Sobre o uso do Véu.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sobre o uso do Véu.

Mensagem  izaias em Qua Ago 24, 2011 12:20 pm

Sobre o uso do Véu.

Véu. Tecido com que se cobre qualquer coisa. Tecido transparente com que as mulheres cobrem a cabeça e/ou o rosto em determinadas circunstancias. Mantilha de freira. Manto de seda que o padre põe nos ombros ao ter de empunhar a custodia ou transportar os cibórios que contem hóstias consagradas.

Mensagem constante nos ensinamentos da Congregação Crista no Brasil.
O véu no AT não era um "pedaço de pano" ou "lencinho" em cima do cabelo, mas envolvia toda a cabeça, o que incluía o rosto, cobrindo-o.

Êxodo 26 (33) Pendurará o véu debaixo dos colchetes, e levarás para dentro do véu a arca do testemunho; este véu vos fará separação entre o lugar santo e o santo dos santos.


O véu era uma cortina interna feita como o primeiro conjunto geral, que ainda subdividia o ambiente, fazendo separação entre o santuário e o lugar santíssimo. O véu foi pendurado à cerca de 9m da entrada do tabernáculo.
Quando Paulo apóstolo escreveu a carta aos Coríntios, não lhes escreveu por mero capricho, mas para dar-lhes ensinamentos com os quais todos podiam achegar-se mais próximo do Senhor. I Coríntios 11 (1). Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo.
Se Paulo queria que o povo o imitassem, é claro que ele mesmo cumpria exatamente aquilo que ensinava. E o povo com toda certeza aceitava de bom grado os seus ensinamentos como podemos comprovar logo em seguida.

I Coríntios 11 (2) E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.
Vamos analisar aqui esta frase que Paulo escreveu aos Coríntios.
Paulo louvava aos seus irmãos de Corinto, pois eles se lembravam de Paulo em tudo; quando se diz tudo, isto significa que nada fica de fora. E os coríntios retinham os preceitos. Paulo não inventou essas verdades, mas transmitiu preceitos cristãos estabelecidos em seu ensinamento apostólico. Traduzindo estas palavras em seus sinônimos temos:
Reter: verbo, ter ou manter firme, segurar com firmeza; Guardar em seu poder (o que é de outrem). Conservar, manter. Impedir o movimento ou fluxo, de saída: impedir de sair: deter, Reprimir, conter. Conservar na memória.
Preceito: Regra de proceder; Norma, Ensinamento, doutrina- Prescrição, determinação.
Não existe nenhuma dúvida que se Paulo sendo imitador de Cristo pede que os Corintos o imitem também; claro está que nós que somos contemporâneos na fé, temos que acatar também o mesmo estilo do Apóstolo Paulo. Sendo, portanto nós hoje, imitadores de Cristo e de Paulo.

I Coríntios 11 (3) Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo o homem, e o homem a cabeça da mulher; e DEUS a cabeça de Cristo. (4) Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.
Aqui já podemos ver claramente, TODO HOMEM, não está especificado apenas os homens de Corinto, mas TODO HOMEM. E se o homem não cumpre este ensinamento doutrinário que Paulo escreveu, está DESONRANDO A JESUS CRISTO, o qual é a cabeça de todo varão. Vamos ver o que significa: Desonra: falta ou perda da honra, descrédito. Desonrado: sem honra. Desonrar: ofender a honra de; infamar, violar, praticar ato desonroso.
Na verdade o que temos é que Paulo foi usado por DEUS para ensinar aos Corinto de como as mulheres devem apresentar-se na igreja.
I Coríntios 11 (3~16) refere-se a uma compreensão adequada dos princípios da Criação e dos costumes sociais coríntios. Adão e Eva foram criados mutuamente independentes (v.11), juntos eles criaram a humanidade de maneira completa. O gênero e propósito de sua criação revelam a gloria de DEUS (v.7) e a liderança de Cristo (v.3). Além disso, a mulher é a gloria do varão (v.7), pois ela foi criada como sua companheira apropriada (v.9) e foi dotada uma natureza de igualar-se em seu papel (v.15).
Essas verdades da criação tornaram-se associadas ao costume social de a mulher cobrir a cabeça, mesmo em culturas pagãs. Tanto a verdade espiritual permanente quanto o hábito cultural temporal fazem entrar então, nesse tópico, a essência do qual não se trata da cobertura física, mas do ser interno submisso da mulher, especialmente em relação ao seu marido.
Uma mulher que se apresentasse com a cabeça descoberta em público era considerada perdida e imoral, I Coríntios 11 (5-6). O cabelo descoberto ou rapado poderia simbolizar uma condição de perdida ou impura, Levitico 14 (8-9); Números 5 (18). Portanto esses versículos enfatizam a desgraça da insubmissão de uma mulher em adoração publica.

I Coríntios 11 (10) Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.
Os anjos representam a esfera espiritual podem referir-se aos esforços de seres demoníacos caídos motivando ao orgulho e a investir em si mesmos, sempre que puderem inspirar arrogância. O termo também pode estar relembrando a autoridade original que se perdeu no Jardim do Éden por Eva estar “descoberta”, isto é, ela agia independente de Adão. Naquela época, a autoridade e acesso privilegiados deles foram perdidos, Genesis 3 (24).
Por trás do simbolismo de usar o véu está o reconhecimento da necessidade da humanidade de mostrar submissão à autoridade divinamente nomeada se for para se recobrar o domínio perdido, Genesis 1 (28). A verdadeira autoridade vem através da submissão, e tanto os homens quanto as mulheres, maridos e esposas, devem aprendê-la, Efésios 5 (21).

I Coríntios 11 (14) - Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?
Não é primariamente, o comprimento do cabelo que está sendo julgado, mas o cabelo visto como um adorno. O homem reflete diretamente a glória de DEUS e ele não precisa de nenhum outro adorno ou “cobertura”, exceto Jesus Cristo (v.7).
O enfeite está em ordem, mas atenção enfeitada e indevida à aparência externa trai a verdadeira masculinidade e focaliza falsamente no eu, ao invés de em Cristo, a cabeça do homem.
Entre os homens judeus era comum uma cobertura para a cabeça. Tal como conhecemos que ainda hoje usam em diversos países do Oriente médio. Entre os judeus não havia problemas no uso do cabelo comprido para os homens, visto que até mesmo foi instituída por DEUS, a lei dos Nazireus, onde os mesmos não passavam navalha na cabeça.
Números 6 (1~6). E alguns homens judeus até mesmo tinham o costume de usarem uma cobertura material para a cabeça. Levítico 16 4; Ezequiel 24 17; Daniel 3 21. Portanto não há muito que discutir sobre o homem ter que orar ou profetizar com a cabeça descoberta. Mas alguém pode dizer que Paulo quis ensinar os homens de Corinto a não usar véu. Com certeza não foi isso. O que Paulo aqui diz é que não pode o homem usar nenhuma cobertura sobre a sua cabeça, no momento em que estivesse orando ou profetizando. Vamos ver o que significa:
Orar: fazer oração, discursar em público; dirigir oração a; pedir, suplicar, rogar. Não precisamos explicar mais que isto, pois todos sabem por que oramos e a quem nós oramos. Agora vamos ver o que significa:
Profetizar: Predizer; Anunciar como profeta; vaticinar; prever, pressagiar. Poderíamos alongar esta análise, mas seria somente para comprovar outros ensinamentos e outras coisas em que acreditamos. Como exemplo o dom da profecia. Mas aqui estamos tratando sobre o ensinamento do uso do véu.
E no caso das mulheres judias havia ocasiões em que elas precisavam raspar os cabelos, isso sem haver nenhuma implicação moral. Levítico 13 (29~33).

I Coríntios 11 (5) - Mas toda a mulher que ora ou profetiza com a cabeça descoberta, desonra a sua própria cabeça, porque é como se estivesse rapada.
Esta é a polêmica, em que os que se dizem sábios e entendidos, torcem a interpretação para a sua própria perdição e a de outros. Neste verso, por enquanto não está nos mostrando que tipo de cobertura a mulher deixa de usar. Se a mulher desonrar a sua cabeça que é o varão, o qual tem por sua cabeça a Cristo, está cometendo duas vezes a desonra. Por duas vezes a mulher está ofendendo a Cristo. Duas vezes está violando o que está determinado. Vamos ver o que significa o fato de que é como se a mulher estivesse rapada. Rapar: Tosquiar. Tosquiar: cortar rente o pelo e/ou cabelo. Cortar: dividir com instrumento de gume, separar uma parte de um todo com instrumento cortante, suprimir- encurtar, interromper.
Portanto temos a interpretação correta desta frase:
“PORQUE É COMO SE ESTIVESSE TOSQUIADA OU COMO SE ESTIVESSE COM O CABELO CORTADO RENTE”.
Rente: próximo, vizinho, pela raiz ou pelo pé. Então seria da seguinte forma:
“COMO SE ESTIVESSE COM O CABELO CORTADO PELA RAIZ OU PELO PÉ OU PROXIMO DO COURO CABELUDO”.

I Coríntios 11 (6) Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu.
Neste verso o apóstolo está dizendo sobre cobrir a cabeça com o véu. Não como muitos confundem o véu sobre a cabeça com o véu para tapar o rosto. Aqui o véu está sendo posto como um sinal sobre a cabeça da mulher, e não para tapar ou esconder algo. Pois mediante algumas insinuações, em que escreveram artigos contra a igreja, várias pessoas que os escreveram quiseram acusar que as irmãs que servem a DEUS, são mulheres consideradas prostitutas gregas.
É uma pena que homens tais, sejam cegos e réprobos no entendimento, pois usam de subterfúgios para defender seus desvarios.
Vamos descrever aqui alguns trechos bíblicos que usam para atacar e negarem o uso do véu.
Rebeca e Tamar.

Gênesis 24 (64) - Rebeca também levantou seus olhos, e viu a Isaque, e desceu do camelo. (65) E disse ao servo: Quem é aquele homem que vem pelo campo ao nosso encontro? E o servo disse: Este é meu SENHOR. Então, ela tomou o véu e cobriu-se.
Será que Rebeca cobriu-se com o véu no propósito de esconder o seu rosto para Isaque?
De maneira nenhuma. Aqui está comprovado que ela corresponde claramente ao que lemos em I Coríntios 11 (3). Rebeca honrou a sua própria cabeça, pois se cobriu com o véu demonstrando o ato de submissão ao varão, do qual ela seria esposa.

Gênesis 38 (14) - Então ela tirou de sobre si os vestidos da sua viuvez e cobriu-se com o véu, e envolveu-se, e assentou-se à entrada das duas fontes que estão no caminho de Timna, porque via que Selá já era grande, e ela não lhe fora dada por mulher. (15) - E vendo-a Judá, teve-a por uma prostituta, porque ela tinha coberto o seu rosto. - (16) E dirigiu-se a ela no caminho, e disse: Vem, peço-te, deixa-me possuir-te. Porquanto não sabia que era sua nora. E ela disse: Que darás, para que possuas a mim? (17) - E ele disse: Eu te enviarei um cabrito do rebanho. E ela disse: Dar-me-á penhor até que o envies? (18) - Então ele disse: Que penhor é que te darei? E ela disse: O teu selo, e o teu cordão, e o cajado que está em tua mão. O que ele lhe deu, e possuiu-a, e ela concebeu dele. (19) - E ela se levantou, e se foi e tirou de sobre si o seu véu, e vestiu os vestidos da sua viuvez.
Temos aqui o uso do véu por duas mulheres, porém em sentido totalmente diferente. Tamar agiu tal como uma prostituta, pois se disfarçou tal como uma. E colocou o véu no rosto, no ato de tapar, esconder, dissimular, para que Judá não a reconhecesse. Isto é bem distinto e diferente de Rebeca, que cobriu a cabeça e não o rosto.

Êxodo 34 (33) - Assim que Moisés acabou de falar com eles, pôs um véu sobre o seu rosto. (34) - Porém, entrando Moisés perante o SENHOR, para falar com ele, tirava o véu até sair; e, saindo, falava com os filhos de Israel o que lhe era ordenado. (35) - Assim, pois, viam os filhos de Israel o rosto de Moisés, e que resplandecia a pele do seu rosto; e tornava Moisés a pôr o véu sobre o seu rosto, até entrar para falar com ele.
O resplendor do rosto de Moisés simbolizava a aceitação de sua liderança por parte de DEUS, em contraste com a rejeição anterior por parte de Israel. Não temos o motivo pelo qual Moisés velava o seu rosto. Paulo diz que era para que os Israelitas não pudessem ver o fim de seu esplendor temporário. II Coríntios 3 (13).
Existe alguma semelhança do véu que Moisés usou, com o véu que Paulo escreveu aos coríntios?
Sem dúvida alguma podemos dizer que não há semelhança alguma. Moisés colocava um véu sobre o rosto, pois o povo via que seu rosto resplandecia e tiveram medo de aproximar-se dele. Claro está que Moisés cobriu o seu rosto no ato de ocultar o brilho que resplandecia de seu rosto. Na verdade ele fez aquilo sem nenhum sentido cerimonial.
Paulo ainda falou sobre isso em II Coríntios 3 (13)- E não somos como Moisés que punha um véu sobre a sua face para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim, daquilo que era transitório.

I Coríntios 11 (7) - O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de DEUS, mas a mulher é a glória do homem.
Neste verso pode-se notar que o apóstolo escreveu uma determinação, em que é dever do homem em não cobrir a cabeça, pois o varão é a imagem e glória de DEUS. Isto; sabemos muito bem, pois está escrito. Gênesis 1 (26).
O espírito de submissão, em que uma mulher reconhece voluntariamente a responsabilidade de liderança do marido perante DEUS é um ato de fé. A Bíblia em lugar algum “submete” ou subordina as mulheres aos homens, geneticamente. A esposa deve aceitar o cuidado e autoridade do marido, vivendo de modo a honrá-lo. A beleza do caráter e a suavidade do espírito de tal mulher serão preciosas a DEUS e ao seu marido. Portanto o homem não deve orar ou profetizar com a cabeça coberta.

I Coríntios 11 (13) - Julgai entre vós mesmos: é decente que a mulher ore a DEUS descoberta?
A mulher ora a DEUS que é sobre todos, tanto homem como mulher. I Coríntios 11 (9). Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, mas a mulher por causa do homem. Verso (10) Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos. Este é o significado da mulher ter que cobrir a cabeça quando orar.

I Coríntios 11 (14) - Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?
Se o homem tiver cabelo crescido, ou seja, além do normal para um homem lhe é desonroso.
Entre os judeus os homens que usava deixar o cabelo crescer era somente quando praticavam o voto de nazireu; que significava no AT, judeu que se consagrava ao serviço de DEUS e levava uma vida de pureza, abstinência e ascetismo, física e espiritualmente. A palavra grega traduzida "em lugar de" ou "em vez de" ("anti") transmite a ideia de substituição, ela é usada para indicar que uma pessoa ou coisa é, ou deve ser substituída por outra, então temos que "o cabelo foi dado em lugar de véu".

I Coríntios 11 (15) - Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
Portanto aqui não há o que discutir, a mulher cristã deve ter o cabelo crescido, que cresceu, desenvolvido, grande, considerável.
Quanto ao fato de que o cabelo lhe foi dado em lugar de véu, Paulo não se contradiz com o que escreveu nos versos anteriores. Apenas reforça que independente de estar orando ou não, a mulher deverá ter o cabelo crescido, pois o mesmo servirá em lugar de véu. Da mesma forma se a mulher cortar o seu cabelo continuadamente para que o mesmo não cresça então esta não precisará nem sequer usar o véu. Pois estaria desonrando a sua própria cabeça. De outra forma, podemos dizer que se o cabelo substitui o véu na mulher, seria necessário o homem viver sempre com a cabeça rapada.
Estando a mulher com seu cabelo crescido, isto lhe servirá de véu, para os momentos em que ela não estiver orando ou profetizando. Para que onde quer que esteja, o cabelo lhe seja o sinal de poderio. Tal como Paulo disse:

I Coríntios 11 (16) Mas, se alguém quiser ser, contencioso; nós não temos tal costume, nem as igrejas de DEUS.
avatar
izaias

Mensagens : 165
Data de inscrição : 12/05/2011
Idade : 65
Localização : Capital - São Paulo - SP

Ver perfil do usuário http://izanor@ig.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o uso do Véu.

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Ago 31, 2011 11:44 pm

Pois mediante algumas insinuações, em que escreveram artigos contra a igreja, várias pessoas que os escreveram quiseram acusar que as irmãs que servem a DEUS, são mulheres consideradas prostitutas gregas.
É uma pena que homens tais, sejam cegos e réprobos no entendimento, pois usam de subterfúgios para defender seus desvarios.

Esse assunto do véu é bastante delicado e importante, mas também bastante simples:
Em Corinto havia por um lado as tais "mulheres de cabeça rapada" que não eram propriamente prostitutas (eram ex-sacerdotisas do templo de Afrodite) mas se comportavam como tal, com lascívia e indecência. Agora convertidas ao evangelho, viviam uma vida nova e precisavam de um véu para cobrir a cabeça, ainda desprovida dos cabelos compridos, para não parecerem mulheres devassas e indignas da misericórdia de Deus.
Por outro lado, havia as mulheres virtuosas que tinham a obrigação social de usar penteados muito elaborados, e que igualmente precisavam usar um véu para não parecerem vaidosas diante do Senhor.
Eram portanto dois extremos em uma só cultura.



Vejam que um capitel coríntio imita os penteados das mulheres virtuosas de Corinto.




E aqui está o esquema de uma coluna jônica, imitando os penteados da mulheres de Jônio.

avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o uso do Véu.

Mensagem  Admin em Qui Set 01, 2011 2:39 pm


Prezados irmãos e demais participantes




Consideramos que o tema proposto já se encontra visivelmente saturado ou estagnado.

As posições teológicas acerca do véu e seu uso dividem-se, basicamente, em duas:


I - Histórico-culturalista

II - Litúrgico-doutrinária


A primeira sugere que a orientação apostólica encontre-se restrita ao contexto descrito (Corinto - séc. I E.C.), ao passo que a segunda vem a revestí-la de um caráter disciplinar-doutrinário, conferindo-lhe um alcance ou abrangência universais.


Ora, tendo em vista que a quase totalidade dos segmentos oriundos do denominado "Movimento Pentecostal Ítalo-americano" (incluindo-se a estes as "Assemblee di Dio in Itália") acata a presente determinação como se tratando de uma medida disciplinar-doutrinária e, portanto extra-cultural, parece-nos coerente supor que sua integral observância disponha de apostólico aval.


Deste modo - e a fim de não nos sobressaltarmos com questões já fadadas a um rudimentar estágio - procederemos ao encerramento do presente tópico.




Gratos pela compreensão,

A Administração.


Admin
Admin

Mensagens : 113
Data de inscrição : 11/05/2011
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário http://ccbsemcensuras.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o uso do Véu.

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Set 01, 2011 10:27 pm

Quanto a mim, não me importo com as tais "posições teológicas".
Já deixei de ser teólogo há muitos anos para ser simplesmente obediente a Deus.
A verdade nem sempre está do lado das teorias dogmáticas.
A verdade é o que é, e não o que se pretende que seja.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o uso do Véu.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum