Quando você se casou...!?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Ter Jul 19, 2011 4:21 pm

Pura curiosidade, gostaria de saber...!
Com quantos vc se casou?
Você casou apaixonado?
Casou com alguém da CCB?

Não levem a mal, tenho 16 anos e gostaria de saber essas informações...!
Quem quiser responder aí,e tbm acrescentar algo, avontade...!

A paz de Deus á todos!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Jovem Musico em Qui Jul 28, 2011 1:57 pm

Casei com 24 anos, mas na verdade eu não ligava muito para namoro ( falo isto porque hoje em dia as pessoas namoram cedo ), eu gostava de tocar em tocatas, na época que existiam os "floreados" eu até escrevia partituras para fazer "floreados clássicos" junto com muitos músicos. Foi uma época legal até proibirem os "floreados". Como você tem 16 anos acho que não faz ideia do que seja a palavra "floreado" mas tudo bem.
Depois vieram os DVDs, bate papo, Orkut, os Games ai ninguém quis mais saber de tocatas e logo depois desta época eu namorei e casei com uma irmã que mais tarde descobri que ela a muito tempo gostava de mim e ela pediu para Deus fizesse com que eu me interessasse por ela.
Enfim, fui o primeiro namorado dela e ela a minha primeira namorada e nos casamos e "vivemos felizes para sempre".

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Sex Jul 29, 2011 8:05 pm

Particularmente não sou totalmente contra o floreado desde que se restrinja às tocatas.
O que não está certo de forma alguma é florear na orquestra, durante a execução dos hinos consagrados para súplicas e louvores a Deus. De uma certa forma, isso até ajudaria o músico novato a aprender.
Tocar não é apenas soprar, esfregar cordas ou apertar teclas. Tem de haver algum sentimento, alguma arte inserida nesse contexto.

Contudo, não fui eu quem fez a doutrina (ou o tópico de ensinamento), portanto não vou contender contra ela. Mas reservo-me o direito de ter a minha própria opinião, ainda mais que não sou nem jamais fui músico na CCB (embora já tenha sido músico profissional "lá no mundão", de 1965 até 1986).

Vou mais além: Acho eu que o instrumento que se usa para tocar louvores a Deus não deve jamais ser usado para tocar músicas de natureza mundana. Essas são coisas que eu observaria para mim mesmo, e não que esteja transmitindo nenhuma doutrina nova, ou achando que outras pessoas deveriam agir assim.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Sab Jul 30, 2011 7:36 am

Hey, Jovem Músico
Tbm sou Músico, sou violinista, e tem alguns floreados nas tocatas, mas nada demais...!
Aqui já teve mto quando eu tinha meus 13/14 anos...!
Interessante o que vc falou sobre o namoro...
Hey Sérgio Teixeira, você saiu um pouco do foco da tópico
rsrs
Paz de Deus!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Jul 30, 2011 10:46 am

Irmão TheuWinch:

Realmente saí um pouco do assunto, porém com o intuito de ilustrar algos sobre "tocatas", que em algumas localidades são combatidas por servos do ministério como se fossem um dos maiores pecados do mundo. Infelizmente ainda existe esse tipo de exagero em nosso meio, porém a culpa não é da Congregação em si, e sim das pessoas.

Eu me casei aos 42 anos de idade (!!!), e jamais havia sequer ouvido falar na CCB - ou achava que nunca tinha ouvido falar. Tanto eu quanto minha mulher éramos apenas "criaturas de Deus".

Ela, sem religiosidade alguma, e frequentando esporadicamente alguns centros espíritas onde diziam que ela era "medium" e que tinha de se "desenvolver".

Eu, naquela época era um orgulhoso sacerdote de "outra religião oriental" (que felizmente não adota o celibato) e jamais me passou pela cabeça ser um "crente" (era assim que eu rotulava os cristãos evangélicos).

Minha mulher foi testemunhada desta Graça, passou a congregar e um dia voltou para casa batizada e feliz da vida. Assim, "do nada"...
Só que com isso arranjou um inimigo ferrenho durante um ano inteiro, pois eu achava que para alguém simplesmente sair de casa e voltar batizado isso seria sinal de loucura e inconsequência.
E eu lançava sobre ela (com sentença) que "batismo é uma coisa muito séria".

Mal sabia que era o próprio Espírito Santo de Deus falando comigo mesmo.

Após um ano de grande sofrimento de minha mulher, eu fui um dia assistir ao batismo em nossa congregação central, na qualidade de mero curioso, e com o coração cheio de ironias.
Nesse dia aconteceram algumas coisas na minha vida e quando dei por mim, eu mesmo era a quarta pessoa a obedecer. O espírito de curiosidade e de ironia ficou sepultado naquelas águas.

Já naquele dia, com o corpo ainda úmido (pois não me havia enxugado direito) ouvi do Senhor em meu coração aquilo que seria a minha missão nesta Obra, a de ser o "cachorrinho do rebanho", aquele que muito embora não seja compreendido, combate o lobo com ferocidade, não deixa a ovelhinha se desgarrar do rebanho e se deita aos pés do Sumo Pastor.

Infelizmente não nasci em um lar que fosse totalmente condizente com esta Obra, mas Deus sabe de todas as coisas.
Passei a minha vida toda "sentido pena" dos "evangélicos", pois os achava excessivamente ingênuos e manipuláveis, e até ignorantes.
O fato de ter sido um sacerdote por muitas vezes me atrapalhou de compreender certas coisas que as pessoas mais símplices entendem mais rapidamente (acho que foi por isso que o Mestre foi arranjar os seus discípulos no meio daqueles pescadores "casca grossa" no Mar da Galiléia, e não no meio dos doutores da lei).
Ms Deus tem tido muita misericórdia e sobretudo paciência comigo.

Quanto a estar apaixonado, acho que hoje estou sim apaixonado de verdade por minha mulher.
(Bem, posso falar à vontade, pois ela não navega na internet)...
Quando me casei, realmente gostava muito de minha mulher, mas hoje as coisas são um tanto diferentes e bem melhores. O "gostar" passa a ter maior valor, em todos os sentidos.
E acho mais importante e gratificante estar apaixonado agora depois dos 60 anos de idade que na época em que nos casamos.
Nosso lar foi construído debaixo de muita luta e consequentemente de muitas vitórias.
E sempre batalhamos juntos, em nome do Senhor.
Ora, não vivemos somente na carne ou somente no Espírito.
Mas tanto no Espírito quanto na carne o Senhor tem sido conosco.

Tenho notado que a mocidade atual tem procurado outros valores, diferentes, em seus relacionamentos.

Entenda-se que um relacionamento moldado pelo cristianismo é para sempre, e que não aceita essas desculpas de "incompatibilidade de gênios" e outras alegações.
Moisés instituiu a carta de divórcio, mas a lei ditada pelo próprio Deus é a de que o casamente é uma instituição indissolúvel.

Devemos ter em mente que nossos cônjuges, com o tempo, irão perder gradativamente o "formato" de seus corpos, e que portanto o corpo não é tudo (se bem que seja muitíssimo importante).

Sexo entre um casal constituído segundo os parâmetros cristãos, deve ser uma coisa natural e agradável para ambos e deve ser uma descoberta constante.
Por isso não se deve ir de acordo com os conselhos do mundo, que apresenta uma "receita de bolo" imposta sobre o casal, que tenta experimentar todas as "receitas" e no final acaba ficando frustrado.

Sexo é sobretudo intimidade, entrega, e descoberta constante, e o prazer por ele proporcionado tem de durar para sempre (por isso as "receitas de bolo" não funcionam).
Tem de ser totalmente consentido, e nenhuma das partes deve prevalecer.
As regras de convívio é o próprio casal que determina, entre quatro paredes. E esse convívio, assim como a própria instituição do casamento tem de ser santo, considerado e respeitado como tal.
O leito de um casal cristão é puro, imaculado.
Tudo o que o casal ali praticar, o será com as bênçãos de Deus. Por isso deve ser santo.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Seg Ago 01, 2011 7:43 pm

Irmão Sérgio, fiquei curioso agora...
O que o irmão quis dizer com "Tenho notado que a mocidade atual tem procurado outros valores, diferentes, em seus relacionamentos. "?
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Ago 02, 2011 10:12 pm

A mocidade não pensa na estabilidade que deve ter o casamento, e no seu real conjunto de finalidades:
- Procriação;
- Constituição de uma azienda (um conjunto de bens materiais e também espirituais) que lhes permita ter uma longa vida com o conforto necessário;
- Respeito mútuo;
- Colaboração;
etc.
Ou seja, tenta-se substituir tudo isso por prazeres exclusivamente de natureza carnal, e ainda segundo "receitas", "tutoriais" e "aconselhamentos" conseguidos no mundo.
Ao fazer isso, deixam de aproveitar o verdadeiro prazer do sexo sob santificação, julgando que tal coisa seja "impossível".
Sexo segundo o mundo é coisa volátil. Segundo a Guia de Deus, porém, é eterno e abençoado.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Luiz Flavio N. Facci em Qua Ago 03, 2011 7:08 am

A Paz de DEUS esteja em nossos corações.

Estou com 69 anos e alguns meses.
Aos 54, fiquei viúvo.
Eu tinha colocado "56" confundindo com o ano do acontecimento "1996".
O certo é 54.Nasci em 1942.


Muito cedo pelas manhãs, ficava no quintal, andando pra lá e pra cá, chorando lágrimas verdadeiras diante de DEUS, dizendo: "SENHOR, o que faço? Eu preciso de uma companheira, mas não conheço nenhuma Irmã solteira, nem viúva. Não sei mais me insinuar para nenhuma mulher, não sei paquerar. SENHOR, prepara uma para mim, por amor a JESUS CRISTO."

Não entrarei nos detalhes, porque a história é muito longa.
Mas DEUS preparou e rapidamente (para mim foi de um modo verdadeiramente milagroso).
Casamo-nos sem qualquer amor de nenhuma das partes.
Foi um contrato que fizemos diante de DEUS (mas com casamento civil, claro, por causa da nossa doutrina).
Exatamente dez anos depois, tive um sonho, e nesse sonho ficou confirmado uma coisa de que eu já desconfiava há muito tempo: eu tinha passado a amar a minha esposa, com o correr dos anos.

Adotei a minha filha (da minha esposa) e temos um filho de 13 anos biológico.
Somos extremamente felizes e unidos.

Claro que no início tivemos alguns aborrecimentos (alguns até muito sérios), mas dou graças a DEUS que me fez compreender uma coisa: separação e divórcio são pecados.
Aconteça o que acontecer, estaremos juntos até o fim de nossas vidas.

E estamos vivendo, com muita paz, amor, união, eu procurando servir a DEUS e minha esposa servindo realmente.

Com a minha primeira esposa, fui casado por 29 anos.

Irmãos, a melhor mulher do mundo é a própria esposa de cada um - por pior que seja! (rs).
A sua esposa é ruim? (assim pensa você
Troque por outra.
Ai você vai descobrir que a outra também é ruim.
Troque por outra ... e assim sucessivamente.

E aí você terá cometido um pecado irreversível e será um adúltero infeliz, todo esfacelado em termos de família.

Muito melhor servir a DEUS, né?

Ame a sua esposa, respeite-a, perdoe-a quando ela, em aflição, te ofender.
Principalmente, peça perdão a ela, quando você a ofender.

DEUS nos abençoe.
Luiz Flavio.


Última edição por Luiz Flavio N. Facci em Qua Ago 03, 2011 8:00 am, editado 1 vez(es) (Razão : Trocada idade de 56 para 54 (nasci em 1942))

Luiz Flavio N. Facci

Mensagens : 551
Data de inscrição : 12/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Ago 03, 2011 10:21 am

Um casamento é necessariamente feito de alguns ajustes, de alguma discussão, de algum questionamento, de aparar muitas arestas.
Minha mulher é totalmente diferente de mim, em praticamente tudo; Nossos pensamentos eventualmente divergem, porém sempre chegamos a um bom acordo.
E sempre acontecem situações onde um "pisa no pé do outro". São as chamadas rusgas, que passam tão rapidamente que a gente nem percebe, e depois se tornam motivo de riso.
E é exatamente isso que equilibra bastante as coisas.

Por aqui somos muito unidos, porém conservamos uma grande independência em pequenas coisas.
Por exemplo, eu faço café de um jeito, ela faz de outro; Eu faço arroz de um jeito, ela faz de outro.
Conheço pessoas que discutiriam simplesmente por causa disso, pretendendo que sua própria forma de fazer fosse a única que é correta.

Temos de considerar as características das pessoas como "características" e não como "defeitos".

Um cônjuge é a pessoa mais amiga que temos por perto. E muitas vezes despejamos o nosso excesso de carga nervosa exatamente em cima das pessoas amigas - no caso o próprio cônjuge.
Portanto, ambos têm de ter desenvolvida essa capacidade de absorção, de compreensão, de apoio incondicional. De sermos "pára-raios" uma vez ou outra.
E o Mestre já nos dizia para sermos como as criancinhas (no sentido de não ter medo, de não guardar rancor, de sermos simples).

Sei que por vezes sou muito chato, mas Deus concedeu a ela o dom de "me aturar" com bastante paciência...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Qua Ago 03, 2011 11:24 am

"Dom de aturar"
Gostei Irm. sérgio
rsrs
Então analisando tudo de verdade, Amor Verdadeiro se constrói, correto?
E o resto são paixões infantis!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Qui Ago 04, 2011 8:08 pm

O amor preexiste, mas deve haver uma "manutenção perioódica".
Precisa ser conservado com zelo, adornado, enriquecido.

O amor é como um bastão de finíssimo cristal. Além de ser limpido e belo, é muito resistente, desde que não seja submetido a esforços laterais ou baques.
Se necessário, deve-se fazer bastante esforço individual para que não se quebre jamais, pois uma vez quebrado, não tem cola que dê jeito. A marca ficaria para sempre.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Sab Ago 06, 2011 4:54 pm

Aqui os jovens casam em média aos 22 anos!
E aí na cidade, ou comum de vocês?

Qual é +/- a média?
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  THEODORO em Seg Ago 15, 2011 9:26 am

TheuWinch escreveu:Pura curiosidade, gostaria de saber...!
Com quantos vc se casou?
Você casou apaixonado?
Casou com alguém da CCB?

Não levem a mal, tenho 16 anos e gostaria de saber essas informações...!
Quem quiser responder aí,e tbm acrescentar algo, avontade...!

A paz de Deus á todos!

Caro irmão,

Eu casei com uma serva de Deus organista, de bom testemunho, não busquei a palavra, mas, apesar de ter casado totalmente sem condições financeiras, hoje o Senhor me abençoou financeiramente, tenho três lindos filhos (são bonitos mesmo), não mereço tudo o que tenho, mas, uma coisa que eu sempre tive foi o desejo de estar na casa do Senhor e lhe conhecer. Deus lhe abençoe!!!

THEODORO

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Ago 15, 2011 2:26 pm

No tocante a "buscar a Palavra" é necessário bastante cuidado para a nossa própria ansiedade não falar na frente de Deus.
A Obra de Deus é sempre perfeita em si mesma, e não requer arremates de qualquer espécie.

Tenho presenciado alguns casos de pessoas que interpretam erradamente a resposta da Palavra.
Inclusive um jovem que interpretou como sendo "confirmação para namoro" uma Palavra em "O vale dos ossos secos"...

Nossa ansiedade faz com que ouçamos apenas aquilo que desejamos ouvir, e isso não é bom..
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Seg Ago 15, 2011 5:05 pm

kkkkkkkkkk
Interpretou o vale dos ossos secos (Ezequiel 37) com uma confirmação de namoro!
Ri muito aqui!
Na verdade na bíblia diz que devemos buscar em oração, ou seja, pedir confirmação para Deus em oração!
Bom, creio que seja assim!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Seg Ago 15, 2011 11:55 pm

Mas são vários os casos curiosos.
Teve um que foi buscar a Palavra para mudar de profissão e de cidade, e ali encontrar a sua eleita.
Na exortação, foi dito explicitamente "não abandone o ministério que eu te dei", "fique onde eu te coloquei", "espere com paciência que a tua vitória virá no tempo certo" e ainda "se fosse para sair de onde você está e mudar de vida da forma como você planejou eu teria dito antes 'vai que eu sou contigo"", etc.
Pois de tudo isso ele só entendeu o "vai que eu sou contigo"...
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Ter Ago 16, 2011 7:47 am

kkkkkkkkkkkk
Cara, ri muito aqui viu!
Então, qual a idade média em que os jovens se casam aí?
Ao Theodoro, casou-se com quantos anos?
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Ago 16, 2011 8:41 am

Não sei avaliar a idade média com que os jovens se casam aqui no Rio de Janeiro.
Acho que por volta dos 20 anos (os moços), sendo as moças geralmente mais jovens que isso.
Sei que essa é uma informação muito vaga e previsível, mas pelo que tenho observado, é só até onde eu consigo chegar.
De qualquer forma, não existe ninguém que esteja casado desde a Idade Média (rsrs).
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Jovem Musico em Ter Ago 16, 2011 3:36 pm

TheuWinch escreveu:Hey, Jovem Músico
Tbm sou Músico, sou violinista, e tem alguns floreados nas tocatas, mas nada demais...!
Aqui já teve mto quando eu tinha meus 13/14 anos...!
Interessante o que vc falou sobre o namoro...

Que bacana que ainda se existam as tocadas pois aqui foram extintas junto com os floreados. Agora toco mais em casa, pois tenho um piano e faço playbacks para um irmão de outra cidade pois ele gosta de gravar CDs, mas só isto pois os irmãos que floreava comigo alguns hoje são encarregados e outros anciões (eu não sou do ministério) e o resto só toca agora na igreja.

Referente sua pergunta: Você casou apaixonado?
Sim, e minha esposa também pois ela já gostava de mim antes de eu me interessar por ela. Não pediu para mim, nem mandou recado ou bilhetinho, ela apenas pediu para que Deus preparasse e preparou. A cada dia que passa sou cada vez mais apaixonado por ela. Para mim a palavra "casados" é o mesmo que "eternos namorados".

Referente a confirmação:
Na minha opinião a melhor confirmação é da família, tanto que eu não pedi confirmação para casar e vivemos muito bem. Se os pais da noiva gostam do noivo e os pais do noivo gostam da noiva e (óbvio) os dois se gostam, já está mais do que confirmado.

Vou causar polêmica:
Não sou de causar polêmica, mas vou contar aqui um caso muito interessante que ocorreu. Minha irmã queria casar com um irmão, mas ambas famílias não aprovavam o namoro devido muita briga e os dois não se acertavam no namoro. Até que chegou um dia quando já estavam noivos eles decidiram que não dava mais e resolveram se separar.
Teoricamente se eles não se dão bem, e se não são casados (estavam noivos e não casados) então não haveria problemas de separar pois não são casados. Porém como ela era auxiliar de jovem os irmãos disseram que se ela separasse então ela perdia a liberdade (e ele perdia também por ser músico), por ela ter namorado, noivado e depois separado.
Resultado ela casou, as brigas continuaram e eles se separam, só não perderam a liberdade porque não se separaram no papel e ambos não procuraram outra pessoa. Mas moram inclusive em cidades diferentes e bem longe um do outro.

Ai eu questiono ? Vocês acham que está correto em os irmãos de ministério ter impedido de eles se separarem quando ainda eram noivos? Pois se ainda não eram casados porque estava errado de se separarem e evitar um erro maior e que mais tarde cometeram em casar sem gostar um do outro ?
Segundo argumento do ministério ia ser muito feio a separação pois ela era auxiliar de jovem, só que eles não pensaram no que ia acontecer no futuro.

Vocês acham que o ministério agiu certo ou errado ?

Jovem Musico

Mensagens : 90
Data de inscrição : 26/07/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Ter Ago 16, 2011 3:54 pm

Ai eu questiono ? Vocês acham que está correto em os irmãos de ministério ter impedido de eles se separarem quando ainda eram noivos? Pois se ainda não eram casados porque estava errado de se separarem e evitar um erro maior e que mais tarde cometeram em casar sem gostar um do outro ?
Segundo argumento do ministério ia ser muito feio a separação pois ela era auxiliar de jovem, só que eles não pensaram no que ia acontecer no futuro.

Vocês acham que o ministério agiu certo ou errado ?
A resposta é óbvia:
Se tivessem agido estritamente sob a guia de Deus tudo teria dado certo, pois Deus sempre soube como fazer as coisas com perfeição (pelo menos é isso que temos constatado até os dias de hoje).
Acontece que o velho homem tem sempre que dar palpite na obra de Deus.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  TheuWinch em Ter Ago 16, 2011 5:55 pm

Agiram totalmente errado!
Eu não tenho mta paciência pra esses tipos de "Irmãos"
A vida é dos 2, os 2 é quem decidem!
avatar
TheuWinch

Mensagens : 120
Data de inscrição : 26/06/2011
Idade : 22
Localização : Ilhéus- Bahia

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Ago 17, 2011 8:38 am

A melhor maneira de saber se estamos certos ou errados é quando o resultado de nossa intervenção dá certo ou quando não dá certo.

A coisa é extremamente simples:
Deus não falha, a Sua obre é perfeita e não deixa arestas, não dá margem a arremates.
E mesmo quando existe alguma tristeza momentânea, ao final há sempre uma explosão de algria, de contentamento, de felicidade.
Porém quando metemos a nossa mão onde não somos chamados, sempre há algum fracasso, algum prejuízo, alguma tristeza, algum constrangimento.

Portanto, é essa a nossa melhor ferramenta de medição, se estamos ou não sintonizados com o espírito de Deus.
Resta portanto a nós termos a humildade de reconhecermos e confessarmos ao Pai o nosso erro e de pedirmos com sinceridade o Seu perdão.
Isso é como que uma regra para todos nós, sem exceção, sem falsos privilégios.

Se desejarmos em nosso coração levar doutrina diante do povo, que essa tal doutrina que professamos seja para dar vida e saúde espiritual, para edificar e elucidar, e jamais para abater, constrangir, menosprezar, lançar jugo ou peso ou apenas para fazer valer uma falsa autoridade.
Falsa sim, já que nosso único intercessor é o Senhor Jesus o Cristo, que afinal foi o único que deu toda a sua vida e até sua morte por nós e conosco dividiu essa grande filiação ao Pai tornando-nos a todos seus irmãos, e chegando ao cúmulo de dividir conosco a sua própria primogenitura.

Portanto não é lícito a nenhum de nós pretendermos de alguma forma usurpar o Seu lugar.

Uma boa leitura neste momento seria o primeiro capítulo da Primeira Epístola Universal do Apóstolo São João.

avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando você se casou...!?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum