantasse para pregar?.

Essa é a minha opinião.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Irmão Luiz

Até onde eu sei (me corrijam se eu estiver errado), atualmente (já há alguns anos) os novos anciães e diáconos ordenados, não são mais ungidos. Então essa teoria de tomar a palavra se um ancião, só outro ancião por ser ungido não parece ter sentido. Quer dizer que os novos anciães podem ter a palavra "tomada" por um cooperador porque não são mais ungidos?

Essa opinião do irmão é um achismo, ou o irmão ouviu de alguém?

Gurgel

Mensagens : 59
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Nov 09, 2011 4:56 pm

Será que os pregadores dos tempos primitivos da Igreja permitiam que qualquer um do "banco" se levantasse para pregar?.
Nas sinagogas qualquer um de bom testemunho podia ler os rolos da Lei.
Porém essa informação responde somente a uma parte da pergunta.
Quando se sabe de antemão que uma pregação é de caráter notadamente informativo, ninguém tem nada que se levantar para pregar no lugar daquele que é o detentor da informação.
Ou seja, o apóstolo Paulo não dava a liberdade da pregação para mais ninguém, pois era justamente ele que levava a informação, o Evangelho.
Porém tinha seus cooperadores (aqueles varões que o ajudavam) para pregar onde ele não estivesse presente.

E é claro que devemos honrar aos mais antigos no ministério, como aliás é a nossa doutrina oficial.
Então, as exceções dependem exclusivamente da Vontade de Deus.
Quando Ele manda, também recomenda.

Se um dos pequeninos - como exceção - se levantar "na frente do ancião" e isso for realmente da parte de Deus, o próprio ancião será o primeiro a reconhecer tal fato e certamente não fará nada em contrário - pelo contrário, agradecerá a Deus pela preparação.

A Palavra porém não deve ser alvo ou instrumento de "aventuras" e "brincadeiras".

O povo em geral não sabe "peneirar" as preciosidades, e um afoito qualquer que se levantar desnecessariamente irá trazer mais tristeza que alegria para a igreja e para o ministério.
Por isso é necessária muita prudência e muito zelo, o que às vezes leva algumas pessoas a imaginar que "o Ministério está prendendo a Obra".
Não se trata disso.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Nov 10, 2011 4:31 am

Gurgel escreveu:
Luiz Flavio N. Facci escreveu:A Paz de DEUS esteja conosco. O Ancião que está presidindo deve oferecer a Palavra somente aos outros Anciãos, aos Cooperadores Oficiais desta ou de outras localidades (pois estes dois é que são do Ministério da Palavra). Aos Diáqconos também, pois são servos ungidos de DEUS. Mas para "tomar" a Palavra de um Ancião, só outro Ancião ou Diácono (por ser ungido).
Será que os pregadores dos tempos primitivos da Igreja permitiam que qualquer um do "banco" se levantasse para pregar?. Essa é a minha opinião. DEUS nos abençoe. Luiz Flavio.

Irmão Luiz Até onde eu sei (me corrijam se eu estiver errado), atualmente (já há alguns anos) os novos anciães e diáconos ordenados, não são mais ungidos. Então essa teoria de tomar a palavra se um ancião, só outro ancião por ser ungido não parece ter sentido. Quer dizer que os novos anciães podem ter a palavra "tomada" por um cooperador porque não são mais ungidos?
Eu não sabia que anciãos e diáconos não são mais ungidos.
Mesmo assim, continuo achando (achismo) que só anciãos e diáconos podem "tomar" a palavra de um ancião.
A responsabilidade de um ancião e a de um diácono são maiores, por isso eles são ordenados (mesmo que não haja unção), enquanto que cooperadores (sem desfazer desses Servos de DEUS) são apenas apresentados.
Com isso quero dizer que as missões são diferentes, e que a missão do Cooperador é auxiliar o Ancião.
Bem, como sempre, não sei me explicar direito.
Vou tentar mais uma vez.

O que eu mais quero dizer é o seguinte: o meu achismo seria uma regra geral, para evitar eventuais distorções. Mas sem nos esquecermos de que existem exceções, e essas exceções serão decididas unicamente pelo Ancião que está dirigindo o culto.

Resumo: cuidado e prudência são muito bons. E as regras servem para que existam o cuidado e a prudência.

Gurgel escreveu:Essa opinião do irmão é um achismo, ou o irmão ouviu de alguém?
Resposta: é achismo, Irmão Gurgel, achismo puro.
Alguém poderá dizer: "Luiz, você não deve colocar no Forum achismos seus, eles não interessam a ninguém.", ao que eu contraporei: "Eu sei disso, que não interessam a ninguém, mas se eu não falar o que penso, se eu não falar os meus achismos, como é que aprenderei? Aí vou continuar com eles o resto da minha vida."

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Tião em Qui Nov 10, 2011 5:24 am

APDD. Irmãos, esta coisa de um cooperador não poder "tomar" a palavra de um ancião não existe. O que existe é um respeito, uma consideração por parte dos cooperadores e dos cooperadores de jovens e menores para com os anciães, pricipalmente para com os mais antigos. Em Campinas os anciães (pelo menos os que eu conheço) oferecem a palavra para os cooperadores de jovens e até insistem. Eu já ví muitos cooperadores e cooperadores de jovens levantar na palavra na frente do ancião e este se sentar para ouvir. Afinal, se é Deus que revela a palavra para um cooperador, o ancião vai fazer o que? Vai mandar sentar? Se o ancião tiver a guia de Deus ele vai se sentar e ouvir a pregação pela boca do cooperador.
Aquí em Campinas tem um cooperador de jovens de 24 anos de idade, já congreguei na comum dele e o ancião (26 anos de ministério) que atende aquela região oferece a palavra pra ele e insiste.

Tião

Mensagens : 52
Data de inscrição : 13/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qui Nov 10, 2011 5:30 am

A Paz de DEUS.
Boa colocação, Irmão Tião.

Mas repare que fica tudo sob a guia que DEUS dá ao Ancião sobre como proceder.

O que eu tenho tentado explicar é que acho errado alguém pensar: "A Palavra é revelada por DEUS e eu tenho o direito de pregá-la no púlpito e tenho o direito de fazê-lo, e pronto."

Bem, nem assim estou conseguindo me explicar (rs).

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Jovem Musico em Qui Nov 10, 2011 9:58 am

Na minha região pode!
Aliás temos um diácono que quando Deus revelou a palavra para ele a primeira vez ele era irmão de banco, nem músico ele era!
Deus revelou várias vezes a palavra para ele e eram muito edificantes, passados acho que quase um ano levantaram ele para diácono e hoje é um diácono muito bom e humilde e Deus sempre revela a palavra para ele.

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Nov 10, 2011 6:33 pm

Essa questão não pode ser vista apenas pelo seu lado teórico.
Cada vez mais temos de estar atentos, vigilantes, e debaixo da guia de Deus.
Portanto na prática tudo é factível.
E, é claro, assim como nós, também os anciães precisam "recarregar suas baterias".
Os dons de Deus estão espalhados também no meio do povo, e é muito bom quando eles se manifestam por vias inesperadas, debaixo da comunhão perfeita.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  izaias em Qua Nov 16, 2011 11:09 am

Martins em Ter Nov 08, 2011 8:15 am
Irmão Sérgio Teixeira.
A Paz de DEUS.
Responda-me a seguinte pergunta:
Num santo culto presidido por um Ancião, pode o nosso DEUS revelar a palavra a um irmão que não tenha ministério,
porém que tenha um bom testemunho e um determinado tempo de caminho?

Em primeiro lugar quero humildemente pedir perdão ao nosso irmão Sergio, por me infiltrar neste tópico, já que a pergunta foi dirigida especialmente a ele.
Entretanto lendo algumas postagens de “outros” não poderia eu ficar calado.
Acontece que de acordo com os ensinamentos do ministério na doutrina pregada na CCB; os cultos devem ser primeiramente atendidos pelo Ancião, caso não haja este na congregação, pode ser pelo Cooperador ou Diácono e também de Jovens.
Estes foram confirmados em oração e colocados para exercer este ministério, tudo o que for feito deve ser regido pelos mesmos.
Entretanto existe no decorrer dos cultos a chamada hora da “Palavra”, ou “Revelação da Palavra”, o momento especial que DEUS irá falar com seu povo.
Ora, a Palavra é de DEUS, é ele quem revela e escolhe o pregador, sendo esta de exclusivo poder de DEUS; então ele pode sim escolher algum irmão e até irmã para ser usada (o) e o que estiver no atendimento deve estar totalmente na comunhão para ter o discernimento de saber se é verdadeiramente o Espírito de DEUS.
Lamentavelmente existe em nosso meio este “ciúme” do púlpito e então aquele que está na presidência acha que só ele é o portador do Espírito Santo.
Entretanto, caso irmãos sem ministério (de banco) tem por costume ser usado por DEUS em pregações; este deve orar constantemente para que este mesmo DEUS o revele ao ministério e que seja confirmado também para o atendimento dos serviços espirituais.
A verdade verdadeira é que o ministério em geral acha isto errado e obedecem ao que está escrito: - E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguem à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de DEUS, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Efésios 4 (11-14).
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 66
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Revelação da Palavra

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum