Islamismo: o desafio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Islamismo: o desafio

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Seg Jun 27, 2011 11:40 am



Saudações Cristãs,

Amados...





Eis que os olhares se voltam a Meca. Os mais recentes dados relativos ao quadro religioso mundial, reiteram parecer expresso desde meados da década de 80: o islamismo assume a dianteira.


Contando, atualmente, com a cifra de 1,8 bilhão de adeptos, sobrepõe-se ao aglomerado católico romano (1, 115 milhões), cujo "Ano Jubilar" (2000) celebrou-se já em posição secundária*.


Deixando seu tradicional eixo (Oriente Médio / Ásia Menor / Norte e Nordeste africano ), o "islã" expande-se a largos passos rumo ao Extremo Oriente e Europa. Em diversas metropóles européias, a presença de imponentes minaretes (1) já contrasta com as demais edificações locais (2). Episódios polêmicos como a suspensão do uso do véu islâmico (ar.: transl.: “hijab”) por parte das autoridades laicas francesas, demonstram o quão acelerada se encontra a sua infiltração e/ou implantação, bem como a resistência desta decorrente.


Os Estados Unidos da América (majoritariamente protestante e, em menor escala católico romano) de igual modo, evidenciam uma considerável vulnerabilidade para com o islã e sua cruzada expansionista. Mesmo após o trágico ataque ocorrido em 11 de setembro de 2001 (World Trade Center), tem-se registrado uma isolada, porém, significativa adesão entre as distintas classes (socioeconômicas) norte-americanas.




África: a menina dos olhos



Com a acentuada estagnação e declínio católico romano em seus habituais nichos (Europa e America Latina), suas "frentes missionárias" voltam-se à África e sua potencial "clientela". Agrupamentos humanos ainda tribais ou em estágio subdesenvolvido constituem seu alvo. E, embora, tendo apresentado um substancial aumento em sua percentagem atualizada, deparara-se com um oponente a altura: o islamismo. Acredita-se que as próximas décadas venham a testemunhar um significativo número de conflitos entre ambas às alas.


O Protestantismo, por seu turno, seguindo-se na “algibeira” do “catolicismo missioneiro”, amplia seu raio de ação em toda a África Ocidental e, em menor escala, em sua porção Oriental ou Leste.




Congregação Cristã e Islamismo



Conforme sabemos, a presença da CONGREGAÇÃO CRISTÃ em territórios majoritariamente muçulmanos é relativamente recente. Sua implantação deve-se, sobretudo, aos empreendimentos missionários levados a cabo pelo evangelista e Ancião Floravante Cortês (ou Cortese) e demais colaboradores.


Encontramo-nos presentes em praticamente todo o Oriente Mediterrâneo, não obstante, em alguns deles ainda em condição extraoficial (razão pela qual não figuram em nosso Relatório e publicações congêneres).


O número de aderentes ou neoconversos de origem islâmica, não é tão raro quanto se supõe. Aliás, a resistência muçulmana (segundo algumas narrativas) é inferior àquela comum aos adeptos do Judaísmo.


Uma vez instalados em toda a faixa oriental-mediterrânea e subcontinente indiano, resta-nos a vasta região compreendida entre estes. Irã, Iraque, Arábia e circunvizinhanças constituem o epicentro de toda a estrutura filosófica-cultural islâmica.


Protestantismo, Catolicismo Romano e Ortodoxo Oriental têm sido cruelmente vitimados pela hostilidade muçulmana. Daí, a necessária precaução quanto ao evangelismo em seus domínios.

_______________________________________________________________________________________

*CIA World Factbook / World Network of Religious Futurists / U.S. Center for World Mission

(1) espécie de torres-faróis nas quais o "almuadem" profere as cinco convocações diárias (à prece).

(2) Colônia (Alemanha) e Londres (Inglaterra) abrigarão as maiores mesquitas muçulmanas de toda a europa. Atualmente, a protestante Roterdã (Holanda) assume a primeira posição (maior mesquita européia - inaugurada em 2010).







Atenciosamente,

“Em Caridade”

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islamismo: o desafio

Mensagem  Sergio Teixeira em Sab Jul 02, 2011 9:33 am

Irmão Ednelson:
Nos Estados Unidos o crescimento do islamismo se deve sobretudo à má qualidade do cristianismo ali praticado, às grande injustiças sociais e ao notável abandono a que estão sujeitas as classes sociais menos favorecidas.
Por incrível que pareça, o Catolicismo ali apresenta uma qualidade cristã bem melhor que nos segmentos evangélicos (protestantes) que dominam quantitativamente o território norteamericano.
Isso porque os católicos ali são católicos de fato, e cumprem fielmente com as coisas normais do catolicismo, enquanto os evangélicos são geralmente formais, vão à igreja somente uma vez por semana (muitas vezes apenas para cumprir uma agenda social) e não se preocupam em por em prática os ensinamentos do Mestre Jesus, o Cristo.
Aqui, por exemplo, apenas 18% dos que se declaram católicos pelo menos vão à missa aos domingos (dados do IBGE). Os 82% restantes, nem isso. Apenas alegam ser católicos, por terem sido batizados quando ainda crianças.
No Estados unidos as classes sociais menos favorecidas se sentem oprimidas, por não terem chances na sociedade contemporânea. Há dificuldade em conseguir emprego, moradia, alimentação, assistência médica. As portas estão sempre fechadas para essas classes sociais.
Aí entra o Islam ("O Discurso") com sua pregação de igualdade para todos, o que lhes dá perspectivas, esperança e um novo alento. Portanto é natural que pessoas acorram em grande número para o movimento islâmico, já que o "cristianismo" (entre aspas) não as tem ajudado em nada.
avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islamismo: o desafio

Mensagem  "Ekklésia Christiana" em Qua Jul 06, 2011 3:07 pm


Saudações cristãs,

Irmão Sérgio, prezado...




Coerentes ponderações.




Atenciosamente,

"Em Caridade"

Irmão Ednelson

"Ekklésia Christiana"

Mensagens : 497
Data de inscrição : 18/05/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islamismo: o desafio

Mensagem  Sergio Teixeira em Qua Jul 06, 2011 6:02 pm

Infelizmente o número de adeptos de uma religião específica - ou de uma denominação religiosa - não espelha fielmente a qualidade de tal religião ou denominação sob o ponto de vista espiritual.
A maioria das pessoas tem a sua frequência à igreja como um mero acontecimento social, e escolhe suas denominações como se fossem times de futebol ou uma outra agremiação qualquer.

É muito raro um evangélico declarar-se como sendo "de Cristo".
Normalmente ele é "da congregação", ou "da igreja tal do pastor fulano".

O Mestre Jesus pregou para grandes multidões, porém pouquíssimos foram os realmente convertidos.
A maioria queria ver a novidade, o movimento, os milagres, até mesmo ouvir a pregação, mas não adotá-la no seu dia a dia.
E houve até quem a recusasse de imediato, julgando-a "excessivamente dura".

Em suma, as pessoas - da mesma forma que na política - vão atrás de quem promete mais, quem tem o melhor espetáculo, o melhor "amusement".
Tecnologia, cores, movimento, luxo, isso é o que as multidões efetivamente buscam nos templos.

Para satisfazer as multidões, tem de haver espetáculo.
A Alma, contudo, alimenta-se de coisas muito simples, específicas, e diferentes de tudo isso.

Talvez por isso esteja escrito que muitos são os chamados, e poucos os escolhidos.

avatar
Sergio Teixeira

Mensagens : 1144
Data de inscrição : 12/05/2011
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islamismo: o desafio

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum