Sobre o adultério

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sobre o adultério

Mensagem  Jovem Musico em Qua Ago 10, 2011 1:17 pm

Já ouve casos de adultério aqui na minha comum e normalmente (pelo menos aqui) os irmãos do ministério aconselha a não separar. Bom, cada um tem sua opinião própria sobre se perdoaria ou não perdoaria uma situação como esta. Mas aconselhar a ficar é uma coisa bastante complexa pois biblicamente isto pode ser errado.

Teve um caso de um irmão que devido os "conselhos" perdoou a irmã (ou melhor ex-irmã) mas o casamento durou alguns anos de forma precária e por fim terminou de vez. Recentemente aconteceu outro caso assim, mas neste ultimo o irmão não quis a irmã de volta de jeito nenhum.

Leiam o trecho abaixo.

(I Corintios 6)
15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo.
16 Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.
17 Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
18 Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.


No meu entender prostituta e meretriz não é apenas as que fazem por necessidade (dinheiro) mas as que fazem com quem não é casada também poderia ser considerada "prostituta" pois fazem para saciar um mero prazer.
Indo por esta lógica, uma adúltera também pode ser considerada "prostituta iniciante". As pessoas separam estas situações pelo fator "cobra" ou "não cobra" mas eu não penso assim. Ou seja, prostituta, adúlteros e fornicários para mim estão separados apenas por "ponto de vista", e se depender do meu ponto de vista é tudo a mesma coisa.

Conclusão: Aceitar uma adúltera é também aceitar "fazer corpo com ela" pois em um casamento são "dois em uma só carne" (Matheus 19:6) e também "Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo"

Conforme os argumentos acima, concluo que não é certo aconselhar a ficar com uma adúltera. Se o irmão ou a irmã traído(a) resolver perdoar seu parceiro isto deveria partir de sua opinião própria e o ministério não deveria interferir.

o que acham? faz sentido?

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  TheuWinch em Qua Ago 10, 2011 2:52 pm

Aqui quando ocorre adultério, eles aconselham a se separar...
Se a pessoa traída quiser continuar, perde a liberdade.
Pelomenos aqui é assim!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  Irmão CCB em Qui Ago 11, 2011 12:27 pm

Irmão Jovem musico, a Bíblia trata o adultério como prostituição por também o que o irmão diz é o que a Bíblia julga, quanto a dar conselho para permanecer casados não é Bíblia por isso os irmão de ministério devem abstercem de dar conselho, exceto se DEUS assim o quiser, exemplo: o traidor estiver amargamente arrependido ( pois quando ha arrependimento verdadeiro, nunca mais se torna ao mal que antes cometeu ) e houver filhos ou outras almas envolvidas que poderão ser polpada de um mal ainda maior se não houver separação, ou seja, todo conselho ou conduta é bem sucedida se toma na luz da Palavra e na guia do Espirito Santo.


Disse Theuwinch:
"Aqui quando ocorre adultério, eles aconselham a se separar...
Se a pessoa traída quiser continuar, perde a liberdade.
Pelomenos aqui é assim!"


Irmão Theuwinch, como disse antes, não devemos entervir na separação do casal pois não ha respaldo Bíblico para está imposição, menos Bíblico ainda é tirar a liberdade do ofendido, o irmão deve estar um pouquinho mal informado ou os ministros da igrejas de onde você Congrega, estão errando e errando feio por falta de conhecimento.


Última edição por Josafá Agra em Qui Ago 11, 2011 12:38 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Irmão CCB

Mensagens : 123
Data de inscrição : 14/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  TheuWinch em Qui Ago 11, 2011 2:24 pm

Irmão, aqui na minha cidade é assim!
Eu discordo disso!
Quem tem que resolver é o casal!
Teve o caso de uma irmã organista que veio de outra Cidade, ela com o Esposo e as filhas, e ela estava tocando aqui, até que descobriram que o Esposo dela cometeu Adultério, e como ela quis continuar, queriam tirar o Ministério de Organista e a liberdade!
Porém a Examinadora daqui disse que "Ela iria tocar sim"
E aqui o Ministério fica meio "Cabreiro", eles parecem que tem medo da Examinadora
kkkkkkkk
E aí a irmã ficou tocando...!

avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Ago 13, 2011 7:18 pm

Porventura não está escrito com todas as letras que "os adúlteros Deus os julgará"?
Por que é então que temos nós que julgar também?

Outra: Prostituição é uma coisa, Adultério é outra totalmente diferente.
Ambos são pecados, porém com significados diferentes:

- Uma pessoa que adultera, o faz em relação estrita ao concerto que tem com seu cônjuge. Um adúltero engana ao seu cônjuge. Falsifica o relacionamento. É portanto infiel aos seus próprios votos de fidelidade.

- Uma pessoa que se prostitui, entrega-se em troca de algum benefício, praticamente "vende-se" ou "aluga-se".
Por isso, nem sempre quem se prostitui está cometendo adultério, pois existe a possibilidade de seu cônjuge eventualmente concordar com isso (???).

Porém a pior forma de prostituição é a prostituição da própria alma, quando o indivíduo deixa de ser fiel a Deus para seguir as sugestões do inimigo desta Obra em troca de favores, dinheiro, posição social, coisas assim.
E o pior dos adultérios é o adultério no que tange à fidelidade para com Deus, para com seus preceitos e para com o que Ele espera da cada um de nós.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  THEODORO em Seg Ago 15, 2011 5:50 am

Jovem Musico escreveu:Já ouve casos de adultério aqui na minha comum e normalmente (pelo menos aqui) os irmãos do ministério aconselha a não separar. Bom, cada um tem sua opinião própria sobre se perdoaria ou não perdoaria uma situação como esta. Mas aconselhar a ficar é uma coisa bastante complexa pois biblicamente isto pode ser errado.

Teve um caso de um irmão que devido os "conselhos" perdoou a irmã (ou melhor ex-irmã) mas o casamento durou alguns anos de forma precária e por fim terminou de vez. Recentemente aconteceu outro caso assim, mas neste ultimo o irmão não quis a irmã de volta de jeito nenhum.

Leiam o trecho abaixo.

(I Corintios 6)
15 Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo.
16 Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.
17 Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
18 Fugi da prostituição. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo.


No meu entender prostituta e meretriz não é apenas as que fazem por necessidade (dinheiro) mas as que fazem com quem não é casada também poderia ser considerada "prostituta" pois fazem para saciar um mero prazer.
Indo por esta lógica, uma adúltera também pode ser considerada "prostituta iniciante". As pessoas separam estas situações pelo fator "cobra" ou "não cobra" mas eu não penso assim. Ou seja, prostituta, adúlteros e fornicários para mim estão separados apenas por "ponto de vista", e se depender do meu ponto de vista é tudo a mesma coisa.

Conclusão: Aceitar uma adúltera é também aceitar "fazer corpo com ela" pois em um casamento são "dois em uma só carne" (Matheus 19:6) e também "Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que se prostitui peca contra o seu próprio corpo"

Conforme os argumentos acima, concluo que não é certo aconselhar a ficar com uma adúltera. Se o irmão ou a irmã traído(a) resolver perdoar seu parceiro isto deveria partir de sua opinião própria e o ministério não deveria interferir.

o que acham? faz sentido?


Caro irmão,

No exemplo que voce deu do marido traido, o que aconteceu ali foi simplesmente que o irmão "perdoou" apenas pela influência de outros, ou seja, ele não perdoou nada. Eu acredito que não é fácil uma situacão dessas, muitos amam mais o seu parceiro do que a si mesmo e aceitam até uma traicão eu não sei o que eu faria, mas, a palavra de Deus é clara deixando livre o traído para continuar casado ou não. Deus abencoe.

THEODORO

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qua Ago 17, 2011 4:59 pm

Que a Paz de DEUS esteja em nossos corações.
E de nossas famílias.
Jovem Musico, no post inicial escreveu:Já ouve casos de adultério aqui na minha comum e normalmente (pelo menos aqui) os irmãos do ministério aconselha a não separar. Bom, cada um tem sua opinião própria sobre se perdoaria ou não perdoaria uma situação como esta. Mas aconselhar a ficar é uma coisa bastante complexa pois biblicamente isto pode ser errado.
Conselho não é imposição.
Portanto, se um cônjuge ofendido não se separa do infiel, ele o faz por sua própria decisão.
Quantos conselhos contra e a favor ele não terá recebido? E todos esclarecendo que pela Palavra de DEUS ele pode se separar, mas não é obrigado a se separar?
Por que decidiu por um deles, o de não se separar? Porque assim ele o decidiu.

Se um irmão ou irmã nessa situação me procurasse para um conselho, eu diria:

"Irmão, pela Bíblia DEUS dá o direito de você se separar, mas não te obriga. Terá de ser uma decisão exclusivamente sua. Mas não se deixe levar pelo tal do "amor", procure dentro de suas forças ser o mais racional possível. Se achar que deve buscar, busque o conselho de DEUS na Palavra, na Igreja. DEUS não erra. Mas essa busca deve ser com prudência. Não vá você esperar que a Palavra esteja de acordo com o que você quer, para depois dizer que DEUS te falou. Não! Busque confirmações e talvez até sinais. Se achar que não quer buscar a Palavra, você já tem o conselho na Bíblia, pode se separar ou pode não se separar. Tome sua decisão com firmeza e assuma a responsabilidade. Eu não tenho conselho para te dar, mas tenho apenas uma opinião: Não se separe. Dê mais uma chance para ela. Sabe por quê? Porque a salvação de uma alma é a coisa mais importante do mundo. Se você se separar, você está livre para casar de novo, mas ela não está. Ela pecou, sim, mas toda vez que se deitar com outro estará repetindo o pecado. E, mesmo que se case no civil com alguém, estará em adultério. Será uma adúltera. Considere que ela pecou, mas não é necessariamente uma pecadora. Ela adulterou, mas não será necessariamente uma adúltera. Livrá-la da situação de pecadora ou adúltera está em tuas mãos. Se fizeres assim por amor a uma alma eterna, quem sabe o SENHOR não te abençoará? Agora, esteja pronto, pois você vai sofrer. Sofrer com ciúmes, e o que é pior, com desconfianças. Isso não pode acontecer. Não tenha desconfianças. Dê o voto de confiança total. O mesmo DEUS que te vê, vê todo o Universo. Você vai sofrer muito com isso, e vai sofrer também porque o povo do mundo te olhará como "corno". Muito sofrimento, mesmo. Mas não ligue para nada, lembre-se de que você é um Servo de DEUS e esse DEUS te protege e te abençoa. Se você tem filhos, mais uma razão para não se separar. E lembre-se de que quando Nosso SENHOR JESUS diz que perdoemos a nosso Irmão, ele não especificou em qual tipo tipo de transgressão devemos perdoar, então que seja em todos. Mas lembre-se, pois vou repetir: a decisão final é tua. Se der certo, glorifique a DEUS; se der errado assuma a responsabilidade da sua decisão. DEUS te abençoe."

Querida Irmandade, não quero me meter a "santo". Pra falar a verdade, não sei se eu nessa situação seguiria os meus próprios conselhos. E espero que nunca venha a saber.

Jovem Musico, no post inicial escreveu:No meu entender prostituta e meretriz não é apenas as que fazem por necessidade (dinheiro) mas as que fazem com quem não é casada também poderia ser considerada "prostituta" pois fazem para saciar um mero prazer.
Indo por esta lógica, uma adúltera também pode ser considerada "prostituta iniciante". As pessoas separam estas situações pelo fator "cobra" ou "não cobra" mas eu não penso assim. Ou seja, prostituta, adúlteros e fornicários para mim estão separados apenas por "ponto de vista", e se depender do meu ponto de vista é tudo a mesma coisa.
o que acham? faz sentido?
Irmão, me perdoe, mas acho que não faz sentido não.
Acho que isso força um pouco a barra do que está escrito.
Prostituta é prostituta ($) e pode se converter a DEUS.
Adúltera (casada) é infiel ao marido.
Ambas são pecadoras, isso sim.
Mas a adúltera pode ser tirada dessa situação pelo próprio marido, aceitando-a novamente. Ela adulterou, mas, aceita de volta, deixa de ser adúltera, deixa de ser pecadora. Fica na situação (que ninguém tem nada com isso) de ter um dia adulterado.
Quando alguém adultera, quebra a cláusula fundamental do casaamento, que é a fidelidade.
Mas DEUS não obriga o ofendido a se separar, ou seja, ele pode perdoar. E aí está de novo o contrato em vigor.
Quanto ao juízo final, quanto à salvação de cada alma, só DEUS, o verdadeiro Juiz dirá.
Que DEUS nos abençoe, nos proteja e nos livre do mal, a nós todos e a nossas famílias.
Luiz Flavio.

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  cuxita em Qui Ago 18, 2011 11:48 am

Irmãos ando bastante desanimado com este fórum mas esta postagem me fez postar novamente, I. Flávio DEUS te abençoe. Vemos que a salvação de uma alma é muito importante, quando uma alma se arrepende os anjos fazem festa no céu e na morte de uma alma DEUS não se alegra. Se houve prejuízo, vergonha mas há a possibilidade da alma se salvar, tomemos esta decisão. Imaginamos quando na eternidade tivermos conhecimento pleno da verdade e sabermos que nós ajudamos uma alma a se salvar, ao invés de ter sido extinta no lago de fogo junto do diabo e do inferno. Bem sabemos que o inimigo luta para roubar a nossa salvação e o adultério, a fornicação, a mentira, a feitiçaria, etc... são algumas das ferramentas que ele usa para enlaçar uma alma e nós as vezes não percebemos que não se trata de uma guerra pessoal mas uma guerra em que está em jogo as nossas almas.
Faço minha as palavras do irmão Flávio, não sei se teria forças para agir desta maneira, mas isto é ter o caráter de Cristo, temos que exercer a longanimidade, afinal de contas não cantamos o hino " Igual ao Mestre eu desejo ser ..."?

cuxita

Mensagens : 65
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Ago 20, 2011 9:55 am

Mensagem cuxita em Qui Ago 18, 2011 12:48 pm
Irmãos ando bastante desanimado com este fórum mas esta postagem me fez postar novamente, I. Flávio DEUS te abençoe. Vemos que a salvação de uma alma é muito importante, quando uma alma se arrepende os anjos fazem festa no céu e na morte de uma alma DEUS não se alegra. Se houve prejuízo, vergonha mas há a possibilidade da alma se salvar, tomemos esta decisão. Imaginamos quando na eternidade tivermos conhecimento pleno da verdade e sabermos que nós ajudamos uma alma a se salvar, ao invés de ter sido extinta no lago de fogo junto do diabo e do inferno. Bem sabemos que o inimigo luta para roubar a nossa salvação e o adultério, a fornicação, a mentira, a feitiçaria, etc... são algumas das ferramentas que ele usa para enlaçar uma alma e nós as vezes não percebemos que não se trata de uma guerra pessoal mas uma guerra em que está em jogo as nossas almas.
Faço minha as palavras do irmão Flávio, não sei se teria forças para agir desta maneira, mas isto é ter o caráter de Cristo, temos que exercer a longanimidade, afinal de contas não cantamos o hino " Igual ao Mestre eu desejo ser ..."?
Não desanime. Do jeito que o forum está hoje em dia, temos cada vez mais a oportunidade de praticar o Amor Fraternal, a Justiça e o aprendizado das coisa santas.
Se outras pessoas não querem fazê-lo, não percamos o nosso ânimo por isso.
Que Deus nos abençoe a todos.


avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sobre o adultério

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum