Congregação Cristã e Construções: estilos alternativos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Congregação Cristã e Construções: estilos alternativos

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qua Ago 24, 2011 10:48 pm



Saudações Cristãs,

Prezados...





Com a abrupta retomada da construção civil e a alta imobiliária, a aquisição de terrenos ou áreas adequados à execução de "projetos-padrão" tornou-se uma desafiadora empreitada. Valores acima da média, localizações perimetrais, comprometimentos de ordem topográfica, entre outros.


Diante disso, nossas Administrações Locais têm se deparado com uma relativa dificuldade no que concerne às atuais construções, sobretudo, em razão de suas configurações e/ou estrutura. Ora, o "Manual Técnico - Construções" prevê que nossos edifícios (e demais recintos) apresentem-se sob uma disposição retangular e/ou aquadradada, primando-se, assim, pela simetria e proporções.


Ocorre, porém, que a disponibilidade de áreas (mormente nos grandes centros urbanos) sob os critérios propostos, encontra-se um tanto escassa.


Assim sendo, tem parecido adequado às diversas representações Administrativas Locais - em análise conjunta - explorar possibilidades arquitetônicas outras, sem contudo comprometer nossos tradicionais e já consolidados paramêtros.


A exemplo disso, temos algumas casas de oração já concluídas e cuja receptividade (por parte de sua membresia local) demonstrou-se satisfatória. Algumas, caracteristicamente triangulares e outras ainda parcialmente verticalizadas.


Alguns esboços e projetos ainda tramitam, aguardando-se sua deliberação ou indeferimento. Fato é, que matérias-primas diversas (incluindo-se aquelas ambientalmente corretas) já se encontram em estágio experimental ou "probatório".






Projeto diferenciado / aproveitamento de área triangular

São José dos Campos / São Paulo





Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson


Última edição por "Ekklésia Christiana" em Qui Ago 25, 2011 2:16 pm, editado 1 vez(es)

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Congregação Cristã e Construções: estilos alternativos

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Ago 25, 2011 1:01 pm

- Devem ser evitadas (tanto quanto possível) construções em esquina, pois perde-se grande metragem.

- Para aproveitar melhor a acústica, os templos devem ser mais "quadrados" que "compridos".

- Ao construir nas imediações de cursos d'agua, deve-se ter o cuidado de guardar a distância mínima de 50 metros a contar da margem até o terreno.
No entanto, quando houver curva no curso d'água, esses 50 metros são contados a partir do meio da curva e não da margem. (Eu no entanto recomendaria veementemente jamais construir nada perto de cursos d'água, visto que 50 metros é muito pouco em caso de enchente. Em Friburgo as águas de um riozinho tranquilo avançaram centenas e centenas de metros, e atingiram grande altura).

-Aqui no Rio de Janeiro, nossos arquitetos conseguiram um aproveitamento integral do terreno, com excelente ventilação, construindo até os limites laterais, porém sem abrir janelas, e utilizando-se do recurso da ventilação frontal que se escoa em direção ao final do terreno.
Trata-se de uma solução legal e bastante engenhosa, mas que algumas prefeituras, a seu critério, poderão ou não aprovar. E se for mal feito, a igreja ficará "abafada".

Quero deixar dois comentários que a meu ver são importantes:

1- Uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual). O uso de capacetes, luvas, óculos, botas, etc., além de obrigatório, pode significar a diferença entre um "pequeno susto" e um "acidente fatal".
Tem muita gente no meio da irmandade que gosta de ajudar nas construções, mas que acha que isso "atrapalha".
Uma das primeiras coisas que aprendemos com o Mestre, parafraseando Isaías é "não tentarás o Senhor teu Deus".

2- Ao erigir as paredes, deve-se sempre fazer isso juntamente com as instalações hidráulica e elétrica, evitando assim desperdiçar material.
Ainda temos construções onde são feitas inicialmente as paredes, e depois tem-se de quebrar para passar os canos e posteriormente quebrar outra vez para passar os conduítes e a fiação.
Consideremos que 100 tijolos não são de todo "caros", porém o dinheiro da irmandade é sempre curto e portanto deve ser economizado.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum